slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
artigo\_1682

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 2

artigo\_1682 - PowerPoint PPT Presentation


  • 81 Views
  • Uploaded on

Marcia H. M. Menezes, Maysa T. Ubrig-Zancanella , Maria Gabriela B. Cunha, Gislaine F. Cordeiro, Kátia Nemr , Domingos H. Tsuji Dep. de Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia da FMUSP / Curso de Fono. da Universidade Guarulhos

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'artigo\_1682' - justus


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2
Marcia H. M. Menezes, Maysa T. Ubrig-Zancanella, Maria Gabriela B. Cunha, Gislaine F. Cordeiro, Kátia Nemr, Domingos H. Tsuji

Dep. de Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia da FMUSP / Curso de Fono. da Universidade Guarulhos

Resultados: As respostas vocais foram diferentes ao longo do tempo de execução do EVSL. Na análise perceptivo-auditiva individual (CAPE-V) foi possível verificar aumento da Loudness no m1 , aumento do Pitch no m3 e somente no m5 houve diminuição do grau geral do desvio vocal (p=0,0004*), da rugosidade (p=0,0077*) e da soprosidade (p<0,0001*). No m7 a voz apresentou-se mais tensa do que todos os outros momentos (p=0,0216*). Na análise pareada o m5 foi considerado o melhor. Na análise acústica foi possível constatar diminuição do Ruído (p=0,0013*) no m1, aumento gradativo da frequência fundamental (p=0,0030*) e do GNE (p=0,0011*) a partir do m3.

Conclusão: Os resultados da presente pesquisa demonstram que o tempo de execução do EVSL interfere nas mudanças vocais em mulheres disfônicas. Os momentos 1 e 3 apresentaram mudanças vocais discretas, indicando que estes tempos de execução do EVSL podem ser insuficientes. O predomínio de respostas positivas aconteceu no momento 5, sendo considerado como o melhor tempo para o grupo estudado. Houve piora vocal no m7, podendo ser considerado como tempo excessivo de execução.

ad