OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNA HPB - PowerPoint PPT Presentation

op es de tratamento cir rgico hipertrofia prost tica benigna hpb n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNA HPB PowerPoint Presentation
Download Presentation
OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNA HPB

play fullscreen
1 / 73
OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNA HPB
399 Views
Download Presentation
valora
Download Presentation

OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNA HPB

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICOHIPERTROFIA PROSTÁTICA BENIGNAHPB Prof. Gilvan Neiva Fonseca Chefe do Serviço de Urologia HC / FM / UFG

  2. HPB - TRATAMENTO CIRÚRGICO Indicações formais: • Sintomas acentuados persistentes após tratamento clínico • Insuficiência renal • Retenção urinária aguda • Uretero-hidronefrose • ITU recorrente • Hematúria macroscópica refratária • Incontinência paradoxal

  3. HPB - TRATAMENTO CIRÚRGICO Indicações relativas: • Sintomas moderados • Litíase e divertículo vesicais • Resíduo urinário significativo • Fluxo reduzido

  4. Opções terapêuticas: Cirurgia aberta Procedimentos minimamente invasivos HPB - TRATAMENTO CIRÚRGICO Suprapúbica: transvesical Retropúbica: cápsula / Millin Perineal

  5. PROSTATECTOMIA ABERTA • Vias suprapúbica transvesical, retropúbica e perineal • Grandes adenomas (> 80 / 100 g) • Divertículos vesicais associados • Grandes cálculos vesicais • Hérnias • Anquilose dos quadris

  6. PROSTATECTOMIA ABERTA • Taxas mais elevadas de melhoria dos sintomas e do exame de fluxometria • Maiores índices de morbimortalidade Campbell’s Urology – 9th Edition

  7. PROSTATECTOMIA ABERTA • CONTRA-INDICAÇÕES • Próstatas pequenas • Câncer de próstata • Grandes cirurgias pélvicas anteriores

  8. PROSTATECTOMIA ABERTA Via suprapúbicatransvesical (PTV) • Abertura ampla da bexiga / reparos • Lobo médio • Divertículos de bexiga • Grandes cálculos de bexiga • Fuller (1895), Freyer (1896)

  9. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  10. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  11. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  12. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  13. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  14. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  15. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  16. Prostatectomia suprapúbica transvesical (PTV)

  17. PROSTATECTOMIA ABERTA Via retropúbica (Millin) • Van Stockum (1909), Terence Millin (1945) • Abordagem direta espaço de Retzius • Sem abertura da bexiga

  18. Prostatectomia retropúbica (Millin)

  19. Prostatectomia retropúbica (Millin)

  20. OPÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO HPB Opções terapêuticas: Procedimentos minimamente invasivos • Prostatectomia com KTP (laser) ou Holmium laser • Eletrovaporização (VTUP) • Prostatectomia transuretral (RTUP) • Prostatotomia • Ablação por agulhas (Transurethralneedleablation - TUNA) • Termoterapia (TransurethralMicrowaveThermotherapy - TUMT) • Endopróteses (Stent uretral) • Hipotermia / Hipertermia • Embolização vascular • Dilatação por balão

  21. RTU Próstata • 1943 (Barnes / Nesbit) • Padrão ouro • 90% dos tratamentos cirúrgicos • Sintomas melhoram em 85% • Procedimento seguro • Internação e anestesia

  22. RTU Próstata COMPLICAÇÕES: % • Hemorragia 10 • Perfuração da cápsula 2 • Incontinência 1,5 • Disfunção erétil 12 • Retenção urinária pós operatória 7 • Tamponamento por coágulos 5 • Ejaculação retrógrada 50 • Absorção hídrica 2 • Infecção 3 • Esclerose de colo 3 • Mortalidade 0,1 Campbell’s Urology – 9th Edition

  23. RTU Próstata

  24. RTU Próstata / Nesbit

  25. RTU Próstata / Nesbit

  26. RTU Próstata / Nesbit

  27. RTU Próstata / Nesbit

  28. RTU Próstata / Nesbit

  29. RTU Próstata / Nesbit

  30. RTU Próstata / Nesbit

  31. RTU Próstata / Nesbit

  32. RTU Próstata / Nesbit

  33. RTU Próstata / Nesbit

  34. RTU Próstata / Nesbit

  35. RTU Próstata

  36. TREINAMENTO EM SIMULADORESUROBIONIC

  37. RESSECÇÃO ENDOSCÓPICATÉCNICA DAS CALHAS Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  38. RESSECÇÃO ENDOSCÓPICA Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  39. RESSECÇÃO ENDOSCÓPICA Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  40. RESSECÇÃO ENDOSCÓPICA Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  41. RESSECÇÃO ENDOSCÓPICA Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  42. GUIA DE SONDA COMPLICAÇÃOESTENOSE DE COLO VESICAL Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  43. RTU DA PRÓSTATALIMITAÇÕES Manual de endoscopia urológica – Geraldo C. Freire e Col. - 1984

  44. PROSTATOTOMIA • Incisão transuretral da próstata (ITUP) • Uma ou mais incisões na próstata • Colo vesical ao Verumontano • Corte = alças / faca de Collins / uretrótomos • Incisão: 6h / 5 e 7h / 12h

  45. PROSTATOTOMIA • Procedimento ambulatorial • Anestesia local ou regional • 80% melhora sintomas • Próstatas menores que 30g • Não há ejaculação retrógrada pacientes com vida sexual ativa

  46. Prostatotomia

  47. Prostatectomia com LASER • Neodymium: YAG • Comprimento de onda 1064 nm • Necrose de coagulação • Perda tecidual lenta • Holmium Laser: YAG • Comprimento de onda 2100 nm • Vaporiza tecidos ricos em água • Perda tecidual imediata • Menor propriedade hemostática

  48. Utilização de lasersHPB • Tecnologia avançada • Minimamente invasiva • Tempo cirúrgico adequado • Servem para próstatas de vários tamanhos • Discretos sintomas irritativos • Equipamento de alto custo • Não fornece material para histopatológico