slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
M U T U A L I S M O PowerPoint Presentation
Download Presentation
M U T U A L I S M O

play fullscreen
1 / 13

M U T U A L I S M O

131 Views Download Presentation
Download Presentation

M U T U A L I S M O

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. M U T U A L I S M O Trabalho realizado por: Bruna Daniela Nº6 Patrícia Custódio Nº21 Pedro Rodrigues Nº23 Teresa Fonseca Nº27

  2. Índice: • Introdução………………………….………. 3 • O que é o Mutualismo……..……………... 4 • Exemplos de Mutualismo………………… 5 • Conclusão………………………………….. 13 • Bibliografia………………………………….. 14

  3. Introdução • No âmbito da disciplina de Ciências Naturais elaboramos este trabalho sobre uma das relações interespecíficas, o mutualismo facultativo. • A explicação deste e alguns exemplos que nos ajudarão a perceber o que é então mutualismo facultativo.

  4. O que é o Mutualismo? • Mutualismo -( em latim, mutualis , recíproco ). É uma das relações interespecíficas, os seres vivos que se associam têm um proveito mútuo. • O mutualismo facultativo ou proto cooperação é quando as duas espécies são beneficiadas e podem viver independentemente ou até trocar de parceiro

  5. Várias espécies, nomeadamente, certas aves e insectos, asseguram a sua subsistência com o pólen ou com o néctar que algumas plantas segregam. Em compensação, as plantas tiram benefícios, porque os animais, indo de flor em flor, fazem a polinização permitindo a fecundação e produção das sementes. • Para os animais polinizadores, como as abelhas , o pólen é uma fonte rica em substância alimentares. Agentes Polinizadores

  6. Associação que se estabelece entre formigas e pulgões, em que estes segregam uma substância adocicada que as formigas usam na sua alimentação, e estas, por sua vez defendem os pulgões de predadores e transportam-nos para outros locais. Pulgões e Formigas

  7. A acácia abriga nas suas folhas, inúmeras formigas. Estas alimentam-se do néctar produzido pela planta e patrulham-na constantemente. Atacam qualquer animal que coma as folhas da acácia. Se as formigas são eliminadas, a planta desenvolve-se pouco. As acácias e as Formigas

  8. Certas aves como as garças alimentam-se de pequenos insectos parasitas que existem no pêlo dos búfalos. As garças e os búfalos

  9. O paguro, encontra uma concha vazia, introduz nela o seu abdómen mole para protecção e transporta esta “armadura” consigo para qualquer lugar. • As anémonas fixam-se a esta concha, servindo-lhe de camuflagem e assim beneficiam do movimento do paguro. O paguro e as anémonas

  10. Outro exemplo de mutualismo pode ser da ave-palito e do crocodilo pois, sempre que há restos de comida e sanguessugas nos dentes dos crocodilos, eles abrem a boca para que a ave-palito possa alimentar-se da comida lá existente. A ave-palito e o crocodilo

  11. Várias aves tem o hábito de se alimentar de carrapatos e/ou outros parasitas de alguns mamíferos. • Neste caso o frango d’água comum , que retira os carrapatos e moscas do dorso da capivara. Frango d’água comum e capivara

  12. Conclusão • Com este trabalho pudemos descobrir que existem muitas espécies que estabelecem relações de entreajuda, protecção, reprodução, camuflagem e alimentação. Mas que estas podem viver independentemente.

  13. Bibliografia • Planeta Vivo. Sustentabilidade na Terra. Amparo Dias da Silva, Fernanda Gramaxo, Maria Ermelinda Santos, Almira Fernandes Mesquita, Ludovina Baldaia e José Mário Félix. Porto Editora • Bioterra. sustentabilidade Terra. Lucinda Motta e Maria Anjos Viana. Porto Editora • Sistema Terra. Sustentabilidade Terra. Carlos Campos e Zélia Delgado. Texto Editores • Novo Descobrir a Terra 8. Cristina Antunes, Manuela Bispo, Paula Guindeira. Arial Editores • Geovida 8ºAno. Fernando Albuquerque e Helena Moita de Deus. Lisboa Editora