slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
TREINAMENTO DE LÍDERES PowerPoint Presentation
Download Presentation
TREINAMENTO DE LÍDERES

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 42

TREINAMENTO DE LÍDERES - PowerPoint PPT Presentation


  • 118 Views
  • Uploaded on

TREINAMENTO DE LÍDERES. LIDERANÇA RELACIONAL. DURAÇÃO 6 SEMANAS. FALTAS SUBSTITUIR A MESMA AULA EM OUTRA TURMA. Próxima semana : CONDUÇÃO DO GRUPO (2 aulas ). MATERIAL NO SITE DA IBC. O que é liderança ?.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'TREINAMENTO DE LÍDERES' - lam


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

LIDERANÇA

RELACIONAL

slide3

DURAÇÃO

6 SEMANAS

FALTAS

SUBSTITUIR A MESMA AULA EM OUTRA TURMA

slide4

Próximasemana:

CONDUÇÃO

DO GRUPO

(2 aulas)

slide5

MATERIAL

NO SITE DA IBC

slide6

O que é liderança?

“Liderança é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo

para o bem comum.”

(James Hunter)

slide7

O que é liderança?

“O líder cristão define sua liderança pelo exemplo de Cristo.”

slide8

LiderançaRelacional

É permanecer em sintonia com Jesus.

É exercerautoridade e nãopoder.

É mostrar um modelo a serseguido.

É edificarpessoas e nãousá-las.

slide9

LiderançaRelacional

É executartarefasenquanto se constroemrelacionamentos.

É fornecer um ambientefavorável.

É serviço, sacrifício e amor.

slide11

FunçõesnaRede

PASTOREIO

GERENCIAMENTO

CAPACITAÇÃO

slide13

FunçõesnaRede

Gerenciamento

slide14

FunçõesnaRede

capacitação

slide16

Estrutura de Apoio

Sistema de PGs - SIB

slide17

Estrutura de Apoio

Sistema de PGs - SIB

• pesquisar e contatar pessoas que estão à procura

de PG;

• atualizar informações sobre dia, horário e local de

reuniões do seu PG, sempre que houver alterações;

• dar baixa de pessoas que deixam o PG, inclusive

informando o motivo;

• atualizar e localizar informações sobre os membros

do PG, como endereço, telefone, idade, membresia,

tempo de conversão, profissão, etc.

slide18

Estrutura de Apoio

  • Secretaria das Redes
  • Sábado da Liderança
  • EncontrosnasRedes
  • Informespor e-mail
  • Treinamento de Líderes
slide19

Desenvolvendo o Aprendiz

E as coisas que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar a outros.

2 Timóteo 2:2

slide20

Desenvolvendo o Aprendiz

  • Desenvolver o aprendiz é:
  • Cooperar com Deus
  • Seguir o exemplo de Jesus e Paulo
  • Amar os outros
  • Multiplicar-se
  • Fazerdiscípulos
  • Priorizar o importante
slide21

Desenvolvendo o Aprendiz

“O desenvolvimento de líderes não acontece acidentalmente.”

(Bill Hybels)

slide22

Desenvolvendo o Aprendiz

É um processo espiritual:

O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração. 1 Samuel 16:7b

Num daqueles dias, Jesus saiu para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze deles, a quem também designou como apóstolos. Lucas 6:12-13

slide23

Desenvolvendo o Aprendiz

Muitoscandidatosvãoaparecer…

slide24

Desenvolvendo o Aprendiz

Algunsparecerãoperfeitos…

slide25

Desenvolvendo o Aprendiz

  • Para reconhecer um aprendiz, identifique alguém que:
  • Trata o grupo com seriedade
  • Tem caráter e habilidades de liderança.
  • Abraça a visão de PequenosGrupos
slide26

Desenvolvendo o Aprendiz

  • Como desafiar uma pessoa:
  • Dêresponsabilidades e oportunidades de ministraçãoparaela.
  • Falesobre o privilégio de serinstrumentonasmãos de Deus.
  • Assegure-a de quereceberátreinamento.
slide27

Desenvolvendo o Aprendiz

PASSOS DO TREINAMENTO:

EU FAÇO –

VOCÊ OBSERVA

2. EU FAÇO –

VOCÊ AJUDA

3. VOCÊ FAZ –

EU AJUDO

4. VOCÊ FAZ –

EU OBSERVO

slide28

Orientaçõessobredisciplina

Como acontece em toda família, às vezes é preciso disciplinar um membro da igreja que, por insistente permanência no erro, depois de ter sido advertido, cuidado e acompanhado, não demonstra sinais de arrependimento diante de Deus.

slide29

Orientaçõessobredisciplina

A primeira abordagem ao irmão em pecado cabe ao crente que tiver conhecimento do erro.

Irmãos, se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado. Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo.Se alguém se considera alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Gálatas 6:1-3

slide30

Orientaçõessobredisciplina

Tratamos todo o qualquer pecado com AMOR e FIRMEZA.

I Coríntios 5:1-13

...entreguem esse homem a Satanás, para que o corpo seja destruído, e seu espírito seja salvo no dia do Senhor. ...estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer.Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? 1 Coríntios 5:1-13

slide31

Orientaçõessobredisciplina

A congregaçãocabe a exortaçãomútua, a obediência e o respeitoaoslíderesespirituais.

Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês. Hebreus 13:17

slide32

Orientaçõessobredisciplina

Toda disciplinanaIgreja tem comoobjetivomaior a RESTAURAÇÃO da pessoa e seu pronto retorno a COMUNHÃO, assimquehouver

sinaisclaros de arrependimentodiante de Deus e dos irmãos.

slide33

Orientaçõessobredisciplina

Na IBC, baseadosemMateus 18, adotamos

5 PASSOS emrelação à disciplina:

Tratarindividualmente

Tratar com testemunhas

Tratar no Pequeno

Grupo

Exclusão

Relacionamentoapós a exclusão

slide34

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 1 –

TRATAR INDIVIDUALMENTE

Ao tomar conhecimento do pecado do(a) irmão(ã), trate pessoalmente e em particular, confrontando em amor.

slide35

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 2 –

TRATAR COM TESTEMUNHAS

Se ele(a) insistir no pecado ou não expressar arrependimento, confronte-o(a) novamente, agora com duas ou três pessoas espiritualmente maduras.

Recomenda-se que uma dessas pessoas seja o(a) próprio(a) líder de Pequeno Grupo do(a) confrontado(a).

O prosseguimento ao passo seguinte deve resultar da unanimidade entre as pessoas que estão tratando o caso em questão.

slide36

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 3 –

TRATAR NO PEQUENO GRUPO

Após o passo 2, se a pessoa não expressar visível arrependimento, o caso será levado diante da Igreja, representada pelo Pequeno Grupo.

Diante dessas testemunhas a pessoa tem mais uma chance de expressar seu arrependimento.

Caso contrário e com o conhecimento do orientador, o caso prossegue para sacramentar a exclusão da Igreja.

slide37

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 4 –

EXCLUSÃO

Em estado de rebeldia a pessoa deverá ser afastada da comunhão e considerada como alguém que decidiu andar fora do Corpo de Cristo.

A decisão de excluir compete à coordena­ção da Rede juntamente com os pastores, o que será informado à congregação, no momento oportuno (Grande Congregação ou Sábado da liderança).

slide38

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 4 –

EXCLUSÃO

A exclusão indica afastamento compulsório da comunhão do Corpo visível de Cristo no âmbito do grande e do pequeno ajuntamentos.

Nenhuma pessoa dis­ciplinada perde sua condição de salvo em Cristo Jesus, mas, como filho rebelde, é submetido à disciplina do Pai que usará seus meios para levá-lo ao arrependimento.

slide39

Orientaçõessobredisciplina

PASSO 5 –

RELACIONAMENTO APÓS

A EXCLUSÃO

Se, mesmo após a exclusão, a pessoa continuar em pecado, embora tristes, podemos ficar em paz sobre dois detalhes: foram seguidas as orientações bíblicas sobre a questão e foi exercido o amor que se preocupa a ponto de confrontar o erro e confiar que o Pai comple­tará a disciplina dos filhos à Sua maneira.

Com o desobediente não podemos manter comunhão ou aceitar no grande ou pequeno grupo como se nada tivesse acontecido, a não ser para manifestar arrependimento.

slide40

Orientaçõessobredisciplina

Nãohápressaparaconduzir a disciplina de alguématé a últimaetapa.

A advertênciaamorosa visa a restauração e nãodeveserprecipitada.

slide41

Orientaçõessobredisciplina

  • Algunscuidadosespeciais:
  • Nãoagimoscomopolícia.
  • Nãosomosadvogados de acusação.
  • Nãosomosmelhores do quequalquerirmão.
slide42

Orientaçõessobredisciplina

“Cuide-se, porém, cada um paraquetambémnãosejatentado.”

Gálatas 6:1