iraci gen sio caetano assistente social psicoterapeuta de grupos 19 3884 1016 iracae@ig com br n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
IRACI GENÉSIO CAETANO Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos PowerPoint Presentation
Download Presentation
IRACI GENÉSIO CAETANO Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 27

IRACI GENÉSIO CAETANO Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos - PowerPoint PPT Presentation


  • 199 Views
  • Uploaded on

BOM DIA !. IRACI GENÉSIO CAETANO Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos (19) 3884-1016 – iracae@ig.com.br. EPIDEMIOLOGIA. EUA Abuso/Dependência de álcool: 13,6% Abuso/Dependência de drogas: 11,9% Brasil Álcool: 11% (M) 2,5% (F) (acima de 12 anos). CEBRID, 1999.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'IRACI GENÉSIO CAETANO Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos' - conan-ramirez


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
iraci gen sio caetano assistente social psicoterapeuta de grupos 19 3884 1016 iracae@ig com br

BOM DIA !

IRACI GENÉSIO CAETANO

Assistente Social – Psicoterapeuta de Grupos

(19) 3884-1016 – iracae@ig.com.br

epidemiologia
EPIDEMIOLOGIA

EUA

  • Abuso/Dependência de álcool: 13,6%
  • Abuso/Dependência de drogas: 11,9%

Brasil

  • Álcool: 11% (M) 2,5% (F) (acima de 12 anos). CEBRID, 1999.
  • Drogas: 38% (vida) 19% (mês). USP, 1996.

GREA - Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas –

IPQ-HC-FMUSP - 2002

relev ncia do problema
Relevância do problema
  • EUA (Kessler e cols, 1994):
    • Prevalência de dependência ao álcool = 14,1%
      • 20,1% em homens; 8,2% em mulheres.
    • Outras drogas = 7,5%
      • 9,2% em homens; 5,9% em mulheres.
  • Custos
    • Sociais: perda de produtividade, deterioração de relações, criminalidade
    • Financeiros (por ano - 1995):
      • Álcool = US$ 166,5 bilhões; Outras Drogas = US$ 109,8 bilhões.
  • Brasil (Almeida Filho e cols, 1992):
    • Álcool = 7 a 15% em três centros diferentes.

GREA - Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas –

IPQ-HC-FMUSP - 2002

slide5

Prevenção na empresa:

  • De alguma forma esta população está dentro das empresas (idade produtiva).
  • O adiamento da discussão e do encaminhamento do problema conduz para a piora do quadro .
  • O preconceito não ajuda.
  • Prevenção  Qualidade de vida  Responsabilidade Social
  • Divulgação das ações em todos os setores da empresa.
  • Oferecer e Acompanhar o Tratamento

GREA - Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas - IPQ-HC-FMUSP - 2002

slide6

Para cada dólar gasto na prevenção economiza-se de 4 a 5 dólares em custos com tratamento

  • A produção de álcool no pais vem aumentando cerca de 74,53% desde a década de 70, sendo que no restante do mundo ( - Reino Unido) este índice tem baixado*

* Carlini-Marlatt, B. JBDQ, 2001;2(1):3-8

slide7

COMPREENDENDO A DEPENDÊNCIA QUÍMICA

SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS

ALTERAM:

O PENSAMENTO

DANIFICAM:

MENTE E CORPO

AFETAM:

COMPORTAMENTOS E RELACIONAMENTOS

slide8

SEJAM USADAS

ADICTIVAMENTE

OU NÃO.

slide9

DEPENDÊNCIA QUÍMICADOENÇA

ASSOCIAÇÕES MÉDICAS INTERNACIONAIS

ALCOOLISMO DOENÇA

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

CRENÇA INCORRETA

CAUSA PRIMÁRIA - PSICOLÓGICA

slide10

NATUREZA BÁSICA DA

DEPENDÊNCIA QUIMICA

DOENÇA

PRIMÁRIA PROGRESSIVA CRÔNICA

TRATÁVEL

slide11

CAUSAS DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

PREDISPOSIÇÃO

PSICOATIVOS

MEIO AMBIENTE

DEPENDÊNCIA

QUÍMICA

slide12

POR QUE DESENVOLVEM A DEPENDÊNCIA ?

PROCESSO BIOQUÍMICO

  • TOLERÂNCIA
  • ADAPTAÇÃO CELULAR
  • DESCONFORTO FÍSICO / EMOCIONAL

INSTALAÇÃO

DA

DOENÇA

slide13

DEPENDÊNCIA QUÍMICA

REDUZ O REPERTÓRIO

PESSOAL DE ESTRATÉGIAS

PARA LIDAR COM A VIDA.

hist ria natural da depend ncia qu mica
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

CONCEITO

DEPENDÊNCIA QUÍMICA É A PREDISPOSIÇÃO MÓRBIDA A DESENVOLVER DEPENDÊNCIA A SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS ALTERADORAS DO ESTADO DE HUMOR.

O PRINCIPAL INDICADOR DA

DEPENDÊNCIA QUÍMICA É A

PERDA DO CONTROLE DO USO.

PRIMÁRIA,CRÔNICA,PROGRESSIVA E FATAL.

.

hist ria natural da depend ncia qu mica1
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

EVOLUÇÃO

1º. FASE: USO SOCIAL

  • EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
  • APRENDE ALTERAÇÃO DE HUMOR (NORMAL EUFÓRICO)
  • BUSCA A ALTERAÇÃO DO ESTADO DE HUMOR
  • PERIODICIDADE REGULAR
  • “RESSACAS” OCASIONAIS
  • EXPERIÊNCIA EMOCIONALMENTE POSITIVA E GRATIFICANTE
  • HÁ SEMPRE VANTAGENS NO USO
hist ria natural da depend ncia qu mica2
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

2ª. FASE:

MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA

  • DESENVOLVIMENTO DA TOLERÂNCIA AO QUÍMICO
  • DOSES CADA VEZ MAIORES PARA O MESMO EFEITO DESEJADO
  • BUSCA NORMALIZAR O ESTADO DE HUMOR
  • (DEPRESSIVO NORMAL)
  • PRIMEIROS LAPSOS DE MEMÓRIA
  • FAMILIARES E AMIGOS COMEÇAM A QUESTIONAR
  • QUEDA DA PRODUTIVIDADE / RENDIMENTO NO TRABALHO / ESCOLA
hist ria natural da depend ncia qu mica3
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

2ª. FASE:

MANIFESTAÇÃO DA DEPENDÊNCIA

  • DIFICULDADES DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL
  • “RESSACAS” CADA VEZ MAIS FREQÜENTES
  • RIGIDEZ NOS MECANISMOS DE DEFESA (INCONSCIENTE)
  • INSTALAÇÃO DO SISTEMA DE AUTO-ILUSÃO
  • DRÁSTICA ALTERAÇÃO DE COMPORTAMENTO
  • ISOLAMENTO
  • GRANDE SOFRIMENTO EMOCIONAL
hist ria natural da depend ncia qu mica4
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

3ª. FASE: ADICÇÃO TOTAL

  • DEPENDÊNCIA FÍSICA (NÃO FUNCIONA MAIS SEM O QUÍMICO)
  • NECESSIDADE DE MANTER PERMANENTEMENTE CERTA QUANTIDADE DO QUÍMICO NO ORGANISMO PARA EVITAR “ABSTINÊNCIA”
  • DELÍRIOS DE CIÚMES
  • LAPSOS MAIS FREQÜENTES E AMPLOS
  • ALUCINAÇÕES
hist ria natural da depend ncia qu mica5
HISTÓRIA NATURAL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

3ª. FASE: ADICÇÃO TOTAL

  • PROFUNDAS DEPRESSÕES DO HUMOR
  • (DEPRESSIVO DEPRESSIVO)
  • ISOLAMENTO
  • BAIXA AUTO-ESTIMA
  • IDÉIAS FIXAS DE AUTO-ELIMINAÇÃO
  • EMBOTAMENTO FÍSICO E EMOCIONAL
slide20

TRATAMENTO

Abstinência total de psicoativos

Reformulação de vida e valores

Mudança de hábitos

Orientação / tratamento familiar

slide21

dq. perde o controle do uso

família tenta controlar

eliminam o químico chantagem, ameaçam

perda de controle

codependência

frustram-se

baixa auto estima/imagem

dq + irresponsável auto destrutivo

mais ajuda + controle

problemas causados pela depend ncia qu mica no ambiente de trabalho
PROBLEMAS CAUSADOS PELA DEPENDÊNCIA QUÍMICA NO AMBIENTE DE TRABALHO
  • BAIXA QUALIDADE DO TRABALHO
  • PERDA DE MATERIAIS
  • ATRASOS FREQÜENTES
  • PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO COLEGAS / CHEFIAS
  • EXCESSO DE HORAS EXTRAS

ACIDENTES DE TRABALHO

  • BRASIL - 25% A 54%
  • ESTADOS UNIDOS - 65%
n veis do programa
NÍVEIS DO PROGRAMA
  • NÍVEL I - EDUCAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO
  • NÍVEL II - TRATAMENTO ESPECIALIZADO
  • NÍVEL III - REINTEGRAÇÃO GLOBAL
programas de depend ncia qu mica
PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

COMO SE FAZ ?

OS TRÊS PONTOS CHAVES:

  • UMA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL MOTIVADA, COESA E

PREPARADA PARA IMPLANTAR, GERIR E PERENIZAR O

PROGRAMA.

  • UMA “POLITICA”DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA DA EMPRESA

QUE SEJA CLARA, TRANSPARENTE, BEM DIVULGADA E

COM RESPONSABILIDADES BEM DEFINIDAS.

  • CHEFIAS IMEDIATAS BEM TREINADAS E MOTIVADAS

PARA IDENTIFICAR, ORIENTAR E ENCAMINHAR CASOS

QUE APAREÇAM.

programas de depend ncia qu mica1
PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

OBJETIVOS

  • FAVORECER A RECUPERAÇÃO DA SAÚDE INTEGRAL

DOS COLABORADORES.

  • DEMONSTRAR ATRAVÉS DE ATITUDES, O APOIO E A

VALORIZAÇÃO DOS COLABORADORES.

  • MELHORIA DO AMBIENTE DE TRABALHO.
programas de depend ncia qu mica2
PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

OBJETIVOS

  • REDUÇÃO DE CUSTOS COM INTERNAÇÕES E

DOENÇAS DECORRENTES DA DEPENDÊNCIA.

  • REDUÇÃO DO ÍNDICE DE ABSENTEÍSMO E DE

ROTATIVIDADE.

  • MELHORIA DE PRODUTIVIDADE.
slide27

OBRIGADA !

(19) 3884-1016

www.bezerrademenezes.org.br