Cuidados em saúde nos abrigos
Download
1 / 51

Cuidados em saúde nos abrigos - PowerPoint PPT Presentation


  • 60 Views
  • Uploaded on

Cuidados em saúde nos abrigos. Gilton Luiz Almada. Dor da alma. O que fazer?. Sentar e chorar?. É o melhor que podemos fazer?. Por quanto tempo ?. Por quanto tempo ?. Justificativa (Continua). Abrigos merecem um destaque especial nas ações de resposta ao desastre.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Cuidados em saúde nos abrigos' - teness


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Cuidados em saúde nos abrigos

Gilton Luiz Almada








Justificativa (Continua)

  • Abrigos merecem um destaque especial nas ações de resposta ao desastre.

    • Aglomeração de pessoas e das condições desfavoráveis do ambiente, geralmente associadas ao despreparo da comunidade.


Justificativa

  • Grande quantidade de pessoas convivendo em um mesmo espaço pode favorecer a disseminação de doenças de transmissão respiratória e ligadas às más condições de higiene.


Gestão (Continua)


Gestão

Ação social

Saúde


Ações (Continua)

  • Definir, avaliar e aprovar previamente locais a serem utilizados como abrigos.

    • Avaliar as instalações físicas do local.

    • Avaliar a capacidade instalada de cada abrigo (banheiros, cozinha, acesso à água, metragem etc.).


Ações (Continua)

  • Estratificar a população dos abrigos.


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)

  • Monitorar o abastecimento de serviços básicos nos abrigos.

    • Alimentação, abastecimento de água, qualidade da água para consumo humano, controle e manejo de dejetos etc.).


Ações (Continua)



Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)

  • Intensificar ações de vigilância epidemiológica e de promoção da saúde.



Ações (Continua)

  • Orientar os responsáveis pelos abrigos que se mantenham em alerta, no sentido de encaminhar para assistência médica imediata todos os casos de síndromes febris e diarréia que possam vir a ocorrer na população sob sua responsabilidade.


Ações (Continua)

  • Realizar a monitorização das doenças diarréicas agudas (MDDA) em todos os abrigos, anotando diariamente os casos em planilha específica e encaminhar para VE Municipal.

  • Investigar os surtos.


Ações (Continua)

  • Assistência Psicológica (ação profissional):

    • Avaliar e mobilizar os recursos de saúde mental disponíveis no município afetado.

    • Auxiliar no diagnóstico de transtornos psíquicos que por ventura surjam no decorrer do abrigo, bem como encaminhar aos Serviços de Saúde Mental, caso necessário.


Ações (Continua)

  • Avaliar a necessidade de vacinação, principalmente dos grupos de risco de cada doença imunoprevenível associada com a ocorrência de inundação e/ou aglomeração de pessoas.


Ações (Continua)

  • Identificar a necessidade de completar o esquema de vacinação, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde ou mesmo iniciar a vacinação.


Ações (Continua)

  • Intensificar ações de vigilância epidemiológica e de promoção da saúde.


Ações (Continua)

  • Intensificar ações de vigilância epidemiológica e de promoção da saúde.


Ações (Continua)

  • Promover ações de educação em saúde.

  • Orientar a lavagem frequente das mãos com água tratada antes de manipularem os alimentos.


Ações (Continua)


Ações (Continua)

  • Intensificar ações de vigilância sanitária para segurança alimentar e nutricional.


Ações (Continua)

  • Articular com a área de limpeza urbana da prefeitura para intensificar a coleta dos resíduos sólidos nos abrigos e áreas críticas/vulneráveis evitando o acúmulo de lixo, garantindo a disposição adequada dos mesmos.


Ações (Continua)

  • Orientar a população do abrigo a sacudir roupas, toalhas e sapatos antes de usá-los, bem como vistoriar e sacudir roupas de cama e colchões antes de deitar.


Ações (Continua)

  • Realizar atividades com as crianças.


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)


Ações (Continua)



www.saude.gov.br/svs com o Abrigo


Obrigado! com o Abrigo

9987-3396

[email protected]

[email protected]


ad