slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Dr Cristiano da Silva Ribas Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo PowerPoint Presentation
Download Presentation
Dr Cristiano da Silva Ribas Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 34

Dr Cristiano da Silva Ribas Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo - PowerPoint PPT Presentation


  • 164 Views
  • Uploaded on

Compreensão Clínica do Edema. Dr Cristiano da Silva Ribas Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo Preceptor residência de clínica médica - Departamento de clínica médica – Hospital Cajuru Chefe Serviço de Emergências clínicas e SSC – Hospital Cajuru

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Dr Cristiano da Silva Ribas Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo' - elsa


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Compreensão Clínica do Edema

Dr Cristiano da Silva Ribas

Professor Clínica médica – curso medicina - Universidade Positivo

Preceptor residência de clínica médica - Departamento de clínica médica – Hospital Cajuru

Chefe Serviço de Emergências clínicas e SSC – Hospital Cajuru

Membro Departamento de Clínica Médica – Hospital Vita Curitiba

Médico da Unidade de Terapia Intensiva – Hospital Pilar

Médico do Serviço de Atendimento Médico de Urgência – SAMU Curitiba

defini o
DEFINIÇÃO

“Acúmulo de líquido no tecido intercelular (intersticial), nos espaços ou nas cavidades do corpo”

movimento dos l quidos
MOVIMENTO DOS LÍQUIDOS

Forças de Starling:

  • Pressão coloidosmótica nos capilares e no líquido intersticial
  • Pressão hidrostática nos capilares e no líquido intersticial
  • Permeabilidade da parede endotelial

Sistema linfático – coleta de proteínas filtradas e líquido do interstício e retorno para intravascular

equil brio de starling
EQUILÍBRIO DE STARLING
  • Indivíduos normais: quantidade de líquido filtrada é quase igual à quantidade absorvida
  • A quantidade de líquido filtrado irá retornar à circulação através dos capilares linfáticos
  • Extremidade arterial do capilar (30 mmHg) ocorre filtração, enquanto na extremidade venosa (10 mmHg) ocorre absorção.
classifica o dos edemas
CLASSIFICAÇÃO DOS EDEMAS
  • Quanto à distribuição:
  • Localizado
  • Generalizado (anasarca)‏
  • Simétrico
  • Assimétrico
  • Gravitacional
  • Postural
slide9
EXSUDATO:
  • Líquido acumulado no interstício, rico em células e em proteínas
  • Processos inflamatórios
  • Alterações da permeabilidade da parede vascular
  • Obstrução linfática
  • TRANSUDATO:
  • Líquido acumulado no interstício pobre em células e em proteínas
  • Aumento da pressão hidrostática
  • Diminuição da pressão oncótica intravascular
slide10
Quanto a consistência:
  • Mole:sinal do cacifo ou fóvea – infiltrado de água
  • Duro: mixedema ou linfedema crônico – proliferação fibroelástica edemas de longa duração
  • Quanto a elasticidade:
  • Elástico : inflamatório-alérgico – típico da inflamação aguda
  • Inelástico: mixedema- linfedema crônico
slide11
Quanto a intensidade:
  • Fóvea ou cacifo: + a ++++
  • Aspectos da pele circunjacente:
  • Palidez, cianose, eritema , “livedus reticularis”, quente ou fria, úmida ou seca , etc...
principais causas
PRINCIPAIS CAUSAS
  • VENOSA:
  • Trombose e insuficiência venosa, síndrome pós-trombótica
  • LINFÁTICA: Obstrução (infecção, parasitas, tumores, trauma)‏
  • HORMONAL:
  • Menstrual, Gravidez
  • Doença de Cushing
  • FÁRMACOS:
  • Glicocorticóides
  • Estrogéneos
  • CARDÍACA:
  • Insuficiência Cardíaca Esquerda/Direita
  • IC Congestiva
  • PULMONAR:

- Cor Pulmonale

  • HEPÁTICA:
  • Hepatite Crônica
  • Cirrose
  • RENAL:
  • Glomerulonefrite: Sd nefrótico
  • IRA e IRC
edema causa inflamat ria
Edema causa inflamatória
  • Aumento permeabilidade capilar
  • TNF-alfa
  • IL-1
  • IL-10
  • NO
1992 accp sccm consensus conference definitions for sepsis and organ failure

SEPSE

PANCREATITE

SEPSE

GRAVE

SIRS

QUEIMADURAS

INFECÇÃO

CHOQUESÉPTICO

TRAUMA

OUTROS

1992 ACCP/SCCM Consensus ConferenceDefinitions for Sepsis and Organ Failure

Bone et al. Chest 1992;101:1644

edema e insufici ncia card aca
Edema e Insuficiência Cardíaca
  • Um dos sinais cardinais da ICC
  • Generalizado com predominância nos membros inferiores
  • Vespertino - região pré sacra nos acamados
  • Mole, inelástico e indolor, pele circunjacente pode se apresentar lisa e brilhante
slide20

Edema e Doença Renal

Síndrome nefrótica principalmente – proteinúria, hipoalbuminemia, hiperlipidemia, edema

  • Nefropatia diabética e glomerulonefrites
  • Edema generalizado, predominantemente facial e regiões subpalpebrais - evidente no período matutino
  • Retenção sódio pelo rim, hipoalbuminemia
edema na cirrose hep tica
Edema na Cirrose Hepática
  • Edema generalizado discreto
  • Predomina nos MMII
  • ascite asociada
  • É mole, inelástico e indolor
  • Hipoproteinemia
  • Hiperaldosteronismo secundário, responsável pela retenção de sódio e água, semelhante à ICC
edema al rgico
Edema Alérgico
  • Generalizado ou certas áreas, principalmente a face.
  • Súbito e rápido - pele lisa e brilhante, temperatura aumentada e coloração rubra.
  • Trata-se de um edema mole e algo elástico.
  • Fenômenos angioneuróticos
  • Aumento da permeabilidade capilar – liberação histamina
edema e insufici ncia venosa cr nica
Edema e Insuficiência Venosa Crônica
  • Incompetência valvular – hipertensão venosa
  • Uni/bilateral
  • Varicose, endurado, fibrose, pigmentação
  • Sintomas de dor
  • Porta de entrada – celulite/erisipela
  • Úlceras de estase
linfedema
Linfedema

Esvaziamento ganglionar axilar, filariose

  • É resultante do comprometimento do

sistema linfático.

  • O de longa duração costuma ser duro,

não depressível, frio, indolor e

não regride com o repouso.

drogas
Antidepressivos

Bloqueadores canal cálcio – diidropiridínicos nifedipina e anlodipina

Vasodilatadores diretos – minoxidil, hidralazina

Beta-bloqueadores

Agentes de ação central – clonidina, metildopa

Corticóides

Estrogêneos

Testosterona

AINES

Glitazonas

Drogas
mixedema
Mixedema
  • Hipotireoidismo
  • Eventalmente no hipertireoidismo
  • Deposição de substância mucopolissacaríde (glicoproteínas) no espaço intersticial
  • Secundariamente uma certa retenção de água – mecanismo não é claro.
  • Edema pouco depressível, inelástico, não muito intenso
racioc nio cl nico
Raciocínio Clínico

Insuficiência Cardíaca

  • Dispnéia esforços, DPN, ortopnéia
  • HAS, DM
  • Exame físico
  • ECG, RxTx
racioc nio cl nico1
Raciocínio Clínico

Doença Renal

  • Hematúria, urina espumosa
  • Tipo edema
  • DM, HAS, glomerulonefrite, abuso AINES, malária
  • Parcial urina, proteinúria 24hs, creatinina, uréia, albumina
racioc nio cl nico2
Raciocínio Clínico

Cirrose hepática

  • Estigmas – ascite, eritema palmar, telangiectasia, encefalopatia, circulação colateral
  • Abuso etanol, HBV, HCV
  • Provas de função e lesão hepática, ecografia abdominal
racioc nio cl nico3
Raciocínio Clínico
  • Drogas
  • Edema cíclico
  • Causas locais
racioc nio cl nico4
Raciocínio Clínico

Hipoalbuminemia - 3 possibilidades:

1. Não tem substrato para fabricar

  • Desnutrição – paciente internado e paciente crítico, pós-operatório
  • Síndromes disabsortivas – celíaca, intolerância lactose, diarréias crônicas
racioc nio cl nico5
Raciocínio Clínico

Hipoalbuminemia - 3 possibilidades

2. Não fabrica direito

  • Insuficiência hepática /cirrose hepática
racioc nio cl nico6
Raciocínio Clínico

Hipoalbuminemia - 3 possibilidades

3. Perdendo proteína

  • Doença renal – proteinúria
  • Lesões extensas pele – psoríase, Steven-Johnson
slide34
Não tratar com diurético simplesmente
  • Investigar
  • Exames de acordo com raciocínio clínico