Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE PowerPoint Presentation
Download Presentation
Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE

play fullscreen
1 / 29
Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE
150 Views
Download Presentation
orly
Download Presentation

Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Workshop de Medição & Verificação - M&V2014Protocolo Internacional de Medição e Verificação Guia de M&V Programa de Eficiência Energética Regulado Pela ANEEL – PEE Rio de Janeiro – DF 6 de agosto de 2014 Carlos Eduardo Firmeza Especialista em Regulação

  2. O PIMVP • Protocolo Internacional de Medição e Verificação de Performance • Anos 70s – choques do petróleo • Anos 80s – indústria de ESCOs (Energy Service Companies) • Contratos de performance energética - CPEs • Anos 90s – padronização de protocolos – DoE • Anos 2000s – EVO – EfficiencyValuationOrganization e o PIMVP

  3. O PIMVP • 2012 – 7a edição • Tradução – Instituto Nacional de Eficiência Energética (INEE) • Cursos com certificação • Exclusividade da EVO • Ministrado uniformemente em todo mundo • ECONOLER (canadense) e CTC-Experts – parceiros responsáveis pela viabilização dos cursos no Brasil • Instrutor certificado para ministrar cursos no Brasil (Agenor Pinto Garcia)

  4. M&V e o PEE • Motivação: Confiabilidade dos Resultados • Justificativa para os investimentos • Aperfeiçoamento regulatório • Alocar os recursos visando os melhores resultados • PNE 2030 (redução de 10% no consumo projetado) • Divulgação dos resultados para a sociedade

  5. M&V e o PEE • RESOLUÇÃO NORMATIVA 176/2005 • “As campanhas de medições em projetos de eficiência energética têm como objetivo primordial verificar as reais economias conseguidas com estes projetos, servindo como parâmetro base entre Concessionárias e unidades consumidoras, garantindo a todas as partes o melhor desempenho energético e financeiro de suas ações. • A proposta para campanhas de medições deverá estar baseada no Protocolo Internacional para Medição e Verificação de Performance (PIMVP), o qual, nos fornece uma visão geral das melhores práticas atualmente disponíveis para verificar os resultados de projetos de eficiência energética.”

  6. M&V e o PEE • RESOLUÇÃO NORMATIVA 300/2008 • Também baseada no PIMVP • Não apresenta medidas prescritivas • Define terminologia (conceitos) e estrutura para realizar M&V • Permite flexibilidade • Muito abrangente • Não contempla situações específicas do PEE – Tipologia Baixa Renda • Experiência das Empresas Distribuidoras – 10 anos do PEE

  7. M&V e o PEE RESOLUÇÃO NORMATIVA 300/2008 Workshop sobre M&V (maio de 2008) Apresentações: EVO – EfficiencyValuationOrganization (John Cowan, Diretor-Executivo) , ABRADEE e ABESCO. Necessidade de Definir Metodologias de M&V mais detalhadas e voltadas a especificidades do PEE.

  8. M&V e o PEE • Projeto Cooperado Sobre M&V • Motivação • Falta de referência para projetos comuns das distribuidoras (baixa renda, prédios públicos, etc.) • Necessidade de uma metodologia/plano de M&V simples, de baixo custo e confiável • Capacitação e treinamento em M&V para distribuidoras e ESCOs

  9. M&V e o PEE • Projeto Cooperado Sobre M&V • Objetivo • Estabelecer requisitos mínimos de medição e verificação de resultados que possam ser aplicados aos projetos de eficiência energética desenvolvidos pelas distribuidoras.

  10. M&V e o PEE Projeto Cooperado Sobre M&V Participação: 22Empresas Distribuidoras Proponente: CPFL Paulista Custo: R$ 633.500,00 Contratação: Instituto ABRADEE Executoras: ICF Consultoria do Brasil Ltda. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC – RJ), Jordão Engenharia, RSC Tecnologia e GT2 Energia. Acompanhamento e avaliação das metodologias: Fundação de Pesquisa e Assessoramento da Indústria (FUPAI/UNIFEI).

  11. M&V e o PEE Projeto Cooperado Sobre M&V Resultado O principal resultado consistiu na definição de metodologias de M&V por uso final/tipologia, levando em conta o erro e os custos envolvidos: Iluminação Aquecimento Solar Refrigeração Climatização Força Motriz Acionamento de Motores Ar Comprimido Cogeração a partir de resíduos Cogeração a partir de combustíveis Adquiridos Tipologia Baixa Renda Iluminação, Aquecimento Solar, Refrigeração

  12. M&V e o PEE • Projeto Cooperado Sobre M&V • Passos Seguintes • Validação das Metodologias com Dados Reais • Capacitação e treinamento

  13. M&V e o PEE Resolução Normativa 556/2013 - PROPEE Módulo 8 Estabelece as diretrizes para as atividades de Medição e Verificação que devem ser empregadas para avaliação dos resultados energéticos. Estabelece a criação de um Guia de M&Vpublicado em documento específico (pode ser aprimorado continuamente).

  14. M&V e o PEE • Convênio entre ANEEL e GIZ • Consultoria: Agenor Gomes Pinto Garcia • Objetivos • Validação das metodologias definidas no projeto cooperado • Empresas: CELESC, SULGIPE, COELBA e CEMIG • Elaboração do Guia de M&V • Elaboração de material didático • Realização de treinamentos

  15. M&V e o PEE Objetivo Detalhar, padronizar e facilitar a aplicação das metodologias de M&V definidas no projeto conduzido pelo Instituto ABRADEE.

  16. M&V e o PEE • PROPEE (Módulo 8, ANEEL, 2013) • Define as fases (estimativas ex ante e ex post, estratégia, plano relatório e os elementos da M&V (valor da amostra, precisão desejada) • Guia de M&V • Detalhamento de cada metodologia opor uso final • Documento base • Planilhas de M&V • Planos de M&V • Relatórios de M&V • Formulários de coleta de dados de M&V

  17. Fases da M&V

  18. Validação da M&V Início do Projeto Estimativa ex ante Medições do período da linha de base Medições do período de determinação da economia Estimativa ex post Empresa externa Avaliação Final Fiscalização Auditoria Contábil e Financeira Relatório Final DISTRIBUIDORA SGPEE Início do Projeto Seleção Definição Acompanhamento Estratégia de M&V Plano de M&V Relatório de M&V Avaliações de longo prazo Verificação Estudos específicos Execução Projeto Apropriação (se aprovado)

  19. Guia de M&V • Documento Base • Detalhamento de cada metodologia por uso final • Apresentação de todos os documentos • Definições dos conceitos de M&V • Variáveis independentes • Fronteira de medição • Fatores Estáticos • .....

  20. Guia de M&V • Planilhas de M&V • Para cada ação de eficiência energética foi elaborada planilha em excel contendo todos os dados de entrada e cálculos que serão executados • Dados de entrada • Tarifa de energia • Custos do projeto • Valor da contrapartida • .... • Dados de saída • Economia de Energia • Retirada de demanda na ponta • RCBs (por uso final, total, ponto de vista do sistema elétrico e do consumidor)

  21. Guia de M&V • Planos de M&V • Baseado no PIMVP • Um padrão definido para cada ação de eficiência energética • Elaborado após as medições do período da linha de base • Deve apresentar todos os procedimentos e considerações para o cálculo dos resultados obtidos com o projeto.

  22. Guia de M&V • Relatórios de M&V • Baseado no PIMVP • Será utilizado na avaliação final do projeto • Conteúdo • Dados observados durante o período de determinação da economia • Descrição e justificação de quaisquer correções feitas aos dados observados • Valores estimados acordados • Valores da energia e demanda utilizados (ponto de vista do sistema elétrico e do consumidor) • Desvio eventual das condições apresentadas no Plano de M&V • Economia calculada em unidades de energia e monetárias (ponto de vista do sistema elétrico e do consumidor) • Desvio observado em relação à avaliação ex ante.

  23. Guia de M&V • Formulários de coleta de dados de M&V • Para ser utilizado em campo • Visa facilitar a coleta de dados e o preenchimento dos dados de entrada das planilhas

  24. Treinamentos • Equipe SPE/Aneel • Piloto– Distribuidoras que contribuíram com a validação das metodologias e das planilhas • Com o objetivo de testar o curso e o material didático

  25. Treinamentos

  26. M&V e o PEE • Aprimoramentos Futuros • O Guia não depende de aprovação de Resolução Normativa • Alguns estudos de médio e longo prazos • Diminuir os custos da M&V, • Aprimorar os resultados obtidos • Adequar as metodologias propostas à realidade • Utilização de Recurso do PEE – Plano de Gestão - cooperado

  27. M&V e o PEE • Validação • Auditoria dos Procedimentos de M&V • Iniciativa da Aneel • Realizada por uma parte isenta e capacitada • Utilização de Recurso do PEE – Plano de Gestão

  28. M&V e o PEE • Divulgação e Disseminação do Conhecimento • Disponibilidade do Guia e de todo material didático no site • Recurso para futuros treinamentos – Plano de Gestão Aneel • Produção de uma vídeo aula – GIZ