A met fora
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 14

A Metáfora PowerPoint PPT Presentation


  • 84 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

A Metáfora. Sabes como se constrói?. Funções sintáticas internas ao Grupo Verbal Complemento direto, Complemento indireto, Complemento oblíquo e modificador de GV. Funções sintáticas internas ao grupo verbal. A frase:. O Pedro deu uma flor à Maria. é constituída por….

Download Presentation

A Metáfora

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


A met fora

A Metáfora

Sabes como se constrói?


A met fora

Funções sintáticas internas ao Grupo Verbal

Complemento direto, Complemento indireto, Complemento oblíquo e modificador de GV


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A frase:

O Pedro deu uma flor à Maria.

é constituída por…

com as funções sintáticas de…

Grupo

Nominal (GN)

Grupo

Verbal (GV)

Sujeito

Predicado

Estas são funções sintáticas ao nível da frase.


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Centremo-nos agora na constituição do grupo verbal.

O Pedro

deuuma flor à Maria.

Núcleo

GN

GPrep

Que funções sintáticas desempenham os grupos que o compõem?

Para o determinar vamos proceder às seguintes operações:


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

1. Ao retirar o GN e o Gprep do GV…

?

?

O Pedro

deu

…o que se observa?

incompleta

sem sentido.

A frase

fica

ou

Este facto permite-nos concluir que:

obrigatoriamente

Os grupos retirados têm

de constar na frase.

complementos.

Por serem obrigatórios chamam-se


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

2. De que complementos se trata?

Como proceder para os identificar?

a) Verificar se o verbo seleciona complementos:

O Pedro

deu

o quê?

complemento direto.

Ao responder a esta pergunta obtém-se o

O Pedro

deu

uma flor

a quem?

Ao responder a esta pergunta obtém-se o

complemento indireto.


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

3. Também podemos identificar estes complementos através da substituição pronominal.

b) Os complementos diretos podem ser substituídos por o, a, os, as; os complementos indiretos podem ser substituídos por lhe e lhes.

O Pedro deu uma flor à Maria.

O Pedro deu-à Maria.

a

a

lhe

O Pedro deu uma flor à Maria.

O Pedro deu-uma flor.

lhe


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

4. Observemos agora a frase seguinte:

O Pedro gosta de maçãs à sobremesa.

Identifiquemos os grupos que compõem o GV:

O Pedro

gosta de maçãs à sobremesa.

GPrep

GPrep

Núcleo

Eliminemos os Gprep para verificarmos se a frase permanece com sentido.


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Retiremos o primeiro Gprep de maçãs:

O que se observa?

O Pedro

gosta

de maçãs

à sobremesa.

A frase fica sem sentido: o verbo gostarselecionaobrigatoriamente preposição.

Estamos, portanto, perante um complemento.

Procedamos, agora, à substituição deste Gprep pelos pronomes o, a, os, as e lhe e lhes, para o identificarmos.


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Obtemos as frases:

as

lhes

O Pedro gosta-

e

O Pedro gosta-

incorretas

Como as frases obtidas são

podemos concluir que:

a) O GPrepde maçãs não pode desempenhar as funções sintáticas de complemento direto nem de complemento indireto.

b) Estamos na presença de um

complemento oblíquo.


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Retiremos, agora, da frase o segundo Gprep à sobremesa.

à sobremesa.

O Pedro gosta de maçãs

O que se observa?

com sentido.

A frase obtida permanece

Podemos concluir que:

O Gprepà sobremesa é facultativo na frase. Assim, estamos na presença não de um complemento oblíquo, mas de um…

… modificador (de GV)


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A função sintática de complemento oblíquo pode ser desempenhada por grupos preposicionais e por grupos adverbiais:

?

O Pedro vai

a Paris.

Gprep obrigatório

Complemento oblíquo

GPrep

?

O Carlos mora

aqui.

GAdv obrigatório

GPrep

Complemento oblíquo


A met fora

Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A função sintática de modificador de GV pode ser desempenhada por grupos preposicionais e por grupos adverbiais:

?

facultativo

O Pedro trabalha

de noite.

GPrep

Modificador de GV

?

A Maria estuda

arduamente.

facultativo

GPrep

Modificador de GV


A met fora

Sistematizar

1. O complemento direto, indireto, oblíquo e modificador são funções internas ao Grupo Verbal.

2. O complemento direto é desempenhado por um grupo Nominal (GN) que pode ser pronominalizado por o, a, os, as.

3. Os complementos indireto e oblíquo são desempenhados por Grupos preposicionais e/ou adverbiais.

3.1 O complemento indireto é pronominalizável por lhe ou lhes, ao contrário do complemento oblíquo, que não é pronominalizável.


  • Login