slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966 PowerPoint Presentation
Download Presentation
O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 12

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966 - PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966. Cenário da economia Brasileira PRÉ-PAEG: ESTAGFLAÇÃO Estagnação da atividade econômica, acompanhada de aumento da inflação.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966' - chelsa


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

  • Cenário da economia Brasileira PRÉ-PAEG:
    • ESTAGFLAÇÃO
    • Estagnação da atividade econômica, acompanhada de aumento da inflação.
    • Após um crescimento real médio de 8,8% ao ano no período 1957 a 1962, o PIB brasileiro cresceu apenas 0,6% em 1963, enquanto a inflação (IGP) elevou-se da média de 32,5% ao ano para 79,9% em 1963.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide2

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

  • O movimento Militar de 1964 destitui o Governo Goulart e coloca na presidência da república o Marechal Castelo Branco – 15/04/1964;
  • Em novembro de 1964 foi lançado o PAEG:

- Plano de Estabilização de Preços de Inspiração Ortodoxa -

    • OBJETIVOS:
      • Combate gradual da inflação durante 1964 e 1965, objetivando equilíbrio de preços a partir de 1966;
      • Atenuar os desníveis econômicos setoriais e regionais, assim como as tensões criadas pelos desequilíbrios sociais, através da melhoria das condições de vida;
      • Retomada do Crescimento, interrompido no biênio 1962/1963;
      • Assegurar pela política de investimentos oportunidades de emprego produtivo à mão-de-obra que chega ao mercado de trabalho;
      • Corrigir a tendência a déficit descontrolados do balanço de pagamentos que ameaçam a continuidade do processo de desenvolvimento econômico, pelo estrangulamento periódico da capacidade de importar.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide3

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

  • O diagnóstico sobre a INFLAÇÃO:
  • Pressionada pelos déficits governamentais;
  • Pressionado pelos salários.
  • O déficit alimentava a expansão dos meios de pagamento (monetização da economia) que, por sua vez, pressionava e sancionava aumentos de salários.
  • NATUREZA DAS MEDIDAS TOMADAS
    • 1) Programa de ajuste fiscal, buscando aumentar a receita (via aumento dos tributos e tarifas públicas) e cortar despesas;
    • 2) Reduzir expansão dos meios de pagamentos – quantidade de moeda na economia;
    • 3) Controle do Crédito ao setor privado, pelo qual o Crédito total cresceria às mesmas taxas de expansão dos meios de pagamentos;
    • 4) Correção salarial, através de revisão sobre a forma de correção (regra de correção do salário pela média do bimestre anterior, inicialmente aplicado aos salários do setor público e posteriormente aos do setor privado).

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide4

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

  • PORTANTO, para se obter as medidas desejadas, O PAEG teria como pano de fundo importantes:

REFORMAS ESTRUTURAIS:

    • Da Estrutura Tributária (FISCAL);
    • Do Sistema Financeiro;
    • Do Mercado de Trabalho.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide5

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA TRIBUTÁRIA:

  • OBJETIVO:
    • Aumentar a arrecadação do governo e racionalizar o sistema tributário, eliminando impostos de pouca relevância financeira e definir uma estrutura capaz de incentivar o crescimento econômico.
  • MEDIDAS:
    • Instituiu a arrecadação de impostos através da rede bancária;
    • Criação do ISS, a ser arrecadado pelos municípios;
    • Substituição do imposto estadual sobre vendas, incidente sobre o faturamento das empresas, pelo ICM, incidente sobre o valor adicionado a cada etapa de comercialização do produto, eliminando a cobrança em cascata;
    • Ampliação da base de incidência do imposto sobre a renda de pessoas físicas;
    • Criação do FPEM, no qual parte dos impostos arrecadados no nível federal era repassado às demais esferas de governo.
    • Incentivo e isenção em atividades prioritárias ao governo – aplicações financeiras e investimentos em capital fixo.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide6

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA TRIBUTÁRIA:

  • IMPACTOS:
  • Resultou em elevação da carga tributária, passando de:
    • 16% do PIB em 1963 para;
    • 21% em 1967.
  • Do ponto de vista distributivo, foi uma reforma REGRESSIVA, uma vez que a maior parte da arrecadação tributária foi através dos impostos indiretos.
  • Foi uma reforma CENTRALIZADORA, já que coube ao governo federal a maior “fatia do bolo”, além de poder para decidir sobre o percentual das transferências através do FPEM e destinação do recurso.
  • A reforma tributária alcançou seu objetivo de aumentar a carga tributária e preparar as condições para o crescimento econômico que se daria a partir de 1968, mas seu perfil REGRESSIVO e CENTRALIZADOR só foi possível acontecer em razão do regime autoritário da ocasião.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide7

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA FINANCEIRA:

  • OBJETIVO:
    • Complementar o SFB (Sistema Financeiro Brasileiro) constituindo um segmento PRIVADO de longo prazo.
  • COMO ERA CONSTITUÍDO:
    • Bancos comerciais privados e financeiras que atuavam provindo capital de giro para as empresas;
    • Caixas Econômicas Federais e Estaduais que atuavam no crédito imobiliário;
    • Bancos Públicos (BB e BNDE) que atuavam na intermediação de longo prazo.
  • QUAL A GRANDE DEFICIÊNCIA DA ESTRUTURA DE FINANCIAMENTO DO SISTEMA FINANCEIRO BRASILEIRO QUE FICOU EXPLÍCITO DURANTE O PLANO DE METAS ??????
  • QUAIS AS FONTES DE FINANCIAMENTO DO PLANO DE METAS ???
    • Emissão de moedas
    • Arrecadação tributária
    • Empréstimo externo

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide8

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA FINANCEIRA:

  • Era preciso mecanismo de financiamento capaz de sustentar o processo de industrialização sem causar inflação.
  • Era preciso estabelecer regras claras de funcionamento do mercado de capitais;
  • Havia pouco retorno ativos de longo prazo no Brasil, desmotivando sua procura em razão da INFLAÇÃO alta e JUROS LIMITADOS (LEI DA USURA QUE IMPEDIA A INDEXAÇÃO DE CONTRATOS).
  • Era preciso a criação de um mecanismo de proteção do RETORNO REAL DOS ATIVOS.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide9

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA FINANCEIRA:

  • MEDIDAS:
    • Para os títulos públicos foi criada a ORTN (Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional) que em:
      • JULHO DE 64 - Instituiu aCORREÇÃO MONETÁRIA DA DÍVIDA PÚBLICA

com base na inflação ocorrida ao longo de cada período de pagamento de juros;

    • 1965 - Para os ativos privados de renda fixa (título e empréstimos), foi autorizado a emissão de diversos instrumentos financeiros com CORREÇÃO MONETÁRIA.
    • Quanto aos ativos de Renda Variável, foram concedidas isenções de impostos para as empresas emissoras de ações e para os poupadores.
    • Abertura ao capital externo, permitindo captação direta de recursos externos por empresas privadas nacionais.
    • Resolução 63 – regulamentando a captação de empréstimos externos pelos bancos nacionais para repasse às empresas domésticas.
    • Mudança na legislação para facilitar remessa de lucros ao exterior, a fim de tornar o mercado mais atraente a investimentos diretos.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide10

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

A REFORMA DO MERCADO DE TRABALHO:

  • OBJETIVO:
    • Impedir que os reajustamentos salariais desordenados realimentassem a inflação.
  • MEDIDAS (inicialmente adotadas pelo s. público e depois adotadas pelo s. privado):
    • (1965) Reajuste do salário pela média real dos últimos 24 meses anteriores ao mês do reajustamento, não mais repondo o salário pelo pico, ou seja correção integral da inflação ocorrida desde o último reajuste (o valor do salário a ser corrigido não seria o salário do último reajuste já após ter obtido o reajuste, ou seja, do pico, seria uma média do salário real no período de 24 meses)
    • Assim reduz o conflito distributivo entre trabalhador e empresário.
    • (1966) Decreto Lei – determinou que as correções salariais fossem calculadas com base na inflação prevista pelo governo (ex: em 1966 a previsão foi de 10% e a real foi de 39,1%).
    • Portanto, os salários eram achatados por 2 lados.

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide11

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

  • RESULTADOS E CUSTOS DA ESTABILIZAÇÃO:
  • RESULTADOS:
  • Pressões inflacionárias de diagnosticadas foram combatidas com as reformas citadas:
    • demanda = gasto público e forma de financiamento do déficit.
    • custos = baixos preços das tarifas públicos (agora corrigidos monetariamente) e salários.
  • Ajuste fiscal e externo da economia foi realizado.
  • CUSTOS:
  • Forte redução do crescimento em relação à taxa histórica de 7%;
  • Forte crescimento do passivo das empresas, resultando em crescimento da insolvência. Setores mais atingidos foram vestuário, alimentos e pequenas e médias empresas, além do setor de construção civil, grande empregador de mão-de-obra.
  • Acentuação da concentração de renda

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007

slide12

O PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) – 1964 a 1966

Número de Falências e Concordatas requeridas por Ramo de Atividade

Comparação da Distribuição de Renda no Brasil

Ec.Bras.Contemp._05/03/2007