slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Homossexualidade no Adolescente PowerPoint Presentation
Download Presentation
Homossexualidade no Adolescente

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 95

Homossexualidade no Adolescente - PowerPoint PPT Presentation


  • 183 Views
  • Uploaded on

Homossexualidade no Adolescente . Arthur Octávio Monteiro . Homossexualidade no Adolescente . Dificuldades de estabelecer o percentual exato: pesquisas diferentes levam a dados de 3,5% a 15%. Na média, costuma-se considerar em 10%. Homossexualidade no Adolescente . Causas de erro:

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Homossexualidade no Adolescente' - libra


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Homossexualidade no Adolescente

Arthur Octávio Monteiro

slide2

Homossexualidade no Adolescente

Dificuldades de estabelecer o percentual exato: pesquisas diferentes levam a dados de 3,5% a 15%.

Na média, costuma-se considerar em 10%.

slide3

Homossexualidade no Adolescente

  • Causas de erro:
  • Considerar homossexualidade transitória do adolescente como orientação definitiva.
  • Grande parte dos homo eróticos não apresentarem esteriotipos considerados como próprios da homossexualidade
  • Dificuldade da maioria se relatarem homo eróticos.
slide4

Homossexualidade no Adolescente

  • Freqüentemente mães trazem ao nosso consultório filhos dos quais desconfiam da sua orientação sexual e querem que se faça o seu tratamento e obtenha-se a sua cura.
  • Quando converso com elas explico, que de forma alguma lhe poderei relatar qualquer informação partida dos meus encontros com o filho(a)
slide5

Homossexualidade no Adolescente

  • A confidencialidade é um direito do mesmo(a) e fundamental na nossa especialidade.
  • Explicamos que é necessário se saber se não se trata de eventos ocasionais e transitórios ou se já é uma identidade definitiva.
slide6

Homossexualidade no Adolescente

  • Precisamos dialogar, quase sempre por diversas vezes, com o jovem e caso seja a segunda possibilidade a mais provável, fazer um importante trabalho:
  • * De sua aceitação por ele mesmo,
  • * De reforço à auto estima,
  • * De criação de um escudo defensivo contra preconceitos que irá enfrentar,
slide7

Homossexualidade no Adolescente

  • De procurar evitar os parceiros múltiplos ou a prostituição,
  • De evitar DST.
  • De prevenir drogatização,
  • De se prevenir contra chantagens,
  • De assumir a sua identidade de forma adulta, prevenindo a depressão ( e às vezes, o suicídio)
  • De ter condições de conquistar alguém que de fato o ame e lhe dê apoio, compreensão e carinho.
slide8

Homossexualidade no Adolescente

Ninguém escolheu ser homossexual e o mesmo pode ser um ótimo filho, irmão, amigo, profissional e de que não tem nenhuma culpa de sua orientação sexual.

slide10

Homossexualidade no Adolescente

  • Para Kinsey e cols.; “quase metade dos homens e um terço das mulheres já experimentaram atração ou realizaram fantasias homo eróticas”.
  • Em estudo multicêntrico de 2002, nos EEUU (Robert Ringer e Anatolle Wasrtington) mostrou resultado muito próximo e até com números maiores.
slide11

Homossexualidade no Adolescente

A teoria psicanalítica

slide12

Homossexualidade no Adolescente

A teoria psicanalítica coloca como extremamente significativa a ausência de um “espelho” do mesmo sexo, para a identificação sexual.

slide13

Homossexualidade no Adolescente

Figura paterna fraca, ausente , hostil , desprovida de qualquer interesse ou carinho pelo filho ou autoritária e sem diálogo, e uma mãe dominadora ou excessivamente amorosa configuram a constelação familiar típica, culpabilizada, pela psicanálise,na gênese da homossexualidade masculina. E vice-versa da homossexualidade feminina.

slide14

Homossexualidade no Adolescente

Representaria a ausência de um exemplo, do mesmo sexo, no qual se pudesse identificar positivamente, que lhe viesse despertar respeito e admiração.

slide15

Homossexualidade no Adolescente

Com freqüência a busca de um parceiro homossexual é uma forma de se encontrar, quase que maniacamente, satisfações reparadoras de qualidades que desconheceram nos pais.

slide16

Homossexualidade no Adolescente

Por que não procurar uma identificação homossexual, na qual centraliza imaginariamente todas as qualidades que não pôde encontrar no pai ou na mãe?

slide17

Homossexualidade no Adolescente

Histórias como estas estão muito freqüentes na biografia de homossexuais, mas não de todos.

slide18

Homossexualidade no Adolescente

A identificação com o seu sexo biológico pode, mais raramente, ser obtida através de um irmão ou irmã mais velha(o), um professor(a), de um religioso(a), de um tio(a), um médico que admire ou de um avô ou avó.

slide19

Homossexualidade no Adolescente

Teoria dos fatores sociais.

slide20

Homossexualidade no Adolescente

Teorias do aprendizado social tentam explicar outros homossexuais como resultados de reforços positivos ou negativos que condicionariam a orientação sexual.

slide21

Homossexualidade no Adolescente

Exemplo: pais que desejavam neuroticamente um filho masculino e que receberam uma menina podem vesti-la com roupas masculinas e encorajar comportamentos e interesses masculinos.

slide22

Homossexualidade no Adolescente

Uma mãe muito hostil ao marido e aos homens em geral pode passar ao filho uma imagem negativa sobre a identidade masculina. Mas são somente teorias da influência social sobre o indivíduo.

slide23

Homossexualidade no Adolescente

Pesquisas vêm mostrando que quando a mãe é chefe da família não há um aumento da incidência de homossexuais.

slide24

Homossexualidade no Adolescente

Também os filhos criados por casais homossexuais não tem aumentada a sua probabilidade para serem gays ou lésbicas.

No entanto todos os pesquisadores citam a influência social interagindo no processo.

Mas diferem ao especificar de que maneira isto se dá.

slide26

Homossexualidade no Adolescente

Pesquisas publicadas em diversos trabalhos sugerem a presença importante de fatores biológicos na gênese da atração homo erótica:

Simon Le Vay, 1991, verificou diferenças entre cérebros humanos de homens homo e heterossexuais.

slide27

Homossexualidade no Adolescente

Examinando o hipotálamo, zona chave da sexualidade no cérebro, descobriu que a região chamada INAH-3 era 2 a 3 vezes menor nos gays.

Mas os estudados tinham morrido de AIDS e talvez a doença pudesse ser a responsável pela diferença.

slide28

Homossexualidade no Adolescente

Dean Hamer, Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, percebeu que havia muito mais gays do lado materno. Chamou atenção para o cromossomo X ( a mulher têm 2X e o homem X).

A seguir descobriu uma região no cromossomo sexual X , Xq28, que era idêntica em muitos irmãos gays. O que descobriu não era um gene, mas toda uma tira de DNA transmitida por inteira.

slide29

Homossexualidade no Adolescente

Mesmo contestada por outros pesquisadores, a conexão entre genes e orientação sexual passou a ser considerada seriamente.

slide30

Homossexualidade no Adolescente

Entre irmãos gêmeos unizigóticos, que são clones genéticos, Michael Bailey (Univ. Northwestern) e Richard Pillard (Universidade de Boston) observaram, que se um é gay a probabilidade do outro o ser é de 52% e para os bi vitelinos esta probabilidade é de 22%.

slide31

Homossexualidade no Adolescente

Embora esteja definida a existência de um componente genético no homossexualidade podemos ter a certeza de que não é determinante isolada, pois se assim fosse os gêmeos uni vitelinos teriam sempre a mesma orientação sexual.

slide32

Homossexualidade no Adolescente

Alan Sanders,2004, Universidade de Northwestern, EEUU, avaliou em suas pesquisas a participação genética entre 40 e 45%, na homossexualidade ,mas está realizando um estudo multicêntrico mais ampla em irmãos gays bi vitelinos.

slide33

Homossexualidade no Adolescente

Uma teoria nova que cresce muito de prestígio é a de alterações hormonais durante o desenvolvimento de feto, ainda no útero.

São as pesquisas atuais mais promissoras tanto na Universidade de Paris como nas de Quebec e Ohio.

slide34

Homossexualidade no Adolescente

Os andrógenos se conectariam às partes responsáveis pelos desejos sexuais, no hipotálamo, e influenciariam seu crescimento, tornando-o mais tipicamente masculino ou feminino.

slide35

Homossexualidade no Adolescente

A conexão dependeria de proteínas receptoras de andrógenos(AR).

As ARs funcionariam como portões que controlam a entrada de andrógenos.

A quantidade e localização destes portões são diferentes no homem e na mulher.

O hipotálamo masculino tem mais ARs que o feminino.

slide36

Homossexualidade no Adolescente

Supõe-se que a homossexualidade dos homens sejam causadas por portões que restrinjam a entrada de andrógenos, formando um cérebro sub-masculinizado.

slide37

Homossexualidade no Adolescente

Nas mulheres permitiriam a entrada de maiores quantidades de andrógenos, construindo uma estrutura super masculinizada.

Acredita-se que o número de ARs e sua funcionalidade tenham um forte contingente genético

slide38

Homossexualidade no Adolescente

As pistas da ação hormonal, pré-natal, estão em vários outros trabalhos:

Homens possuem o dedo indicador um pouco menor que o anular, enquanto as mulheres costumam tê-los iguais.

Richard Lippa (Univ. California-2003): gays tendem a possuir uma diferença maior entre os dedos do que os heterossexuais.

slide39

Homossexualidade no Adolescente

Dennis Mc Fadden, Universidade do Texas: lésbicas possuem sensibilidade menor aos sons baixos.

slide40

Homossexualidade no Adolescente

Um novo desafio: a origem de um fenômeno descoberto recentemente de que a existência de irmãos mais velhos parece afetar a sexualidade dos mais novos.

slide41

Homossexualidade no Adolescente

Ray Branchad, Universidade de Montreal, 2003, acompanhando 7000 pessoas observou que a maioria dos gays nascem após irmãos homens e heterossexuais.

slide42

Homossexualidade no Adolescente

Antony Bogaert, Universidade de Montreal, no mesmo ano, observou que um irmão mais velho aumentava em 33% a possibilidade do menor ser gay.

Avaliou também que três irmãos mais velhos, heterossexuais, aumentava em 50% a probabilidade.

O fato não acontece se houvesse irmã mais velha e nem entre as mulheres.

slide43

Homossexualidade no Adolescente

Para alguns a explicação seria de influência social:

slide44

Homossexualidade no Adolescente

Desejando muito dar a luz a uma menina e não o conseguindo, a mãe trataria o mais novo como a menina que não teve. Os irmãos mais velhos também tenderiam a dominar o caçula influindo nos seus sentimentos sobre si próprio.

slide45

Homossexualidade no Adolescente

A outra hipótese, biológica, hoje mais aceita: “os fetos masculinos talvez acionem uma reação imunológica na mãe, ao produzirem substâncias que modificariam seu equilíbrio hormonal”.

slide46

Homossexualidade no Adolescente

Segundo Qazi Rahman, Universidade East London, 2004, o corpo da mãe acionaria alarme para produção de anticorpos contra proteínas ou hormônios do bebê.

Cada novo feto masculino intensificaria a resposta e o acúmulo de anticorpos redirecionaria a diferenciação tipicamente masculina para feminina.

slide47

Homossexualidade no Adolescente

Como todos os pesquisadores, Qazi Rahman,não nega a participação de fatores sociais e psicológicos na orientação sexual.

O problema é que pouco se sabe da participação de cada um deles.

slide48

Homossexualidade no Adolescente

A maioria dos estudos revisados atualmente levam a crer:

1. A orientação sexual é determinada precocemente na vida - não é uma opção voluntária.

2. Inúmeros fatores biológicos, psicológicos e sociais, estão envolvidos. Não parece haver uma causa única. Fatores determinantes agem de forma diversa em indivíduos diferentes.

slide49

Homossexualidade no Adolescente

3. Homossexuais não constituem um grupo homogêneo. Há tanta diversidade entre eles quanto entre os heterossexuais.

Não há padrão comum de personalidade, comportamento, valores morais, papeis sexuais ou aparência física que os distinga como grupo.

slide50

Homossexualidade no Adolescente

4. Adolescentes gays, lésbicas ou bissexuais são garotos ou garotas comuns: bons ou maus alunos, atletas ou sedentários, emotivos ou durões, bem humorados ou não, enturmados ou solitários, usuários de drogas ou não, vivendo felizes em famílias bem estruturadas ou infelizes nas famílias desestruturadas.

slide51

Homossexualidade no Adolescente

5. A homossexualidade está presente em todas as regiões geográficas, em todos os povos, em todas religiões, em todas classes sociais e foi constatada em todos os tempos.

slide52

Homossexualidade no Adolescente

Desenvolvimento da identidade homossexual.

slide53

Homossexualidade no Adolescente

O processo de conscientização:

slide54

Homossexualidade no Adolescente

  • Trata-se de um processo e não de um acontecimento.
  • Embora normalmente ocorra na adolescência, quando se ganha a capacidade de compreender os seus sentimentos, alguns aspectos da personalidade e do comportamento ligados à orientação sexual podem estar presentes desde cedo.
slide55

Homossexualidade no Adolescente

  • A maioria se recorda de vagos sentimentos de serem diferentes entre 6 e 10 anos. São mais interesses e traços comportamentais que atração homo erótica .
slide56

Homossexualidade no Adolescente

  • Os meninos costumam ser mais sensíveis e emotivos que seus colegas da mesma idade. Muitos preferem atividades intelectuais e artísticas a esportes que exijam força física ou agressividade. Com freqüência detestam futebol, lutas, esportes competitivos em geral.
slide57

Homossexualidade no Adolescente

  • Meninas também podem mostrar interesses mais comuns ao sexo oposto, mas isto não as estigmatiza como acontece com os meninos.
slide58

Homossexualidade no Adolescente

  • Muitos meninos que serão homossexuais têm uma relação muito difícil com o pai, o que dificulta a sua identificação com figuras masculinas em geral. A aproximação e identificação com a figura materna podem tornar difícil a apropriação do universo masculino, afastando-o dos amigos e aproximando-o das amizades femininas.
slide59

Homossexualidade no Adolescente

  • Outros meninos ,que serão homossexuais, passam pela infância e puberdade inicial, no entanto, sem se distinguirem dos outros meninos.
slide60

Homossexualidade no Adolescente

  • A revolução hormonal da puberdade desperta a atração erótica e é neste período que a maioria se conscientiza de “ser diferente” também no plano da sexualidade.
slide61

Homossexualidade no Adolescente

  • A atração homo erótica invade a consciência, as fantasias masturbatórias e os devaneios eróticos.
  • Aos 13 anos a maioria têm consciência de seus desejos homossexuais embora não se considere homossexual.
slide62

Homossexualidade no Adolescente

  • A auto definição de sua orientação sexual, definitiva como homossexual, é mais tardia (18-20 anos) e adoção do estilo de vida gay ou lésbica só na vida adulta, na maioria dos casos.
slide63

Homossexualidade no Adolescente

O conflito e a aceitação:

slide64

Homossexualidade no Adolescente

  • Ao se conscientizarem de sua atração passam pôr uma fase de intensa confusão e ansiedade.
  • Já conhecem bem os estigmas, preconceituosos e hipócritas sociais, familiares e religiosos. E isto lhes é muito doloroso. É muito difícil se aceitar diferente quando todos desejam ser iguais.
slide65

Homossexualidade no Adolescente

  • Fazem então tentativas de negar ou redefinir o que sentem, às vezes, se rotulando bi-sexuais, o que lhes parece ser mais aceitável socialmente.
  • O adolescente homossexual terá também dificuldade para reconhecer, entre seus colegas e amigos, outros que estejam passando pela mesma situação. Estão “dentro do armário” como ele.
slide66

Homossexualidade no Adolescente

  • Não pode compartilhar sua angústia, não pode contar com aprovação ou apoio de seus pares e da sua família. Isto leva à solidão e ao isolamento
  • Jovens homossexuais não assumidos constituem, provavelmente, a única minoria sem nenhum suporte social: nem da família, nem da sociedade, nem dos amigos, nem da comunidade homossexual, nem do sistema de saúde.
slide67

Homossexualidade no Adolescente

  • Os homossexuais têm que se proteger da homo fobia de quase todas as instituições sociais.
  • A homo fobia tem raízes em mitos a respeito da homossexualidade, alimentados pôr preconceitos e tabus de caráter social ou religioso.
slide68

Homossexualidade no Adolescente

  • O adolescente têm basicamente as seguintes opções após a descoberta da sua homossexualidade:
  • * Tentar mudar a sua opção sexual ( impossível).
  • * Aceita-la, assumindo-a
  • * Aceita-la e esconde-la.
slide69

Homossexualidade no Adolescente

  • Embora a maioria acabe aceitando-a, no decorrer da adolescência, como fato irreversível, nem todos conseguem absorver profundamente este aspecto dentro de si.
  • Atitudes negativas em relação a isto podem perdurar pôr anos. Em poucos persistem pela vida inteira, com profundas conseqüências no seu psiquismo e na busca do encontro com uma vida feliz.
slide71

Homossexualidade no Adolescente

  • Há um choque entre o anseio de encontrar apoio entre amigos e familiares e o receio de revelar sua orientação sexual.
slide72

Homossexualidade no Adolescente

  • Estudos nos EEUU (2003), Ford, L. P. e Washington, R. S. P.
  • (Universidade Estadual da Califórnia) envolvendo amostragem nacional de gays e lésbicas, revelou que entre a consciência de ser homossexual e a revelação de tal fato a alguém se passam, em média, 4,5 anos.
slide73

Homossexualidade no Adolescente

  • Dependendo da região de 23% a 40% nunca contaram à família e aproximadamente 45% nunca relataram no ambiente de trabalho.
  • Locais GLS como bares, boates , saunas e danceterias são lugares onde podem se soltar e encontrar parceiros.
slide74

Homossexualidade no Adolescente

  • Existem ONGS que fornecem aconselhamento, palestras com psicólogos, médicos de adolescentes e outros profissionais permitindo uma visão mais correta e sem preconceitos da homossexualidade.
slide75

Homossexualidade no Adolescente

  • A Internet possui sites de orientação e apoio e nas salas de bate-papo podem encontrar parceiros para o namoro e o sexo.
  • A aceitação da família é muito importante para a auto-estima do adolescente e é o seu maior desejo desde que se posicionou homossexual.
slide76

Homossexualidade no Adolescente

  • Inúmeros tabus e preconceitos dificultam esta aceitação que é tão maior quanto maior for a visão humanista, a integração de pais e filhos, o diálogo e o afeto familiar.
slide77

Homossexualidade no Adolescente

  • O medo de chocar, de decepcionar aos pais e ser rejeitado ,faz com a maior parte adie pôr muito tempo a revelação.
  • Reações violentas e de hostilização podem produzir depressão, comportamento suicida e abandono da família.
slide78

Homossexualidade no Adolescente

  • A maioria dos jovens só revela sua orientação sexual quando já iniciaram a sua independência econômica ou profissional.
  • Alguns, acabam confessando prematuramente a sua orientação pôr impulso ou pôr quererem agredir os pais; outros são obrigados a confessar ou são descobertos.
slide79

Homossexualidade no Adolescente

Comportamento sexual do adolescente

slide80

Homossexualidade no Adolescente

  • Comportamento sexual compreende toda da gama de experiências e práticas sexuais, enquanto orientação sexual faz parte da sua identidade.
slide81

Homossexualidade no Adolescente

  • Adolescentes podem agir diferentemente da sua orientação sexual, pôr pressão social, por não aceitarem ainda a sua homossexualidade, para satisfazerem desejos da família, por possuírem preconceitos contra a sua própria orientação sexual, etc..
slide82

Homossexualidade no Adolescente

  • Comportamento sexual não indica orientação sexual, na adolescência.
  • A adolescência é uma fase de experimentação e muitos se envolvem em várias práticas sexuais, com parceiros, variando de sexo e idade.
slide83

Homossexualidade no Adolescente

  • O primeiro grande afeto do adolescente é quase sempre homossexual: o grande amigo ou a grande amiga.
  • Embora platônico, na maior parte das vezes, nele(a) depositam todo afeto, toda dedicação, não aceitam críticas ao mesmo(a), procuram sempre estar próximos, não conseguem ver imperfeições ou defeitos.
slide84

Homossexualidade no Adolescente

  • Qualquer rompimento ou desatenção se torna, momentaneamente, para eles, uma perda definitiva e extremamente dolorosa.
  • As práticas e jogos homossexuais são comuns entre adolescentes em geral e não significam propensão a uma homossexualidade definitiva futura.
slide85

Homossexualidade no Adolescente

  • Jogos homo eróticos são muito comuns entre pré-adolescentes. Frequentemente meninos entre 8 e 12 anos se masturbam em grupos. Comparação dos genitais, masturbação mútua, sexo oral e mesmo o intercurso anal são considerados normais pelos meninos.
slide86

Homossexualidade no Adolescente

  • No entanto os encontros são mantidos em segredo e raramente chegam ao conhecimento dos adultos.
  • Muitos, mais tarde, negam tê-los realizado.
  • O papel da alternância é, comumente, observado: os meninos se alternam nos papeis de ativo e passivo.
slide87

Homossexualidade no Adolescente

  • Entre 12 e 15 anos os jogos ainda são bastante freqüentes. A puberdade traz mais curiosidade e necessidade de comparação.
  • Tais comportamentos são considerados quase como experimentais e nascem da necessidade de conhecer o corpo de iguais para melhor conhecer o seu.
  • Recebem a denominação de homossexualidade transitória e, na maioria dos casos, não levam a uma orientação homossexual posterior.
slide88

Homossexualidade no Adolescente

  • Adolescentes homossexuais podem:
  • *Nunca ter tido experiência sexual.
  • *Apenas experiências heterossexuais.
  • *Apenas experiências homossexuais.
  • *Experiências homossexuais e heterossexuais.
slide89

Homossexualidade no Adolescente

  • Os adolescentes gays tendem a realizar sua iniciação sexual mais precocemente que os heterossexuais.
  • Para um adolescente predominantemente heterossexual a experiência homossexual costuma ser eventual, de caráter lúdico, exploratório e sem carinho.
slide90

Homossexualidade no Adolescente

  • Para um homossexual ela envolve todo um imaginário erótico e, não raramente, sentimentos de muito afeto e até paixão.
  • A relação homossexual pode ser desde platônica a atividades que envolvam todas as práticas : beijos, manipulação do corpo, caricias, masturbação mútua, felação,Cunnilingus (entre lésbicas) , coito anal, etc..
slide91

Homossexualidade no Adolescente

  • A maioria dos homossexuais tem comportamento tipicamente masculino( homens) ou feminino(mulheres), o que permite manter a sua orientação sexual oculta.
  • Na relação, podem ser mais ativos, mais passivos, igualmente ativos e passivos.
slide92

Homossexualidade no Adolescente

  • As preferências são individuais pôr parceiros mais novos, da mesma idade ou mais velhos.
  • Pesquisas na França (Comanssou,E.F.-2005) detectam um grande número de homossexuais, que depois de conscientes da sua condição, preferem parceiros muito mais velhos pôr dizerem encontrar mais experiência, mais carinho, maior privacidade e menos risco.
slide93

Homossexualidade no Adolescente

  • Tal tendência é confirmada em trabalhos no Canadá ( Mathieu,R.-2004) e nos Estados Unidos (Lesseps, R. Universidade de Minessota.2003).
slide94

Homossexualidade no Adolescente

  • De qualquer modo é importante deixar bem claro que a homossexualidade não é uma doença, nem uma tara, nem um distúrbio de comportamento.
  • A OMS e os Conselhos Federais de Psicologia e de Medicina consideram charlatanismo o tratamento que vise a modificação da orientação sexual de qualquer pessoa.
slide95

Homossexualidade no Adolescente

  • A homossexualidade é apenas uma das formas da sexualidade, só que minoritária.
  • O amor homossexual, como sentimento, não difere do amor heterossexual.
  • Não devia levar a nenhum tipo de culpa.