slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery PowerPoint Presentation
Download Presentation
Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 24

Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery - PowerPoint PPT Presentation


  • 201 Views
  • Uploaded on

Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery Coordenação Geral de Pós-Graduação e Pesquisa Núcleo de Pesquisa em Enfermagem em Saúde Coletiva  Qualidade da atenção prestada pela ESF no município de Macaé –RJ. Por: Inês Leoneza de Souza

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Escola de Enfermagem Anna Nery Coordenação Geral de Pós-Graduação e Pesquisa Núcleo de Pesquisa em Enfermagem em Saúde Coletiva  Qualidade da atenção prestada pela ESF no município de Macaé –RJ. Por: Inês Leoneza de Souza Orientadora:Elisabete Pimenta Araujo Paz 2014.

    2. Este projeto de tese insere-se na linha de pesquisa das Políticas e Práticas na Atenção Primária em Saúde do Núcleo de Pesquisa de Enfermagem e Saúde Coletiva- NUPENSC, da Escola de Enfermagem Anna Nery, Universidade Federal do Rio de Janeiro e pretende avaliar a qualidade da Atenção à Saúde no município de Macaé no Estado do Rio de Janeiro, na perspectiva dos adultos hipertensos cadastrados nas Unidades de Saúde da Família.

    3. Referencial teórico • A avaliação pode estar focalizada e medida na estrutura, no processo e no resultado, conforme os tipos de problemas identificados (MASCARENHAS & SILVA JR, 2004; CONTANDRIOPOULOS, et al, 1997 e DONABEDIAN, 1980, 2003).

    4. Referencial teórico: • Starfield (2004) reafirma em seus trabalhos que a APS tem papel fundamental e efetivo na organização de sistema de Saúde, reduzindo custos, humanizando a atenção e levando os serviços para mais perto do cidadão.

    5. Referencial teórico: • Os sistemas de saúde predominantes em todo o mundo estão falhando, pois não estão conseguindo acompanhar a tendência de declínio dos problemas agudos e de ascensão das condições crônicas. Quando os problemas de saúde são crônicos, o modelo de tratamento agudo não funciona. O paradigma do tratamento agudo é dominante e, no momento, prepondera em meio aos tomadores de decisão, trabalhadores da saúde, administradores e pacientes. Para lidar com ascensão das condições crônicas, é imprescindível que os sistemas de saúde transponham esse modelo dominante. (OMS, 2003)

    6. Local de Estudo

    7. A Rede de Saúde de Macaé • 03 Hospitais • 02 Pronto Socorros • 01 UPA • 04 Centro de Referência • 07 UBS • 24 USF (09 Zona rural e 15 urbanas)

    8. Cenário de Estudo – Unidades de Saúde da Família ESF Fronteira A ESF Fronteira B ESF Lagomar A ESF Lagomar B ESF Malvinas A ESF Malvinas B ESF Malvinas C ESF Morro de São Jorge ESF Nova Esperança ESF Nova Holanda A ESF Nova Holanda B ESF Virgem Santa ESF Ajuda A – Planalto da Ajuda ESF Ajuda B – Ajuda de Baixo ESF Ajuda C – Ajuda de Cima ESF Aroeira ESF Aterro do Imburo ESF Barra/ Brasília A ESF Barra/ Brasília B ESF Botafogo ESF Cajueiros ESF do Sana/ Cabeceira do Sana ESF Engenho da Praia ESF Frade

    9. População e Amostra • Considerando o nível de confiança de 95% e o erro amostral de 5% para essas unidades teríamos 340 indivíduos para entrevistar. Reconsiderando o calculo para o tamanho do universo de 13.861 usuários cadastrados no município obteve-se 374 indivíduos como n amostral. O número de entrevistados por unidade de saúde da Família está apresentado no Quadro 1.

    10. O Instrumento... • PCATool – PrimaryCareAssessmentTool, que verifica a adesão das unidades da ESF em relação aos atributos essenciais dos serviços de APS: • o Acesso de primeiro contato do indivíduo com o sistema de saúde; • a Longitudinalidade; • a Integralidade e • a Coordenação da Atenção. • Como os atributos derivados que qualificam as ações dos serviços de saúde: • a Atenção à saúde centrada na família (orientação familiar); • a Orientação comunitária e • a Competência cultural * Quadro 2

    11. Aspectos Éticos • O projeto foi encaminhado ao Comitê de Ética em Pesquisa em julho de 2013 e aprovado em dezembro de 2013, seguiu as recomendações da Resolução nº 466/2012 do CNS/MS. Parecer foi aprovado sob o nº 480.233/2013

    12. Procedimentos de coleta de dados • Treinamento de entrevistadores bolsistas • Ambientação dos entrevistadores nas unidades de SF • Coleta de dados (entrevista com aplicação do questionário PCATool) Período: Dezembro/2013 à março/2014

    13. RESULTADOS E DISCUSSÃO • Este estudo realizado no estado do Rio de Janeiro na cidade de Macaé com a utilização do PCATool versão adulto, permitiu conhecer qual a avaliação sobre os serviços de saúde entre hipertensos assistidos pelas equipes de saúde da família a partir de suas vivências em seus tratamentos. • Nesta etapa apresentaremos o perfil da amostra e a análise dos atributos da APS em relação ao grau de afiliação, acesso de primeiro contato - utilização, acesso de primeiro contato – acessibilidade • Tabela 1

    14. RESULTADOS E DISCUSSÃO • Dados da Tabela 2 • Atributos da APSMédia ± DP B - Acesso de Primeiro Contato – Utilização 7,76 ± 2,44 C – Acesso de Primeiro Contato – Acessibilidade 3,77 ± 1,29

    15. RESULTADOS E DISCUSSÃO • Dados da Tabela 3 • Atributos da APSN% • B- Acesso de Primeiro Contato - Utilização • Satisfeito 303 81,2 • Insatisfeito 70 18,8 • C- Acesso de Primeiro Contato - Acessibilidade • Satisfeito 9 2,4 • Insatisfeito 364 97,6 • Geral parcial373 100,0

    16. Atenção Primária à Saúde (APS) Atributos Essenciais Atributos Derivados Acesso 1º Contato Orientação Familiar Longitudinalidade Orientação Comunitária Coordenação Competência Cultural Integralidade

    17. Faixa Etária X Tempo de Doença X Gênero

    18. Renda X Escolaridade

    19. CONSIDERAÇÕES FINAIS PRELIMINARES • Análise exploratória qualitativa • A prevalência de doenças crônicas • O estabelecimento de vínculo entre os usuários e a USF • Os resultados apesar de insatisfatórios em alguns dos aspectos já apontados na análise indicam que há possibilidade da ESF ser na perspectiva de APS, o serviço mais abrangente e de reorientação da organização das praticas do cuidado para garantia do direito universal à saúde.

    20. Bibliografia... • ALBUQUERQUE, F. J. B; MELO, C. F; SOUZA, F. E; ARAUJO NETO, J. L. Avaliação da estratégia saúde da família a partir das crenças dos profissionais. Estud. psicol. (Campinas) [online]. 2011, vol.28, n.3. ISSN 0103-166X.   • ANDRADE, L. O. M, BUENO, I. C. H. C, BEZERRA, R. C. Atenção Primária à Saúde e Estratégia Saúde da Família. In:CAMPOS, G. W. S, MINAYO, M. C. S, AKERMAN, M. (org.). Tratado de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ: 2006. p.783-836  • BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília: SENADO FEDERAL, 1988. • BRASIL. Lei 8080/90. Dispõe sobre as condições para promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília: MS, 1990. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/lei8080.pdf • BRASIL. Lei 8142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde – SUS e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e outras providências. Brasília: MS, 1990. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/Lei8142.pdf • BRASIL, Ministério da Saúde. Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde/NOB SUS 01/1993. Portaria MS n. 545, de 20 de maio de 1993. D.O.U, 24 de maio de 1993. Brasília, 1993.  • BRASIL, Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde/ NOB-SUS 96. Portaria MS n. 2203, D.O.U de 06 de novembro de 1996. Brasília: M. S, 1997.   • BRASIL, Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde. O SUS de A a Z: garantindo saúde nos municípios. Brasília: Ministério da Saúde, 2005a. 344 p. (Série F. Comunicação e Educação em Saúde).  • BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. PNASS; Série PACTOS pela Saúde, v. 4. Brasília, 2006. • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Hipertensão arterial sistêmica para o Sistema Único de Saúde – Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 58 p. (Cadernos de Atenção Básica; 16) (Série A. Normas e Manuais Técnicos). • BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção em Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde: primarycareassessmenttoolpcatool – Brasil. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 80 p. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). • BRASIL, Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família