slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Professor José Arnold PowerPoint Presentation
Download Presentation
Professor José Arnold

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 13

Professor José Arnold - PowerPoint PPT Presentation


  • 109 Views
  • Uploaded on

Crase. O que é?. Crase é o fenômeno em que ocorre a fusão de dois sons vocálicos iguais num só. O acento que se coloca sobre o a chama-se acento grave. Professor José Arnold. PRINCÍPIOS GERAIS DA CRASE

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Professor José Arnold' - janice


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Crase. O que é?

Crase é o fenômeno em que ocorre a fusão de dois sons vocálicos iguais num só. O acento que se coloca sobre o achama-se acento grave.

Professor José Arnold

slide2

PRINCÍPIOS GERAIS DA CRASE

Para termos certeza da presença da crase, podemos usar alguns artifícios que nos dirão se ela existe ou não.

Princípio nº 1: troca-se o aem questão por para a(s), na(s), pela(s) e da(s).Se a troca não alterar o sentido da frase, existe a crase.

slide3

Exemplos:

a) Pediu à chefia a autorização para acampar.

a) Pediu para a chefia a autorização para acampar.

b) Eles ficaram esperando junto à barraca.

b) Eles ficaram esperando junto da barraca.

slide4

Princípio nº 2: troca-se o a(s) em questão por ao(s) numa situação masculina. Se não alterar a estrutura da frase, haverá a crase.

Exemplos:

a)Referiram-se à excursão com alegria.

a)Referiram-se ao passeio com alegria.

b) Coloque esse documento anexo à petição.

b) Coloque esse documento anexo ao pedido.

slide5

CASOS ESPECIAIS DO USO DA CRASE

1) Quando se subentende a palavra “moda”, a crase permanece;

Ex.: Aquela senhora usou um vestido à Clodovil no casamento.

2) Diante da palavra “casa”, só haverá crase se estiver determinada;

Ex.: Depois das atividades, todos foram à casa da colega para jantar.

slide6

3) Diante da palavra “terra”, não há crase quando for o oposto de bordo;

Ex.: Os marinheiros desceram a terra para fazer compras.

Mas: Nas férias vou à terra de meus avós. (Não se opõe a bordo).

slide7

4) Diante de numeral, crase apenas quando se referir a horas;

Ex.: O ônibus chegará às 14 horas.

5) Diante da palavra “distância”, crase somente se indicar distância exata;

Ex.: A barraca foi armada à distância de 50 metros do rio.

6) Crase em todas as locuções formadas por palavras femininas;

Ex.: Às vezes, às escuras, realizam-se diversas cerimônias de passagens.

slide8

7) “Àquele, àquela, àquilo” com crase quando puderem ser substituídos por “a este, a esta, a isto” respectivamente, sem a alteração da estrutura da frase;

Ex.: Dirigiu-se àquele lugar, sabendo o que estava por acontecer.

8) Entregue os documentos àquela secretária que está na sala ao lado.

Sempre se refere àquilo com desdém.

slide9

CASOS EM QUE A CRASE É FACULTATIVA

1) diante de nome próprio, feminino;

Ex.: Mandarei flores à (a) Marília no dia de seu aniversário.

2) diante de pronome adjetivo, possessivo, feminino, singular;

Ex.: Telefonou à (a) sua namorada para avisar do encontro.

3) depois da preposição “até”;

Ex.: Voltaremos, certamente, até à (a) tarde de domingo.

slide10

CASOS EM QUE NÃO EXISTE CRASE

1) Diante de nome masculino;

Ex.: Escreveu a redação a lápis.

2) Diante de verbo;

Ex.: Ela se pôs a escrever tudo o que lembrava.

3) Diante de artigo indefinido;

Ex.: Levou o paciente a uma clínica especializada.

slide11

4) diante de pronomes pessoais, demonstrativos e indefinidos;

Ex.:

Entregou o filho a ela sem titubear. Nunca mais voltaremos a esta cidade. Não devo nada a ninguémdessa sala.

5) diante de expressões de tratamento;

Ex.: Enviou circular a Vossa Excelência comunicando o resultado da reunião.

slide12

6) depois de preposição;

Ex.: Compareceu perante a diretoria para solucionar o caso.

7) com locuções formadas por palavras repetidas;

Ex.: Ficaram face a face com o inimigo.

slide13

8) diante de palavra no plural, estando o a no singular;

Ex.:

Dirigimo-nos a pessoas interessadas no desenvolvimento do grupo.

9) diante da expressão “Nossa Senhora” e nomes de santas.

Ex.:

Pedirei a Nossa Senhora que cuide de nós durante o passeio.