dislipidemias l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
DISLIPIDEMIAS PowerPoint Presentation
Download Presentation
DISLIPIDEMIAS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 34

DISLIPIDEMIAS - PowerPoint PPT Presentation


  • 640 Views
  • Uploaded on

São as alterações metabólicas lipídicas decorrentes de distúrbios em qualquer fase do metabolismo lipídico que determinem alterações nos níveis séricos das lipoproteinas. DISLIPIDEMIAS. As dislipidemias podem ocorrer as custas de :. Aumento de colesterol total + LDL hipercolesterolnemia pura

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'DISLIPIDEMIAS' - sandra_john


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
dislipidemias

São as alterações metabólicas lipídicas decorrentes de distúrbios em qualquer fase do metabolismo lipídico que determinem alterações nos níveis séricos das lipoproteinas.

DISLIPIDEMIAS
as dislipidemias podem ocorrer as custas de
As dislipidemias podem ocorrer as custas de :
  • Aumento de colesterol total + LDL

hipercolesterolnemia pura

  • Aumento de triglicérides

hipertrigliceridemia pura

  • Aumento de colesterol e triglicérides

dislipidemia mista

  • Redução do HDL
colesterol
Colesterol

As principais formas de colesterol são:

  • H D L :

- Lipoproteína de alta densidade

- Conhecido popularmente como COLESTEROLBOM.

- Tem a função de transportar o excesso de colesterol para fora das artérias impedindo o sei depósito e as temíveis obstruções vasculares

  • L D L:

- Lipoproteína de baixa densidade

- Conhecido popularmente como COLESTEROLRUIM

- É responsável pelo transporte e deposito do colessterol nas parededes das artérias dando início ao aceleramento do processo de aterrosclerose .

o perigo do colesterol esta no excesso de l d l
O PERIGO DO COLESTEROL ESTA NO EXCESSO DE L D L
  • O colesterol é considerado o esterol mais importante
  • Os lipídios conhecidos como esteróides não são esteres como outras moléculas .São formadas de 17 átomos de carbono compondo quatro anéis hidrocarbonados.
slide5
Os esteróis (lipídeos) estão largamente difundidos no organismo
  • Os mais abundantes são :
    • Colesterol
    • Sais biliares e
    • Hormonios reguladores de nossos processos químicos
slide6
A bile é composta de colesterol , sendo um líquido produzido pelo fígado e armazenado na vesícula biliar.
  • Quando a bile é hidrolizada o principal esteróide obtido é o ácido cólico.
  • Ácido cólico sob a forma de sais biliiares ajuda a emulsificação dos lipídios.
slide7
Quando uma gordura chega ao intestino delgado determina a secreção de um hormônio a colicistocina CCK.
  • Este hormonio é levado pela corrente sanguínea para a vesícula biliar determinando a contração e o esvaziamento ,fazendo com que seu conteúdo seja levado para o duodeno através do ducto biliar.
  • Seu pH varia em torno de 7.8 a 8.6 sua alcalinidade neutraliza o ácido proveniente do estomago
slide8
A bile é composta principalmente de sais biliares pigmentos biliares e colesterol, não contem enzimas digestivas.
  • A bile é o produto final do metabolismo do colesterol e é também um determinante primário para sua síntese.
slide9
Nosso organismo excreta diariamente cerca de 1 grama de colesterol
  • 50% é eliminado nas fezes após a conversão para ácidos biliares.
  • Grande parte do colesterol secretado na bile é reabsorvido no jejuno.
  • A outra metade é excretada como esteróides neutros.
slide10
O glicolato de sódio e o taurocolato de sódio são os dois mais importantes sais biliares.
  • Pigmentos biliares são oriundos da conversão, no fígado, do heme em bilirrubina, com a retirada do ferro dabiliverdina.
  • O pigmento biliar que serão excretado na bilis dará origem a estercobilina e urobilina no intestino delgado
slide11

Heme oxigenase

Biliverdina

Biliverdina redutase

Eritrócito senescente

Complexo

bilirrubina albumina

Sangue

Hepatócito

Bilirrubina conjugada

Fígado

Ductos

biliares

Duodeno

Canalículo biliar

Cólon

Urobilinogênio

digest o das gorduras
DIGESTÃO DAS GORDURAS

Boca

Lipase lingual (sup .dorsal da língua) atua sobre os triglicerídeos – leite

  • ESTÔMAGO

ph 1.0 a 2.0

  • LIPASE GÁSTRICA

muito pouca digestão aqui ocorre

Necessidade de emulsificação

intestino delgado

Lipase

pancreática

INTESTINO DELGADO
  • LIPASE PANCREÁTICA:
    • catalisa a hidrólise de gorduras em A. G. + GLICEROL
    • Auxiliada pela BILE que promove a emulsificação das gorduras permitindo a ação da enzima
    • Gordura + H20 ACIDOS GRAXOS +

GLICEROL

hormonios ester ides
HORMONIOS ESTERÓIDES

Hormonios sexuais masculinos e femininos são produzudos pelas gonodas :

testículos no homem e ovário na mulher.

  • Testosterona
    • Principal hormonio masculino ou andrógeno secretado pelos testículos . É um esteróide de 19 carbonos produzido a partir do colesterol
  • Função:
    • promover e manter os orgãos sexuais masculinos e os caracteres sexuais secundários.
    • Aumenta o crescimento dos músculos e rins estimulando a síntese protéica
slide16
Estrógenos
    • hormônios sexuais femininos. São esteróis de 18 carbonos que são produzidos tendo como base o estradiol ,que é produzido no ovário a partir da testosterona.
  • Função
    • Produzir as características sexuais secundárias das femeas: crescimento dos pelos axilares e púbicos
    • Aumentam a síntese de proteínas principalmente no útero vagina e glândulas mamárias.
    • São hormônios envolvidos na regulação do ciclo menstrual e no comportamento sexual feminino.
    • A progesterona é encontrada no ovário (corpo lúteo) placenta e adrenais.
slide17
Progesterona
    • secretada na segunda metade do ciclo menstrual causando a formação de muco no ovário que é necessário para o óvulo ser implantado.
    • impede a ovulação quando administrada durante o 5 ao vigésimo quinto dia da menstruação.
  • Esteróides sintéticos
    • semelhantes a progesterona e o estradiol fornecem a base para os anti-concepcionais.
slide18
Hormônios da córtex adrenal
    • Esteróides de 21 carbonos:
    • - Cortisol (hidrocortisona)
    • - Corticosterona
    • - Aldosterona.
  • Cortisol
    • responsável pelo aumento dos níveis de glicose sanguínea e a quantidade de glicogênio hepático.
    • Promove a síntese de proteína e triacil gliceróis.
    • É considerado um glicocorticóide por se envolver no equilíbrio da glicose.
slide19
Aldosterona (mineralcorticóide)
    • Participa do mecanismo de equilíbrio mineral , mantendo o equilíbrio eletrolítico do sangue.
  • Terapias
    • Moléculas sintéticas (prednisona e predinosolona) são muitas vezes mais potentes que os hormônios naturais e tem efeitos mais específicos.Sendo usadas devido a grande capacidade de reduzir inflamação.
    • Tem influência no metabolismo de carboidratos
    • A terapia com esteróides deve ser monitorada com muito cuidado.
      • efeitos colaterais:
        • aumento de peso,edema ,hipertensão ,hiperglicemia, anormalidades psíquicas.
doen a arterial arteroscler tica
DOENÇA ARTERIAL ARTEROSCLERÓTICA

É a manifestação mais importante das dislipidemias.

  • O índice de mortalidade é elevada nestes pacientes.
  • Quadros de angina péctoris – AVC ou AVE
    • insuficiências vasculares periféricas são as manifestações mais freqüentes.
dislipidemias21
DISLIPIDEMIAS

AS DISLIPIDEMIAS SÃO ASSINTOMÁTICAS

GERALMENTE , PODENDO SER DESCOBERTAS ATRAVÉS DE EXAMES DE SANGUE REALIZADOS REGULARMENTE

slide22
Hipertrigliceridemias
    • deve-se reduzir a ingestão de açúcares, bebidas alcoólicas,carboidratos (arroz -massas em geral –batata e doces)
  • Hipercolesterolnemias
    • deve-se reduzir a ingestão de gorduras saturadas e colesterol
  • Dislipidemias mistas
    • deve-se reduzir carboidratos colesterol e gorduras saturadas.
slide23
O TRATAMENTO DISLIPIDEMIAS
  • Sempre estarábaseado nas modificações de estilo de vida:
    • adequação de dieta alimentar
    • redução de peso
    • prática regular de exercícios físicos
    • redução do tabagismo
  • A adequação de dieta inclui :
    • Redução de gorduras saturadas e colesterol (carnes vermelhas , gema de ovo, leite integral queijos amarelos , manteiga , frituras , frutos do mar, vísceras , torresmo ,toucinho e embutidos).
    • O colesterolexiste primordialmente em alimentos de origem animal.
slide24
Gorduras poliinsaturadas
    • São benéficas ao nosso organismo encontradas nos óleos vegetais [girassol – canola – milho- soja ]
  • Azeite de oliva
    • É uma gordura monoinsaturada faz bem ao organismo. O consumo de gorduras mono e poliinsaturadas ajuda a reduzir o colesterol e o LDL.
slide25
“ Se as mudanças de estilo de vida não forem suficientes para controlar as dislipidemias , a terapia farmacológica torna-se necessária.”
  • Os medicamentos mais utilizados são:
    • os fibratos, as estatinas, sequestradores de ácidos biliares.
slide26
R E S U M O
  • mudanças individualizadas no estilo de vida
  • hábitos alimentares saudáveis
  • busca e manutenção de peso ideal
  • exercício físico aeróbico regular
  • combate ao tabagismo
  • promoção do equilíbrio emocional
  • TIPOS DE GORDURAS
  • GORDURAS SATURADAS: aumentam o L D L (MAU COL.) e o nível de gorduras totais
    • FONTES produtos de origem animal, óleo de coco ,azeite de dendê, manteiga.
  • GORDURAS POLIINSATURADAS: diminuem o colesterol total
    • FONTES óleos vegetais e óleos de peixes
  • GOORDURAS MONOINSATURADAS não alteram as concentrações de COL. H D L
    • FONTES óleo de canola e azeites.
slide27
DICAS ALIMENTARES
  • Substitua o leite integral e queijos gordurosos (amarelos) por leite e iogurte desnatados,queijos do tipo brancos light , ricota , cottage, e queijo de soja.
  • Dê preferência as carnes brancas (aves sem pele e peixes) consumir de 3 a 4 vezes por semana
  • Ao consumir carnes vermelhas retire toda gordura visível antes do preparo.
  • Consumir no máximo 3 gemas por semana considerando as utilizadas nas preparações. (redução do colesterol)
  • Reduza o consumo de doces-açúcares e carboidratos complexos (pães cereais massas}
  • Dê preferência para alimentos assados / grelhados ou cozidos no vapor
  • Evite frituras
  • Utilize creme vegetal halvarinas e margarinas (becel pró- active) em substituição a manteiga.
  • TOME MUITO CUIDADO COM AS INFORMAÇÕES SEM EMBASAMENTOTÉCNICO- CIENTÍFICAS NO QUE DIZ RESPEITO AS DIETAS DE MODA
padr es de refer ncia de normalidade para perfil lip dico
Padrões de referência de normalidade para perfil lipídico
  • Colesterol total: menor / igual a 200 mg%
  • H.D.L.:
    • Maior que 40 mg%
  • L.D.L:
    • Menor que 130 pacientes sem risco
    • Menor que 100 mg% para pacientes de risco
    • Novas diretrizes menor que 70 mg%
  • Triglicérides menor que 150 mg%
padr es de refer ncia para coeficientes de risco
Padrões de referência para coeficientes de risco
  • Colesterol total : MENOR QUE 200 ---ÓTIMO

MAIOR QUE 240 --- ALTO

  • L.D.L.: Menor que 100 - ótimo pacientes sem risco

Menor que 70 - ótimo pacientes de risco

De 160....189........ alto

Acima de 190........ muito alto

CADA REDUÇÃO EM 30 mg% nos níveis de L.D.L. determina em média uma redução de 30% de risco para o paciente

  • H.D.L.: MENOR QUE 40 BAIXO

ACIMA DE 40 IDEAL

ACIMA DE 45 mg% EM DIABÉTICOS

ACIMA DE 60 ALTO

  • TRIGLICÉRIDES: MENOR / IGUAL A 150 MG% - ÓTIMO

150.........200MG% LIMITROFE

200.......499MG% ALTO

IGUAL OU MAIOR 500 MG% - MUITO ALTO

slide30
Com TRIGLICÉRIDES IGUAL OU MAIOR QUE 150 mg% O L.D.L. pode estar em concentração normal mas sendo formado por lipoproteínas muito pequenas , muito densas, e altamente aterogênicas.
slide31
TRIGLICÉRIDES: ELEVAÇÃO DE 700mg%............... 1000m,g% - pode ser muita rápida
  • Não desconsiderar uma PANCREATITE AGUDA
  • TRIGLICÉRIDES: MAIOR QUE 130 mg% em crianças com concentração estável - pesquisar SÍNDROME METABÓLICA
  • FATOR DE RISCO MARCADOR PREDITIVO
  • COL T / H.D.L.: escore maior que 8 paciente em risco
slide32
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
  • Ácidos graxos insaturados presentes em carne de peixe (ômega 3)
  • Óleo de fígado de bacalhau: não comer apenas carne de peixe pelo risco de contaminação por mercúrio

ASSOCIADOS a importantes anti- oxidantes

Vitamina E

Vitamina C

+

ESTATINAS

  • Esta comprovado que a alimentação em excesso
  • Determina o aumento do metabolismo oxiodativo com maior efeito lesivo ao D.N.A. mitocondrial
slide33
REVESRATROL
  • Potente anti-oxidante presente nos vinhos tintos
  • Faz parte do conjunto de compostos chamados FITOALEXINAS produzidas pelas uvas para se proteger dos fungos
  • Impede a oxidação dos ácidos graxos presentes nos triacilglicerídeos associados as proteínas de baixa densidade
  • O L.D. L. no seu estado oxidado pode se acumular nas paredes dos vasos levando a formação das placas de ateroma.
  • O revesratrol favorece a produção hepática do h.d.l. e diminuição da produção do L.d.L., além de impedir a oxidação do L.d.L. formado