sector agr cola e perspetiva de desenvolvimento em s o tom e pr ncipe n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Sector agrícola e perspetiva de desenvolvimento em São Tomé e Príncipe PowerPoint Presentation
Download Presentation
Sector agrícola e perspetiva de desenvolvimento em São Tomé e Príncipe

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 20

Sector agrícola e perspetiva de desenvolvimento em São Tomé e Príncipe - PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on

Sector agrícola e perspetiva de desenvolvimento em São Tomé e Príncipe. Filipe Bonfim. Conceitos- agricultura.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Sector agrícola e perspetiva de desenvolvimento em São Tomé e Príncipe' - xuan


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
conceitos agricultura
Conceitos- agricultura
  • Agricultura é o conjunto de técnicasutilizadaspara cultivar plantas com o objetivo de obteralimentos, fibras, energia, matéria-primapararoupas, construções, medicamentos, ferramentas, ouapenasparacontemplaçãoestética.
  • Agricultura - Agropecuaria (Produção vegetal e Produção animal).
  • Entende-se por agricultura familiar o cultivo da terra realizado por pequenos proprietários rurais, tendo como mão-de-obra essencialmente o núcleo familiar, em contraste com a agricultura patronal - que utiliza trabalhadores contratados, fixos ou temporários, em propriedades médias ou grandes.

Segurança Alimentar e nutricional existe quando todos seres humanos têm em todo o momento, um acesso fisico e económico a uma alimentação saudável e nutritiva que lhes permitem satisfazer as suas necessidades energéticas e suas preferências alimentares para levar uma vida sã e ativa.

modelo atual de explora o e sistema de produ o
Modelo atual de exploração e sistema de produção
  • Sistema exploração familiar (Agricultura, pecuária)
  • Sistema de exploração comercial:
  • Média empresa (Agrícola e Pecuária)
  • Grande empresa (Agrícola)
import ncia do sector
Importância do sector
  • O sector rural de São Tomé e Príncipe que inclui agricultura, silvicultura, pecuária e pescas é o segundo maior sector produtivo do País, depois do sector de serviços.
  • Apesar da sua contribuição para o PIB ser de 22%, a sua importância é evidente pelas suas potencialidades económicas e também, pela população que dele depende directamente, estimada em mais de 50% do total do País. É igualmente nas zonas rurais que se concentra uma grande percentagem da população pobre, o que torna o desenvolvimento rural indispensável para se alcançar a segurança alimentar e reduzir a pobreza.
  • Contribui para incremento das exportações e geração de rendimento para os agricultores.
potencialidades do sector
Potencialidades do sector
  • S TP é relativamente rica em recursos naturais e possui um forte potencial pelo desenvolvimento da agricultura, pecuária, floresta e pesca.
  • Solo geralmente de boa qualidade, temperatura médias próximas de 25º C e uma variedade de microclima;
  • Reforma fundiária, permitiu distribuir parcelas de terra a 8000 famílias no meio rural, onde se concentra a maior pobreza do país;
  • A longa experiencia acumulada na exploração de cacau , condições edafo - climáticas favoráveis do Pais e as condições favoráveis de mercado parece indicar as oportunidades de crescimento desta cultura;
  • A Dupla insularidade do Príncipe a um efeito positivo sobre o ambiente que foi preservada e esta região é rica em potencialidades;
  • O património genético local é diversificado;
  • Nenhum signo de PSA foi registado nesta década.
terra reforma fundi ria
Terra (Reforma fundiária)
  • Segundo a CPADRP (2007) foram distribuídas 28367,48 hectares de terra arável em São Tomé e Príncipe. A distribuição das áreas segundo o tipo exploração indica que 69,7% foram distribuídos para os pequenos agricultores, 0,2% aos médios empresários e outros cidadãos 30,1%
  • . Os fracassos da distribuição são nomeadamente:
  • - A ausência de cadastramento e registos de terras distribuídas;
  • - A ausência de autoridades nas empresas (reforço de poder local agrava a corte indiscriminado de árvores e a degradação ambiental );
  • - Deficiências na legislação fundiária devido a ausência de estruturas operacionais coadjuvantes (cadastros, organizações locais, etc);
  • - Titulação insuficientes da distribuição de terras na modalidade de concessão temporária, o que leva à falta de garantias e baixos investimentos de terras.
principais constrangimentos
Principais constrangimentos
  • Défice de infraestruturas socio- económicas de base (rede de irrigação, mercados, transporte);
  • Deflorestação acelerada pela utilização de madeira para construção e energia doméstica;
  • Insuficiência de recursos financeiros para exploração de terras;
  • Baixa fertilidade do solo em certos lugares
  • Investigação agrícola insuficiente
  • Ausência de fileirasorganizadas de produçãovegetal
  • Insuficiencias de infraestruturas de transformaçãoarmazenagem e de conservação
constrangimentos cont
Constrangimentos( cont)
  • Tendenciamigratoria e forte dos membros dos agregados
  • Insuficiencias na implementação de estratégiasdisponíveis
  • Peso da tradição e dos hábitosalimentares
  • Dificuldades de acesso a crédito
  • Défice de infraestruturas socio- económicas de base (rede de irrigação, mercados, transporte)
  • Deflorestação acelerada pela utilização de madeira para construção e energia doméstica
  • Insuficiência de recursos financeiros para exploração de terras;
  • Baixa fertilidade do solo em certos lugares
  • Investigação agrícola e pecuária florestal insuficiente.
constrangimentos pecu ria
Constrangimentos pecuária
  • Problemas sanitários
  • Fragilidade do sistema alimentar
  • Legislação/regulamentos
  • Infraestruturas
  • Formação – investigação e desenvolvimento
  • Crédito
  • Assistência técnica
  • Gestão
politicas p blicas
Politicas públicas
  • Instrumentos planeamento e gestão:
  • CPADRP (1999- 2000, 2007)
  • PNSAN (2012)
  • ENRP (2002 e 2003)
  • PDDAA (2014)
cpadrp
CPADRP
  • Programas para enfrentar os constrangimentos, desafios e as oportunidades de desenvolvimento para o sector:
  • Aumento e diversificação da produção e das exportações agrícolas;
  • Diversificação das produções pecuárias; apoio ao desenvolvimento rural;
  •   Aproveitamento de recursos florestais e do meio ambiente rural, fortalecimento Institucional e apoio ao desenvolvimento Rural.
pnsan
PNSAN
  • Eixo estratégico nº1: Melhoria da produtividade e crescimento das produções agrícolas
  • Eixo estratégico nº2: Melhoria de sistema de comercialização e de acesso aos mercados
  • Eixo estratégico nº3- Melhoria de estado nutricional e sanitária da população
  • Eixo estratégico nº4: Reforço de capacidade institucional
pddaa
PDDAA
  •  Programa Detalhado para Desenvolvimento da Agricultura para Africa (PDDAA) cujos objetivos visam contribuir para o crescimento da agricultura, segurança alimentar, redução da pobreza através de um melhor acesso aos mercados e ao financiamento.
pddaa cont
PDDAA (cont)
  • Intensificação e diversificação da produção agrícola e pecuária
  • Gestão sustentável de recursos
  • Reforço de capacidade
  • Melhoria do Estado nutricional, Gestão de vulnerabilidade
  • Acesso aos mercados aos financiamentos
projetos em execu o
Projetos em execução
  • PRIASA I/PRIASA II
  • Projeto de desenvolvimento da suinocultura-China Taiwan
conclus es desafios
Conclusões/desafios
  • O incremento das áreas cultivadas
  • A intensificação dos cultivos
  • A melhoria dos índices zootécnicos
  • Redução das perdas pós-colheitas
  • O processamento e a transformação de produtos
  • Aumento da eficiência nas várias funções de comercialização de produtos e insumos.