caracter sticas l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CARACTERÍSTICAS PowerPoint Presentation
Download Presentation
CARACTERÍSTICAS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 11

CARACTERÍSTICAS - PowerPoint PPT Presentation


  • 2627 Views
  • Uploaded on

CARACTERÍSTICAS. Retirar fluidos por aspiração; Diminuir edema e promover cicatrização; Elimina necessidade de uso de curativos compressivos; Possibilidade de visualização da secreção em drenagem; É um sistema de drenagem fechado. DRENO DE TÓRAX.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'CARACTERÍSTICAS' - paul


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
caracter sticas
CARACTERÍSTICAS
  • Retirar fluidos por aspiração;
  • Diminuir edema e promover cicatrização;
  • Elimina necessidade de uso de curativos compressivos;
  • Possibilidade de visualização da secreção em drenagem;
  • É um sistema de drenagem fechado.
dreno de t rax
DRENO DE TÓRAX
  • Proporciona um conduto para a drenagem de ar, sangue e outros líquidos do espaço intrapleural ou mediastinal e restabelecimento de pressão negativa no espaço intrapleural.
dreno tor cico
DRENO TORÁCICO
  • O dreno torácico tubular multiperfurado é um tubo plástico macio , possui um filamento radiopaco por toda a extensão, ponta arredondada atraumática com vários orifícios laterais e extremidade chanfrada distal.
  • Cada dreno torácico tubular possui um diâmetro conforme a numeração em escala French, geralmente com calibre maior que 10 Fr até 38 Fr, e comprimento de 40 a 50cm.
dreno tor cico4
DRENO TORÁCICO
  • A drenagem pleural fechada em selo d'água é o tratamento básico para a remoção de gases ou líquido entre as pleuras, com o uso de um sistema coletor de drenagem pleural.
cuidados com dreno de portovac e t rax
CUIDADOS COM DRENO DE PORTOVAC E TÓRAX
  • Observar tipo, localização do dreno, como estão fixados a pele, características do efluente drenado e tipo de cobertura existente na ferida.
  • Aferir e anotar o volume do efluente drenado de um ou mais drenos.
  • Realizar curativo com técnica asséptica diariamente e sempre que necessário.
cuidados de enfermagem
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
  • Observar acotovelamento na extensão do dreno.
  • Realizar limpeza da área peridreno com SF0,9%.
  • Clampar a extensão do dreno durante o transporte do cliente e durante a troca do selo d´ água (dreno de tórax).
  • Clampar a extensão do dreno quando for desprezar seu conteúdo (portovac).
cuidados de enfermagem8
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
  • Observar a quantidade de soro utilizada para preencher o selo d´água do frasco coletor.
  • Mensurar e anotar o débito do frasco coletor subtraindo o volume do selo d´água.
  • Manter o dreno sempre abaixo do local de inserção.
  • Desclampar o dreno após o término da atividade realizada (transporte do cliente, troca do selo d´água,etc.)‏
relat rio de enfermagem
RELATÓRIO DE ENFERMAGEM

Realizar relatório de enfermagem contendo dados referentes a:

  • Estado geral do cliente.
  • Tipo do dreno.
  • Local de inserção do dreno (aspectos).
  • Tipo de curativo e troca.
  • Aspecto do efluente drenado.
  • Volume do efluente drenado.
  • Intercorrências.
  • Comunicar com o residente sobre o transporte do cliente que estiver com dreno de tórax sob aspiração contínua.
sondas utilizadas em urologia
SONDAS UTILIZADAS EM UROLOGIA
  • SONDA DE MALECOT
  • SONDA DE TRÊS VIAS
  • CUIDADOS DE ENFERMAGEM
bibliografia
BIBLIOGRAFIA
  • CESARETTI,I.U.R. Drenos Laminares e Tubulares em Cirurgia Abdominal: Fundamentos Básicos e Assistência. Acta Paul. Enf., v.15,n.3, jul/set.2002.
  • BRUNNER,SUDARTH. Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgica.Rio de Janeiro: Guanabara.10ª ed. 2008.
  • HUTH,Margaret. Alexander: Cuidados de Enfermagem ao Paciente Cirúrgico.Rio de Janeiro: Guanabara.10ª ed.1995.
  • CREMA, Eduardo. Manual do Emprego de Cateteres,Drenos, Sondas e Bolsas de Colostomias. FMTM.