Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Projeções cartográficas PowerPoint Presentation
Download Presentation
Projeções cartográficas

Projeções cartográficas

740 Views Download Presentation
Download Presentation

Projeções cartográficas

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Projeções cartográficas Prof: Humberto Miranda Série: 1º

  2. Desde a antiguidade os povos utilizavam as noções da geografia em suas vidas.

  3. Fazer mapas é difícil? Não, mas primeiro temos que conhecer muito bem o local que queremos identificar através de um mapa.

  4. Mas como é possível fazer um mapa de algo tão grande?

  5. Essa é uma das maneiras!

  6. Essa é outra maneira.

  7. Vocês sabiam que existem vários tipos de globos e mapas?

  8. Mapas ou Projeções? A rede de paralelos e meridianos sobre a qual desenhamos um mapa constitui o que chamamos de projeções cartográfica. Sua aplicação envolve conceitos matemáticos e geométricos.

  9. As projeções cartográficas permitem representar uma superfície curva em uma superfície plana com menor distorção possível. Mas a representação nunca será perfeita, pois nenhuma consegue manter ao mesmo tempo os três elementos mais importantes para a elaboração de um mapa. Forma, distância e ângulos.

  10. Quanto ao método utilizado para a construção dos mapas, as projeções podem ser: cilíndricas, cônicas e azimutais. Projeção Cilíndrica Projeção Azimultal Projeção Cônica

  11. Projeção Cilíndrica Esta projeção apresenta os paralelos retos e horizontais e os meridianos retos e verticais, ambos formam ângulos retos. Com a projeção cilíndrica podemos representar a Terra inteira.

  12. Projeção Cônica

  13. Projeção Azimutal

  14. Fotogrametria

  15. Mapa digital em 3D

  16. Sistema Global de Posicionamento – GPS

  17. (Unicamp-SP) A ilustração abaixo representa a constelação de satélites do Sistema de Posicionamento Global (GPS) que orbitam em volta da Terra. a) Qual a finalidade do GPS? Como esses satélites em órbita transmitem os dados para os aparelhos receptores localizados na superfície terrestre? b) O que são latitude e longitude?

  18. (UFAC) “Não existe o mapa ideal, bom para qualquer propósito, toda projeção tem que sacrificar a exatidão e tolerar distorções de algum tipo” (Lloyd A. Brown) Existem vários tipos de projeção cartográfica, cada uma elaborada para uma finalidade ou preocupação. Para navegação, por exemplo, podemos apontar como projeção mais utilizada: a) Projeção cilíndrica de Mercator. Esse tipo de projeção é bastante fiel nas distâncias, especialmente, as marítimas. b) Projeção descontínua. Nessa, os mapas, em geral, apresentam exatidão e riqueza de detalhes, mas é difícil calcular as distâncias, por causa dos “cortes” ou interrupções. c) Projeção cilíndrica de Gall-Peters. Essa corrige a distorção que existe na projeção de Mercator, em relação ao tamanho relativo de cada área. d) Projeção de Robinson. Foi criada, em 1963, pelo geógrafo e cartógrafo estadunidense Arthur Robinson e usada na representação de planisférios, comum para uso didático. e) Projeção plana ou polar. Essa nos permite representar as diversas partes da superfície terrestre, a partir da centralização, num ponto qualquer do globo. As áreas próximas ao centro ficam melhor representadas.

  19. Resposta Esperada a) (2 pontos) A finalidade do Sistema de Posicionamento Global (GPS) é possibilitar a localização precisa (posicionamento) de elementos, naturais ou construídos, sobre a superfície terrestre. Os dados com as informações de navegação são transmitidos dos satélites aos receptores em Terra através da emissão de energia eletromagnética, numa faixa de ondas de rádio de freqüência específica. b) (2 pontos) Latitude é a distância angular entre o plano do Equador (0o) e um ponto qualquer na superfície da Terra unido perpendicularmente ao centro do planeta. Ela varia de 0o a 90o na direção norte (positiva) e de 0o a -90o na direção sul (negativa). Longitude é a distância angular formada entre um ponto qualquer e o meridiano de origem, geralmente Greenwich (0o), variando entre 0o a 180o na direção leste (positiva) e 0o a -180o na direção oeste (negativa) desse meridiano.