A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA - PowerPoint PPT Presentation

a elabora o do universo pela crian a n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA PowerPoint Presentation
Download Presentation
A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA

play fullscreen
1 / 9
A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA
156 Views
Download Presentation
leora
Download Presentation

A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. A ELABORAÇÃO DO UNIVERSO PELA CRIANÇA NOÇÕES DE OBJETO, ESPAÇO, CAUSALIDADE E TEMPO.

  2. Noção de objeto • O bebê não percebe os objetos como algo permanente; para ele, os objetos que saem do seu campo visual deixam de existir. • A criança constrói a noção de objeto permanente pelas suas experiências no estágio sensório-motor (0 a 2 anos). Consegue coordenar a visão e a audição – olhos e campo visual.

  3. Aos 6 meses indica o desenvolvimento da noção de permanência do objeto. • O bebê, quando vê os objetos em perspectivas diferentes, não percebe que suas alterações resultam de mudanças do seu ponto de vista em relação ao objeto.

  4. NOÇÃO DE ESPAÇO • Ao nascer, a criança só tem a percepção da luz e a acomodação própria dessa percepção. • Pouco a pouco vai elaborando a percepção de formas, dimensões, distâncias e posições. • Cada tipo de percepção leva a constituição de um espaço próprio.

  5. A ação da criança sobre o meio vai levá-la à construção da noção de espaço, mas ela ainda não situa-se nele. • O espaço é a própria atividade da inteligência, na medida em que esta coordena os quadros externos entre si.

  6. NOÇÃO DE CAUSALIDADE • Consciência das relações de causa e efeito. • Durante meses, o bebê se considera a causa básica de toda atividade. Ele se sente o causador de todos os eventos. • Pouco tempo depois, a criança começa a demonstrar consciência de que os objetos (além dela mesma) podem causar atividade.

  7. Percebe que o contato espacial é necessário à ação causal de um corpo sobre o outro. • A criança também percebe que as atividades podem ser produzidas não apenas por outras crianças, mas também por outros objetos. • 1 ano – adquire a capacidade de manter imagens de objetos.

  8. NOÇÃO DE TEMPO • É uma noção que se desenvolve pouco a pouco. Começam a ser construídas no estágio sensório-motor (0 a 2 anos). • Esta noção se confunde com as impressões de duração psicológica que acompanham a própria atividade do bebê: suas atitudes de expectativa, de esforço e de satisfação.

  9. Piaget notou 2 operações que se relacionam com a elaboração do tempo: 1-Bebê sabe coordenar seus movimentos no tempo. 2-Primeiros meses, consegue coordenar no tempo a sua percepção. A elaboração do tempo exige o desenvolvimento da capacidade de representação metal.