Silvas na Serra
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 25

Trabalho elaborado por: Alexandre Silva nº 30455 Diogo Silva nº 35460 Manuel Brito nº PowerPoint PPT Presentation


  • 77 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Silvas na Serra. Trabalho elaborado por: Alexandre Silva nº 30455 Diogo Silva nº 35460 Manuel Brito nº Nelson Serra nº32244 Tiago Freitas nº 39314. ÍNDICE. Associação Órgãos Sociais Associados Área de Influência Equipa de Sapadores Prestação de Serviços

Download Presentation

Trabalho elaborado por: Alexandre Silva nº 30455 Diogo Silva nº 35460 Manuel Brito nº

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Trabalho elaborado por alexandre silva n 30455 diogo silva n 35460 manuel brito n

Silvas na Serra

Trabalho elaborado por:

Alexandre Silva nº 30455

Diogo Silva nº 35460

Manuel Brito nº

Nelson Serra nº32244

Tiago Freitas nº 39314


Ndice

ÍNDICE

  • Associação

    • Órgãos Sociais

    • Associados

    • Área de Influência

  • Equipa de Sapadores

  • Prestação de Serviços

  • Zonas de Intervenção Florestal (ZIF´S)

  • Zona de Caça Municipal (ZCM)

  • Projectos

  • Curiosidades


Associa o

Associação

  • Em 1997, foi fundada a associação, pelo sócio fundador Sr. Manuel Maria, juntamente com outros proprietários florestais.

  • A primeira sede situava-se em Sabrosa, sede cedida pelos fundadores, em 2000 transferiram-se para Murça, para o edifício da câmara de Murça em Junho de 2001 foram para a actual sede.


Org os sociais

ORGÃOS SOCIAIS


Associados

ASSOCIADOS

  • A AFLODOUNORTE admite como associados pessoas singulares ou colectivas, públicas ou privadas, quer sejam proprietários, rendeiros ou compartes de explorações florestais, quer estejam relacionadas com a problemática da silvicultura ou da caça.

  • Actualmente a Associação conta com 576 Associados.


Rea de influ ncia

ÁREA DE INFLUÊNCIA

  • A área social da AFLODOUNORTE abrange os concelhos de Murça, Vila Real, Sabrosa, Alijó, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Mesão Frio e Valpaços .


Equipa sapadores

EQUIPA SAPADORES

  • A Aflodounorte tem uma equipa de Sapadores Florestais, é constituída por cinco elementos, uma viatura, duas motorroçadoras e uma motosserra.

  • Em 2001 foi a criação da equipa de sapadores em Murça

  • Em 2003 houve a criação do núcleo de Sabrosa e a equipa de sapadores florestais.

  • A equipa de sapadores florestais de Murça foi extinta em 2004.


E quipa sapadores

EQUIPA SAPADORES


Presta o de servi os

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Aconselhamento Técnico

    Prestação de informações aos associados:

  • Informações relativas a incentivos financeiros à produção florestal;

  • Informações de carácter técnico;

  • Informações técnicas e económicas úteis;

  • Informações sobre prestadores de serviços;


Presta o de servi os1

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Informações legais;

  • Apoio aos Associados na contratação e relacionamento com os prestadores de serviços;

  • Aconselhamento sobre valorização e comercialização de produtos florestais;

  • Visitas técnicas às propriedades florestais dos seus associados.


Presta o de servi os2

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Avaliação de material lenhoso

    De forma a permitir um

    correcto aproveitamento comercial

    do material lenhoso das

    propriedades, a AFLODOUNORTE

    providencia aos produtores e proprietários florestais a

    possibilidade de fazer avaliações de material lenhoso

    com equipamento adequado e de mantê-los

    informados sobre os preços actuais deste material no

    mercado nacional.


Presta o de servi os3

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Levantamento de GPS/Cartografia Digital :

  • Levantamentos de GPS dos prédios rústicos para a rectificação de áreas nas finanças e para a divisão de heranças.

  • Elaboração de cartografia temática ao nível da ocupação do solo, infra-estruturas, ordenamento do território, hidrografia, etc.


Presta o de servi os4

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Execução de Trabalhos Silvícolas

  • Limpeza de matos

  • Preparação do Terreno

  • (Re) Arborização

  • Podas de formação, limpeza de povoamento, desramações e desbastes

  • Abertura, beneficiação e limpeza de caminhos florestais


Trabalho elaborado por alexandre silva n 30455 diogo silva n 35460 manuel brito n

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Projectos Florestais

    -Projectos de ordenamento cinegético e piscícola -Planos de gestão florestal (PGF)-Projectos de arborização e beneficiação florestal-Planos e execução de fogo controlado (para gestão de matos)-Planos de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PDFCI)-Projectos de Zonas de Caça

    - Planos de utilização de Baldios (PUB)

    - Planos Específicos de Intervenção Florestal (PEIF)


Presta o de servi os5

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

  • Formação:

  • Cursos de formação, jornadas técnicas e seminários;

    - Campanhas e acções de sensibilização florestal.


Zonas de intreven o florestal zif s

ZONAS DE INTREVENÇÃO FLORESTAL (ZIF´S)

  • ZIF Alijó Norte

  • ZIF Sabrosa

  • ZIF Jou e Valongo de Milhais (O processo de constituição desta ZIF foi cancelado )

  • A constituição das ZIF é uma mais valia para a região, visto que permitirão aos proprietários e produtores florestais gerir a sua floresta de uma forma ordenada e tecnicamente correcta.


  • Trabalho elaborado por alexandre silva n 30455 diogo silva n 35460 manuel brito n

    • 1São baldios praticamente das juntas de freguesia ou conselho directivo, não estão em co-gestão com o estado


    Trabalho elaborado por alexandre silva n 30455 diogo silva n 35460 manuel brito n

    • 1São baldios praticamente das juntas de freguesia ou conselho directivo, não estão em co-gestão com o estado


    Zona de ca a municipal

    ZONA DE CAÇA MUNICIPAL

    • A Associação Florestal do Vale do Douro Norte é a entidade gestora da Zona de Caça Municipal de Jou e Valongo de Milhais, sendo esta criada no ano de 2003 na Direcção Geral dos Recursos Florestais (DGRF).

    • A ZCM JOU-VALONGO tem uma área de 5362,61 ha e está inserida nas freguesias de Jou e Valongo de Milhais no concelho de Murça.


    Esp cies cineg ticas abundantes

    ESPÉCIES CINEGÉTICAS ABUNDANTES

    • Espécies sedentárias (caça menor):

      • coelho bravo

      • perdiz

      • lebre

      • raposa

    • Espécies sedentárias (caça maior):

      • javali

    • Espécies Migradoras:

      • Tordo

      • Pombos


    Ac es desenvolvidas na zona de ca a

    ACÇÕES DESENVOLVIDAS NA ZONA DE CAÇA

    • Colocação da sinalização

    • Limpeza de bebedouros naturais

    • Colocação de bebedouros em zonas de cota mais elevada

    • Sementeiras

    • Repovoamentos com perdiz


    Projectos

    PROJECTOS

    • Executados

    • Líder do Projecto AGRO Med.8 N.º388 “ Valorização da Resina” sendo parceiros a Estação Florestal Nacional (EFN), Direcção Geral dos Recursos Florestais (DGRF), a Direcção Geral de Agricultura de Trás-os-Montes e Alto Douro, a empresa Socer (indústria de resina) e o Instituto Superior de Agronomia (ISA).

    • Este projecto pretendeu por em prática um novo modelo de desenvolvimento económico baseado na melhoria das condições de trabalho e no aumento da produção e da qualidade da resina.


    Projectos1

    PROJECTOS

    • Em execução:

      - Sust-Forest;

      - Refcast.


    Curiosidades

    CURIOSIDADES

    • Única associação sediada numa “Casa do Guarda Florestal”

    • Foi esta associação que criou a 1º feira florestal a nível nacional, em 2001 no parque florestal de Murça.

    • Esta associação está prestes a tornar-se uma ONGA*

      * Organizações Não-governamentais de Ambiente desempenham um papel fundamental e relevante no domínio da promoção, protecção e valorização do ambiente, desenvolvendo uma acção de interesse público.


  • Login