Download
sistema end crino n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Sistema Endócrino PowerPoint Presentation
Download Presentation
Sistema Endócrino

Sistema Endócrino

133 Views Download Presentation
Download Presentation

Sistema Endócrino

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Sistema Endócrino

  2. O funcionamento do corpo humano depende da comunicação entre as células por meio dos hormônios. Hormônios são substâncias produzidas e liberadas por determinadas células, que atuam sobre outras células. As células produtoras de hormônios estão reunidas em órgãos denominados glândulas endócrinas, ou seja, glândulas de secreção interna, pois lançam seus hormônios diretamente no sangue.

  3. Glândulas Exócrinas -: lançam seus produtos, as secreções, para fora do corpo ou dentro de cavidades de órgãos. Exemplos: glândulas sudoríparas, sebáceas, lacrimais, salivares e mamárias. Endócrinas -: lançam seus produtos, os hormônios, diretamente na corrente sanguínea. Exemplos: hipófise, tireoide, paratireoides e suprarrenais. Mistas -: possuem uma parte exócrina e uma parte endócrina. Exemplos: pâncreas, testículos, ovários.

  4. hormônio sangue células do corpo células alvo receptores hormonais hormônio

  5. Glândulas endócrinas

  6. Hipotálamo • Recebe informações trazidas pelos nervos provenientes do encéfalo e secreta hormônios que atuam sobre a hipófise. • Possui dois grupos de células: um deles produz hormônios que ficam armazenados na região posterior da hipófise (neuroipófise); outro que produz hormônios que regulam o funcionamento da parte anterior da hipófise (adenoipófise).

  7. Hipófise • Porção anterior : adenoipófise • Porção posterior : neuroipófise

  8. Hormônios • Neuroipófise • Antidiurético: promove a reabsorção de água pelos rins. • Ocitocina: estimula as contrações do útero no momento do parto e depois auxilia a secretar o leite quando o bebê suga o seio. • Adenoipófise • Crescimento: estimula o crescimento geral do corpo; afeta o metabolismo das células. • Prolactina: promove a secreção do progesterona; estimula a produção e a secreção de leite. • Folículo-estimulante: estimula os folículos ovarianos e a espermatogênese. • Luteinizante: estimula o corpo amarelo e a ovulação e as células intersticiais. • Tireotrófico: estimula a tireoide a secretar seus hormônios. • Adrenocorticotrófico: estimula a secreção de glicorticoides pelas glândulas suprarrenais.

  9. Diabetes insípido: doença caracterizada pela baixa produção de ADH, ocasionando a eliminação de grande volume de urina, sede e risco de desidratação. • Gigantismo: anomalia provocada pela produção excessiva de hormônio do crescimento durante a fase jovem da vida. • Nanismo: anomalia provocada pela deficiência de hormônio do crescimento durante a fase jovem da vida. • Acromegalia: anomalia provocada pela produção de hormônio do crescimento durante a fase adulta.

  10. Tireoide • Hormônios • Tiroxina (T4) • Tri-iodotironina (T3) • Calcitonina:

  11. Tri-iodotironina = T3 e Tiroxina = T4 Estimulam e mantém os processos metabólicos.

  12. Calcitonina estimula a deposição de cálcio nos ossos, reduzindo a concentração de cálcio no sangue.

  13. Hipertireoidismo:quadro clínico decorrente da produção excessiva de hormônios tireoideanos, caracterizado pela elevação da temperatura corporal, sudorese intensa, perda de peso, irritabilidade e pressão sanguínea alta. • Hipotireoidismo:quadro clínico decorrente da baixa produção de hormônios tireoideanos, caracterizado pela diminuição da temperatura corporal, pele ressecada, aumento de peso, apatia e pressão sanguínea baixa. • Bócio carencial:doença provocada pela falta de iodo na alimentação. • Bócio exoftálmico:caso grave de hipertireoidismo, caracterizado pela formação do “papo” e olhos arregalados e saltados da órbita.

  14. Paratireoide • Hormônio • Paratormônio Regula a quantidade de cálcio no sangue.

  15. Pâncreas • Hormônios Produzidos pela porção endócrina: ilhotas de Langerhans • Células alfa glucagon • Células beta insulina

  16. Glucagon Estimula a transformação de glicogênio em glicose no fígado aumentando o nível de glicose no sangue. Insulina Facilita a absorção de glicose pelos músculos esqueléticos, pelo fígado e pelas células do tecido gorduroso, diminuindo a concentração da glicose circulante no sangue.

  17. Diabetes melito:distúrbio em que a pessoa apresenta elevada taxa de glicose no sangue, que é excretado na urina. A pessoa elimina grande volume de urina, uma vez que a alta taxa de glicose no filtrado glomerular diminui a reabsorção de água pelos túbulos renais; degrada muita gordura e proteína para obter energia, resultando em emagrecimento e fraqueza. Diabetes melito tipo I ou Diabetes juvenil desenvolve-se antes dos 40 anos; é causado pela redução de células beta, com deficiência da produção de insulina; necessitam receber injeções de insulina diariamente. Diabetes melito tipo II ou Diabetes tardio desenvolve-se após os 30 anos; a pessoa apresenta níveis praticamente normais de insulina, mas sofre redução do número de receptores de insulina nas membranas de suas células musculares e adiposas, diminuindo a capacidade de absorver glicose do sangue.

  18. Suprarrenais • Hormônios • Região do córtex • Adrenalina • Noradrenalina • Região da medula • Corticosteroides • Glicocorticoides • Cortisol • Mineralocorticoides • Aldosterona

  19. Noradrenalina Mantém a pressão sanguínea em níveis normais. Adrenalina Contração do vasos sanguíneos da pele; concentração do sangue nos músculos e órgãos internos; aumento dos batimentos cardíacos; aumento da pressão arterial; excitabilidade do sistema nervoso, preparando o corpo para uma resposta vigorosa em uma situação de estresse.

  20. Glicocorticoides Produção de glicose a partir de proteínas e gorduras em situações de estresse. Cortisoldiminui a permeabilidade dos capilares sanguíneos; é usada em processos alérgicos e inflamatórios. O uso prolongado deprime o sistema de defesacorporal. Mineralocorticoides Regula o balanço de água e de sais. Aldosteronaaumenta a retenção de sódio pelos rins, causando retenção de água no corpo e aumento da pressão sanguínea.

  21. Gônadas • Gametas • Hormônios sexuais

  22. Progesterona • produzido pelo corpo amarelo ovariano, que se origina do folículo rompido durante a ovulação; • atua na preparação da parede uterina para receber o embrião. • Estrógeno • produzido pelas células do folículo ovariano em desenvolvimento; • determina o aparecimento das características sexuais secundárias da mulher; • induz o amadurecimento dos órgãos genitais; • promove o impulso sexual.

  23. Testosterona • produzido pelas células intersticiais do testículo; • determina o aparecimento das características sexuais secundárias masculinas; • induz o amadurecimento dos órgãos genitais; • promove o impulsosexual.

  24. Ciclo menstrualperíodo entre o início de uma menstruação e o início da seguinte. Menstruação Eliminação do revestimento do endométrio e de sangue. Ovulação Rompimento do folículo maduro w liberaçãodo óvulo. Período fértil Dias próximos à ovulação.

  25. Controle hormonal do ciclo menstrual • Durante a menstruação, a hipófise aumenta a produção de FSH; • FSH induz o desenvolvimento do folículo ovariano, que passa a produzir estrógeno; • Estrógeno induz o espessamento do endométrio; • Quando o estrógeno atinge determinando nível, estimula a hipófise a liberar FSH e LH; • FSH e o LH induzem a ovulação;

  26. LH induz o folículo a se transformar em corpo amarelo, que produz um pouco de estrógeno e grande quantidade de progesterona; • Estrógeno e progesterona atuam sobre o útero continuando sua preparação para uma eventual gravidez; • Estrógeno e progesterona inibem a hipófise, que diminui a produção de FSH e LH; • Queda de LH regride a produção do corpo amarelo, deixando de produzir o estrógeno e a progesterona, causando a menstruação; • Queda das taxas de estrógeno e progesterona induzem a hipófise a produzir FSH, reiniciando o ciclo.