slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
133º ENCOMEX: ENCONTRO DE COMÉRCIO EXTERIOR PowerPoint Presentation
Download Presentation
133º ENCOMEX: ENCONTRO DE COMÉRCIO EXTERIOR

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 17

133º ENCOMEX: ENCONTRO DE COMÉRCIO EXTERIOR - PowerPoint PPT Presentation


  • 85 Views
  • Uploaded on

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB. 133º ENCOMEX: ENCONTRO DE COMÉRCIO EXTERIOR. PALESTRA. EXPORTAÇÃO, DESAFIO OU OPORTUNIDADE ?. Belém, 13 de maio de 2009. JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO. Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB. Exportação representa

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '133º ENCOMEX: ENCONTRO DE COMÉRCIO EXTERIOR' - remy


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

133º ENCOMEX: ENCONTRO DE

COMÉRCIO EXTERIOR

PALESTRA

EXPORTAÇÃO,

DESAFIO OU OPORTUNIDADE ?

Belém, 13 de maio de 2009

JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO

slide2

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

Exportação representa

desafio ou oportunidade

para as empresas ?

slide3

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

3 - DESAFIOS DO MERCADO MUNDIAL

 A GLOBALIZAÇÃO MUNDIAL É UMA REALIDADE CRESCENTE

 A GLOBALIZAÇÃO ELIMINA BARREIRAS E ABRE MERCADOS

 FUSÕES E INCORPORAÇÕES MUNDIAIS CRESCEM DIA A DIA

 EXPORTADORES MUNDIAIS SÃO CADA VEZ MAIS AGRESSIVOS

 HÁ MAIS EMPRESAS EXPORTADORAS QUE IMPORTADORAS

 DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO AVANÇA MUITO RÁPIDO

 NO FUTURO, EXPORTAÇÃO EQUIVALERÁ A VENDA INTERNA

slide4

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

4 - EXPORTAÇÃO: ATIVIDADE INTEGRADA

SETOR

TRANSPORTES

SETOR

COMERCIAL

VENDAS

MARKETING

DEFINIÇÃO DE VENDA

POLÍTICA DE VENDA

(prazo,condição,preço)

TRANSPORTE

FORMAÇÃO DO

PREÇO DE EXPORTAÇÃO

SETOR

FINANCEIRO

SETOR

PRODUÇÃO

ACC / ACE

PROEX

BNDES- exim

ÁREA INDUSTRIAL QUALIDADE

PRODUTIVIDADE

KNOW-HOW

PRAZOS

SETOR

EMBALAGEM

SETOR

FISCAL

SETOR

CONTÁBIL

EMBALAGEM

- PRODUTO

- TRANSPORTE

REGISTROS

BÁSICOS

PIS/COFINS

ICMS

IPI

slide5

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

5 - MANDAMENTOS DA EMPRESA EXPORTADORA

 EXPORTAÇÃO NÃO É DECISÃO TAPA- BURACO MOMENTÂNEO

 EXPORTAR NA CRISE FALTA PLANEJAMENTO, SOBRA DESESPERO

 DEFINIR PRÉVIOS OBJETIVOS E MERCADOS-ALVOS. RADAR COML

 FIXAR PREÇO EXPORTAÇÃO APÓS ANALISAR MERCADOS-ALVOS

  • MERCADOS EXTERNOS SÃO DIFERENTES ENTRE SI, PREÇOS

EXPORTAÇÃO PODEM VARIAR CONFORME MERCADO-ALVO

 PREÇO EXPORTAÇÃO TEM BASE EM CUSTOS, NÃO PREÇO INTERNO

 EXPORTE REGULARMENTE PELO MENOS 1% DA PRODUÇÃO.

AUMENTAR DE 1% PARA 10% MAIS FÁCIL QUE DE 0% PARA 1%

 CONQUISTAR MERCADO EXTERNO É DIFÍCIL. MANTER MAIS DIFICIL.

PERDER MUITO FÁCIL

 AGENTE EXPORTAÇÃO PROFISSIONAL. CARTÃO VISITA EMPRESA

slide6

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

6 - MANDAMENTOS DA EMPRESA EXPORTADORA – CONT.

 INCENTIVOS EXPORTAÇÃO SÃO IGUAIS. DETALHE GERA LUCRO

 VENDER MERCADO INTERNO REQUER CADASTRO COMPRADOR.

EXPORTAR PRECISA CADASTRO DO IMPORTADOR E DO PAÍS

 DESONESTO HÁ MUNDO TODO. NORMAL PEDIR CARTA CRÉDITO

 FALAR INGLÊS É IMPORTANTE E AJUDA. NÃO É INDISPENSÁVEL

 RESPONDER CARTAS DEMONSTRA INTERESSE, SERIEDADE,

CREDIBILIDADE E PASSA CONFIANÇA NA EMPRESA

 EMBARQUE PRODUTO IGUAL AMOSTRA E NO PRAZO COMBINADO

 NÃO PROMETA SE NÃO PODE CUMPRIR. DIGA NÃO INVÉS TALVEZ

 EXPORTAR GERA RACIONALIZAÇÃO, CRIA PRODUTOS ESPECIAIS,

MELHORA CONTROLE QUALIDADE, ALTERA MÉTODO PRODUÇÃO,

GERA RESISTÊNCIA, CIÚME E CONCORRÊNCIA DENTRO EMPRESA

 RESULTADO NA EXPORTAÇÃO NÃO É IMEDIATO. PERSISTÊNCIA.

slide7

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

7 - ESTÍMULOS FISCAIS E FINANCEIROS À EXPORTAÇÃO

 MODALIDADES DE PAGAMENTO

 FINANCIAMENTOS À EXPORTAÇÃO (ACC/ACE/PROEX/BNDES)

  •  ISENÇÃO DE TRIBUTOS ( IPI / ICMS / PIS / COFINS )
  • IMPORTAÇÃO SOB REGIME DRAWBACK
  • DRAWBACK VERDE-AMARELO
  •  MAIOR PRODUTIVIDADE DO CAPITAL
  •  EXPORTAÇÃO FINANCIA PAGAMENTO IMPOSTOS INTERNOS
slide8

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

8 - PRODUTIVIDADE DO CAPITAL

1 - MERCADO INTERNO

VENCIMENTO/

M. PRIMA PRODUÇÃO VENDA RECEBIMENTO

20 dias

25 dias

30 dias

75 dias

2 - EXPORTAÇÃO

EXPORTAÇÃO/

M. PRIMA PRODUÇÃO RECEBIMENTOVENCIMENTO

20 dias

25 dias

0

45 dias

3 – PRODUTIVIDADE DO CAPITAL

3.1 - MERCADO INTERNO

360 dias : 75 = 4,8 GIROS capital/ano x $ 20 lucro/giro = $ 96 LUCRO FINAL

3.2 - EXPORTAÇÃO

360 dias : 45 = 8 GIROS capital/ano x $ 15 lucro/giro = $ 120 LUCRO FINAL

slide9

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

9 - EXPORTAÇÃO FINANCIA TRIBUTOS INTERNOS

MERCADO INTERNO

CAUSAS

 VENDAS A PRAZOS DE 30, 60, 90 DIAS OU MAIS

 PAGAMENTO DE TRIBUTOS NO MÁXIMO EM 30 DIAS

 EMPRESA PAGA TRIBUTOS COM RECURSOS PRÓPRIOS

 EMPRESA IMOBILIZA CAPITAL DE GIRO EM IMPOSTOS

 EMPRESA RECORRE A BANCO E PAGA JUROS ELEVADOS

A

CONSEQÜÊNCIAS

 ELEVAÇÃO DE CUSTOS E/OU REDUÇÃO DE LUCROS

 ATRASA PAGAMENTO DE TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES

 FALTA CAPITAL DE GIRO E REDUÇÃO DE ATIVIDADES

 DIFICULDADE EM ELEVAR NÍVEL DE EMPREGO

 RESISTÊNCIA A NOVOS INVESTIMENTOS

 ATRASO NA AQUISIÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS

B

slide10

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

10 - EXPORTAÇÃO FINANCIA TRIBUTOS INTERNOS (Cont.)

EXPORTAÇÃO

EXPORTAÇÃO NÃO PAGA TRIBUTOS DIRETOS

EMPRESA NÃO IMOBILIZA CAPITAL EM TRIBUTOS

PRAZO RECEBIMENTO EXPORTAÇÃO PODE SER MENOR

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO PERMITEM ANTECIPAR

RECEBIMENTO DE FATURAS, FINANCIANDO PRODUÇÃO

E / OU REDUZINDO CUSTOS FINANCEIROS

EXPORTAÇÃO GERA RECURSOS PARA PAGAR TRIBUTOS

INTERNOS, SIGNIFICANDO REDUÇÃO CUSTOS FINANCEIROS

INTERNOS, MAIOR LUCRO E/OU MAIOR LUCRATIVIDADE

slide11

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

11 - BENEFÍCIOS EXPORTAÇÃO PARA EMPRESA E MERCADO

A - MELHORIAS FINANCEIRAS

  • PODE RECEBER EXPORTAÇÃO À VISTA OU ANTECIPADA (ACC/ACE)
  • PROPORCIONA ESTABILIDADE NAS RECEITAS OPERACIONAIS
  • FINANCIA PAGAMENTO INDIRETO DE TRIBUTOS INTERNOS
  • REDUZ OU ELIMINA INADIMPLÊNCIA
  • MAXIMIZA CAPITAL DE GIRO
  • REDUZ CUSTO FINANCEIRO
  • MELHORA FLUXO DE CAIXA

B - MARKETING, STATUS E ESTRATÉGIA

  • DEMONSTRA QUALIDADE DA EMPRESA E DOS PRODUTOS
  • INDICA QUE EMPRESA TEM PREÇOS COMPETITIVOS
  • REPRESENTA MARKETING E STATUS
  • CONSTITUI DECISÃO POLÍTICA E ESTRATÉGICA

C - QUALIDADE E OPERACIONALIDADE

  • DESENVOLVE CONSCIÊNCIA DE CONTROLE DE QUALIDADE
  • MELHORA OPERACIONALIDADE DE TODA A EMPRESA
  • ELEVA PRODUTIVIDADE DA EMPRESA
slide12

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

12 - BENEFÍCIOS EXPORTAÇÃO PARA EMPRESA E MERCADO

D – REDUÇÃO DA INSTABILIDADE E DILUIÇÃO DE RISCOS

  • CONCENTRAR ATIVIDADES ÚNICO MERCADO REPRESENTA RISCOS
  • DILUI RISCOS COMERCIAIS E ECONÔMICOS ENTRE MERCADOS
  • REDUZ INSTABILIDADE EVENTUAL ALTERAÇÃO POLÍTICA ECONÔMICA
  • GERA MAIOR SEGURANÇA NA PROGRAMAÇÃO DA EMPRESA
  • PERMITE PLANEJAR LONGO PRAZO E FAZER NOVOS INVESTIMENTOS
  • CRIA MERCADOS ALÉM FRONTEIRAS
  • TORNA MERCADOS INFINITOS
  • PERMITE CRIAR ECONOMIA DE ESCALA
  • POSSIBILITA REDUZIR CUSTOS INDIRETOS DE FABRICAÇÃO
  • REDUZ CUSTOS FIXOS UNITÁRIOS DE INSUMOS E PRODUTOS
  • PODE AUMENTAR LUCROS MERCADOS MAIOR PODER AQUISITIVO

E – AMPLIAÇÃO DE MERCADO E ECONOMIA DE ESCALA

F – IMPORTAÇÃO DE TECNOLOGIA OCULTA

  • PROPORCIONA ALTERAR PRODUTO (DESIGN, EMBALAGEM, ETC)
  • GERA IMPORTAÇÃO INDIRETA TECNOLOGIA OCULTA, SEM CUSTO
slide13

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

13 - FLUXOGRAMA CAUSAL DE EXPORTAÇÃO

 EXPORTAÇÃOsignifica DIVISA

 DIVISA significa INVESTIMENTO

 INVESTIMENTO significa TECNOLOGIA

 TECNOLOGIA significa PRODUTIVIDADE

 PRODUTIVIDADE significa COMPETITIVIDADE

 COMPETITIVIDADE significa REDUÇÃO DE CUSTOS

 REDUÇÃO DE CUSTOS significa MAIS VENDAS

 MAIS VENDAS significa MAIS PRODUÇÃO

 MAIS PRODUÇÃO significaMAISLUCROS

slide14

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

14 - REALIDADE

NENHUMA EMPRESA EXPORTA

POR PATRIOTISMO, MAS PARA

ATENDER SEUS INTERESSES

ECONÔMICOS E FINANCEIROS.

slide15

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

15 - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS

COM A GLOBALIZAÇÃO

MUNDIAL, EMPRESA QUE

NÃO SE INTEGRAR,

VAI SE ENTREGAR

slide16

Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB

16 - CONCLUSÃO

A EXPORTAÇÃO REPRESENTA

DESAFIOS E OPORTUNIDADES

PARA AS EMPRESAS.

slide17

JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO

VICE - PRESIDENTE

Associação de Comércio Exterior do Brasil – AEB

Avenida General Justo, 335 - 4º andar – Centro

Rio de Janeiro – Cep: 20021-130

Fone: (21) 2544-0048 – Fax: (21) 2544-0577

www.aeb.org.br aebbras@aeb.org.br