ordem de preval ncia da sinaliza o n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Ordem de Prevalência da Sinalização PowerPoint Presentation
Download Presentation
Ordem de Prevalência da Sinalização

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 43

Ordem de Prevalência da Sinalização - PowerPoint PPT Presentation


  • 75 Views
  • Uploaded on

Ordem de Prevalência da Sinalização. Ordens do agente de trânsito sobre normas de circulação e outros sinais Indicações do semáforo sobre demais sinais Indicações dos sinais sobre demais normas de trânsito. Objetivos da sinalização:.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Ordem de Prevalência da Sinalização' - macon-dyer


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
ordem de preval ncia da sinaliza o
Ordem de Prevalência da Sinalização
  • Ordens do agente de trânsito sobre normas de circulação e outros sinais
  • Indicações do semáforo sobre demais sinais
  • Indicações dos sinais sobre demais normas de trânsito
objetivos da sinaliza o
Objetivos da sinalização:
  • Regulamentar, advertir e orientar o usuário do sistema viário quanto à maneira adequada de comportamento

Classificação da sinalização:

  • Gráfica
    • Horizontal
    • Vertical
      • Regulamentação
      • Advertência
      • Indicação
  • Luminosa
    • Semafórica
    • Mensagens variáveis
sinaliza o vertical
Sinalização Vertical
  • Regulamentação
  • Advertência
  • Indicação
sinaliza o vertical de indica o
Sinalização Vertical de Indicação

Localização e identificação de destino:

Orientação de destino:

Educativas:

Serviços:

sinaliza o horizontal
Sinalização horizontal
  • Importância:
    • Não sofre intrusão visual
    • Não exige desvio da atenção do leito da via
    • Nem sempre exige interpretação racional
  • Limitações
    • Requer pavimento de boa qualidade
    • Visualização dificultada por sujeira, chuva, neve etc.
    • Sofre desgaste direto pelo atrito de pneus
sinaliza o horizontal1
Sinalização Horizontal

Padrões de traçado:

  • Linhas contínuas
  • Linhas tracejadas
  • Símbolos e legendas

Cores:

  • Branco
  • Amarelo
  • Vermelho
  • Azul
  • Preto
sinaliza o horizontal materiais
Sinalização horizontal – materiais
  • Tintas
  • Massas plásticas de 2 componentes
  • Massas termoplásticas
  • Películas pré-fabricadas
  • Plásticos aplicáveis a frio
    • (em quase todos os casos, efeitos refletivos podem ser obtidos normalmente com a adição de micro-esferas de vidro)
tipos de sinaliza o horizontal
Tipos de Sinalização Horizontal
  • Marcas longitudinais
  • Marcas transversais
  • Marcas de canalização
  • Marcas de delimitação e controle de estacionamento e parada
  • Inscrições no pavimento
marcas longitudinais
Marcas Longitudinais
  • Divisão de fluxos de sentidos opostos
  • Divisão de fluxos de mesmo sentido
  • Linhas de bordo
  • Linha de continuidade
marcas transversais
Marcas Transversais
  • Linhas de retenção
  • Linhas de estímulo à redução de velocidade
  • Faixa de travessia de pedestres
  • Marcação de cruzamentos rodo-cicloviários
marcas de delimita o e controle de estacionamento e parada
Marcas de Delimitação e Controle de Estacionamento e Parada
  • Linhas de indicação de proibição e estacionamento e/ou parada (amarela)
  • Marcação de área reservada para veículos especiais (amarela)
  • Marcação de área de estacionamento regulamentado ao longo da via (branca)
  • Marcação de área de estacionamento em áreas isoladas (branca)
inscri es no pavimento
Inscrições no Pavimento
  • Legendas (branca)
  • Símbolos (branca)
  • Setas direcionais (branca)
dispositivos e sinaliza o auxiliares
Dispositivos e Sinalização Auxiliares
  • Dispositivos delimitadores
  • Dispositivos de canalização
  • Dispositivos de sinalização de alerta
  • Alterações nas características do pavimento
  • Dispositivos de proteção contínua
  • Dispositivos de uso temporário
  • Painéis eletrônicos
altera es nas caracter sticas do pavimento
Alterações nas Características do Pavimento
  • Pavimentos rugosos
  • Pavimentos fresados
  • Ondulações transversais à via
sinaliza o s emaf rica
Sinalização Semafórica
  • Regulamentação
  • Advertência
interse es controladas por sem foros
Interseções Controladas por Semáforos
  • Capacidades das interseções são otimizadas
  • Possibilidade de garantir progressão das correntes de tráfego
  • Redução de certos tipos de acidentes
crit rios para implanta o de sem foros
Critérios para implantação de semáforos
  • Volumes veiculares mínimos
  • Interrupção de tráfego contínuo
  • Volumes conflitantes em interseções de cinco ou mais aproximações
  • Volumes mínimos de pedestres que cruzam a via principal
  • Índice de acidentes
  • Melhoria do sistema progressivo
  • Controle de áreas congestionadas
  • Combinação de critérios
elementos do plano semaf rico
Elementos do plano semafórico
  • Tamanho do ciclo
  • Seqüência dos estágios
  • Duração dos estágios e dos intervalos
  • Defasagens
dura o dos est gios e intervalos

V1

V2

V3

V4

V5=V6

P1

P2

P3

P4

P5=P6

Duração dos estágios e intervalos

V3

V5

P4

P2

P6

V1

P5

V2

V4

V6

P1

P3

defasagens
Defasagens

Defasagem relativa

Defasagem absoluta

opera o de sem foros
Operação de Semáforos
  • Tempo fixo
  • Todos os estágios presentes
  • Todos os tempos constantes
  • Semi-atuado
  • Alguns estágios só se demandados
  • Tempos podem ser variáveis
  • Atuado
  • Todos os tempos sempre variáveis
fluxo de satura o
Fluxo de saturação
  • Largura da via maior ou igual a 5,5 m:
  • Largura da via menor que 5,5 m:
declividade
Declividade
  • –3% para cada +1% (até 10% de declividade)
  • +3% para cada –1% (até 10% de declividade)

Giro à esquerda c/ tráfego oposto

  • Fator de equivalência: 1,75

Giro à direita

  • Fator de equivalência: 1,25 (para cada veículo excedente de 10% de giros)
estacionamento
Estacionamento

é a perda da largura (m)

é o tempo de verde da aproximação (s)

é a distância entre a linha de parada e o primeiro veículo estacionado (m)

  • Mínimo z = 7,6
  • Se p<0, considerar p=0
  • Se veículo estacionado for pesado, aumentar p em 50%
  • Se g for desconhecido, adotar 30s
localiza o
Localização
  • Boa: 120%
  • Média: 100%
  • Ruim: 85%
coordena o de sem foros
Coordenação de Semáforos
  • Cada interseção tem um controlador independente
  • Tempos de ciclo podem ser diferentes
  • Isolados
  • Sincronizados
  • Controladores trabalham em rede
  • Tempos de ciclo iguais ou múltiplos entre si
controle de tr fego em rea cta rede fechada
Controle de Tráfego em Área – CTA (rede fechada)

Conjunto de ações tomadas por um mecanismo que modifica os planos semafóricos buscando impor à circulação veicular um comportamento otimizado

(minimização de tempos de atrasos e números de paradas)

objetivos do cta
Objetivos do CTA
  • Gerenciamento de conflitos
  • Gerenciamento da capacidade
  • Gerenciamento da saturação
  • Gerenciamento de situações especiais
  • Gerenciamento de prioridades
  • Gerenciamento da demanda
estrat gias de controle
Estratégias de controle
  • Planos de tempo fixo (PTF)
    • Sistema de base horária
    • Seleção dinâmica de planos (SDP)
  • Geração dinâmica de planos (GDP)