slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Veículos elétricos em frotas de Utilities PowerPoint Presentation
Download Presentation
Veículos elétricos em frotas de Utilities

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Veículos elétricos em frotas de Utilities - PowerPoint PPT Presentation


  • 105 Views
  • Uploaded on

Veículos elétricos em frotas de Utilities. Antonio Nunes Jr Diretor-presidente da ABVE Associação Brasileira do Veículo Elétrico. São Paulo - SP 1 de setembro de 2006. Tópicos. Tipos de veículos elétricos e características principais “Combustíveis” para veículos elétricos VEs em frotas

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Veículos elétricos em frotas de Utilities


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. Veículos elétricos em frotas de Utilities Antonio Nunes Jr Diretor-presidente da ABVE Associação Brasileira do Veículo Elétrico São Paulo - SP 1 de setembro de 2006

    2. Tópicos • Tipos de veículos elétricos e características principais • “Combustíveis” para veículos elétricos • VEs em frotas • Fatores motivadores e inibidores do crescimento do uso de VEs

    3. Brasil - Uso Final de Energia em 2004 Expressivo uso de combustíveis fósseis em transporte.

    4. Resistência do ar Em espera/parado Resistência rolamento Acessórios Inércia Perdas transmissão Frenagem Perdas no motor Eficiência baixa dos carros convencionais • Melhoria da eficiência dos motores convencionais (MCI) • Emprego da tração elétrica

    5. Tipo Fonte de energia elétrica • Trólebus Rede (durante o trajeto) • Bateria Rede (carga) • Híbrido Combustível* • Híbrido plug-in Rede (carga) + combustível* • Célula a combustível Hidrogênio** • Solar (teste, competições) Sol VEB Energia Elétrica VEH “Plug-in” * Gasolina, diesel, álcool, gás natural ** Hidrogênio ou metano, metanol, ... em reformador VEH Combustível líquido ou GNV Veículo elétrico Usa pelo menos um motor elétrico em sua tração. São classificados segundo a fonte de energia utilizada à bordo.

    6. T a n q u e F r F r F r Cilindro F r Combustíveis para VEs Eletricidade Gasolina Álcool Diesel/Biodiesel GNV Hidrogênio GNV/H2 VEH Paralelo H2 Célula a combustível

    7. T a n q u e T a n q u e Cilindro VEH Plug-in Gasolina Álcool Diesel/Biodiesel Eletricidade Gasolina Álcool Diesel/Biodiesel GNV Hidrogênio GNV/H2 VEH Paralelo

    8. VEB VEH VECaC LEVÍSSIMOS LEVES PESADOS

    9. Motonetas/triciclos elétricos para entregas em crescimento na Europa: • Velocidade máx.: 50 km/h • Autonomia: 50 a 100 km • Preço: € 1.500 a 4.000

    10. EV 1000 Veloc. máx.: 50 km/h Autonomia: 70 km Motor elétrico: DC sem escovas 1kW 48V Baterias: 4 x 12V 45Ah Chumbo-ácida de gel selada Tempo de carga: 2 - 6 h Carregador: 110V/220V Preço (EUA): MSRP US$ 2.500 Fábrica em construção Manaus

    11. Pálio Elétrico • Motor 15 kW (~20 HP) • Veloc. Máx. 130 km/h • Autonomia: 120 km • Bateria Zebra: 165 kg Recarga em 8 h Vida útil: 130 mil km • Câmbio: tipo joystick com 3 posições (frente, ré, neutro) • Display para monitorar a bateria (carga, tensão, corrente, temperatura) • Custo da eletricidade para andar 100km (consumo 6 km/kWh) Gasolina: ~R$ 25,00 Usuário residencial (RJ): ~R$ 9,20 Usuário de Tarifa verde A4 13.8 RJ (carga fora da ponta): ~R$ 3,75 • Emissão zero no local • Baixíssimo ruído Se o Palio Elétrico custar 50% a mais que um convencional, em 5 anos de uso em frota (Com/Ind 24 mil km/ano) o custo total se equilibra.

    12. VEH Plug-in Sprinter Plug-in da Daimler no mercado em 2008 Fonte: EPRI Journal – Fall 2005 * Electric Power Research Institute (EPRI)

    13. EletraIndustrial • (São Bernardo do Campo, SP) • Díesel • 8m, 12m (Padrón) • 15m (piso baixo e porta dos dois lados) –uso em corredores • 18m articulado • 43 unidades em uso na área metropolitana de São Paulo • Redução, em relação aos convencionais, de • 75% dos óxidos de nitrogênio (NOx) • 50% do material particulado (fumaça negra) • 40% a 50% do dióxido de carbono (CO2) • Quase 100% do monóxido de carbono (CO) • 15% a 25% do consumo de combustível • Vida útil estimada em cerca de 20 anos

    14. Tuttotrasporti (Caxias do Sul, RS) Chassis Tutto bi-articulado com 18 metros de comprimento com tração híbrida/gás para 180 passageiros.Híbrido elétrico a diesel (opções: gás natural e gasolina) Transporte de massa para corredores de vias expressas de grandes cidades Plug-in (30 – 35 km autonomia no modo elétrico) Tecnologia: WEG

    15. Caminhão elétrico híbrido - uso especial Desenvolvimento conjunto: International e Eaton Pré-produção de 20 a ser utilizado por 13 empresas de serviços públicos nos Estados Unidos: Alabama Power; American Electric Power; Baltimore Gas & Electric; Duke Energy; Entergy; Georgia Power; Hydro Quebec; Missouri Department of Transportation; Pacific Gas & Electric Company; Pepco; Southern California Edison; and TXU Electric Delivery Elétrico híbrido a diesel km/litro de diesel: 40 a 60% superior Fonte de energia nos locais de trabalho Execução de serviço com m.c.i. desligado

    16. Mercado mundial de máquinas para movimentação - 2005 100% = 650 mil unidades Elétricas Contrapeso Combustão 24,0% 34,8% MEIO AMBIENTE • Não faz barulho. • Não emite gases. • Não vaza óleo Elétricas de armazenagem 41,2%

    17. Linha contra-peso elétrica MANUTENÇÃO MAIS BARATA • Não tem pastilhas de freio • Não tem transmissão • Muito menos peças de desgaste GLP X ENERGIA ELÉTRICA • Carregar uma bateria elétrica é cerca de 5 vezes mais barato do que um botijão de GLP • Para elevar, não precisa acelerar Custo total da elétrica pode chegar a 25% menos da GLP em 5 anos de operação.

    18. Evolução • Fatores motivadores • Questão ambiental (poluição do ar, sonora) • Eficiência no uso de energia • - Estímulos para aquisição e uso • VEs • Nenhuma ou muito pouca emissão de gases no local • Arrancadas e frenagens mais suaves (mais conforto) • Baixo ruído • Frenagem regenerativa • Motores elétricos eficientes • Baterias eficientes • Motor de combustão interna menor e funcionando na região de maior eficiência ou desligado • Não gasta energia quando parado

    19. Evolução • Fatores inibidores • Custo de aquisição mais alto (bateria, outros componentes, baixa escala de produção, tecnologia na infância) • No caso dos elétricos a bateria, autonomia limitada e tempo de recarga alto (exceção: híbridos) • Pouca disponibilidade de modelos • Baixo conhecimento • Complexidade dos VEHs

    20. Bateria Zebra Wh/kg: 120 W/kg: 181,2 1000 a 3000 ciclos Baterias • Melhores relações kWh/kg e kWh/l autonomia 150 - 300 km • Custo menor • Redução do tempo de carga (poucos minutos) • Vida útil – de 3 /4 anos  8 a15 anos Automóvel a bateria 4 a 6 km/kWh 300kg de LI- possibilita a um VEB autonomia de 170 a 250 km Fonte: EPRI Journal – Fall 2005

    21. Motores elétricos - evolução Rotor invertido, ímãs permanentes, sem escovas Potência: 80 kW (pico) e 18,5 kW@950 rpm (nominal) Torque: 670 Nm (pico) e 180 Nm@950 rpm (nominal) Velocidade: 1385 rpm (pico) e 1235 rpm (nominal) Eficiência (carga contínua): 96,3%@950 rpm Voltagem máxima: 500 VDC http://www.tm4.com/eng/tm4transport/moto_wheelmotor/

    22. Além do econômico • Energia e aquecimento global são preocupações centrais de nosso tempo • Uso do petróleo é um dos principais problemas que pressionam o mundo atual • As conseqüências para o meio ambiente local, regional e global das emissões do cano de escape pedem ações urgentes • As preocupações principais são relacionadas a uma possível crise de energia quando não houver mais combustível fóssil e, principalmente, uma muito possível exaustão da capacidade do meio ambiente absorver a poluição Quais as metas e ações para aumento da eficiência energética de sua empresa, em particular, da frota de veículos? Quais as metas e ações para redução da emissão de poluentes e de ruído pelos veículos de sua empresa?

    23. www.ABVE.org.br Muito obrigado! Antonio Nunes Jr (21) 2532-1389 abve@abve.org.br