slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
INTRODUÇÃO PowerPoint Presentation
Download Presentation
INTRODUÇÃO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 24

INTRODUÇÃO - PowerPoint PPT Presentation


  • 103 Views
  • Uploaded on

ASSOCIAÇÃO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO – ITEP OS MESTRADO PROFISSIONAL EM TECNOLOGIA AMBIENTAL LINHA DE PESQUISA: ÁREAS DEGRADADAS JOADSON DE SOUZA SANTOS USO DO SENSORIAMENTO REMOTO NO ESTUDO DAS MUDANÇAS DA COBERTURA DE VEGETAÇÃO NATIVA DO MUNICÍPIO DE ARARIPINA-PE. 2010.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'INTRODUÇÃO' - zuzela


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

ASSOCIAÇÃO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO – ITEP OS MESTRADO PROFISSIONAL EM TECNOLOGIA AMBIENTAL LINHA DE PESQUISA: ÁREAS DEGRADADAS JOADSON DE SOUZA SANTOSUSO DO SENSORIAMENTO REMOTO NO ESTUDO DAS MUDANÇAS DA COBERTURA DE VEGETAÇÃO NATIVA DO MUNICÍPIO DE ARARIPINA-PE.2010

introdu o
INTRODUÇÃO
  • Emancipada em 11 de set. 1928
  • Nome: proximidades da Chapada do Araripe
  • Distritos: sede, Lagoa do Barro, Morais, Nascente e Rancharia
  • Povoado de Gergelim
  • Atração: Museu Municipal

IBGE Cidades, www.araripina.com.br, www.recifeguide.com/brasil/pernambuco/araripina.html

introdu o1
INTRODUÇÃO
  • Sócio-economia
  • Mandioca: 50.000 t, 10,0 t/ha (IBGE, 2003)
  • Lenha: 38.880 m3, (IBGE, 2003)
  • Carvão vegetal: 98 t

Pontes et al., 2006 - www.igeo.uerj.br/VICBG-2004/Eixo5/e5%20165.htm

introdu o2
INTRODUÇÃO
  • Sócio-economia
    • Polo Gesseiro (95% do Gesso - Brasil) 5% PIB PE (1997) 332 Empresas 26 (16)1 mineradoras, 72 (52) calcinadoras, 234 (125) fabricas de pré-moldados. 12.000 empregos diretos e 60000 indiretos

1 - Entre-parênteses números relativos ao município de Araripina

Pontes et al., 2006

introdu o3
INTRODUÇÃO
  • Consumo de Lenha pela Indústria e Comércio (PE)

Fonte: Silva et al., (1998)

introdu o4
INTRODUÇÃO
  • Consumo de Lenha (st = estéreis)

Fonte: Silva et al., 1998

slide8

Características

  • dos sensores
  • utilizados

(1)Para o sensor MSS as bandas 1, 2, 3 e 4 aqui referenciadas, são normalmente conhecidas como bandas 4, 5, 6 e 7 já que o satélite Landsat 1 levou a bordo, além do sensor MSS, o sensor RBV (Return Beam Vidicon) cujas bandas foram numeradas como 1, 2 e 3.

resultados e discuss o2
RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • Classificação Supervisionada (2 classes)

Antropismo

1973

2001

Vegetação Nativa

resultados e discuss o3
RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • Expansão da área urbana de Araripina

1973

2001

resultados e discuss o4
RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • Resultados da Classificação Supervisionada

1973

2001

resultados e discuss o5
RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • Variação na área de cada classe
resultados e discuss o6
RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • Equivalência entre legendas de inventários da caatinga e volumetria média por tipologia
  • (Sá, 1998; Toniolo, 2005)
resultados e discuss o7
RESULTADOS E DISCUSSÃO

Variação no potencial de lenha entre os anos de 1973 e 2001

resultados e discuss o8
RESULTADOS E DISCUSSÃO

Variação na produção de gipsita bruta e beneficiada (gesso) entre 1973 e 2001

Fonte:Adaptada DNPM, (1971-2000)

conclus es1
CONCLUSÕES
  • Foram mapeadas as mudanças ocorridas na cobertura vegetal do solo de Araripina entre os anos de 1973 e 2001
  • A redução na cobertura de vegetação nativa do município de Araripina no período de 28 anos acompanhou a tendência crescente da extração de gipsita que passou de 200.000 t para 1.400.000 t.
  • A intervenção humana no meio rural cresceu mais de 80 %
  • O potencial lenheiro foi reduzido em cerca de 7,9 milhões de estéreis
slide20

CONCLUSÕES

  • A área de caatinga arbórea foi reduzida em 4.851 ha (36,31%) entre 1973 e 2001
  • A área de caatinga arbustiva foi reduzida em 4.797 ha (13,42%) entre 1973 e 2001
  • A área de caatinga arbustiva arbórea foi reduzida em 15.858 ha (52,97%) entre 1973 e 2001
  • A área da vegetação de carrasco foi reduzida em 16.947 ha (24,47%) entre 1973 e 2001.
conclus es2
CONCLUSÕES
  • A área ocupada por vegetação nativa sofreu uma redução de cerca de 43.000 ha
  • É imperativo implantar medidas urgentíssimas de recuperação,preservação e de gerenciamento da vegetação de caatinga diante da degradação constatada nas imagens de satélite
  • Faz-se necessário o incremento e maior difusão do manejo sustentado no que ainda resta da vegetação de caatinga
recomenda es1
RECOMENDAÇÕES
  • Avaliação de alterações na vulnerabilidade à degradação em função das mudanças na cobertura para cada unidade geoambiental
  • Seleção de áreas prioritárias (microbacias) para recuperação/preservação
  • Estabelecer cenários de impactos ambientais para as previsões de aumento na extração e no beneficiamento da gipsita