Dimensionamento de reservatórios - PowerPoint PPT Presentation

barid
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Dimensionamento de reservatórios PowerPoint Presentation
Download Presentation
Dimensionamento de reservatórios

play fullscreen
1 / 17
Download Presentation
Dimensionamento de reservatórios
178 Views
Download Presentation

Dimensionamento de reservatórios

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Dimensionamento de reservatórios

  2. Dimensionamento de reservatórios

  3. Uso consultivo e não consultivo da águauso consultivo: quando há perda de água. Exemplo: irrigaçãoUso não consultivo: não há perda de água. Exemplo: Hidroelétrica

  4. Esquema de um reservatório

  5. Curvas Cota-áreaCota-volume

  6. Volume morto, volume ativo (útil), volume de espera para inundação, faixa com volume para o vertedor

  7. Volume morto, volume ativo (útil), volume de espera para inundação, faixa para o vertedor

  8. Método de Rippl(semelhantes: método residual e método da análise sequencial de pico) reservatório cheio no inicio

  9. Método da Análise sequencial de pico • Uso: • Demanda mensal variada • Série de dados muito grande • Vt= Dt – St + V(t-1) >0 • Senão Vt=0 • Sendo: • Vt= volume necessário do reservatório no tempo t (m3). • Dt= = demanda mensal (m3) que pode ser constante ou variável • St= entrada de água mensal (m3) no tempo t • V(t-1)- volume do reservatório no tempo anterior (m3), Inicio V (t-1)=0

  10. Método da Análise sequencial de pico

  11. Método da SimulaçãoReservatório vazio no inicio • S(t)= Q(t) + S(t-1) – D(t) – E(t) – L(t) • Sendo: 0 ≤ S(t) ≤V • S(t)= volume de água no reserv no tempo t • S(t-1)= volume de água no reserv no templo t-1 • Q(t)= volume de chuva no tempo t • D (t)= demanda no tempo t • V= volume do reservatório • E(t)= evaporação da água da superfície livre • L(t)= outras perdas

  12. Tabela dos valores de Zp e d em função da falha. Fonte: McMahon, 1978

  13. Método Gould Gamma • Exemplo: Supor falha de 5% de probabilidade • Nota: valores devem ser multiplicados 106 • X= 1274 m3 = média anual • D=0,75 fração anual da água retirada • S= 731m3=desvio padrão • Cv= S/X = 731/1274=0,57 • Da Tabela anterior • Para P=5% zp= 1,64 e d=0,6

  14. Método Gould Gamma • C= X. [ zp2 / (4(1-D))-d] Cv 2 • C= 1274. [ 1,642 / (4(1-0,75))-0,6] 0,572 • C= 866 x 106 m3 de reservatório • Com 5% de probabilidades de falhas usando o Método Gould Gamma

  15. Evapotranspiração • ∆SE= 0,7 . A . ∆E. Cp • Sendo: • ∆SE= volume que precisa ser acrescentado ao volume calculado para compensar as perdas por evapotranspiração (m3) • A= area da superfície do lago quando completamente cheio (m2) • ∆E=evaporação da superfície do lago-evaporação da area antiga do lago se o mesmo não fosse inundado. • 0,7= significa superfície média exposta • Cp= [ zp2 / (4(1-D))-d] Cv 2

  16. Vazão ecológica • Existem 207 metodologias no mundo (Sarmento, 2007). • Modelos Hidrológicos, Hidráulicos, Habitats, Holísticos, etc. • Mais usados: • Q7,10 • Curva de Permanência de vazões • Método de Tennant

  17. Vazão ecológicaMétodo Q7,10 ou 7Q10 • Origem: anos 70 • Local: Pennsylvania, USA • A> 1,3km2 Vazão mínima= 1 L/sx km2 • Vazão necessária para manter o fluxo natural da água • Exemplo: • A= 8km2 • Q7,10= 8 x 1 L/sxkm2= 8 L/s • Seria a vazão mínima para não degradar o curso de água.