slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Saúde Integral da Criança e do Adolescente PowerPoint Presentation
Download Presentation
Saúde Integral da Criança e do Adolescente

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 26

Saúde Integral da Criança e do Adolescente - PowerPoint PPT Presentation


  • 347 Views
  • Uploaded on

Vacinas Padronizadas pelo Ministério da Saúde Professoras : Elenice Cecchethi e Patrícia Britto Monitora: Samira. Saúde Integral da Criança e do Adolescente. Imunização. Definição :.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Saúde Integral da Criança e do Adolescente' - delbert


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
Vacinas Padronizadas pelo Ministério da Saúde

Professoras : Elenice Cecchethi e Patrícia Britto

Monitora: Samira

Saúde Integral da Criança e do Adolescente
defini o
Definição:
  • É o conjunto de métodos terapêuticos destinados a conferir ao organismo um estado de resistência, ou seja, de imunidade, contra determinadas enfermidades infecciosas. Que tem por finalidade principal a redução da morbidade e da mortalidade infantil por doenças imunopreviníveis. (FUNASA, 2001, p.49)
slide5
Vacina Combinada : Dois agentes ou mais são administrados na mesma preparação (DPT, dT e anti-pólio)
  • Vacina Associada : Misturam-se as vacinas no momento da aplicação (Tetravalente)
  • Vacinação Simultânea Duas ou mais vacinas são administradas em diferentes vias, num mesmo atendimento.
aten o
ATENÇÃO!!!
  • As aplicações simultâneas de vacinas não aumentam a freqüência e a gravidade dos eventos adversos e não reduzem o poder imunogênico.
a resposta imune depende de dois fatores
A resposta imune depende de dois fatores:
  • Inerentes às vacinas
  • Inerentes ao próprio organismo
fatores inerentes ao pr prio organismo
Fatores Inerentes ao próprio organismo:
  • Idade;
  • Doença de base ou intercorrente;
  • Tratamento imunossupressor.
inerentes vacina
Inerentes à Vacina
  • Suspensão de bactérias vivas atenuadas (BCG);
  • Suspensão de bactérias mortas avirulentas;
  • Toxinas obtidas em culturas de bactérias, submetidas a modificações químicas ou pelo calor (toxóide tetânico e diftérico);
  • Vírus vivos atenuados (contra poliomielite, sarampo e febre amarela).
agentes imunizantes
Agentes Imunizantes
  • Líquido de suspensão;
  • Conservantes, estabilizadores e antibióticos;
  • Adjuvantes.
a planta f sica
A)Planta Física
  • A sala de imunobiológicos deverá ser utilizada somente para conservação e aplicação dos mesmos. Não é permitido que nesta sala se realizem outros procedimentos.
  • O tamanho da sala varia de acordo com o número da clientela atendida.
  • Esta sala deve conter uma pia de aço inox ou mármore, balcão para preparo dos imunobiológicos e pisos laváveis.
b procedimentos para utiliza o de refrigeradores
B) Procedimentos para utilização de refrigeradores
  • As prateleiras devem ser limpas e organizadas;
  • Utilizar bandejas perfuradas para arrumar as vacinas;
  • Não guardar vacinas na porta ou na parte de baixo da geladeira;
  • O congelador deve conter gelo reciclável;
  • Termômetro na parte central;
  • Vacinas próximas de vencer devem ser posicionadas na frente.
c ordem de arruma o das vacinas
C) Ordem de Arrumação das Vacinas
  • Primeira prateleira  Vacinas contra vírus
  • Segunda prateleira  Vacinas contra bactérias e vírus
  • Terceira prateleira  Soros
d controle da temperatura
D) Controle da Temperatura
  • Temperatura mínima atingida
  • Temperatura máxima atingida
  • Temperatura no momento da observação
vacina tetravalente dpt hib
Vacina Tetravalente (DPT + Hib)
  • Tipo de vacina: DPT + Hib, DT, Dt
  • Tempo de duração: 5 dias
  • Via de administração: Intramuscular Profunda
  • Dose: 0,5 ml
  • Contra indicações: Criança com doença neurológica em atividade ou que tenham apresentado convulsões, encefalopatia, episódio hipotônico-hiporresponsivo e anafilaxia
  • Eventos pós vacinais: dor vermelhidão e enduração local, febre mal estar e irritabilidade
tr plice viral
Tríplice Viral
  • Tipo de vacina: Vírus inativado
  • Tempo de duração: 8 horas
  • Via de administração: Subcutânea
  • Dose: 0,5 ml
  • Contra indicações: Gestantes, evento adverso grave à dose anterior
  • Eventos leves: febre, linfoadenopatia, cefaléia, ardência, eritema, hiperestesia, enduração, irritabilidade, conjuntivite, manifestações catarrais, exantema, parotidite, artrites, urticária
  • Eventos graves: Choque anafilático, púrpura trombocitopênica, meningite e pan-encefalite
contra hepatite b
Contra Hepatite B
  • Tipo de vacina: Recombinação de DNA, Partículas de plasma viral
  • Tempo de duração: Indeterminado
  • Via de administração: Intramuscular
  • Dose: 0,5 ml até 11 anos e 1,0ml em maiores; duplicar a dose em imunodeprimidos
  • Contra indicações: Anafilaxia à dose anterior
  • Eventos pós vacinais: Febre, cefaléia, reações locais leves, mal estar e raramente anafilaxia
contra poliomielite
Contra Poliomielite
  • Tipo de vacina: Vírus atenuado dos três tipos
  • Tempo de duração: 5 dias
  • Via de administração: Oral
  • Dose: 2 gotas
  • Contra Indicação: Apenas de caráter geral
  • Eventos pós vacinais: Desenvolvimento da poliomielite em cerca de 1 caso para cada 5.000.000 de doses aplicadas, sendo 10 vezes mais freqüentes em imunodeprimidos.
slide21
BCG
  • Tipo de vacina: Suspensão de bacilos
  • Tempo de duração: 6 horas após diluição
  • Via de administração: Intradérmica
  • Dose: 0,1ml
  • Contra indicações: De caráter geral; em crianças com menos de 2kg
  • Eventos pós vacinais normais: Lesão local
  • Eventos adversos: Abcessos, úlceras muito grandes, gânglios flutuantes e fistulizados.
contra indica es gerais
Contra indicações gerais:
  • Pessoas com imunodeficiência congênita ou adquirida;
  • Pessoas acometidas por neoplasias malignas;
  • Pessoas em tratamento com corticóides em esquemas imunossupressores ou submetidas a transfusão de sangue ou plasma;
  • Gravidez
  • Doenças agudas febris graves
falsas contra indica es
Doenças benignas comuns;

Desnutrição;

Aplicação contra raiva em andamento;

Doença neurológica estável ou pregressa, com seqüela presente;

Prematuridade ou baixo peso

Antecedente familiar de convulsão;

Tratamento sistêmico com corticóide com baixas doses;

Alergias, exceto as reações alérgicas sistêmicas e graves;

Internação hospitalar.

Falsas contra indicações
slide25
Ao Nascer : BCG + Hepatite B
  • 1 mês: Hepatite B
  • 2 meses: Sabin + Tetravalente
  • 4 meses: Sabin + Tetravalente
  • 6 meses: Sabin + Tetravalente + Hepatite B
  • 12 meses: Tríplice viral
  • 15 meses: Sabin + DPT (reforço)
  • 6 a 10 anos: BCG (reforço)
  • 10 a 11 anos: dT (reforço)