O nordeste contempor neo desafios e perspectivas para uma a o evangelizadora ver
Download
1 / 34

O Nordeste contemporâneo: desafios e perspectivas para uma Ação Evangelizadora – (VER) - PowerPoint PPT Presentation


  • 132 Views
  • Uploaded on

O Nordeste contemporâneo: desafios e perspectivas para uma Ação Evangelizadora – (VER). O que se entende por Nordeste?. O imaginário sobre o Nordeste é marcado por estereótipos: Seca; Fome; Mortalidade infantil; Religiosidade popular etc.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'O Nordeste contemporâneo: desafios e perspectivas para uma Ação Evangelizadora – (VER)' - shafira-franco


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

O que se entende por nordeste
O que se entende por Nordeste? Ação Evangelizadora – (VER)

  • O imaginário sobre o Nordeste é marcado por estereótipos:

  • Seca;

  • Fome;

  • Mortalidade infantil;

  • Religiosidade popular etc.


  • Tudo isso é verdade, porém o que se chama Nordeste, hoje, representa uma sociedade complexa, na qual sistemas culturais modernos, pós-modernos e pré-modernos se relacionam, criando uma pluralidade cultural rica e complexa ao mesmo tempo.

  • Não há um, mas vários Nordestes, dentro desta região que nós chamamos de Nordeste.

  • Ao mesmo tempo que parte da população vivem em pleno desenvolvimento moderno, há vários subsistemas que ainda continuam vivendo e se organizando a partir de esquemas arcaicos que estão na base de nossa formação cultural e econômica.



Por m h estruturas que remontam nossa constitui o cultural e econ mica continuam
Porém, há estruturas que remontam à nossa constituição cultural e econômica continuam...

  • O branco, patriarca e cristão era o senhor absoluto;

  • O engenho foi o berço da origem cultural brasileira


Porém, o Nordeste tem passado por profundas transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto.


O contexto atual mudou
O contexto atual mudou transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto

Quando a realidade se transforma, devem, igualmente, se transformarem os caminhos pelos quais passa a ação evangelizadora (n. 25);


Urgente repensar
É urgente repensar: transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto

  • A ação evangelizadora da Igreja na sociedade atual;

  • Uma espiritualidade cristã que responda às novas formas de viver a fé dos cristãos;

  • Uma Igreja de comunidade de comunidades que tenha a dinâmica necessária de responder aos “sinais dos tempos”


O primeiro passo
O primeiro passo: transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto

  • Compreender o contexto atual, na busca de ler os “sinais dos tempos” para a ação evangelizadora da Igreja

    VER a realidade


  • Mudanças globais no catolicismo transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto


A n vel mundial
A nível mundial: transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto

Houve um deslocamento no catolicismo: de uma Igreja secularmente monocêntrica (Europa), passamos, no séc. XX, para uma Igreja policêntrica (América, África, Ásia e Oceania)


O futuro num rico do cristianismo est fora da europa
O futuro numérico do cristianismo está fora da Europa transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto


O que provocou tal mudan a
O que provocou tal mudança? transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto


  • 1. A secularização transformações nas últimas décadas: ao mesmo tempo em que preserva situações tradicionais seculares, a sociedade vai se modernizando e, inevitavelmente, torna-se urgente pensar a ação da Igreja nesse novo contexto– a perda da dimensão religiosa como tutora da realidade (teocentrismo);

  • Uma relação com a religião, independente do sistema religioso;

  • A característica é o acento na “religiosidade” e a relativização da “religião”.


2 a religi o vai sendo exilada na vida privada da vida dos indiv duos
2. A religião vai sendo exilada na vida privada da vida dos indivíduos

  • Antes, no paradigma teocêntrico (sec. VI-XV) a Igreja detinha a hegemonia da cultura ocidental e agora a religião vai se “localizando” na subjetividade das pessoas;

  • É a “religião invisível” (T. Luckmann)


3 a pluralidade cultural
3. A pluralidade cultural indivíduos

  • Fruto dos processos migratórios no mundo, principalmente para as regiões ricas do globo (EUA e Europa);

  • Que gera um relativismo dos modelos tradicionais de sentido para a existência (família, sexualidade, religião etc.);


E no brasil
E no Brasil... indivíduos


  • Estamos no fim do processo migratório no Brasil – a maioria das pessoas já moram em cidades de médio e grande porte (+/- 83% da população);

  • Se antes, na cultura tradicional, o catolicismo era herdado pela cultura, agora, na cultura urbana, marcada pela pluralidade de ofertas de sentido, a sua adesão passa, cada vez mais, por uma opção subjetiva.


Caracter sticas desse sujeito urbano t picos
Características desse sujeito urbano? (tópicos...) maioria das pessoas já moram em cidades de médio e grande porte (+/- 83% da população);

  • 1. Vive, muitas vezes, uma crise do sentido único para a existência:

  • A modernidade gerou a aceleração da pluralidade cultural, ou seja, uma grande variedade de ofertas de sentido;

  • Diante do pluralismo de ofertas de sentido, uma certa relativização é inevitável;



3 um sujeito marcado pela ideia de consumo religioso
3. É um sujeito marcado pela ideia de consumo (religioso) maioria das pessoas já moram em cidades de médio e grande porte (+/- 83% da população);

  • A economia conseguiu perpassar todas as esferas da vida humana – tudo se transforma em objeto de consumo;

  • A máxima é: “Consumo ergo sum” – (Consumo, logo existo) e essa lógica atingiu, também, esferas do catolicismo;

  • Há uma forte tendência, na atualidade, de uma relação com o cristianismo para o “consumo” religioso próprio;



4 um sujeito com uma identidade cada vez mais flutuante
4. É um sujeito com uma identidade cada vez mais “flutuante”...

  • As subjetividades são cada vez mais flutuantes, fluidas, nômades...

  • As identificações, que geram identidades, são sempre mais provisórias;

  • A partir das perguntas existências, do momento, são feitas as escolhas, também religiosas (religiosidade nômade – interna e externa).


  • Uma religiosidade flúida, porosa, flutuante;

  • A ideia “Deus(?) sim, Igreja não!”

  • Uma Religiosidade líquida.


Consequências “flutuante”...

e

questionamentos para a ação evangelizadora da Igreja



Algumas caracter sticas do contexto atual mudan a de poca
Algumas características do contexto atual... atual:“Mudança de época”

Não estamos vivendo apenas uma época de mudanças, mas rigorosamente uma mudança de época. (Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora, n. 51)


Na mudan a de poca
Na mudança de época: atual:

  • Está em “crise”:

  • INSTITUIÇÃO

  • TRADIÇÃO

  • SONHO/UTOPIA

  • RENÚNCIA/SACRIFÍCIO

  • ETERNO/DEFINITIVO

  • FIXO

  • ÉTICO

  • RACIONAL

  • Cada vez mais em evidência:

  • INDIVÍDUO

  • NOVIDADE/ESCOLHA

  • PALPÁVEL

  • FRUIÇÃO/GOZO

  • TRANSITÓRIO

  • METAMORFOSE

  • ESTÉTICO

  • EMOTIVO


Alguns desafios teol gico e pastorais
Alguns desafios teológico e pastorais: atual:

  • A consciência de tempo está mudando: se na cultura tradicional o tempo era cíclico, na cultura urbana as temporalidades são existenciais;

  • O espaço da socialização religiosa está mudando: na sua origem, a paróquia estava inserida no o espaço de socialização do indivíduo, basta ver a organização arquitetônica de uma pequena cidade do interior;


  • A “crise”, em alguns contextos, do modelo paroquial: atual:

    • Muitos cristãos só dormem onde moram, não tendo nenhuma socialização com esse espaço e lá está a paróquia;

    • O futuro será marcado pela necessidade de uma relação maior entre paróquias e os movimentos;

    • Como trazer os movimentos para a dinâmica da Pastoral de Conjunto das dioceses?


Religi o e m dia
Religião e Mídia: atual:

  • Está claro que a Igreja tem que se envolver e utilizar-se dos meios de comunicação para a evangelização;

  • Porém, não está claro, até que ponto, a lógica do marketing, que é puramente financeira, não será a lógica dominante, também, no catolicismo...


  • Evangelho e marketing não é uma relação tão simples: atual:

  • Não podemos deixar de nos envolver com a mídia, porém, o Evangelho não pode ser confundido com um produto de consumo existencial para o “cliente” moderno ou pós-moderno;

  • A cultura atual e a mídia chamam para a “amnésia” (é feliz quem esquece), porém, a cultura bíblica nos chama para a “anamnese” (Lembra-te Israel; Fazei isto em memória...).


Desafios na igreja no atual contexto
Desafios na Igreja, no atual contexto: atual:

  • Que a estetização da cultura gere uma “Igreja de eventos”;

  • Que a cultura de vivências (emoções) enfraqueça a educação da fé (a formação catequética permanente);

  • Que a “cultura da amnésia” enfraqueça a profecia e o anúncio do Reino de Deus no mundo;

  • Que a “lógica do consumo” prevaleça cada vez mais nas práticas devocionais;

  • Que os pobres não encontre “abrigo” na ação evangelizadora da Igreja.


Fim da I Parte... atual:

Obrigado!


ad