programa de assessoria e treinamento n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO PowerPoint Presentation
Download Presentation
PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 32

PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO - PowerPoint PPT Presentation


  • 141 Views
  • Uploaded on

PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO. AMOSTRAS BIOLÓGICAS & IATA. Regulamentos. ONU ICAO (Norma Padrão – Instruções Técnicas) International Civil Aviation Organization IATA (Manual que transforma as normas da ICAO em um guideline mais simples) International Air Transport Association ANAC

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO' - manning


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
programa de assessoria e treinamento

PROGRAMA DE ASSESSORIA E TREINAMENTO

AMOSTRAS BIOLÓGICAS &

IATA

regulamentos

Regulamentos

ONU

ICAO (Norma Padrão – Instruções Técnicas)

International Civil Aviation Organization

IATA (Manual que transforma as normas da ICAO em um guideline mais simples)

International Air Transport Association

ANAC

Legislação Brasileira

defini es
DEFINIÇÕES
  • AMOSTRA BIOLÓGICA:qualquer amostra de material biológico (por exemplo células do sangue, da pele e dos ossos ou plasma sanguíneo) em que estejam presentes ácidos nucleicos e que contenha a constituição genética característica de um indivíduo (ou animal).
  • Ref.: Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura
  • Divisão de Ética das Ciências e Tecnologias - UNESCO
  • IATA – International Air Tranport Association(Associação Internacional de Transportes Aéreos)
classifica o geral de amostras biol gicas para transporte
CLASSIFICAÇÃO GERAL DE AMOSTRAS BIOLÓGICAS PARA TRANSPORTE
  • Substâncias Infecciosas que afetam Seres-Humanos ou Animais (Categoria A – UN2814 ou UN2900)
  • Substâncias Biológicas de Categoria B (UN3373) – também substância infecciosas
  • Substâncias Isentas (sub. não infecciosa para testar algum diagnóstico como glicemia por exemplo)
  • Substâncias que não se enquadram neste regulamento (material totalmente sadio, como órgão para transplante por exemplo)
  • As substâncias infecciosas são divididas em duas categorias:
  • CATEGORIA A podem trazer risco de morte a pessoas ou animais, doença fatal ou incapacidade permanente. São classificadas como UN2814 (humano) ou UN2900 (animal).
  • CATEGORIA B  substâncias biológicas que não se enquadram na caterogia A, são classificadas como UN3373.
categoria a un 2814 subst ncias infecciosas que afetam humanos
CATEGORIA A - UN 2814Substâncias Infecciosas que Afetam Humanos
  • Bacillus anthracis (apenas culturas)
  • Brucella abortus (apenas culturas)
  • Brucella melitensis (apenas culturas)
  • Brucella suis (apenas culturas)
  • Burkholderia mallei - Pseudomonas mallei – Glanders (apenas culturas)
  • Burkholderia pseudomallei – Pseudomonas pseudomallei (apenas culturas)
  • Chlamydia psittaci - linhagens aviárias (apenas culturas)
  • Clostridium botulinum (apenas culturas)
  • Coccidioides immitis (apenas culturas)
  • Coxiella burnetii (apenas culturas)
  • Vírus crimeano – angolês da febre hemorrágica
  • Virus da Dengue (apenas culturas)
  • Virus da encefalite equina oriental (apenas culturas)
  • Escherichia coli, verotoxigenica (apenas culturas)
  • Vírus Ebola
  • Vírus Flexal
  • Francisella tularensis (apenas culturas)
  • Vírus Guanarito
  • Vírus Hantaan
  • Hantavirus causando febre hemorrágica com síndrome renal
  • Vírus Hendra
  • Vírus da Hepatite B (apenas culturas)
  • Vírus da Herpes B (apenas culturas)
  • Vírus da Imunodeficiência Humana (apenas culturas)
categoria a un 2814 subst ncias infecciosas que afetam humanos1
CATEGORIA A - UN 2814Substâncias Infecciosas que Afetam Humanos
  • Vírus Influenza Aviário Altamente Patogênico (apenas culturas)
  • Vírus da Encefalite Japonesa (apenas culturas)
  • Vírus Junin
  • Vírus da doença da Floresta de Kyasanur
  • Vírus Lassa
  • Vírus Machupo
  • Vírus Marburg
  • Vírus de varíola dos macacos
  • Mycobacterium tuberculosis (apenas culturas)
  • Vírus Nipah
  • Vírus da febre hemorrágica de Omsk
  • Poliovirus (apenas culturas)
  • Vírus da Raiva (apenas culturas)
  • Rickettsia rickettsii (apenas culturas)
  • Rickettsia prowazekii (apenas culturas)
  • Vírus da febre de Rift Valley (apenas culturas)
  • Vírus da encefalite Russa Primavera - Verão (apenas culturas)
  • Vírus Sabia
  • Shigella dysenteriae tipo 1 (apenas culturas)
  • Vírus da Encefalite equina venezuelana (apenas culturas)
  • Vírus da Variola
  • Vírus da Encefalite transmitida por carrapato (apenas culturas)
  • Vírus do Oeste do Nilo (apenas culturas)
  • Vírus da Febre Amarela (apenas culturas)
  • Yersinia pestis (apenas culturas)
divis o 6 2 classe de risco ou perigo subst ncias infecciosas
DIVISÃO 6.2 (classe de risco ou perigo) SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS
  • Na divisão 6.2 encontramos os seguintes materiais:
  • Substâncias infecciosas, que afetam seres humanos;
  • Substâncias infecciosas, que afetam os animais;
  • Substâncias biológicas de categoria B (também infecciosas)
  • Produtos Biológicos;
  • Microorganismos e organismos geneticamente modificados;
  • Lixo Hospitalar.
responsabilidades do remetente
RESPONSABILIDADES DO REMETENTE
  • Classificar o embarque, determinando se o mesmo é perigoso ou não;
  • Identificar a classe correta, o nome próprio para embarque, número UN, etc.;
  • Embalar a carga de maneira correta (seguir as Instruções de embalagem e utilizar embalagem apropriada);
  • Etiquetar e marcar de acordo com o regulamento;
  • Providenciar a documentação original pertinente ao embarque;
  • Assegurar que todas as pessoas envolvidas no preparo ou manuseio do embarque de carga perigosa tenham sido treinadas de maneira apropriada. Os treinamento devem ser repetidos a cada dois anos (Portaria 1603A, de 21/12/2001 do DAC atual ANAC)
embalagens documenta o
EMBALAGENS & DOCUMENTAÇÃO
  • OUSO DA EMBALAGEM APROPRIADA É O PRINCÍPIO BÁSICO DA SEGURANÇA
  • Substâncias Infecciosas – Categoria A – UN2814
  • Substâncias Biológicas Categoria B – UN3373
  • Gelo Seco – Produto Perigoso – UN1845
subst ncias infecciosas un2814
SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS – UN2814
  • Estas embalagens devem incluir:
  • Embalagens internas
subst ncias infecciosas un28141
SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS – UN2814
  • Lista de conteúdo item por item
  • CUSTOMS INVOICE
  • AWB (conhecimento aéreo)
  • Shipper’s declaration
subst ncias infecciosas un28142
SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS – UN2814
  • Embalagem Externa Rígida
subst ncias infecciosas un28143
SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS – UN2814
  • Etiquetas de identificação (colocar também uma etiqueta com nome e telefone de um responsável)
subst ncias infecciosas un28146
SUBSTÂNCIAS INFECCIOSAS – UN2814
  • OBSERVAÇÕES:
  • O Formulário da ANVISA deve ser assinado sempre pelo INVESTIGADOR PRINCIPAL ou ele deve fazer uma procuração com firma reconhecida autorizando os membros do estudo (detalhando os nomes e funções) a assinarem este documento - ANEXAR cópia da CE;
  • Shipper’s declaration só pode ser assinado pela pessoa com certificação da IATA
  • A embalagem deve conter de maneira legível o NOME e NÚMERO DO TELEFONE DE UMA PESSOA RESPONSÁVEL (sugere-se número de destino)
subst ncias biol gicas un3373
SUBSTÂNCIAS BIOLÓGICAS – UN3373
  • Estas embalagens devem incluir:
  • Embalagens internas
subst ncias biol gicas un33731
SUBSTÂNCIAS BIOLÓGICAS – UN3373
  • Lista de conteúdo item por item
  • CUSTOMS INVOICE
  • AWB (conhecimento aéreo)
  • To whon it may concern
subst ncias biol gicas un33733
SUBSTÂNCIAS BIOLÓGICAS – UN3373

Etiquetas de identificação

gelo seco un1845
GELO SECO – UN1845

CATEGORIA A + GELO SECO

  • Mesmos procedimentos que para a Categoria A, porém a embalagem deve conter um isopor interno;
  • Adição das etiquetas que se referem ao gelo seco;
gelo seco un18451
GELO SECO – UN1845

CATEGORIA A + GELO SECO

  • Preenchimento do “Shipper’s Declaration” deve conter as informações da substância de Categoria A e do Gelo Seco
gelo seco un18452
GELO SECO – UN1845

CATEGORIA B + GELO SECO

  • Mesmos procedimentos que para a Categoria B, porém a embalagem deve conter um isopor interno;
  • Adição das etiquetas que se referem ao gelo seco;
gelo seco un18453
GELO SECO – UN1845

CATEGORIA B + GELO SECO

  • NÃO É NECESSÁRIO o preenchimento do “Shipper’s Declaration” somente por causa do Gelo Seco!!
instru es de preenchimento
INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
  • 1 – Shipper: nome e endereço completo do CENTRO + telefone de uma pessoa responsável no caso de emergência (INVESTIGADOR)
  • 2 – Consignee: nome e endereço completo do destinatário
  • 3 – Air Waybill Number: inserir o número correto da AWB
  • 4 – Page Y of X: colocar o número da página correspondente e o total de páginas na Declaração do Embarcador

Logotipo (Opcional)

instru es de preenchimento1
INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
  • 5 – Aircraft limitation: anular a limitação que não é aplicada
  • 6 – Airport of departure: nome completo do aeroporto ou cidade de origem
  • 7 – Airport of destination: nome completo do aeroporto ou cidade de destino
  • 8 – Shipment type: anular o tipo de embarque que não é aplicável
instru es de preenchimento2
INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
  • 9 – Nature and quantity of dangerous goods: preencher esta seção de forma completa seguindo o seguinte:
  • A) UN or ID number: inserir o número UN ou ID correspondente ao nome próprio para embarque (EX. UN1845)
  • B) Proper shipping name: inserir o nome próprio para embarque, acrescido do nome técnico se houver um asterisco no mesmo
  • C) Class or division: inserir a classe ou divisão e, no caso de risco secundário colocar o mesmo entre parênteses
instru es de preenchimento3
INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
  • D) Packing group: inserir, se aplicável, o grupo de embalagem referente ao embarque
  • E) Quantity and type of packaging: inserir a quantidade líquida de carga perigosa e o tipo de embalagem externa apresentada (EX. Fibreboard box) ou usando a especificação UN (EX: 4g)
  • F) Packing instruction: inserir o número da instrução de embalagem apropriada
  • G) Authorization: nos casos em que for usada mencionar a Special provision A 81
instru es de preenchimento4
INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
  • 10 – Additional handling information: é usado para qualquer informação relevante ao embarque. No caso de envio para USA deve-se colocar o telefone de emergência 24 horas – TEL LAB CENTRAL
  • 11 – Name and title of signatory: nome e título da pessoa que está assinando a declaração – CERTIFICADO PELA IATA
  • 12 – Place and date: cidade e data em que foi preenchida a declaração
  • 13 – Signature: a declaração só pode ser assinada pelo embarcador