QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE - PowerPoint PPT Presentation

ila-golden
qu mica do meio ambiente n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE PowerPoint Presentation
Download Presentation
QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE

play fullscreen
1 / 46
Download Presentation
QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE
94 Views
Download Presentation

QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. QUÍMICA DO MEIO AMBIENTE Paulo Vaz 2011

  2. ALTERAÇÕES AMBIENTAIS: • Poluição das Águas; • Poluição do Ar: Efeito Estufa; Camada de Ozônio; Chuva Ácida. • Poluição dos Solos.

  3. DEFINIÇÃO (POLUIÇÃO): Introdução de substâncias no ambiente que normalmente não são encontradas, ou que existem em pequenas quantidades. Poluente: detrito introduzido num ecossistema não adaptado a ele, ou que não o suporta nas quantidades em que é feito.

  4. O conceito de poluente é muito relativo , depende de fatores como: • tipo de substância envolvida, • sua concentração, • tipo de ecossistema envolvido, • tolerância dos organismos envolvidos • combinação dessa substância com outros componentes do ambiente.

  5. Vejamos Uma Situação Exemplificadora • O CO2 dependendo da concentração na atmosfera poderá desempenhar funções: • Benéficas: Estimulando o processo fotossintético. • Prejudiciais: Intensificando o efeito estufa e provocando aquecimento global.

  6. Poluição das Águas Agentes poluidores: • Microorganismos; • Esgotos residenciais; • Fertilizantes Agrícolas; • Compostos Orgânicos: Ex.: detergentes, solventes, inseticidas. • Compostos Inorgânicos: Ex. Metais Pesados.

  7. ESQUEMA DE TRATAMENTO DA ÁGUA

  8. Aspectos Ligados à Poluição da Água: • Aumento da matéria orgânica; • Aumento do número de bactérias; • Aumento do consumo de oxigênio e diminuição desse gás na água; • Morte dos seres aeróbicos; • Proliferação de organismos anaeróbicos; • Acúmulo de resíduos em função da degradação incompleta da matéria orgânica.

  9. Eutrofização das águas • É o aumento da disponibilidade de nutrientes minerais, de forma natural ou pela liberação de esgotos e fertilizantes químicos, em ambientes aquáticos, que favorece a proliferação de algas e plantas.

  10. Maré Vermelha • Eliminação de nutrientes em ambientes marinhos(nitratos e fosfatos); • Produção e liberação de toxinas letais no meio. • Mortalidade de peixes, moluscos, crustáceos, podendo afetar outros animais que se alimentam de outros animais contaminados

  11. Poluição do Ar • Resulta da emissão de gases poluentes ou de partículas sólidas na atmosfera. • Efeitos sobre a saúde humana: provoca diversas doenças crônicas tais como a asma, bronquite crônica, infecções nos pulmões, enfisema pulmonar, doenças do coração e câncer do pulmão.

  12. EFEITO ESTUFA • É um processo que ocorre quando uma parte da radiação solar refletida pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases presentes na atmosfera. • Como conseqüência disso, o calor fica retido, não sendo liberado ao espaço. • O efeito estufa dentro de uma determinada faixa é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.

  13. Gás carbônico (CO2) Liberado na atmosfera a partir da queima de combustíveis fósseis, e queimadas nas florestas A principal conseqüência da emissão de CO2 é o aumento do efeito estufa. Outros gases que também contribuem para o aumento do efeito estufa são o metano, óxido nitroso, vapor de água, CFC.

  14. Consequências do Efeito Estufa • aumento da temperatura atmosférica; • alterações climáticas; • degelo de calotas polares • extinção de espécies; • inundação de áreas litorâneas

  15. Chuva Ácida • Decorrente da liberação de resíduos gasosos como o óxido de enxofre e o óxido de nitrogênio, na atmosfera durante a queima de combustíveis fósseis e atividade industrial. • Na atmosfera esses gases reagem com a água formando ácidos que retornam a superfície ,contaminando rios, lagos e solo.

  16. Como evitar a Chuva Ácida: • Conservar a energia; • Transporte coletivo; • Utilizar fontes de energia menos poluentes; • Purificação dos escapamentos dos veículos; • Utilizar combustíveis com baixo teor de enxofre.

  17. Inversão térmica • Alteração nas condições climáticas que impedem a dispersão de poluentes. • Na inversão térmica ocorre interposição da camada de ar quente com a camada de ar frio impedindo que ocorra dispersão dos poluentes

  18. Camada de Ozônio • A camada de ozônio ou ozonosfera é um filtro de proteção formado pelo gás ozônio (oxigênio concentrado) que protege a atmosfera das radiações liberadas pelo Sol. • Impedir a passagem dos raios ultravioletas , que se chegassem à atmosfera acabariam com todo ser vivo existente.

  19. Buraco na Camada de Ozônio • Uma série de fatores climáticos faz da estratosfera sobre a Antártida uma região especialmente suscetível à destruição do ozônio. • Toda primavera, no Hemisfério Sul, aparece um buraco na camada de ozônio sobre o continente. • Os cientistas observaram que o buraco vem crescendo e que seus efeitos têm se tornado mais evidentes.

  20. Ação do CFC • Nas camadas altas da atmosfera o CFC se decompõe por ação da radiação ultravioleta liberando átomos de cloro que reagem com o ozônio formando óxido de cloro e liberando oxigênio molecular. Cl + O3ClO + O2

  21. O óxido de cloro reage com o oxigênio atômico formando oxigênio molecular e liberando o átomo de cloro que pode reagir com outra molécula de ozônio. ClO + O Cl + O2

  22. Buraco na Camada de Ozônio

  23. Efeitos da destruição da camada de ozônio Aumento das taxas de mutações em plantas e animais; Cegueira de insetos polinizadores; Destruição do fitoplâncton; Queimaduras na pele; Aumento da incidência de câncer; Fragilização do sistema imunológico; Alteração da distribuição térmica e da circulação de ar.

  24. Poluição do Solo • Forma de poluição, que afeta a camada superficial da crosta terrestre, causando malefícios diretos ou indiretos à vida humana, à natureza e ao meio ambiente em geral. • Consiste na presença indevida, no solo, de elementos químicos estranhos, de origem humana, que prejudiquem as formas de vida e seu desenvolvimento regular.

  25. Poluição do solo Consiste na deposição, descarga, infiltração, acumulação, injeção ou aterramento no solo ou no subsolo de substâncias ou produtos poluentes, em estado sólido, líquido ou gasoso.

  26. A poluição do solo pode ser de duas origens: Poluição de origem urbana • Nas áreas urbanas o lixo jogado sobre a superfície, sem o devido tratamento, são uma das principais causas dessa poluição. • A presença humana, lançando detritos e substâncias químicas, como os derivados do petróleo, constitui-se num dos problemas ambientais que necessitam de atenção das autoridades públicas e da sociedade.

  27. Aterros Sanitários • Uma das formas de se lidar com os resíduos urbanos é a destinação de locais de depósito para os mesmos, denominados aterros. • Nestes lugares todo o lixo urbano é depositado, sem qualquer forma de tratamento ou reciclagem.

  28. Fontes de poluição do solo Pode ocorrer por: • urbanização e ocupação do solo; • atividades agropastoris: • atividades extrativas: mineração; • armazenamento de produtos e resíduos; • acidentes no transporte de cargas: vazamento de produtos ou resíduos perigosos; • lançamento de águas residuárias (esgotos sanitários e efluentes industriais); • disposição de resíduos sólidos de diversas origens, destaque para os industriais em termos de significância de poluição.

  29. Aterro Sanitário

  30. Poluição de origem agrícola • A contaminação do solo, nas áreas rurais, dá-se sobretudo pelo uso indevido de agrotóxicos, técnicas arcaicas de produção (a exemplo do subproduto da cana-de-açúcar, o vinhoto; dos curtumes e a criação de suínos).

  31. Contaminação do Solo

  32. Lixão

  33. Poluentes do solo

  34. FIM........