PASTORAL
Download
1 / 57

- PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on

PASTORAL. da. Comunicação. Fundamentação Bíblico-teológica. Irmã Vera Ivanise Bombonatto. INTRODUÇÃO. A Pastoral da Comunicação. Para o discípulo missionário, não é apenas uma escolha estratégica relevante, mas é uma OPÇÃO EVANGÉLICA. Na universalidade da mensagem Jesus.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - viho


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Fundamenta o b blico teol gica

PASTORAL

da

Comunicação

Fundamentação

Bíblico-teológica

Irmã Vera Ivanise Bombonatto


Fundamenta o b blico teol gica

INTRODUÇÃO

A Pastoral da Comunicação

Para o discípulo missionário,

não é apenas uma

escolha estratégica relevante,

mas é uma

OPÇÃO EVANGÉLICA


Fundamenta o b blico teol gica

Na universalidade da mensagem

Jesus

Na prática

comunicativa de

Jesus durante

sua vida terrena

INTRODUÇÃO

Na incidência

da comunicação

em todas as esferas humanas

No seu mandato missionário: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho...”

Compromisso missionário fundamentado:


Fundamenta o b blico teol gica

INTRODUÇÃO

Objetivo

Refletir sobre a fundamentação Bíblico-teológica da pastoral comunicação a fim de que:

Ilumine as nossas práticas comunicativas no anúncio do Evangelho até os confins do universo

alimente e fortaleça em nós a

espiritualidade da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da

comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Comunicação

Pastoral

PASTORAL da

COMUNICAÇÃO

A expressão PASTORAL da COMUNICAÇÃO

Nasce da conjunção de duas realidades

que interagem reciprocamente:

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Universo da COMUNICAÇÃO

antropológico

sociológico,

cultural...

Universo da PASTORAL

sócio-eclesial,

ligado ao caráter simbólico

A expressão PASTORAL da COMUNICAÇÃO

Sintetiza em si a riqueza e os desafios de dois universos distintos

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Comunus

Múnus comum

Função comum

comum + ação

COMUNICAÇÃO

Relação Partilha Participação

Tornar comum Interagir Conviver

COMUNICAÇÃO:

realidade abrangente e complexa

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

COMUNICAÇÃO: Processo dinâmico, dialógico, interativo e multidirecional

PASTORAL da comunicação

CULTURA DA COMUNICAÇÃO


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral deriva de pastor multidirecional

e está relacionada ao período nômade da História de Israel

O pastor devia guiar as ovelhas em busca de pastagens;

cuidar e defender as ovelhas de todos os perigos, de dia e de noite

Origem e significado da palavra PASTORAL

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Características: multidirecional

Honestidade, dedicação, lealdade paciência, bondade.

Pastor mercenário

aquele que abandona as ovelhas

Figura do PASTOR

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

PASTOR é a pessoa que tem a missão de cuidar, proteger, conduzir, orientar, governar determinado grupo de pessoas...

Deus é o bom Pastor o povo é seu rebanho

Salmo 23

Sentido metafórico da palavra PASTOR

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

A pastoral da Igreja tem como objetivo prolongar e atualizar o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa história

  • Jesus, o bom pastor, é:

  • luz para VER a realidade,

  • critério para JULGÁ-LA,

  • norma para AGIR

  • como discípulo

  • missionário

Jesus de Nazaré é a fonte e o paradigma de toda atividade pastoral.

JESUS é o BOM PASTOR

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da Igreja o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa história

Pastoral é toda ação da Igreja destinada a:

SER SEMENTE DE VIDA NOVA

EM CRISTO JESUS,

relacionando os valores do Evangelho com as situações concretas e

levando as pessoas a serem

discípulas missionárias,

na vida cotidiana e a assumirem o

Projeto de Jesus

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa história

comunicação

Duas realidades:

COMUNICAÇÃO-PASTORAL


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa históriaCOMUNICAÇÃO

Não é uma pastoral isolada do plano de pastoral;

não se limita ao uso dos meios de comunicação para evangelizar;

PASTORAL da comunicação

não é apenas um Departamento mais ou menos organizado e atuante da diocese, paróquia ou comunidade


Fundamenta o b blico teol gica

DIÁLOGO entre FÉ e CULTURA o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa história

Conhecimento e

Inter-relação:

Teologia-pastoral

ciências humanas- tecnologia

EXPERIÊNCIA

de DEUS

Caminho de

discipulado

missionário - espiritualidade da comunicação

Pastoral

da comunicação

PRÁTICA PASTORAL

atitudes, palavras, ações

pautadas em Jesus Comunicador, que edificam a comunidade, anunciam a Boa Nova

e tornam visível o Mistério

da Trindade

Vertentes constituivas da PASTORAL da COMUNICAÇÃO

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

É a pastoral o ministério de Jesus no aqui e agora da nossa história

do ser/estar

em comunhão/

comunidade.

É a pastoral

da acolhida e

da participação

PASTORAL da COMUNICAÇÃO

A partir das três vertentes constitutivas: experiência de Deus, diálogo entre fé e cultura, práticas pastorais

PASTORAL da comunicação

Estudos da CNBB, 75 n. 244


Fundamenta o b blico teol gica

do uso dos recursos e instrumentos de informação e manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

É a pastoral das

inter-relações humanas, da

organização solidária, do planejamento

democrático

PASTORAL da COMUNICAÇÃO

A partir das três vertentes constitutivas

PASTORAL da comunicação

Estudos da CNBB, 75 n. 244


Fundamenta o b blico teol gica

É um processo manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

permanente e contínuo de

interação entre

IGREJA- EVANGELHO- CULTURA

É um processo

de interação, no seio da Igreja,

entre pessoas, pastorais, recursos e meios, pautado na pedagogia de

Jesus Comunicador

Pastoral da COMUNICAÇÃO:

elemento articulador

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

MINISTÉRIOS: da Palavra, da Liturgia, da caridade manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

Pastoral da COMUNICAÇÃO:

CAMINHO preferencial para

ETAPAS do discípulo missionário:

Encontro com Jesus Cristo, conversão, discipulado, comunhão, missão

Articulam-se c/as EXIGÊNCIAS da evang:

Serviço, diálogo, anúncio, comunhão

PASTORAL da comunicação

Operacionalizam-se pastoralmente nos ÂMBITOS de ação evangelizadora:

Pessoa, comunidade, sociedade


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

comunicação

Duas realidades:

COMUNICAÇÃO-PASTORAL

Pastoral da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Fundamentação bíblico-teológica da manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO


Fundamenta o b blico teol gica

Centro e paradigma manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

JESUS, o comunicador perfeito

Nasce da capacidade comunicativa do ser humano e de sua identidade de seguidor de Jesus

Dimensão

cristológica

Fundamento:

a comunhão trinitária

Dimensão

Antropológica

Dimensão

Trinitária

Pastoral da COMUNICAÇÃO:

Dimensão essencial da Igreja

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

O dom da manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

Comunicação

Dimensão antropológica


Fundamenta o b blico teol gica

Gênesis narra, de forma poética, manifestação das pessoas no interior da comunidade e da sociedade

a história da criação, como primeiro gesto comunicativo de Deus, germe e cenário de todas as outras comunicações que vão acontecendo ao longo da história.

O DOM DA COMUNICAÇÃO

No ato da criação, recebemos do Criador a capacidade comunicativa


Fundamenta o b blico teol gica

DEUS fala e intervém no caos, organiza-o e chama os seres à existência, tirando-os do nada. E os seres recebem do Criador o dom de estar em relação comunicativa consigo mesmos, com os outros e com o Criador.

O DOM DA COMUNICAÇÃO

A PALAVRA criadora de DEUS


Fundamenta o b blico teol gica

A criação do ser humano é o momento em que a Palavra adquire maior intensidade e se converte em diálogo

O DOM DA COMUNICAÇÃO

Deus cria UM INTERLOCUTOR


Fundamenta o b blico teol gica

Dirigir a palavra a alguém adquire maior intensidade e se converte em diálogo

é iniciar um diálogo,

é aguardar uma resposta,

abrindo canais de participação.

Pela força da Palavra,

a criação é aberta e participativa.

A Palavra interpela e espera resposta,

convida à escuta,

à obediência,

à fé, à ação.


Fundamenta o b blico teol gica

Fruto da Palavra comunicativa de Deus, adquire maior intensidade e se converte em diálogo

o ser humano vai tomando consciência

de sua identidade, comunicando-se.

A arte de comunicar-se

é um aprendizado progressivo

que exige confronto com a alteridade,

capacidade de acolher o diferente.


Fundamenta o b blico teol gica

A palavra criadora de Deus é, ao mesmo tempo, palavra comunicadora de vida.

Deus cria, chamando as criaturas à vida

O DOM DA COMUNICAÇÃO

DEUS cria, comunicando vida


Fundamenta o b blico teol gica

Desde à sua origem, comunicadora de vida.

existe uma íntima e profunda relação

entre COMUNICAÇÃO e VIDA.

A COMUNICAÇÃO que não

gera VIDA é uma contradição,

porque está contra a sua própria essência.


Fundamenta o b blico teol gica

De sua paternidade amorosa tudo tem origem. O PAI cria, por meio do FILHO,

Com a presença amorosa do ESPÍRITO.

A CRIAÇÃO é obra da TRINDADE

O DOM DA COMUNICAÇÃO

O CRIADOR é antes de tudo PAI


Fundamenta o b blico teol gica

O diálogo de Deus com a humanidade que tem início na criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

O DOM DA COMUNICAÇÃO

História da salvação História da comunicação de Deus com seu povo


Fundamenta o b blico teol gica

Fundamentação bíblico-teológica da criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

O dom da comunicação: dimensão antropológica


Fundamenta o b blico teol gica

JESUS, criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

o comunicador

perfeito

Dimensão cristológica


Fundamenta o b blico teol gica

JESUS, o comunicador perfeito criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

Jesus que declarou ser Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,6), é a plenitude da comunicação entre

Deus e a humanidade.

Sua vida, sua missão, sua morte e ressurreição

encerram o mais perfeito e eficaz modelo de comunicação de todos os tempos e lugares.


Fundamenta o b blico teol gica

No misterioso diálogo orante, criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

Jesus discerne a vontade do Pai

e encontra coragem e força no serviço

missionário em favor do ser humano.

JESUS, o comunicador perfeito

Jesus se comunica

com o PAI na ORAÇÃO


Fundamenta o b blico teol gica

O ser de Jesus era comunicativo. criação se prolonga, na história da salvação, tendo momentos de crise e de constantes retomadas, sustentadas pelo incansável amor comunicativo de Deus.

Seus gestos, seus silêncios, seus olhares,

sua itinerância tinham a função de revelar

e levar à plenitude a sua missão redentora.

Foram, portanto, comunicações salvíficas.

JESUS, o comunicador perfeito

O chamado dos discípulos ao seu seguimento

foi uma comunicação e uma partilha

de vida e de projetos apostólicos.

A comunicação de Jesus

na MISSÃO


Fundamenta o b blico teol gica

Jesus usou uma fascinante e diversificada metodologia didática, mediante a utilização de variados “gêneros literários”: discursos, parábolas, ditos sapienciais, palavras unidas aos fatos.

Comunicou com suas atitudes originalíssimas em relação aos pobres, marginalizados, aos doentes, aos necessitados, aos inimigos, às mulheres, às crianças.

JESUS, o comunicador perfeito

A comunicação de Jesus

na MISSÃO


Fundamenta o b blico teol gica

O gesto supremo da comunicação de Jesus didática, mediante a utilização de variados “gêneros literários”: discursos, parábolas, ditos sapienciais, palavras unidas aos fatos.

foi sua morte na cruz e sua ressurreição,

comunicação total que se perpetua na

Eucaristia, o sacramento da perene

comunhão com ele.

JESUS, o comunicador perfeito

A comunicação de Jesus

na CRUZ e na RESSURREIÇÃO


Fundamenta o b blico teol gica

Aceitando livremente o martírio, Jesus realiza a mais sublime comunicação de si mesmo à humanidade, uma comunicação que não

segue os ditames dos potentes meios de comunicação, preocupados com o sensacionalismo e o espetáculo.

JESUS, o comunicador perfeito

A comunicação de Jesus subverte a lógica humana e, por isso, gera perplexidade e diante dela é impossível permanecer indiferentes.

A comunicação de Jesus

na CRUZ e na RESSURREIÇÃO


Fundamenta o b blico teol gica

JESUS, o comunicador perfeito sublime comunicação de si mesmo à humanidade, uma comunicação que não

Jesus, PALAVRA do PAI

Todas as demais palavras devem ser discernidas à luz da Palavra que se fez carne.

Jesus é a Palavra do Pai, nova, última e definitiva. Não precisamos esperar outras: “A quem nós iremos, Senhor, só tu tens palavras de vida eterna” (Jo 6,68).


Fundamenta o b blico teol gica

Jesus de Nazaré é a Palavra e a imagem viva e perfeita do Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

(Jo 1,14).

Deus não limitou sua comunicação à mediação da palavra, mas a estendeu até o limite da encarnação, em que o Verbo assume a imagem humana.

JESUS, o comunicador perfeito

Jesus, IMAGEM do DEUSINVISÍVEL


Fundamenta o b blico teol gica

CAMINHO Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

comunicativo

que conduz ao Pai no Espírito

VERDADE

comunicativa

que revela o

Pai no Espírito

VIDA

comunicativa

que transmite a vida do Pai no Espírito

JESUS, o comunicador perfeito

Jesus, COMUNICADOR PERFEITO

(Jo 14,6)


Fundamenta o b blico teol gica

Fundamentação bíblico-teológica da Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

O dom da comunicação:

Dimensão antropológica

JESUS, o comunicador perfeito

Dimensão cristológica


Fundamenta o b blico teol gica

A TRINDADE, Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

mistério de

comunhão

Dimensão Trinitária


Fundamenta o b blico teol gica

TRINDADE, fundamento e Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós” modelo de comunicação

A vida intratinitária é uma profunda e inexaurível comunicação entre as Pessoas divinas.

O Pai, no seu inefável mistério de amor, gera o Filho, comunicando-lhe tudo o que é e tem. O Filho volta-se para o Pai, entregando-se a ele na perfeita obediência.

O Espírito Santo procede do Pai e do Filho, fruto perfeito e pessoal do diálogo de amor entre o Pai e o Filho

A TRINDADE,

Mistério de comunhão


Fundamenta o b blico teol gica

TRINDADE, fundamento e Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós” modelo de comunicação

O processo de comunicação

que se realiza na intimidade das três pessoas divinas se expande num grande e amoroso abraço que inclui todos os seres criados,

chamados a tomar parte deste grande fluxo comunicativo.

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Em força de sua relação filial, Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

Jesus revela, de modo único e singular, o Pai e comunica a novidade de seu rosto terno e misericórdioso

O amor do Pai por nós se torna visível

e experimentável

no amor demonstrado por Jesus e comunicado por ele a todos.

TRINDADE, fundamento e modelo de comunicação

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

TRINDADE, fundamento e Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós” modelo de comunicação

Jesus comunica, de maneira definitiva

e inequivocável,

o rosto de Deus

uno e trino

no qual a unidade não significa solidão e a multiplicidade não significa dispersão;

ambas expressam a comunhão.

PASTORAL da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

discípulado missionário Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

no caminho do

Dimensão essencial da Igreja

Até atingir o universo inteiro

no seguimento de Jesus,

Comunciador Perfeito

Trindade

Vai se expandindo

Com o objetivo de anunciar a

todos a boa notícia

PASTORAL da comunicação

Pastoral da Comunicação: fundamenta-se na Trindade,

concretiza-se no seguimento de Jesus, Comunicador Perfeito, no do discipulado missionário, e se expande até atingir o universo inteiro, com o objetivo de anunciar a todos a boa nova.


Fundamenta o b blico teol gica

Pastoral da Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

comunicação

Duas realidades:

COMUNICAÇÃO-PASTORAL

Pastoral da comunicação


Fundamenta o b blico teol gica

Fundamentação bíblico-teológica da Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

O dom da comunicação:

Dimensão antropológica

JESUS, o comunicador perfeito:

Dimensão cristológica

A Trindade, mistério de comunhão:

Dimensão trinitária


Fundamenta o b blico teol gica

CONCLUSÃO Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

A pastoral da comunicação

...tem como centro a pessoa, a mensagem e a prática de Jesus,

Comunicador por excelência.

A Trindade é o fundamento sobre o qual deverá ser construída a pastoral da comunicação,

para que seja como a casa construída sobre a rocha que resiste ao vento das dificuldades e dos possíveis insucessos!


Fundamenta o b blico teol gica

CONCLUSÃO Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

Dar novo impulso à PASCOM

Somente se estiver centrada

na pessoa,

na prática,

nos ensinamentos de Jesus Cristo

e no seu seguimento,

a pastoral da comunicação produzirá,

preciosos e abundantes, frutos.


Fundamenta o b blico teol gica

F Deus invisível. Nele palavra e imagem se identificam. “A Palavra se fez carne e veio morar entre nós”

I

M

Obrigada

pela atenção

Irmã Vera Ivanise Bombonatto