antig nio versus anticorpo o diagn stico imunol gico n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico PowerPoint Presentation
Download Presentation
Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico - PowerPoint PPT Presentation


  • 99 Views
  • Uploaded on

Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico. Visão geral do SI. A imunologia estuda os mecanismos de resposta do organismo a substâncias estranhas - Antigénios A resposta pode ser Humoral ( mediada por anticorpos) ou Celular ( mediada por células, fundamentalmente linfócitos).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
laborat rio de imunologia
A imunologia estuda os mecanismos de resposta do organismo a substâncias estranhas - Antigénios

A resposta pode ser Humoral

( mediada por anticorpos) ou Celular ( mediada por células, fundamentalmente linfócitos).

A resposta humoral ou celular pode ser medida no laboratório

Laboratório de Imunologia
anticorpos a chave para um diagn stico
Anticorpos - a chave para um diagnóstico
  • Uma variedade de técnicas permite a medida qualitativa e quantitativa do Ag ou Ab. Anticorpos são usados na investigação celular e molecular pois permitem a localização e caracterização dos antigénios

Efeitos da combinação Ag-Ab

  • Aglutinação: particula antigénica+Ab específico resulta na agregação de partículas
  • Precipitação: Ag solúvel + Ab resulta em precipitação
  • Activação do Complemento(C): Ag em solução ou em partícula+Ab específico resulta na activação de complemento
  • Citolise: Celula+anti-celula Ab+C, resulta na lise da célula
  • Opsonização:Ag+Ab+C aumenta fagocitose por monócitos, macrófagos ou PMNs
  • Neutralização: Toxinas, viroses, enzimas,…+Ab específico resulta na sua inactivação
anticorpos a chave para um diagn stico1
Anticorpos - a chave para um diagnóstico
  • Todas as reacções de diagnóstico que usam Ag-Ab, têm por base a capacidade de um Ab reconhecer um dado epítope- parte estrutural reactiva de um antigénio.
  • Anticorpos:
  • Monoclonais- reagem apenas com um epítope específico de um Ag
  • Policlonais- ligam-se a vários epítopes de um antigénio
anticorpos a chave para um diagn stico2
Anticorpos - a chave para um diagnóstico
  • Afinidade : capacidade ou intensidade de um Ab (paratope) se ligar a um Ag particular (epítope) – “lock and key”.
  • Produção de Abs:
  • Injecta-se um animal (ex:ratinho) com o material antigénico, e espera-se pelo desenvolvimento da resposta imune; depois retiram-se os Abs circulantes presentes no sangue do animal, sendo estes representantes de uma população de Abs específicos = Policlonais
  • Os Abs monoclonais são mais difíceis de produzir: quando a resposta imune se desenvolve no ratinho imunizado o seu baço é removido; as células desenvolvem-se em células B maturas que são feitas replicar e depois fundidas com células de hibridoma. No final é feito um “screenning” de identificação das células que produzemo anticorpo de interesse, que são isoladase clonadas
abs ags ligando enzima a chave para um diagn stico
Abs/Ags+ligando+enzima- a chave para um diagnóstico
  • Um grupo de técnicas destinadas a medir níveis/concentrações de Ag ou Ab em que um dos reagentes é conjugado com uma enzima, que quando junta com o seu substrato gera um produto com côr- ELISA
  • Têm por base a capacidade de um Ab reconhecer um dado epítope
abs ags ligando enzima elisa enzyme linked immunoadsorbent assay
Abs/Ags+ligando+enzima=ELISA (Enzyme-linked Immunoadsorbent Assay)
  • Detecção ou quantificação de um antigénio ou anticorpo usando um ligando (Anti-Ag ou Anti-Ab) conjugado com uma enzima cuja reacção se traduz na alteração de côr do substrato:
  • Ligando - qualquer molécula ligada a um composto
  • Enzima - proteína capaz de desencadear reacções como hidrólises, oxidações ou reduções, e não é consumida no processo
  • Substrato-composto que é degradado ( no caso da reacção de ELISA é cromogéneo)
  • Epítope - parte estrutural do Ag que reage com o Ab
laborat rio de imunologia explora o da resposta imune
Níveis

Primeiro

Segundo

Terceiro

Tipo de estudo

Quantificação de imunoglobulinas

Capacidade hemolítica total do C

Provas cutâneas de hipersensibilidade

Estudo da função fagocítica

Quantificação de linfócitos T e B

Quantificação fraccionária de C

Capacidade funcional de T e B

Actividade citotóxica de T e NK

Quantificação de citoquinas

Capacidade de síntese de Igs

Laboratório de ImunologiaExploração da resposta imune
laborat rio de imunologia explora o da resposta imune1
Laboratório de ImunologiaExploração da resposta imune

Estudo de imunoglobulinas e complemento

  • 1) métodos não-imunológicos (ex.análises bioquímicas)
  • 2) métodos imunológicos
    • Imunoelectroforese
    • Difusão radial
    • Nefelometria
    • RIA

Quantificação de proteínas de complemento

    • Hemólise
    • Imunodifusão
    • Nefelometria
laborat rio de imunologia explora o da resposta imune2
Laboratório de ImunologiaExploração da resposta imune
  • Estudo de células imunocompetentes
  • 1- Análise fenotípica
    • Citometria de fluxo *
    • Imunofluorescência (simples, dupla ou tripla)
  • 2- Análise Funcional

(capacidade de resposta linfoproliferativa a diferentes estímulos)

_ Lectinas,mitogéneos,Abs monoclonais

laborat rio de imunologia explora o da resposta imune3
Laboratório de ImunologiaExploração da resposta imune
  • 2.1- Análise Funcional-

Medida do grau de activação celular

-activação

-proliferação

-produção de citoquinas

-actividade citotóxica dos linfócitos T

-actividade citotóxica das células NK

-fluxo de cálcio, fosforilação proteica

-provas de aderência

-ensaios de mobilidade celular

-fagocitose

-actividade bactericida