universidade federal de santa catarina n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Universidade Federal de Santa Catarina PowerPoint Presentation
Download Presentation
Universidade Federal de Santa Catarina

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 21

Universidade Federal de Santa Catarina - PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on

Universidade Federal de Santa Catarina. Curso de Biblioteconomia Professora: Ursula Blattmann. Acadêmicos: Flávia Cristina Araújo e-mail: privafca@terra.com.br Neri Delfino e-mail: neridelfino@hotmail.com Disciplina: Controle III 6ª Fase – 2005/01 Florianópolis, 2005.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Universidade Federal de Santa Catarina' - wheatley


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
universidade federal de santa catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Curso de Biblioteconomia

Professora: Ursula Blattmann

slide2

Acadêmicos: Flávia Cristina Araújoe-mail: privafca@terra.com.br

Neri Delfino e-mail: neridelfino@hotmail.com

Disciplina: Controle III6ª Fase – 2005/01

Florianópolis, 2005.

slide3
PESQUISADORDr. Saulo Machado de Paiva

Área de atuação: OncologiaClínicaAssociação de Combate ao Câncer de Goiás - Hospital Araújo Jorge

neopl stia pedi trica c ncer infantil leucemia linfobl stica aguda lla
Neoplástia PediátricaCâncer InfantilLeucemia Linfoblástica Aguda- LLA
  • A pesquisa foi realizada na faixa etária de 0 à 5 anos de idade.
  • Os temas foram escolhidos sobre orientação do pesquisador dentro das áreas de interesse do mesmo.
slide5

O QUE É?

Leucemia é o câncer dos glóbulos brancos que são produzidos na medula óssea. Por alguma razão, algo acontece de errado (uma mutação) que o organismo não consegue corrigir e a célula alterada, chamada de blasto, começa a se multiplicar dentro da medula óssea substituindo o tecido normal que produz sangue e elementos para coagulação. Estes blastos começam a sair para a circulação sangüínea, onde são detectados. O exame inicial para sua detecção é o hemograma completo.

incid ncia
Incidência:

As leucemias são os cânceres infantis mais comuns, representando 30-35% do total de doenças malignas, sendo que a LLA representa por volta de 75% dos casos de leucemia e o pico de incidência ocorre aos 3-4 anos. Ocorre em proporção um pouco maior nos meninos em relação as meninas. A LLA pode ocorrer em maior freqüência em pacientes portadores de outras doenças, como distúrbios genéticos (síndrome de Down é o exemplo mais comum) ou com imunodeficiência, mas na grande maioria dos casos não há uma explicação causal possível.

slide7

Irmãos de crianças com LLA têm um risco de 2 a 4 vezes maior de também apresentarem LLA em relação à população geral e este risco ainda se multiplica nos gêmeos idênticos.É uma doença fulminante que, na ausência de intervenção médica, provoca a morte dentro de poucos meses. As Leucemias Linfóides Crônicas (LLC) não se manifestam na faixa pediátrica.

sintomas
Sintomas
  • Dois terços das crianças com LLA mostram sinais e sintomas da doença num período de um mês até o diagnóstico. Os primeiros sintomas não são específicos e incluem falta de apetite, irritabilidade e fraqueza. Com a progressão da doença na medula óssea, aparecem palidez, sangramentos não ligados à traumas e febre. Em 25% dos portadores de LLA ao diagnóstico, há dores ósseas e nas juntas devido à doença estar aumentando a pressão dentro dos ossos.
tratamento
TRATAMENTO

Os tratamentos podem diferir um pouco levando em conta a idade do paciente e características dos exames de sangue e medula óssea e exames radiológicos. O programa geral de tratamento inclui a indução, onde é administrado a quimioterapia até que a medula óssea não mostre mais células cancerosas e tratamento profilático do sistema nervoso central. Depois é feito a consolidação e a manutenção, tudo com quimioterapia sistêmica durante um longo tempo (mais de 2 anos) para não deixar nenhuma célula maligna escapar.

Os melhores centros de oncologia infantil do mundo curam a LLA numa taxa de até 70%, onde os doentes ficam mais de 5 anos livres da doença.

reca da
RECAÍDA

Apesar de todas as drogas e tempo de tratamento não é raro a recaída, isto é, o retorno da doença. Ela pode voltar em vários locais, sendo a medula óssea o mais comum, seguido pelo sistema nervoso central e testículos (nos meninos). Nesses casos de recaída pode-se tentar o uso de outras quimioterapias não usadas no primeiro tratamento ou se possuir doador compatível, realizar o transplante de medula óssea, que seria o tratamento de escolha.

fontes de pesquisa
Fontes de Pesquisa
  • Bireme /BVS

http://www.bireme.br/

  • UFSC

http://www.bu.ufsc.br/

  • SCIELO

http://www.scielo.br/

  • PORTAL CAPES

http://www.periodicos.capes.gov.br/

  • IBICT

http://www.ibict.br/

  • Contém outra fontes de pesquisa de sites específicos de câncer, nacional e Internacional.
slide12
UFSC

Dissertação de Mestrado

slide13
BVS

Descritor em Português

slide15

Revista da Associação Médica BrasileiraISSN 0104-4230 versão impressa

sites de institui es brasileiras de oncologia
Sites de Instituições Brasileiras de Oncologia
  • ABRALE - Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia
  • BIREME - Biblioteca Virtual em Saúde
  • GBM - Grupo Brasileiro de Melanoma
  • Hospital Sírio-Libanês - São Paulo, SP
  • Hospital Virtual - UNICAMP
  • IBCC - Instituto Brasileiro de Controle do Câncer - São Paulo, SP
  • Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer - Filial São Paulo
  • Instituto Nacional de Câncer - INCa - Rio de Janeiro
  • International Myeloma Foundation Latin America - São Paulo, SP - portal sobre Mieloma múltiplo
  • Ministério da Saúde - Brasília
  • NACC - Rio de Janeiro, RJ - Núcleo de Apoio à Criança com Câncer
  • NAPACAN - Campinas, SP - Núcleo de Apoio ao Paciente com Câncer
  • OPAS - Escritório Brasil
  • Santa Casa de Misericordia de São Paulo - São Paulo, SP
  • Sociedade Brasileira de Cancerologia
  • Sociedade Brasileira de Mastologia
  • Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica
  • Sociedade Brasileira de Oncopediatria
  • Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica

Hiperlink

canad e estados unidos
CANADÁ E ESTADOS UNIDOS
  • American Cancer Society
  • American Society for Aesthetic Plastic Surgery (ASAPS)
  • Breast Cancer at 27!
  • Breast Cancer Answers - University of Wisconsin Comprehensive
  • The Canadian Cancer Society - Canadá
  • CancerLynx (we prowl the net) - CancerNet - Cancer Information
  • Chanin Institute for Cancer Research - Albert Einstein College of Medicine
  • Columbia-Presbyterian Medical Center
  • Harvard Medical School Joint Center for Radiation Therapy
  • HyperDOC: National Library of Medicine (NLM)
  • International Myeloma Foundation
  • Kaplan Comprehensive Cancer Center (NYU Medical Center)
  • LJCRF - La Jolla Cancer Research Foundation, Burnham Institute - California
  • Massachusetts General Neuro-oncology Service - Boston
  • National Cancer Institute - CancerNet
  • National Childhood Cancer Foundation
  • Roswell Park Cancer Institute
  • The Cancer Journal
  • University of Michigan Comprehensive Cancer Center
am rica latina portugal espanha
AMÉRICA LATINA, PORTUGAL & ESPANHA
  • ASEICA - Asociación Española de Investigación sobre el Cáncer, Espanha
  • Asociación Nacional Contra el Cáncer - ANCEC – Panamá
  • Associação Portuguesa Contra a Leucemia – Portugal
  • Centro de Cáncer de Puerto Rico – Puerto Rico
  • Centro Nacional de Investigaciones Oncológicas – Espanha
  • Centro Oncológico Buenos Aires - Argentina
  • Centro Oncológico de Galícia – Espanha
  • Consejo Mexicano de Oncologia – México
  • Corporación Nacional del Cáncer - CONAC - Chile
  • Guia Latinoamérica contra el Cáncer - Panamá
  • Institut Català d'Oncologia - Madri, Espanha
  • Instituto Canario de Investigación del Cáncer – Espanha
  • Instituto del Cáncer Solca - Cuenca, Ecuador
  • Instituto Nacional de Cancerologia – Colombia
  • Instituto Oncológico Nacional (ION) – Panamá
  • Instituto Privado de Radioterapia - Fundación Marie Curie - Argentina
  • Sociedad Argentina de Cancerologia – Argentina
  • Sociedad Española de Oncología Médica – Espanha
  • Sociedad Peruana de Oncologia Clínica - Lima, Peru
  • Sociedad Venezolana de Oncologia – Venezuela
outros pa ses
OUTROS PAÍSES
  • International Agency for Research on Cancer - IARC - France
  • IARC - International Agency for Research on Cancer - Japão
  • Istituto Nazionale per lo Studio e la Cura dei Tumori - Milano, Itália
  • Med Help International
  • Nagoya University Pathy Program - Japão
  • National Breast Cancer Centre (NBCC), Sydney, Austrália
  • National Institute for Cancer Research of Genoa, Itália
  • Organização Mundial da Saúde - Suiça
  • Riken Gene Bank - Japão
  • Telematic Services in Cancer - Holanda
  • The AntiCancer Council of Victoria - Victoria, Austrália
  • University of Bonn Medical Center (CancerNet) - Alemanha
refer ncias
Referências
  • CIPOLOTTI, Rosana, Lemos, José Alexandre Rodrigues, Devarevy, Ricardo et al. Inativação do gene p15 em crianças com leucemia linfoblástica aguda. Sao Paulo Med. J., 2003, vol.121, no.5, p.203-206. ISSN 1516-3180.
  • MONTEIRO, I.M.M., Bedone, A.J., Pinto, C.L.B. et al. Desenvolvimento puberal em meninas tratadas de LLA.Rev. Assoc. Med. Bras., jul./set. 1998, vol.44, no.3, p.214-217. ISSN 0104-4230.
  • MONTEIRO, I.M.U., Bedone, A.J., Pinto, C.L.B. et al. Tratamento de leucemia linfóide aguda e crescimento. Rev. Assoc. Med. Bras., abr./jun. 1998, vol.44, no.2, p.77-80. ISSN 0104-4230.
  • FARIAS, Mariela Granero e Castro, Simone Martins de. Diagnóstico laboratorial das leucemias linfóides agudas. J. Bras. Patol. Med. Lab., abr. 2004, vol.40, no.2, p.91-98. ISSN 1676-2444.
  • CIPOLOTTI, Rosana, Lemos, José Alexandre Rodrigues, Defavery, Ricardo et al. Inativação do gene p15 em crianças com leucemia linfoblástica aguda. Sao Paulo Med. J., 2003, vol.121, no.5, p.203-206. ISSN 1516-3180.
slide21
VALERA, Elvis Terci, Scrideli, Carlos Alberto, Queiros, Rosane Gomes de Paula et al. Expressão dos genes de resistência múltipla a drogas (MDR-1), genes relacionados à proteína de resistência múltipla a drogas (MRP) e genes da proteína de resistência pulmonar (LRP) na leucemia linfoblástica aguda da criança. Sao Paulo Med. J. [online]. 2004, vol.122, no.4 [citado 07 Junho 2005], p.166-171. Disponível na World Wide Web: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-
  • LEMOS, José Alexandre Rodrigues, DEFAVERY, Ricardo, SCRIDELI, Carlos Alberto et al. Analysis of p16 gene mutations and deletions in childhood acute lymphoblastic leukemias.Sao Paulo Med. J. [online]. 2003, vol.121, no.2 [citado 07 Junho 2005], p.58-62. Disponível na World Wide Web: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516
  • SAVARCH E; González A; Vergara B; Campos M et al. Instituto de Hematología e Inmunología, La Habana, Cuba. [Treatment of acute lymphoid leukemia (ALL) in the child] Tratamiento de la leucemia linfoide aguda (LLA) en el niño.. Sangre (Barc); 38(1):25-30, 1993 Feb. SPAIN
  • Valera, Elvis Terci, Scrideli, Carlos Alberto, Queiroz, Rosane Gomes de Paula et al. Multiple drug resistance protein (MDR-1), multidrug resistance-related protein (MRP) and lung resistance protein (LRP) gene expression in childhood acute lymphoblastic leukemia. Sao Paulo Med. J., 2004, vol.122, no.4, p.166-171. ISSN 1516-3180