Download
embriologia n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Embriologia PowerPoint Presentation
Download Presentation
Embriologia

Embriologia

403 Views Download Presentation
Download Presentation

Embriologia

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Embriologia

  2. Sistema reprodutor e Gametogênese

  3. Cada sexo possui órgãos reprodutores que produzem e transportam as células germinativas (os gametas) das gônadas (testículos ou ovários) para o local de fecundação na tuba uterina

  4. II- Sistema reprodutor masculino

  5. Funções do Sistema Reprodutor Masculino

  6. O que é o Sistema Reprodutor Masculino? • O Sistema Reprodutor Masculino consiste na evolução dos caracteres sexuais masculinos, que surge na Puberdade. Com o desenvolvimento dos caracteres sexuais, os órgãos sexuais sofrem uma maturação que torna possível a reprodução.

  7. O sistema reprodutor masculino é formado por: 1-Testículos ou gônadas 2-Vias espermáticas: epidídimo, canal deferente, uretra. 3-Glândulas anexas: próstata, vesículas seminais, glândulas bulbouretrais. 4-Pênis 5-Escroto

  8. TESTÍCULOS São as gônadas masculinas. Cada testículo é composto por um emaranhado de tubos, os túbulos seminíferos Esses ductos são formados pelas células de Sértoli e pelo epitélio germinativo, onde ocorrerá a formação dos espermatozóides. Em meio aos ductos seminíferos, as células intersticiais ou de Leydig (nomenclatura antiga) produzem  os hormônios sexuais masculinos, sobretudo a testosterona, responsáveis pelo desenvolvimento dos órgãos genitais masculinos e dos caracteres sexuais secundários:

  9. Hormônios - caracteres sexuais secundários: * Estimulam os folículos pilosos para que façam crescer a barba masculina e o pêlo pubiano. * Estimulam o crescimento das glândulas sebáceas e a elaboração do sebo. * Produzem o aumento de massa muscular nas crianças durante a puberdade, pelo aumento do tamanho das fibras musculares. * Ampliam a laringe e tornam mais grave a voz. * Fazem com que o desenvolvimento da massa óssea seja maior, protegendo contra a osteoporose.

  10. 2-VIAS ESPERMÁTICAS: EPIDÍDIMOS São dois tubos enovelados que partem dos testículos, onde os espermatozóides são armazenados. CANAIS DEFERENTES São dois tubos que partem dos testículos, circundam a bexiga urinária e unem-se ao ducto ejaculatório, onde desembocam as vesículas seminais. Levam o espermatozóide do epidídimo para o canal ejaculatório URETRA É comumente um canal destinado para a urina, mas os músculos na entrada da bexiga se contraem durante a ereção para que nenhuma urina entre no sêmen e nenhum sêmen entre na bexiga. Todos os espermatozóides não ejaculados são reabsorvidos pelo corpo dentro de algum tempo.

  11. Vias espermáticas • É todo o trajeto percorrido pelos espermatozóides desde sua formação armazenamento e ejaculação • Trajeto: Túbulos seminíferos, epidídimo, canal deferente e uretra

  12. 3- GLÂNDULAS ANEXAS : PRÓSTATA: Glândula localizada abaixo da bexiga urinária. Secreta substâncias alcalinas que neutralizam a acidez da urina e  ativa os espermatozóides.  GLÂNDULAS BULBO URETRAIS: Sua secreção transparente é lançada dentro da uretra para limpá-la e preparar a passagem dos espermatozóides. Também tem função na lubrificação do pênis durante o ato sexual. VESÍCULAS SEMINAIS:  Responsáveis pela produção de um líquido, que será liberado no ducto ejaculatório que, juntamente com o líquido prostático e espermatozóides, entrarão na composição do sêmen. O líquido das vesículas seminais age como fonte de energia para os espermatozóides

  13. 4- PÊNIS: Éconsiderado o principal órgão do aparelho sexual masculino, sendo formado por dois tipos de tecidos cilíndricos: dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso (envolve e protege a uretra).

  14. 5- ESCROTO: Consiste em uma bolsa situada atrás do pênis e abaixo da sínfise púbica. Saco Escrotal ou Bolsa Escrotal ou Escroto: Um espermatozóide leva cerca de 70 dias para ser produzido.E não podem se desenvolver adequada-mente na temperatura normal do corpo (36,5°C). Assim, os testículos se localizam na parte externa do corpo, dentro da bolsa escrotal, que tem a função de termorregulação (aproximam ou afastam os testículos do corpo), mantendo-os a uma temperatura geralmente em torno de 1 a 3 °C abaixo da corporal. 

  15. Função de cada Órgão Sexual • Próstata – Glândula que produz o líquido prostático, o que garante a sobrevivência dos espermatozóides. • Vesículas Seminais –São duas glândulas que secretam um líquido viscoso composto principalmente por frutose, prostaglandinas e várias proteínas que fornecem nutrição e energia para o espermatozóide • Canal Deferente – Canal que conduz os espermatozóides até à uretra. • Uretra – Canal que serve para expulsar a urina e o esperma para o exterior.

  16. Função de cada Órgão Sexual • Pênis – Órgão sexual que é atravessado pela uretra, o que permite a condução dos espermatozóides e da urina até ao exterior. • Testículo – Gónada responsável pela produção dos gâmetas masculinos (Espermatozóides) e pela secreção de uma hormona sexual masculina (Testosterona). • Epidídimo – Local onde se dá a maturação dos espermatozóides (tornam-se férteis e móveis). • Escroto – Bolsa que contém os testículos.

  17. Espermatogênese

  18. Espermiogênese

  19. Constituição Básica do Espermatozóide • Cabeça – Onde está alojado o material genético que fará parte do novo ser. • Peça Intermédia – Constituída pelo colo e corpo. • Cauda – Flagelo que permite a mobilidade.

  20. Morfologia do Espermatozóide

  21. Espermatozóides

  22. Espermatozóide O volume ejaculado varia de 2 a 6 mL Ossptzmovem-se de 2 a 3 mm por minuto Se movem lentamente no ambiente ácido da vagina, mas muito rapidamente no ambiente alcalino do útero Cerca de 200 sptz alcançam o sítio da fecundação (a maioria degenera na sua passagem pelo trato genital feminino)

  23. CONTAGEM DOS ESPERMATOZÓIDES A análise do sêmen é uma parte importante da avaliação da infertilidade do homem Os espermatozóides são responsáveis por menos de 5% do sêmen O restante do ejaculado consiste em secreções de glândulas seminais (60%), próstata (30%) e das glândulas bulbouretrais (5%) Fértil: mínimo de 20 milhões de sptz por mL. (40% móveis após 2h e alguns móveis após 24hs) Infértil: menos de 10 milhões de sptz por mL.

  24. SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

  25. VASECTOMIA Método mais eficaz de contracepção masculina Excisão de um segmento do ducto deferente Após a vasectomia não existem espermatozóides no ejaculado, mas a quantidade de fluido seminal permanece a mesma de antes do procedimento

  26. Regulação Hormonal no Homem • A Testosterona começa a ser produzida durante a vida embrionária e a sua produção aumenta na puberdade! • Este hormonio tem várias funções: • Crescimento dos órgãos sexuais; • Aparecimento e desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários; • Produção de espermatozóides.

  27. Regulação Hormonal no Homem • LH – estimula as células de Leydig dos testículos a produzirem testosterona. • FSH – Estimula a fase proliferativa da espermatogê-nese, onde o espermatócito 1 evolui para espermató-cito 2. • BHCG – Hormônio placentário que estimula o desenvolvimento dos testículos fetais, promovendo a diferenciação dos órgãos sexuais masculinos.