pensamento pol tico l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Pensamento político PowerPoint Presentation
Download Presentation
Pensamento político

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 49

Pensamento político - PowerPoint PPT Presentation


  • 238 Views
  • Uploaded on

Pensamento político. Antiguidade. Tempos homéricos (séc. XII a VIII a.C.). S istema gentílico = formado por pessoas ligadas por laços religiosos ou de nascimento. A origem é reconhecida a partir de um ascendente divino. Aristocracia.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Pensamento político' - liam


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
tempos hom ricos s c xii a viii a c
Tempos homéricos (séc. XII a VIII a.C.)
  • Sistema gentílico= formado por pessoas ligadas por laços religiosos ou de nascimento.
  • A origem é reconhecida a partir de um ascendente divino.
aristocracia
Aristocracia
  • Surge de divisão desigual de terras, baseada na riqueza decorrente da propriedade.
  • Desenvolve o sistema escravista.
  • O poder político vem do conselho de nobres e assembléia de guerreiros.
origem da pol tica
Origem da política
  • Surge a polis, cidade estado grega entre os séc. VIII a VI a.C. acompanhada da escrita, moeda, e filosofia.
  • Nelas, os cidadãos dirigiam a cidade.
slide5

Acrópole, parte elevado em que se constrói o templo e onde se defende a cidade.

  • Ágora, praça central destinada às trocas comerciais e na qual os cidadãos se reúnem para debater os assuntos da cidade.
slide6

A prática constantes da política em praça pública fez com que o raciocínio bem formulado se tornasse predominante na vida geral.

  • Nesse contexto surge a noção e democracia e cidadania.
  • O cidadão pode e deve atuar na vida pública. São todos iguais.
slide7

Mas da população total de Atenas, apenas 10% das pessoas eram consideradas cidadãos.

  • Excluem-se os escravos, mulheres e crianças, e os estrangeiros ou metecos.
governantes de atenas
Governantes de Atenas
  • Sólon (594 a.C.) reformas políticas - todos os cidadãos participarem das assembléias.
  • Clístenes (séc VI a.C) o regime se democratiza com redução do poder da nobreza territorial.
  • Péricles (V a.C.) apogeu da democracia ateniense.
pol tica em plat o
Política em Platão
  • Seu pensamento política está em: A república e Leis.
  • Tentar convencer Dionísio (na Sicília) a respeito de seu pensamento político.
slide10

Ao final do séc. V a.C. Atenas é derrotada na guerra contra Esparta e Sócrates é condenado.

  • Surge o descrédito de Platão com a democracia.
  • Concebe então uma “sofocracia” (poder dos sábios).
interpreta o pol tica do mito da caverna
Interpretação política do mito da caverna
  • O filosofo é aquele que saindo do mundo das trevas ou da ilusão, busca o conhecimento e verdade do mundo das ideias.
o rei fil sofo
O rei - filósofo
  • Aquele que pela contemplação das ideias, conheceu a essência da justiça e deve governar a cidade.
callipolis cidade bela
Callipolis (cidade bela)
  • Cidade utópica imaginada por Platão.
  • Esta cidade deve ser o modelo da cidade ideal.
slide15

Pretende reforma social, política e econômica

  • que torne a cidade mais simples, mais desligada dos valores materiais, mais igualitária
  • o homem bom é um bom cidadão
educa o
Educação
  • Propõe um modelo educativo que possibilita a todosigual acesso a educação até os 20 anos.
  • As crianças passariam por processos de seleção, ao longo dos quais seriam destinadas aos três grupos sociais.
1 corte alma de bronze
1º corte- “alma de bronze”
  • PASSIONAL OU CONSCUPISCENTE- produtores
  • Teriam sensibilidade grosseira, dedicar à agricultura, artesanato e comércio.
  • Cuidam da subsistência da cidade.
  • Situada no ventre

>Os outros estudariam por

mais 10 anos.

2 corte alma de prata
2º corte- “Alma de prata”
  • IRASCÍVEL OU COLÉRICA-guerreiros
  • A virtude da coragem essencial aos guerreiros.
  • A eles seria destinada a guarda do Estado, defesa da cidade.
  • Situada no peito
slide19

Os mais notáveis que sobrariam do 2º corte.

  • Seriam instruídos na arte de pensar a dois (diálogo).
  • Estudariam filosofia
3 corte alma de ouro
3º corte-“alma de ouro”
  • Alma racional – ou intelectual- filósofos
  • Aos 50 anos fariam provas e os que passassem estariam aptos para governar a cidade.
  • Seriam os únicos a ter a ciência da

política.

Situada na cabeça

equil brio
Equilíbrio
  • Através da educação deve ser alcançado o equilíbrio entre esses três princípio.
  • Equilíbrio hierárquico, pois para o filósofo a alma racional deve preponderar.
slide22

A justiça na polis depende do equilíbrio entre os três grupos sociais. Cada um cumprindo sua função.

  • A esfera preponderante na cidade deve ser a dos governantes.
pol tica aristocr tica
Política aristocrática
  • Supõe que a grande massa de pessoas é incapaz de dirigir a cidade.
  • Aristocracia (aristoi = melhores, e cracia= poder) o poder exercido pelos “melhores”.
  • Seriam uma elite (eligere= escolhido)

que se distinguiria pelo saber.

slide25

Sua obra intitulada “Política” é considerada um dos primeiros tratados sobre a arte de governar a polis .

cr ticas teoria plat nica
Críticas à teoria platônica
  • Critica o autoritarismo de seu mestre, faz uma filosofia original.
  • Recusa a sofocracia, alegando que torna a sociedade muito hierarquizada.
  • Não aceita a proposta da dissolução da família.
justi a e amizade philia
Justiça e amizade (philia)
  • Noções que devem se complementar e fundamentar a unidade da cidade.
  • Philia aqui está no sentido de concordância entre as pessoas com ideiassemelhantes e interesses comuns.
educar para a justi a
Educar para a justiça
  • Daí a importância da educação na formação ética para preparar os indivíduos para a vida em comunidade.
cidade
Cidade
  • A cidade é a associação de iguais, a justiça que garante essa igualdade.
  • Justo é o que se apodera da parte que lhe cabe.
justi a distributiva
Justiça distributiva
  • A justiça é distributiva para Aristóteles, assim a distribuição justa é a que leva em conta o mérito da pessoa.
  • Não se pode darigualpara os desiguais, já que as pessoas são diferentes.
tipo de bens
Tipo de bens
  • Partilháveis: quando é uma quantidade que pode ser dividida e distribuída.

>Ex: a riqueza

  • Participável: uma qualidade indivisível, não pode ser repartida nem distribuída, apenas participada. >Ex: o poder político
slide32

Lei

  • A razãoprevalecesobre as paixões cegas.
  • A lei é o princípio que rege a ação dos cidadãos.
  • Também valoriza o direito consuetudinário – leis não escritas trazidas pelo costume.
cidad o
Cidadão
  • Escravos, estrangeiros e mulheres são excluídos do privilégio de ser cidadão.
  • Artesãos, comerciantes e trabalhadores braçais- trabalhos que embrutecem a alma-
  • indivíduos incapazes de possuir as virtudes necessárias para dirigir a cidade.
virtude do bom governante
Virtude do bom governante
  • Para participar da administração e justiça da polis, são necessárias as qualidades exigidas pela constituição da polis.
  • A virtude maior do bom governante e que não se acha em qualquer um é a prudência,
  • O homem prudente será capaz de agir visando o bem comum.
escravid o
Escravidão
  • É a favor da escravidão, dizendo que alguns homens nascem com disposição natural a esta
  • Recomenda que o tratamento do senhor e escravo seja estabelecido por laços afetivos.
homem animal pol tico
Homem animal político
  • Para Aristóteles a própria razão é, essencialmente, política.
  • Por isso ele define o homem como animal político.
slide37

melhor maneira de viver em sociedade

  • A organização social adequada à natureza do homem é a polis:
  • A pólis para ele é vista como um fenômenos natural.
  • uma vez que os indivíduos não são isoladamente auto-suficientes.
pol tica e tica
POLÍTICA e ética
  • a política é continuação da ética, só que aplicada à vida pública.
  • A ética se dirige a um bem individual enquanto a política a um bem comum.
formas de governo
Formas de governo

Usa o critério da quantidade para distinguir as formas de governo e em seguida o de valor:

>Considera as formas de governo boas, quando visam o interesse comum.

>Más, quando tem como objetivo o interesse particular.

slide40

Monarquia: governo de um só – (tirania-quando vida interesse próprio)

  • Aristocracia: governo de grupo pequeno – (oligarquia – prevalece interesse dos rico)
  • Politéia: governo da maioria – (democracia – a maioria pobre governa em detrimento da minoria rica)
slide41

Prefere a politéia como forma de governo, apesar de considerar as outras formas corretas e adequadas.

  • A tensão política é a luta entre ricos e pobre, o regime que conseguir conciliar esses antagonismos conseguirá assegurar paz social.
slide42

Aqui Aristóteles retoma a noção do meio-termo do campo da ética.

  • Descobre que a classe média – nem ricos nem pobres - possuem as condições para criar política estável.
quest es
Questões

1- Aristóteles procurou, tal qual seu mestre Platão, pensar a vida na cidade, refletindo sobre o papel do político e do filósofo. Sobre tal reflexão, é correto afirmar que

a) assim como Platão, Aristóteles concordava com o papel do filósofo como governante da cidade.

b) para Aristóteles, a vida política se confundia com a vida filosófica, sendo que essa preparava para a segunda.

c) para Platão, o filósofo deve ser o homem político, daí sua escola apresentar uma finalidade política. Aristóteles, ao contrário, diferenciava a atividade do político e do filósofo, tendo o Liceu uma atividade puramente filosófica.

d) diferentemente de Platão, Aristóteles afirmava a necessidade do filósofo ser o homem político, pois ele seria o único capaz de compreender a realidade social da polis, levando-a assim, à felicidade moral.

slide44

2-Em relação ao pensamento político dos filósofos Platão e Aristóteles marque a alternativa falsa.

  • Para Platão os seres humanos e a polis possuem a mesma estrutura tripartite.
  • O homem é injusto para Platão, quando a alma concupiscente é mais forte do que as outras duas.
  • Segundo Aristóteles para determinar o que é justiça é preciso distinguir os bens partilháveis e os participáveis.
  • A justiça para Aristóteles é distribuir igualmente os bens para a população.
slide45

3-Marque V ou F de acordo com o pensamento político de Platão e Aristóteles.

  • Mesmo recusando a utopia de seu mestre, Aristóteles aspira também a uma cidade justa e feliz.
  • A ligação entre ética e política é evidente, na medida em que as questões do bom governo dependem da virtude do governante.
  • Platão e Aristóteles envolvem-se nas questões políticas de seu tempo e criticam os maus governos.
  • Platão tentou efetivamente implantar o governo justo na Sicília.
slide46

A) v, f, f, v

B)f, v,f,v

C)v,v,v,f

D)v,v,v,v

slide47

4-Marque a alternativa que melhor caracteriza o pensamento de Aristóteles:

a)O fato de morar na mesma cidade , de acordo com Aristóteles, torna seus habitantes igualmente cidadãos

b) Os artesãos, comerciantes e trabalhadores braçais são cidadãos diferenciados, por não disponibilizarem de tempo ócio para participar do governo.

c) Aristóteles considera os bárbaros homens inferiores e por isso aceita a escravidão destes pois possuem disposição natural para a escravidão.

d) Aristóteles recomenda que o tratamento entre senhor e escravo seja cruel, para que o senhor consiga exercer melhor domínio sobre o escravo.

gabarito
Gabarito

1-c

2-d

3- d

4-c

slide49

E-mail cotec:

cotec@unimontes.br