apresenta o de rea de projecto n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Apresentação de Área de Projecto PowerPoint Presentation
Download Presentation
Apresentação de Área de Projecto

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 13

Apresentação de Área de Projecto - PowerPoint PPT Presentation

90 Views
Download Presentation
Apresentação de Área de Projecto
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Apresentação de Área de Projecto Grupo 4 Elementos do grupo: João Pedro Nº16 David Ferreira Nº9 José Filipe Nº17 Ailton Pires Nº1

  2. LINDOSO FLORA E HISTÓRIA

  3. APRESENTAÇÃO • Neste trabalho falamos sobre a flora e a história do Lindoso sobre as características mais importantes da flora e da história.

  4. FLORA • No Parque, a flora de cada região relaciona-se com diversos factores, como o clima e a altitude. Até aos 1200m, a vegetação é bastante densa. Prevê-se que as florestas do Parque seriam originalmente dominadas por carvalhais (Quercus). Ainda hoje é possível encontrar algumas áreas de floresta original, principalmente na Mata da Albergaria, Mata do Cabril, Mata do Berredo e Mata do Ramiscal. Tratam-se de zonas de reserva com acesso condicionado.  • Os bosques podem ser divididos em dois tipos de biótopos distintos: o bosque de carvalho alvarinho e o bosque de carvalho-negral. O primeiro ocorre em baixas altitudes, em vales quentes e abrigados. Aqui, para além do carvalho alvarinho (Quercus robur), encontram-se a gilbardeira (Ruscuslusitanica), o medronheiro (Arbustus unedo) e o azereiro (Prunuslusitanica), entre outros.  

  5. No séc. XV, a família de Araújo de origem galega, proveniente das terras de San Martin de Loleos,fronteiriço a Portugal, tornou-se senhora de Lindoso, de modo que os descendentes dos Araújos vieram a ser alcaides em Lindoso. Também pelo senhorio de Lindoso, passou a família Cyrne/Cirne, descendente de Manuel Cyrne, Senhor de Refóis (1470) tetravô paterno de Martim de Tavora de Noronha e Sousa Cirne, alcaide-mór de Lindoso (* 1653 +1727), este último também bisneto de Martim de Távora e Noronha, Senhor do Morgado de Campo Belo (1640), que por sua vez era tetraneto de Pedro Lourenço de Távora, Senhor de Mogadouro (1430)

  6. FLORA • O bosque de carvalho-negral ocorre em maiores altitudes, entre os 1200m e os 1400m, no chamado piso de montanha. Aqui, para além do carvalho-negral (Quercuspyrenaica), podem encontrar-se o mirtilho (Vacciniummyrtillus), o azevinho (Ilexaquifolium), o vidoeiro (Betulaceltibérica e Bétulapubescens), o teixo (Taxusbaccata) e o pinheiro.  • Acima dos 1400m subsistem o zimbro e os arbustos rasteiros.

  7. Historia • Sempre relacionado com a defesa da portela da Serra Amarela e Vale de Cabril, foi o Castelo do Lindoso fundado nos inícios do Séc. XIII, pois já aparece referido nas Inquirições de 1258. Mandado restaurar por D. Dinis, vai a partir do Séc. XIV confundir a sua história com a gesta dos Araújos de Lóbios, família que conservará por muitos anos a sua alcaidaria. Mais tarde, em 1662, ocupado pelos Espanhóis na sequência das guerras da Restauração, foi ampliado com uma muralha do tipo Vauban, em forma de estrela pentagonal. Em 1664 o Castelo vai ser recuperado pelos Portugueses. A fortificação permaneceu ocupada por guarnições militares ao longo do Séc. XVIII, até que em 1895 foi desactivada. • Em 1992 o Parque da Peneda Gêres lançou, com o apoio técnico e científico da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Museu Regional de Arqueologia D. Diogo de Sousa e Museu Militar do Porto, e no quadro financeiro do Prodiatec, um "Projecto de tratamento museológico e de rentabilização cultural" do Castelo do Lindoso. • Por se tratar de um monumento/sítio com múltiplas potencialidades, concebeu-se o projecto sob diversas perpectivas: por um lado, a ligação ao passado histórico da região e a sua inserção numa etno-história do nosso tempo; por outro lado, e porque a área de implementação deste projecto se integra na realidade do Parque Nacional da Peneda Gerês, importava articular o fomento de um turismo sustentável, integrado e de qualidade, que se harmonizasse com a protecção dos valores culturais e naturais com as necessidades da educação ambiental.

  8. Continuação da História • Lindoso é um topônimo de origem portuguesa, nome do mesmo lugar, freguesia e castelo, cujos idos remotam aos de 1225, em plena idade media. Lindoso deriva do latim 'Limitosum', aparecendo pela primeira vez nas inquirições de 1258. Contudo há uma lenda que diz o rei de Portugal D. Dinis"tão alegre e primoroso o achou, que logo lindoso o chamou", fato que o levou a várias visitas ao Castelo do lindoso , tendo o reconstruído em 1278.

  9. De seguida vamos passar algumas imagens

  10. FIM