hist ria econ mica geral e do brasil l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL PowerPoint Presentation
Download Presentation
HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL - PowerPoint PPT Presentation


  • 245 Views
  • Uploaded on

HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL. Capitalização e nível de renda na colônia açucareira. Capitalização e nível de renda na colônia açucareira. Esforço concentrado do governo na indústria açucareira. Favores especiais aqueles que instalavam engenhos. Escravidão indígena.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL' - sandra_john


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira3

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

Esforço concentrado do governo na indústria açucareira.

Favores especiais aqueles que instalavam engenhos.

Escravidão indígena.

Captura e comércio do indígena.

Mão-de-obra africana.

capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira4

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

Mercado de escravos

Debret

Fonte: Biblioteca Municipal de São Paulo (BMSP)

capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira6

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

  • Renda dos engenhos 90% - concentrada nas mãos da classe de proprietários de engenhos.
capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira7

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

Engenho de cana

Henry Koster

Fonte: Biblioteca Municipal de São Paulo (BMSP)

capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira8

Concentração de Renda

  • Parte considerável da renda de produção dos senhores de engenhos, era gasta com bens de consumo importados.
  • Administração Holandesa 1639

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

Nesse ano foi exportado 1.200.000£, ou seja,

+/- 66,67% desse valor foi gasto em importações.

capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira9

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

Os gastos de consumo na época holandesa também se ampliaram devido ao exército e a pompa da administração de Nassau (1637-1644).

Diferença dos colonos portugueses. Esses num ano de boa produção gastariam 600.000£ em bens de consumo importados e a mesma soma era despendida fora da colônia.

capitaliza o e n vel de renda na col nia a ucareira10

A indústria açucareira era suficientemente rentável para se autofinanciar.

  • Nas épocas mais favoráveis o rítmo de crescimento chegava a 50% ao ano.
  • Na etapa de comercialização as decisões eram tomadas, levando-se em consideração a absorção dos mercados compradores e prevenindo a superprodução.
  • A renda que não era gasta na colônia era renda de não-residentes.

Capitalização e nível de renda na colônia açucareira

proje o da economia a ucareira a pecu ria12

O sistema econômico açucareiro assegurava recursos para manter a defesa da colônia e intensificar a exploração de outras regiões.

  • Não havia interesse dos empresários do setor em outras atividades secundárias.
  • Ponto pacífico: a economia açucareira podia atuar como fator primordial para o desenvolvimento de outras regiões.

Projeção da economia açucareira: a pecuária

proje o da economia a ucareira a pecu ria13

Projeção da economia açucareira: a pecuária

Fundação de São Vicente por Martim Afonso de Souza,

em 1532. Tela de Benedito Calixto

Fonte Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto

proje o da economia a ucareira a pecu ria14

Comparação colônia de São Vicente e Nova Inglaterra.

  • Problema: escassez de mão-de-obra
  • Nova Inglaterra: pesca como meio de subsistência e primeira atividade comercial, posteriormente comercio marítimo.
  • São Vicente: caça ao índio e conquista de território.

Projeção da economia açucareira: a pecuária

proje o da economia a ucareira a pecu ria15

Outros produtos e consumo da colônia brasileira

  • No setor bens de consumo os artigos luxo não podiam ser produzido na colônia, com exceção da carne.
  • O setor de bens de produção: a lenha e os animais de tiro principais fontes de energia dos engenhos podendo ser supridos com grandes vantagens.

Projeção da economia açucareira: a pecuária

proje o da economia a ucareira a pecu ria16

Projeção da economia açucareira: a pecuária

  • Crescimento da criação de animais
  • Conflitos gerados pelo governo Português com a proibição da criação de gado.
  • Separação das duas produções
proje o da economia a ucareira a pecu ria17

Os indígenas se ocupavam da atividade criatória pois de adaptava facilmente à mesma.

  • Possibilidades de crescimento novo sistema econômico?

-Condição fundamental de sua existência e expansão:

disponibilidade de terra.

-Os rebanhos rapidamente penetraram no interior, cruzando o São Francisco e alcançando o Tocantins, para o Norte, o Maranhão no começo do século XVII.

-A medida que os pastos se distanciaram do litoral, os custos iam crescendo, devido transporte ser mais oneroso.

Projeção da economia açucareira: a pecuária

proje o da economia a ucareira a pecu ria18

Atividade mais atrativa para o colono.

  • Sendo a criação nordestina uma atividade dependente da economia açucareira, a princípio era uma expansão dela que comandava o desenvolvimento da nova economia pecuária.
  • A expansão consistia no aumento dos rebanhos e na incorporação – em escala reduzida – de mão-de-obra.
  • A criação de gado também era uma atividade de subsistência, sendo fonte quase única de alimentos e de matéria-prima (couro) que se utilizava praticamente para tudo.

Projeção da economia açucareira: a pecuária

semin rio de hist ria econ mica geral e do brasil

BIBLIOGRAFIA

Furtado, Celso. Formação economica do Brasil. 34. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007 (p.75-82/p.92-100).

SEMINÁRIO DE HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL E DO BRASIL