carlos freire 2013 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Carlos Freire 2013 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Carlos Freire 2013

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 39

Carlos Freire 2013 - PowerPoint PPT Presentation


  • 100 Views
  • Uploaded on

Gestão da Qualidade. Meio Ambiente e Qualidade de Vida. Carlos Freire 2013. Gestão da Qualidade. Meio Ambiente e Qualidade de Vida. Considera ções: boto era respeitado pelos pescadores até o início da pesca da piracatinga , para a qual a carne de boto serve como isca.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Carlos Freire 2013


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. Gestão da Qualidade Meio Ambiente e Qualidade de Vida Carlos Freire 2013

    2. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Considerações: • boto era respeitado pelos pescadores até o início da pesca da piracatinga, para a qual a carne de boto serve como isca. • A piracatinga destina-se aos mercados interno ( Manaus e Sudeste) e externo (Colômbia); Carlos Freire - 2013

    3. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Considerações: Estima-se uma redução da população de botos da ordem de 10% a.a. entre 1994 e 2005; Carlos Freire - 2013

    4. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Considerações: A contagem de botos realizada pelo INPA na reserva Mamirauá vem sendo realizada cientificamente desde 1994. O resultado obtido foi de: 1994: 120 animais 2013: 25 animais Estimativa de população de botos na reserva é de 13 mil unidades. Carlos Freire - 2013

    5. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Considerações: Piracatinga Preço venda do pescador: entre R$ 0,30 e R$ 2,80/kg Preço de Venda Consumidor Final = entre R$ 5,00 e R$ 18,00/kg Preço de Venda do Boto morto entre R$ 80 e R$ 150,00 a unidade. Carlos Freire - 2013

    6. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Considerações: A prioridade dos pescadores é a pesca de outras espécies mais rentáveis, como: tambaqui, tucunaré e pirarucu. Na época do defeso há a restrição da pesca destas espécies e a alternativa é a pesca da piracatinga. A pesca da piracatinga é uma pesca fácil e obtém-se grande quantidade em pouco tempo. Carlos Freire - 2013

    7. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Metodologia 4P Haroldo de Castro Carlos Freire - 2013

    8. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida A Oficina 4P foi desenvolvida por Haroldo de Castro em parceria com a CI – Conservação Internacional. Começou a surgir em 1995 quando a CI foi convidada a criar uma estratégia de comunicação para a baía de Cartagena na Colômbia. Para seu desenvolvimento foram utilizadas técnicas de publicidade, conceitos de marketing e váriasmetodologias complementares. Carlos Freire - 2013

    9. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida A Metodologia 4P já foi aplicada por 40 vezes, em 17 países e 6 idiomas, atendendo mais de 1.300 participantes. A cada aplicação a Metodologia passa por adaptações para de acordo com as características e cultura do local. Os resultados obtidos têm sido significativos e ainda que desenvolvida para formulação de estratégias de comunicação, tem sido utilizada com sucesso em programas de Educação Ambiental. Carlos Freire - 2013

    10. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Descrição da oficina. As oficinas devem ser realizadas com algo entre 30 e 40 participantes (ambientalistas, comunicadores, educadores, especialistasem marketing, membros da mídianacional e local, empresários, pessoal de áreasprotegidas e tomadores de decisão) em 2 (dois) diasparaapresentarosdesafios da discussão e identificar as prioridadespara a consciênciaambiental. Carlos Freire - 2013

    11. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Descrição da oficina. • Nome 4P vem dos aspectos a serem analisados: • Problemas • Públicos • Produtos • Planos de Ação Carlos Freire - 2013

    12. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Problemas No primeiro P - Problemas, é apresentado, pelos facilitadores e especialistas, um painel da situação a ser analisada. Todos os participantes podem fazer perguntas e tirar as dúvidas existentes. Carlos Freire - 2013

    13. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Problemas Em seguida é realizada um discussão entre todos e passa-se à etapa de listar os problemas de acordo com a visão de cada um. Listados os problemas, realiza-se a tarefa de agrupá-los buscando racionalizar a abordagem. Carlos Freire - 2013

    14. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • P – Problemas • Crueldade no trato com o Boto; • Usado como isca na pesca da piracatinga; • Pescadores não gostam do Boto (conflito na pesca); • Mortalidade crescente da espécie; • Espécie protegida mas não fiscalizada adequadamente; • Participação dos frigoríficos; • Possibilidade de extinção da espécie; Carlos Freire - 2013

    15. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • P – Problemas • Baixo nível de informação sobre o boto; • Baixo nível de informação sobre a piracatinga; • Falta de engajamento do poder público (órgãos públicos); • Falta de alternativa de renda para os pescadores; • Imagem controversa do boto; • Falta de coesão entre os diversos setores (governo, privado, ONGs, comunitários e sindicatos) • Falta de auto estima e valorização dos aspectos ambientais da Amazônia; • Não implementação de políticas públicas para proteção do boto; • Descontinuidade das campanhas de mobilização; Carlos Freire - 2013

    16. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Priorização de Problemas: • Falta de Engajamento dos Órgãos Fiscalizadores; • Descontinuidade das campanhas de Mobilização; • Baixo nível de informação sobre o Boto; • Atuação dos frigoríficos; • Priorizados os problemas, o próximo passo é adotar objetivos para a campanha de comunicação, definindo o que deve ser feito. Carlos Freire - 2013

    17. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Para conservar o boto e reverter sua extinção uma estratégia de comunicação constante e contínua deve: • Promover o engajamento dos órgãos públicos e privados (nacional e internacional); • Informar que o boto está sendo dizimado para utilização como isca; • Denunciar frigoríficos que fomentam atividades ilegais; • Valorizar as boas práticas que protejam o boto; • Promover a imagem positiva do boto e a auto estima dos amazônidas; Carlos Freire - 2013

    18. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • 2º P – Públicos • segundo P vai definir quais são os públicos que estão envolvidos com os problemas relatados e para isso adota 5 passos: • Criação de lista de públicos em potencial; • Organização dos públicos por âmbito geográfico (local, regional, nacional, internacional); • Públicos prioritários; • Desenho do perfil dos públicos- alvo; • Apresentação do Perfil dos públicos alvo. Carlos Freire - 2013

    19. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Públicos • Órgãos públicos; • Pescadores; • Consumidores de douradinha; • Frigoríficos; • Sociedade; • Mídia • Turistas de observação de boto; • Comissões internacionais; • Estudantes e professores; • Lideranças comunitárias; • Meios científico e acadêmico, • ONGs; • Formadores de opinião. Carlos Freire - 2013

    20. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Perguntas a responder sobre público: Quem eu sou? O que você quer que eu faça? O que eu ganho com isso? Carlos Freire - 2013

    21. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Pescadores • Sobrevive da pesca; • Homens + mulheres + crianças; • Saem cedo (5h) e voltam à noite; • Pagos por atravessadores; • Medo das lendas; • Conflito com os botos na pesca; • Informam-se através de rádio (5:30h), AM Difusora; Jornal Nacional; • Participam de reuniões; • Possuem celular (alguns) • Participam de torneios de futebol; • Fazem a Festa de São Pedro. Carlos Freire - 2013

    22. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida 3º P – Produtos Produtos são as peças/ações que serão produzidas para levar a mensagem até os públicos- alvo. As peças/ações devem ser adequadas a cada público- alvo, de acordo com suas caracterísiticas. As peças devem atender aos problemas que foram relatados no primeiro P. Carlos Freire - 2013

    23. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida 3º P – Produtos Para definição dos produtos são formados sub-grupos de acordo com a especialidade de cada um. Comunicadores, meio acadêmico, comunitários etc. A seçãoPRODUTOS estádivididaemquatropassos: Listada mídiaimportante “Idéialuminosa” de produtosempotencial(Conceito) Identificarprodutosparaalcançarospúblicosprioritários Apresentarprodutosaopúblico Carlos Freire - 2013

    24. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Pescadores • Evento: Hoje o boto está na comunidade • Inflável • Debate comunitário • Exposição de fotos * lideranças comunitárias • Torneios (futebol) Carlos Freire - 2013

    25. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Spot Rádio • Você sabia que o boto está sendo morto... • Convite para ajudar (pescadores e comunidade) • Proteger o boto é proteger a Amazônia ( minha casa) • Relatos. Carlos Freire - 2013

    26. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Produtos para escolas • Concursos – prêmio murais • Capa de caderno personalizada • SEDUC/ Diretores de Escolas Carlos Freire - 2013

    27. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Público em Geral • Toada do Boto – Garantido e Caprichoso juntos • Comercial de TV –(Faustão, Fantástico, Jogo de Quarta) • Material Promocional • Boné, camiseta, calendário, boto inflável. • Selo – Amigo do Boto Carlos Freire - 2013

    28. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Frigoríficos e Supermercados • Dossiê dados de pesquisa + fotos • O que é a campanha – Hot Site • Facebook • Outdoor nas cidades onde estão os frigoríficos e Manaus • Rádio e TV Locais Carlos Freire - 2013

    29. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Mensagem • Moratória de frigorífico e supermercados; • Adesão dos mercados na campanha • melhor conhecimento da cadeia produtiva da piracatinga • quem e quanto compram • o que representa de mercado nos frigoríficos • atores envolvidos. Carlos Freire - 2013

    30. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Produtos definidos • Autoridades e Poder Público • Produtos e Atividades • Dossiê • Material Institucional, Campanha e Promocional • Painéis estratégicos • Petições • Celebridades • Balão Inflável Carlos Freire - 2013

    31. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Produtos definidos Mensagens: “Chega de matança! Não deixe o boto virar lenda” “Chega de Matança! Proteja o boto da Amazônia” Táticas Face to face Apoio de Celebridades Eventos Flash mob/ Pedalada Carlos Freire - 2013

    32. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida Neste ponto é interessante fazer uma revisão geral de todos os passos e verificar o alinhamento e adequação de cada um deles e também entre eles. Havendo necessidade pontos específicos podem ser rediscutidos e refeitos. Carlos Freire - 2013

    33. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • 4o P – Plano de Ação • último P irá, com base em todas as informações coletadas e desenvolvidas, estabelecer o quê fazer para alcançar os objetivos propostos. • Para isso, desenvolve-se em 4 passos: Carlos Freire - 2013

    34. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Para isso, desenvolve-se em 4 passos: • Identificar oportunidades e conjunto de dados; • Composição dos produtos dentro da tática a utilizar; • Apresentação das táticas; • Extração de tendências e prioridades comuns. Carlos Freire - 2013

    35. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Para isso, desenvolve-se em 4 passos: • Identificar oportunidades e conjunto de dados; • Levantamento de datas importantes e significativas para a proposta em curso. • 22 de março – Dia Mundial da Água • 5 junho – Dia Internacional do Meio Ambiente • 29 de junho – São Pedro • 3 de dezembro – Dia Mundial da Conservação Carlos Freire - 2013

    36. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Para isso, desenvolve-se em 4 passos: • Identificar oportunidades e conjunto de dados; • Outro tipo de oportunidade é, por exemplo, a existência de torneios de futebol e também os festejos culturais das comunidades. Carlos Freire - 2013

    37. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Composição dos produtos dentro da tática a utilizar; • Apresentação das táticas • A finalidade dessa seção é definir os produtos para cada uma das táticas a ser empregada. • Para isso utiliza-se as seguintes matrizes: Carlos Freire - 2013

    38. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida • Extração de tendências e prioridades comuns. • A partir das duas matrizes, uma priorizando datas e outra atividades, extraem-se os pontos comum para definir um cronograma de ação. • Concluindo, estabelece-se o custo e o impacto de cada ação para alocação e priorização de recursos. Carlos Freire - 2013

    39. Gestão da Qualidade MeioAmbiente e Qualidade de Vida