metas de produ o no trabalho florestal considerando fatores ergon micos l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 51

METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS - PowerPoint PPT Presentation


  • 115 Views
  • Uploaded on

METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS. Prof. Amaury Paulo de Souza – UFV Prof. Luciano José Minette – UFV 12 de agosto de 2011 IV ERGOFLOR - Simpósio Brasileiro sobre Ergonomia e Segurança do Trabalho Florestal e Agrícola. CONTEÚDO. Introdução

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS' - leonora


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
metas de produ o no trabalho florestal considerando fatores ergon micos

METAS DE PRODUÇÃO NO TRABALHO FLORESTAL CONSIDERANDO FATORES ERGONÔMICOS

Prof. Amaury Paulo de Souza – UFV

Prof. Luciano José Minette – UFV

12 de agosto de 2011

IV ERGOFLOR - Simpósio Brasileiro sobre Ergonomia e Segurança do Trabalho Florestal e Agrícola

conte do
CONTEÚDO
  • Introdução
  • Problemas
  • Estudo do trabalho
  • Metas de produção
  • Fatores influentes
  • Fatores ergonômicos
  • Meta ergonômica de produção
  • Conclusões
introdu o
INTRODUÇÃO

IMPORTÂNCIA:

Legislação

Certificação

Meta justa

Manutenção da saúde do trabalhador

Satisfação do trabalhador e da empresa

problemas
PROBLEMAS
  • Trabalho pesado
  • Falta de pausas
  • Repetiividade
  • Clima do Local
  • Postura forçada
  • Posto de trabalho
  • Ruído
  • Vibração
  • Adaptações
  • Custo
  • Produtividade
  • Acidentes e doenças
estudo do trabalho estudo de tempos e m todos
ESTUDO DO TRABALHOEstudo de Tempos e Métodos
  • Estudo de Tempos e Métodos (ET&M) é o estudo sistemático dos sistemas de trabalho com os seguintes objetivos:
  • Desenvolverométodomaisadequado - menor custo ?
  • Padronizar o método
  • Determinar o tempo padrão
  • Treinamento sobre o método
fatores influentes
FATORES INFLUENTES
  • Povoamento
  • espaçamento
  • volume/árvore
  • volume /ha
  • idade
  • espécie florestal
  • sub-bosque
  • Terreno
  • declividade
  • irregularidades da superfície
  • umidade do solo, obstáculos
fatores influentes7
FATORES INFLUENTES
  • Árvore
  • casca
  • galhos
  • forma
  • umidade da madeira
  • diâmetro
  • altura
  • densidade
  • Outros
  • Clima
  • precipitação
  • época do ano
  • ventos
  • temperatura
  • umidade relativa
fatores influentes8
Fatores influentes
  • Trabalhador
  • idade
  • sexo
  • peso
  • escolaridade
  • habilidade
  • Treinamento
  • Outros
  • Operacional
  • distância
  • comprimento das toras
  • sistema de pagamento
  • turno de trabalho
  • qualidade
  • aspectos ambientais
  • aspectos de segurança e saúde
  • outros
fatores influentes9
Fatores influentes
  • Ferramenta/objeto de trabalho
  • peso
  • estado de conservação
  • forma
  • capacidade
  • Outros
  • Máquina
  • peso
  • ruído
  • vibração
  • velocidade
  • potência
  • tamanho
  • tempo de uso
  • demais especificações
slide10

ESTUDO DO

TRABALHO

ESTUDOS DO

MÉTODOS

ESTUDO DOS

TEMPOS

Decompor

Trabalhos em

elementos

ANÁLISE DO

TRABALHO

ANÁLISE DO

TRABALHO

ESTÁTICA

DINÂMICA

MEDIR E AVALIAR

OS TEMPOS

ERGONÔMICA

AMBIENTAL

QUALIDADE

CUSTOS

Pontos:

positivos

negativos

CRÍTICA DO

TRABALHO

Definição

novo

método

TEMPO

PADRÃO

SÍNTESE DO

TABALHO

AUMENTAR PRODUTIVIDADE

- Manutenção da saúde

- Melhor segurança, saúde e bem-estar

- Diminuição de danos ambientais

- Melhor qualidade do produto

- Menor custo

estudos dos tempos
Estudos dos tempos
  • Elementos (fases, etapas) do trabalho:
    • Viagem sem carga
    • Carregamento
    • Viagem com carga
    • Descarregamento
  • Ciclo de trabalho (tempo total de ida e volta)
  • Jornada de trabalho (tempo de trabalho efetivo e tempo de interrupções)
tempo da jornada de trabalho
Tempo da jornada de trabalho
  • Fichas de controles de produção - tempos médios

- Estimar o tempo normal (TN) médio por unidade de produção

- Estimar o tempo de interrupções (tolerâncias)

toler ncias
Tolerâncias
  • Tempo normal (TN) médio
  • Tolerâncias:

a) Tolerância pessoal (TP): 2 a 5% (0,02 a 0,05)

b) Tolerância por fadiga, em trabalhos pesados (TF) 5% (0,05).

c) Tolerância de interrupções (TI): quebras, manutenção e abastecimento de máquinas, quebra de ferramentas, interrupções pelos supervisores, falta de operador e ocorrência de chuva

tempo padr o
TEMPO PADRÃO

É o tempo necessário para realizar uma operação elementar definida e estabelecida por um método racional e executada à cadência normal por uma pessoa/equipe qualificada e habituada a determinada técnica.

produtividade
Produtividade

Produtividade

Produtividade

meta de produ o
Meta de produção

Meta de produção – Produção de madeira em m3 por unidade de tempo

Produção por jornada de 8h (480 min)

Produção por hora hora

A meta de produção do trabalhador é, geralmente, estipulada em função de tempos cronometrados, das variáveis influentes e de dados de controle da produção.

tempo produtivo ou normal para abate de rvore com motosserra
Tempo produtivo ou normal para abate de árvore com Motosserra

Exemplo:

O tempo normal (TN) médio para operador de motosserra derrubar(abater) uma árvore tenha sido de 35 s (abate + caminhar uma distancia de 3 m entre árvores)

tempo padr o e meta de produ o
Tempo padrão e meta de produção

TP = TN

TP = 35

TP = 35 x 1,67

TP = 58,45 s

Assim, em uma jornada de 8 h a meta de produção seria:

8h = 480 min= 28800 s

28800/58,45 = 492,7 árvores ou seja 61,58 árvores por hora.

Meta: 1 árvore = 0,20m3então 492,7 x 0,20 = 98,54 m3por 8 horas

12,31 m3/h

fatores ergon micos
FATORES ERGONÔMICOS
  • Ergonomia – adaptação do trabalho ao ser humano
  • Os órgãos governamentais, as instituições certificadoras e as próprias empresas florestais tem questionado as metas de produção sob o ponto de vista da saúde , segurança e bem-estar dos trabalhadores.
  • O conhecimento científico acumulado sobre ergonomia pode ajudar a responder a este questionamentos
fatores ergon micos20
FATORES ERGONÔMICOS
  • Carga de trabalho físico
  • Ambiente térmico
  • Repetividade
  • Biomecânica
  • Ruído
  • Vibração
  • Organização do trabalho
carga cardiovascular ccv
Carga cardiovascular (CCV)
  • em que:
  • CCV = carga cardiovascular, em %;
  • FCT= frequência cardíaca de trabalho (bpm);
  • FCM = frequência cardíaca máxima (220 - idade); e
  • FCR = frequência cardíaca de repouso (bpm).
  • CCV> 40% calcular tempo de pausa
tempo de p ausa
Tempo de pausa

em que:

Tr= tempo de repouso, descanso ou pausas, min

Ht = duração do trabalho, min

percentagem de pausas em fun o da idade frequ ncia card aca de repouso e de trabalho
Percentagem de pausas em função da idade, frequência cardíaca de repouso e de trabalho

EXEMPLO:

vibra o
Vibração
  • Vibração: mão-braço

Diretiva Europeia – 2002/44/EC

ISO 5349-1:2001

ACGIH - American Conference of Governmental Industrial Hygienists

  • Vibração: corpo inteiro

ISO 2631-1:1997

vibra o33
Vibração

Níveis de vibração global emitidos por uma motosserra na atividades de traçamento

percentagem de pausa para diferentes n veis de vibra o m o bra o acgih 2005
Percentagem de pausa para diferentes níveis de vibração mão-braço (ACGIH 2005)

ACGIH - American Conference of Governmental Industrial Hygienists

repetitividade
Repetitividade
  • Repetitividade
  • Força
  • Peso Movimentado
  • Postura
  • Esforço estático
  • Carga mental
  • Necessidade pessoais
r ecomenda es de pausas devido a fatores de repetitividade para a derrubada c om base em couto 2006
Recomendações de pausas, devido a fatores de repetitividade para a derrubada (Com base em COUTO, 2006)
ambiente t rmico calor ibutg ndice de bulbo mido term metro de globo
Ambiente Térmico – CalorIBUTG – Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo

Exemplo: IBUTG = 25,3 ºC

slide38

Limites de Tolerância a exposição ao calor, em regime de trabalho intermitente com períodos de descanso no próprio local de serviço (NR-15)

ru do percentagem de pausa
RuídoPercentagem de pausa
  • Independente do uso de proteção auricular
  • As pausas devem ser cumpridas fora da exposição
  • Pausas visando conforto, estresse e outros problemas de saúde causados pelo ruído

Pausas segundo COUTO, 2006:

biomec nica
Biomecânica

Posturas corporais no trabalho e a aplicação de forças envolvidas

  • OWAS - Ovako Working Posture Analysing System
  • REBA – Rapid Entire Body Assesment
  • NIOSH - NationalInstituteofOccupationalSafetyand Health - Equação para avaliar levantamento de cargas com as duas mãos
  • 3DSSPP - StaticStrengthPredictionProgramUniversityof Michigan
equa o de niosh
Equação de NIOSH
  • LPR= LC x HM x VM x DM x AM x FM x CM

LPR = Limite de Peso Recomendado;

LC = Constante de Carga, 23 kg

HM = Fator de Distância Horizontal;

VM = Fator de Altura;

DM = Fator de Deslocamento Vertical;

AM = Fator de Assimetria

FM = Fator de Frequência;

CM = Fator de Pega.

c lculo da meta de produ o ergon mica
Cálculo da meta de produção ergonômica
  • Tempo de pausa atual = 192 min (40% de 480)
  • Tempo efetivo atual = 288 min
  • Meta atual de produção = 12,31 m3 /h (98 m3 )

Reorganização do trabalho

  • Tempo de pausa necessário 480 x 0,5 (50%) = 240 min
  • Tempo efetivo = 480 - 240 = 240 min
  • Distribuição das pausas 240 min/8h = 30 min/h programada de trabalho
nova meta de produ o
Nova meta de produção

TP = TN

TP = 35

TP = 35 x 2

TP = 70 s

Assim, em uma jornada de 8 h a meta de produção seria:

8h = 480 min= 28800 s

28800/70 = 411,43 árvores ou seja 51,43 árvores por hora.

Meta: árvore média= 0,20 m3então 411,43 x 0,20 = 82,28 m3 por 8 horas

  • Nova meta de produção = 10,28 m3 /h (82 m3 )
conclus es
CONCLUSÕES

O estabelecimento de metas de produção considerando fatores ergonômicos permite:

  • minimizar os riscos de danos a saúde
  • melhorar satisfação e bem-estar
  • melhorar a produtividade
  • prescrever de metas com participação do trabalhador
  • atender a legislação trabalhista
  • atender os critérios de certificação
  • reduzir dos custos de produção, gastos públicos e trabalhistas
slide51

OBRIGADO

LABORATÓRIO DE ERGONOMIA - UFV