slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Simpósio ASBRAN 60 ANOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
Simpósio ASBRAN 60 ANOS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 35

Simpósio ASBRAN 60 ANOS - PowerPoint PPT Presentation


  • 160 Views
  • Uploaded on

Simpósio ASBRAN 60 ANOS. Da dieta hipocalórica à nutrigenômica no tratamento do paciente obeso. 2009. A dieta hipocalórica e a reeducação de hábitos alimentares como estratégias no tratamento do paciente obeso. Adriana Lúcia van-Erven Ávila Nutricionista CRN-3 2816.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Simpósio ASBRAN 60 ANOS' - taite


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Simpósio ASBRAN 60 ANOS

Da dieta hipocalórica à nutrigenômica

no tratamento do paciente obeso

2009

slide2

A dieta hipocalórica e a reeducação de hábitos alimentares como estratégias no tratamento do paciente obeso

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Nutricionista CRN-3 2816

tratamento da obesidade
Tratamento da obesidade
  • Plano alimentar para a redução ponderal
  • Atividade física regular e supervisionada
  • Suporte psicológico para o gerenciamento do estresse, da compulsão alimentar e tratamento da depressão
  • Adoção de estilo de vida saudável

Stone NJ, Schmeltz LR. Expert Opin Pharmacother 8 (13): 2059-75, 2007

Santos CRB et al. Rev Nutr Campinas 19 (3): 389 – 401, 2006

objetivos da dieta hipocal rica
Objetivosda dieta hipocalórica
  • Promover peso corporal adequado
  • Contribuir na diminuição e estabilização dos níveis pressóricos e nas concentrações séricas de colesterol, triglicérides e glicose
  • Diminuir ou atenuar as complicações orgânicas advindas da obesidade
  • Melhorar a evolução clínica e a qualidade de vida do paciente

Ambrosetti M, Mariani P. Arch Chest Dis 68 (4): 227-30, 2007

avalia o
Avaliação
  • Avaliação do estado nutricional
    • Índice de Massa Corporal (IMC)
  • Determinação do risco cardiovascular
    • Circunferência da cintura (Cc)
  • Verificação do perfil metabólico
    • Lipídico e glicêmico

Arq Bras Cardiol 84 (Supl I) 2005

slide6

Baixo peso

< 18,5

Normal

18,5 – 24,9

Pré-obesidade

25,0 – 29,9

Obesidade grau I

30,0 – 34,9

Obesidade grau II

35,0 – 39,9

 40

Obesidade grau III

Índice de Massa Corporal (IMC)

para indivíduos dos 18 aos 59 anos (OMS 1997)

IMC (kg/m2)

Classificação

slide7

Baixo peso

< 23,0

Normal

23,0 – 27,9

Risco de obesidade

28,0 – 29,9

Obesidade

 30,0

Índice de Massa Corporal (IMC)

para indivíduos com idade  60 anos (OMS 2001)

IMC (kg/m2)

Classificação

slide8

Circunferência da cintura (Cc)

  • Medida complementar ao diagnóstico nutricional
  • Indica acúmulo de gordura abdominal, que é fator de risco para doença coronária, diabetes tipo 2 e mortalidade
slide9

< 94

< 80

Normal

Risco moderado

80 – 88

94 – 102

> 102

> 88

Alto risco

Circunferência da cintura (Cc)

Cc (cm)

Classificação

Homens

Mulheres

aspectos nutricionais
Aspectos nutricionais
  • Fornecer plano alimentar saudável com VET compatível
  • Dieta individualizada e ajustada ao estilo de vida do paciente
  • Restrição de 500 a 1000 calorias/dia
  • Perda ponderal de 5 a 10% do peso inicial de tratamento

Arq Bras Cardiol 84 (Supl I) 2005

acompanhamento nutricional
Acompanhamento nutricional
  • Verificação do peso, IMC, Cc, diários alimentares
  • Orientação nutricional (slides, álbum seriado, folhetos educativos, oficinas de nutrição, receitas culinárias)
  • Grupos de orientação
  • Proposição de alternativas para a prática alimentar saudável

Santos CRB et al. Rev Nutr Campinas 19 (3):389-401, 2006

grupo informativo de obesidade gio
Grupo Informativo de Obesidade (GIO)
  • Apresentação do álbum seriado: 1ª sessão
  • Oficina de nutrição: 1ª sessão
  • Análise em grupo dos diários alimentares: 2ª sessão
  • Entrega de receitas de doces dietéticos: 2ª sessão
grupo informativo de obesidade
Grupo Informativo de Obesidade

Serviço de Nutrição e Dietética

Serviço de Psicologia

objetivos do tratamento da obesidade
OBJETIVOS DO TRATAMENTO DA OBESIDADE
  • Diminuir o trabalho do coração
          • Reduzir e controlar a pressão arterial, colesterol, triglicérides e glicose
  • Melhorar a qualidade de vida ! ! !
o que obesidade
O QUE É OBESIDADE ?

É o depósito elevado de gordura em qualquer parte do corpo

circunfer ncia da cintura
CIRCUNFERÊNCIA DA CINTURA
  • Risco aumentado:

homem: > 94 cm

mulher: > 80cm

  • Risco muito aumentado:

homem: > 102 cm

mulher: > 88 cm

qual a origem da obesidade
QUAL A ORIGEM DA OBESIDADE ?
  • Endógena ou Constitucional
  • Exógena ou Alimentar
causas da obesidade
CAUSAS DA OBESIDADE
  • abandono do fumo
  • aposentadoria
  • gestação
  • separação
  • morte
  • cirurgia
  • casamento
  • nervosismo
  • ansiedade
  • solidão
  • desemprego ...
por que preciso emagrecer
POR QUE É PRECISO EMAGRECER ?

+

=

Porque a obesidade é fator de risco para as doenças cardiovasculares

como emagrecer
COMO EMAGRECER ?
  • Medicamentos
  • Dietas da “moda” (desequilíbrio)
  • Efeito “sanfona”
  • DIETA HIPOCALÓRICA
    • reeducação alimentar
    • ritmo lento e individual
aspectos emocionais da obesidade
ASPECTOS EMOCIONAIS DA OBESIDADE

FOME

COMER

PRAZER

Experiência gostosa

de satisfação

COMER

compensa o alimentar
COMPENSAÇÃO ALIMENTAR

aposentadoria

solidão

aluguel

filhos

compensa o alimentar26
COMPENSAÇÃO ALIMENTAR

FALTA ALGUMA COISA ...

É PRECISO RESOLVER LOGO !!!

aposentadoria

aluguel

solidão

filhos

compensa o alimentar27
COMPENSAÇÃO ALIMENTAR

Problema

Sentimento de culpa

Nervosismo

Insatisfação corporal

Mal estar físico ...

Frustração

Comer

(alívio rápido)

Aumento

de peso

alimenta o equilibrada x auto controle
ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA x AUTO-CONTROLE

Alimentação

equilibrada

Auto-controle

Não resolve

rapidamente o problema

Difícil conseguir

NÃO CONSEGUE

FAZER O TRATAMENTO

educa o alimentar e nutricional
Educação alimentar e nutricional
  • Modelo Transteórico de Prochaska1
  • Aconselhamento Dietético de Bauer e Sokolik2
  • Modelo de Competência Alimentar de Satter3
  • Prochaska JO et al. Am Psychol 47 (9): 1102-14, 1992
  • Bauer k, Sokolik C. Basic nutrition counseling skill development.
  • 1st ed,New Jersey: paperbound, 2002
  • 3. Satter E. Nutr Educ Behav 39 (5): S 189 – 94, 2007
educa o alimentar e nutricional33
Educação alimentar e nutricional
  • Abordagem nutricional conscientizadora
  • Educação participativa
  • Relação dialógica
  • Construção conjunta de conhecimentos
  • Valorização da dimensão social do homem com o alimento e da cultura culinária
  • Destaque para o bem-estar e não para a doença

NUTRICIONISTA: OUVIR MAIS DO QUE FALAR

aconselhamento e acompanhamento nutricional
Aconselhamento e acompanhamento nutricional
  • Desafio: atingir e manter o peso adequado estabilizado à longo prazo

Lloyd-Jones DM et al. Circulation 115 (8): 1004-11, 2007

Fappa E et al. Nutrition 24 (3): 286 – 91, 2008

dieta dia ta
Dieta = DIAÍTA

Vem do grego e significa:

“Modo de vida” “Comportamento”

Obrigada

nutadriana@incor.usp.br