A met fora
Download
1 / 14

A Metáfora - PowerPoint PPT Presentation


  • 144 Views
  • Uploaded on

A Metáfora. Sabes como se constrói?. Funções sintáticas internas ao Grupo Verbal Complemento direto, Complemento indireto, Complemento oblíquo e modificador de GV. Funções sintáticas internas ao grupo verbal. A frase:. O Pedro deu uma flor à Maria. é constituída por….

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' A Metáfora' - rocio


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
A met fora

A Metáfora

Sabes como se constrói?


Funções sintáticas internas ao Grupo Verbal

Complemento direto, Complemento indireto, Complemento oblíquo e modificador de GV


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A frase:

O Pedro deu uma flor à Maria.

é constituída por…

com as funções sintáticas de…

Grupo

Nominal (GN)

Grupo

Verbal (GV)

Sujeito

Predicado

Estas são funções sintáticas ao nível da frase.


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Centremo-nos agora na constituição do grupo verbal.

O Pedro

deuuma flor à Maria.

Núcleo

GN

GPrep

Que funções sintáticas desempenham os grupos que o compõem?

Para o determinar vamos proceder às seguintes operações:


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

1. Ao retirar o GN e o Gprep do GV…

?

?

O Pedro

deu

…o que se observa?

incompleta

sem sentido.

A frase

fica

ou

Este facto permite-nos concluir que:

obrigatoriamente

Os grupos retirados têm

de constar na frase.

complementos.

Por serem obrigatórios chamam-se


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

2. De que complementos se trata?

Como proceder para os identificar?

a) Verificar se o verbo seleciona complementos:

O Pedro

deu

o quê?

complemento direto.

Ao responder a esta pergunta obtém-se o

O Pedro

deu

uma flor

a quem?

Ao responder a esta pergunta obtém-se o

complemento indireto.


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

3. Também podemos identificar estes complementos através da substituição pronominal.

b) Os complementos diretos podem ser substituídos por o, a, os, as; os complementos indiretos podem ser substituídos por lhe e lhes.

O Pedro deu uma flor à Maria.

O Pedro deu-à Maria.

a

a

lhe

O Pedro deu uma flor à Maria.

O Pedro deu-uma flor.

lhe


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

4. Observemos agora a frase seguinte:

O Pedro gosta de maçãs à sobremesa.

Identifiquemos os grupos que compõem o GV:

O Pedro

gosta de maçãs à sobremesa.

GPrep

GPrep

Núcleo

Eliminemos os Gprep para verificarmos se a frase permanece com sentido.


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Retiremos o primeiro Gprep de maçãs:

O que se observa?

O Pedro

gosta

de maçãs

à sobremesa.

A frase fica sem sentido: o verbo gostarselecionaobrigatoriamente preposição.

Estamos, portanto, perante um complemento.

Procedamos, agora, à substituição deste Gprep pelos pronomes o, a, os, as e lhe e lhes, para o identificarmos.


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Obtemos as frases:

as

lhes

O Pedro gosta-

e

O Pedro gosta-

incorretas

Como as frases obtidas são

podemos concluir que:

a) O GPrepde maçãs não pode desempenhar as funções sintáticas de complemento direto nem de complemento indireto.

b) Estamos na presença de um

complemento oblíquo.


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

Retiremos, agora, da frase o segundo Gprep à sobremesa.

à sobremesa.

O Pedro gosta de maçãs

O que se observa?

com sentido.

A frase obtida permanece

Podemos concluir que:

O Gprepà sobremesa é facultativo na frase. Assim, estamos na presença não de um complemento oblíquo, mas de um…

… modificador (de GV)


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A função sintática de complemento oblíquo pode ser desempenhada por grupos preposicionais e por grupos adverbiais:

?

O Pedro vai

a Paris.

Gprep obrigatório

Complemento oblíquo

GPrep

?

O Carlos mora

aqui.

GAdv obrigatório

GPrep

Complemento oblíquo


Funções sintáticas internas ao grupo verbal

A função sintática de modificador de GV pode ser desempenhada por grupos preposicionais e por grupos adverbiais:

?

facultativo

O Pedro trabalha

de noite.

GPrep

Modificador de GV

?

A Maria estuda

arduamente.

facultativo

GPrep

Modificador de GV


Sistematizar

1. O complemento direto, indireto, oblíquo e modificador são funções internas ao Grupo Verbal.

2. O complemento direto é desempenhado por um grupo Nominal (GN) que pode ser pronominalizado por o, a, os, as.

3. Os complementos indireto e oblíquo são desempenhados por Grupos preposicionais e/ou adverbiais.

3.1 O complemento indireto é pronominalizável por lhe ou lhes, ao contrário do complemento oblíquo, que não é pronominalizável.