fatores ambientais de manuten o higi nicos n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
FATORES AMBIENTAIS, DE MANUTENÇÃO: HIGIÊNICOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
FATORES AMBIENTAIS, DE MANUTENÇÃO: HIGIÊNICOS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 11
alea-pacheco

FATORES AMBIENTAIS, DE MANUTENÇÃO: HIGIÊNICOS - PowerPoint PPT Presentation

95 Views
Download Presentation
FATORES AMBIENTAIS, DE MANUTENÇÃO: HIGIÊNICOS
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. FATORES AMBIENTAIS, DE MANUTENÇÃO: HIGIÊNICOS RELACÕES INTERPESSOAIS • Contatos pessoais agradáveis com subordinados, colegas e/ou superiores. • Colegas de trabalho e/ou supervisores amigáveis e corteses. Bate papos sobre o trabalho, boatos, conversas, programas de comunicação, clube, atividades extra.trabalho, acontecimentos sociais. POLÍTICAS DA ORGANIZAÇÃO • Normas, regulamentos e práticas (escritas ou implícitas) , avisos, instruções, publicações, literatura informativa. REMUNERAÇÃO • Aumentos periódicos. Salários e honorários. Gratificações. Bonificações. Tempo não trabalhado pago. Horas-extras pagas. CONDIÇÕES DE TRABALHO • Facilidades físicas. Ar condicionado. Iluminação. Acústica. Localização. • Equipamentos de trabalho. Ferramentas. Uniformes. Música. Cantinas. • Salas de descanso. Estacionamento. Decoração. BENEFÍCIOS • Seguros. Pensões. Auxílio.doença. Indenização por motivo de morte. Pagamento de férias. Ajuda. Descontos. Deduções de folhas de pagamentos. Distribuição de lucros. Opção para compras de ações. Bolsa Auxilio para educação.

  2. F A TORES REFERENTES AO TRABALHO EM SI: MOTIVADORES 1. TRABALHO EM SI • Oportunidade para aprender mais. Alcance de seu interesses. Natureza • do trabalho. Novos problemas. Atividades variadas. Desafio contínuo. 2. BEALIZACÃO • Soluções. Utilização de habilidades. Consecução, resultados, produção, • contribuição, alcançar objetivos, criatividade, divulgação, esforços bem • sucedidos, conclusões de tarefas. Fazer com Que coisas aconteçam. 3. BECONHECIMENTO • Recompensas pelas realizações. Tarefas de ordem superior. • Transferência ou promoção para tarefas mais elevadas. Mais • responsabilidade. Mais autoridade. Privilégios, avaliações, mais • oportunidades de realização, "Feed Back" de resultados pelo • supervisor, cliente ou da tarefa em si. 4. CRESCIMENTO E PROMOÇÃO • 4.1 Promoção (processo externo) • Oportunidades para crescimento, perspectiva para o futuro, • promoções para tarefas de mais alta responsabilidade. • 4.2 crescimento (processo interno ) • Aprendizado real de novas coisas. Tarefas mais complexas. • Aprendizado através do "Feed Back". Tolerância de ambigüidade. 5. RESPONSABILIDADE • Trabalhar independentemente. liberdade na fixação de seus objetivos e • privilégios. Prestação de Contas. Idéias próprias. Supervisão mínima. • Autoridade. Poder para agir. Uso de julgamento pessoal. Tomar • decisões concernentes às tarefas.

  3. MASLOW • MECANISMO DE SATISFAÇÃO • CRESCIMENTO D0 SER HUMANO (POTENCIAL MENTAL) • ESCALA DAS NECESSIDADES

  4. Mc GregorTeoria X • 1. O ser humano médio tem uma inerente má-vontade em relação ao trabalho e o evitará se puder. • 2. Devido a tal característica humana, a maioria das pessoas tem de ser coagida, controlada, dirigida, ameaçada com punições, para que possam ser levadas a aplicar esforço adequado na consecução dos objetivos da organização. • 3. 0 ser humano em média prefere ser do, deseja evitar responsabilidade, tem relativamente escassa ambição, e, acima de tudo, deseja segurança

  5. Mc Gregor - Teoria Y • O dispêndio de esforço físico e mental no trabalho é tão natural como o divertimento e o descanso. • Controle externo e ameaça de punição não são os únicos meios de se provocar esforço em prol de objetivos da organização. O homem exercerá autodireção e autocontrole a serviço de objetivos em que esteja empenhado. • A dedicação a objetivos é uma função das recompensas associadas à sua consecução. • O ser humano médio aprende, dadas as condições adequadas, não só a aceitar como a procurar responsabilidades. • A capacidade para exercer um grau relativamente elevado de imaginação, habilidade e criatividade na resolução de problemas da organização é distribuída amplamente, e não restritamente, na população. • Dadas as condições da vida industrial moderna, as potencialidades intelectuais do ser humano são apenas parcialmente utilizadas.

  6. Teoria Z - William Ouchi- 1981 • Uma das Teorias Clássicas Sobre Liderança • Pesquisa empresas americanas Pressupostos: • Emprego vitalício • Promoções lentas, mas graduais • Pouca diferença salarial entre os níveis da estrutura • Participação • Lealdade • Confiança . • Competitividade-Cooperação

  7. TEORIA X Aversão ao trabalho Necessidade de controle Procura por segurança Pouca ambição Preferência a ser controlado TEORIA X O trabalho é natural Autodireção / autocontrole Satisfação da necessidade de auto-realização Busca de responsabilidades Criatividade Pressupostos

  8. TEORIAS X, Y, Z • McGregor argumentava que as crenças fundamentais dos gerentes realmente impõem a maneira pela qual a organização era dirigida. • "Todas as decisões e ações gerenciais se baseiam em suposições acerca do comportamento". • A Teoria X assume que os indivíduos não gostam de trabalhar, a menos que sejam obrigados coercivamente a fazê-lo. Nascidas no final dos anos 50 • A Teoria Y defende que as pessoas têm auto-realização no trabalho e que cumprem melhor as suas tarefas se não forem vigiadas por terceiros.

  9. TEORIAS X, Y, Z • As teorias X e y são duas visões opostas sobre a natureza humana e a forma de gerir a força de trabalho . • A Teoria Z, de William Ouchi, é uma variante da teoria Y. • Defende que os trabalhadores têm um grau de envolvimento similar ao dos gestores quando existe um sistema de recompensas e incentivos eficaz. Bibliografia: • Theory Z, de William Ouchi (Addison-Wesley,1981); • The Professional Manager, de D. McGregor (McGraw-Hill, 1967); • The Human Side of the Entreprise, de Douglas McGregor (McGraw-Hill, 1960).