Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM PowerPoint Presentation
Download Presentation
FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM

FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM

8661 Views Download Presentation
Download Presentation

FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

    1. FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM Prof. Esp. Regina Carla Gottardi

    2. Unidade do Paciente Quando uma pessoa esta doente, precisa de ajuda para muitas das tarefas que habitualmente realiza sozinha. Parte do trabalho das pessoas que se dedicam, ao cuidado do paciente em um hospital manter agradvel o local que o cerca. Ficar em quarto limpo e com tudo em ordem ajudar o paciente a sentir-se melhor e tornar sua permanncia no hospital mais agradvel.

    3. Quando uma unidade ocupada por um paciente, essa se torna a sua residncia durante o tempo de internao. Alguns doentes podem trazer de sua casa o pijama ou camisola, o roupo e os chinelos.

    4. Cada hospital tem rotina prpria ou normas sobre objetos que so entregues ao paciente para serem usados por eles durante sua permanncia.

    5. Muitas vezes, no momento da internao, os pacientes costumam levar objetos pessoais para maior conforto e segurana. Precisamos estar atentos quanto aos cuidados com esses objetos.

    6. Enfermaria: o compartimento destinado a internao de 3 ou mais pacientes.

    7. Apartamento: o compartimento destinado a internao de 1 e/ou 2 pacientes.

    8. Alojamento Conjunto Modalidade de acomodao do recm-nascido normal em beros contguo ao leito da me.

    9. Berrio rea destinada internao de recm-nascidos normais, patolgicos e prematuros.

    10. Berrio de Isolamento Ambiente destinado acomodao de recm-nascidos que, por algum motivo, necessitem ficar isolado dos demais. Dever ser provido de rea de higienizao exclusiva, lavatrio ao lado do bero e local para desprezo de secrees e excrees.

    11. Unidade de Terapia Intensiva rea destinada acomodao de pacientes crticos, em ambientes individuais ou coletivos, conforme grau de risco (semi-intensiva ou intensiva), faixa etria, patologia e requisitos de privacidade.

    12. Materiais que compem a unidade do paciente Materiais: Leito do paciente; Mesa de cabeceira; Mesa auxiliar; Armrio ou guarda-roupa; Cadeira; Escadinha; Papagaio, comadre e escarradeira;

    14. Limpeza da unidade do paciente Limpeza o processo de localizar, identificar, conter, remover e desfazer-se de forma adequada, de substncias indesejveis, ou seja, poluentes, de uma superfcie ou ambiente.

    15. O objetivo da limpeza O objetivo a remoo da sujidade visvel; remoo, reduo ou destruio dos microrganismos patognicos; e controle de disseminao de contaminao biolgica.

    16. Limpeza diria ou concorrente a limpeza que dever ser realizada diariamente ou sempre que necessrio para manter o ambiente agradvel.

    17. Material: Panos de uso exclusivo para esta limpeza Soluo desinfetante - lcool a 70%; Luvas de procedimento.

    18. Procedimento: Preparar o material; Limpar os componentes da unidade do paciente com soluo desinfetante, retirando o p incomodando o menos possvel o paciente; Dobrar o colcho com a parte da cabeceira sobre a ponta dos ps; Limpar a cabeceira da cama, as laterais, as molas e o estrado;

    19. Limpar o colcho em toda sua extenso e dobr-lo para a cabeceira. Limpar o colcho na parte que ficou para cima, dobrado para a cabeceira; Providenciar a troca da gua da mesinha de cabeceira; Levar o material de limpeza para o local apropriado; Deixar o ambiente em ordem.

    20. Limpeza terminal a limpeza de todo o mobilirio da unidade do paciente, adicionado do piso, teto, parede e sanitrio. feita por ocasio da alta, bito, transferncia ou quando o paciente permanece internado por longo tempo.

    21. Material: 2 Baldes; Panos exclusivo para limpeza; Sabo; Soluo desinfetante (lcool a 70%); Luvas de procedimento;

    22. Procedimentos: Preparar o material; Arejar o ambiente; Desocupar a mesinha de cabeceira; Desarrumar a cama, retirando a roupa da seguinte maneira: Fazer um saco de roupa suja com a colcha, arrumando-as aos ps da cama; Colocar o impermevel na bacia com soluo desinfetante; Colocar toda a roupa suja dentro do saco improvisado.

    23. Levar o saco de roupa suja para o local apropriado que poder ser o hamper ou depsito de roupa suja; Colocar o material de limpeza no acento da cadeira; Lavar com gua e sabo os componentes da unidade; Dobrar o colcho com a parte da cabeceira sobre a ponta dos ps; Limpar a cabeceira da cama, as laterais, as molas e o estrado; Limpar o colcho e limpa-lo em toda sua extenso e dobra-lo para a cabeceira. Limpar o colcho na parte que ficou para cima, dobrado para a cabeceira;

    24. Limpar o travesseiro e coloc-lo sobre o colcho e enxaguar o impermevel, enxugar e coloc-lo sobre o colcho. Limpar a mesinha de cabeceira e coloca-la na cabeceira da cama; Limpar a cadeira e coloc-la aos ps da cama; Recolher o material de limpeza e lev-los para o local apropriado; Deixar o ambiente em ordem e arejado por algum tempo; Tirar as luvas e lavar as mos.

    25. Arrumao do leito (tipos de leitos) A finalidade de arrumar o leito preparar uma cama segura e confortvel para o paciente, mantendo a unidade com aspecto agradvel.

    26. Tipos de camas Cama fechada Cama aberta Cama com paciente acamado Cama para operado

    27. Cama fechada aquela que esta desocupada, aguardando a chegada do paciente. Deve ser arrumada aproximadamente 2 horas aps ter sido feita a limpeza geral, permitindo arejamento do ambiente.

    28. Materiais: 02 Lenis 01 lenol mvel, traado, travessa ou forro 01 impermevel 01 Travesseiro 01 Fronha 01 Cobertor, se necessrio Luvas de procedimento Hamper

    29. Mtodo: Lavar as mos; Preparar o material; Colocar o material na mesa de cabeceira; Estender o lenol sobre o leito, dobrando as pontas do lenol na cabeceira e nos ps; Colocar o impermevel, o lenol mvel e estender o lenol de cima. Fazer os cantos do lenol; Colocar o cobertor; Colocar a fronha no travesseiro; Colocar o travesseiro na cama; Recompor a unidade; Lavar as mos.

    30. Cama Aberta aquela que esta sendo ocupada por um paciente que pode deambular.

    31. Materiais: 02 Lenis 01 lenol mvel, traado, travessa ou forro 01 impermevel 01 Travesseiro 01 Fronha 01 Cobertor, se necessrio Luvas de procedimento Hamper

    32. A diferena entre a cama fechada e a cama aberta esta na dobra realizada no lenol e cobertor na cabeceira da cama.

    33. Cama com paciente acamado a cama ocupada por paciente que no pode deambular. Em caso de doente grave, a cama ser feita por duas pessoas, para evitar esforo demasiado do paciente e da enfermagem, e obter andamento mais rpido do cuidado. Geralmente a arrumao da cama feita durante o banho dado no leito, para evitar perda de tempo e esforo.

    35. Cama para operado feita para receber o paciente que esta na sala de cirurgia ou exame, sob efeito anestsico. O leito do operado igual ao leito fechado, mas com lenol dobrado em pregas, na cabeceira do leito prximo ao lenol mvel. Esse leito ter as roupas soltas nos ps, exceto o lenol de baixo.

    36. NORMAS 01 - O leito dever ser trocado quantas vezes forem necessrias durante o planto; 02 - O leito dever ser preparado de acordo com a sua finalidade; 03 - Abrir portas e janelas antes de iniciar o trabalho; 04 - Utilizar lenis limpos, secos e sem pregas; 05 - Caso os lenis sejam reutilizados, no deixar migalhas, fios de cabelos; 06 - Observar o estado de conservao dos colches e travesseiros; 07 - No sacudir as roupas de cama; 08 - No arrastar as roupas de cama no cho.