slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA PowerPoint Presentation
Download Presentation
VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 16

VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 134 Views
  • Uploaded on

Centro de Estudos . VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA. SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO. Dr. Vladimir Bernik. SÍNDROME DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO. PTSD. Post-Traumatic Stress Disorder. Distúrbio de Estresse Pós-Traumático. Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Estado de “stress” Pós-Traumático.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA' - rea


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Centro de Estudos

VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA

SÍNDROME DE ESTRESSE

PÓS-TRAUMÁTICO

Dr. Vladimir Bernik

slide2

SÍNDROME DE ESTRESSE

PÓS-TRAUMÁTICO

PTSD

Post-Traumatic Stress Disorder

Distúrbio de Estresse Pós-Traumático

Transtorno de Estresse Pós-Traumático

Estado de “stress” Pós-Traumático

CID-10: F 43.1 (OMS)

DSM – IV: 309.81 (APA)

slide3

É UM SUB-TIPO DA ANSIEDADE

A ansiedade é uma sensação de alterações fisiológicas e psicológicas comuns a todos os seres humanos.

Medo é uma resposta a um perigo com mobilização de respostas orgânicas e comportamentais.

Sinais e sintomas de ansiedade (McGrath & Bowker, 1987)

Humor: Apreensão, medo, impaciência, irritabilidade.

Pele: Sudorese, palidez.

G.I.: Boca seca, “nó na garganta”, cólicas abdominais, náuseas, anorexia, diarréia.

Sist. Motor: Tensão muscular, tremores, agitação.

Cardiovascular: Palpitações, taquicardia, desmaio, dor torácica.

Respiratório: Pressão no peito, dispnéia.

Neurológico: Tontura, parestesias, cefaléia, fraqueza.

Psicológicos: Obsessões, compulsões, despersonalização, desrealização, fobia, ruminações.

Segundo: Bernik, M. Ansiedade. Rev. Bras. Med. 46(4):101, 1989 (abril)

Somente se torna psicopatológica quando muito desconfortáveis e/ou invalidantes.

slide4

ANSIEDADE

Subtipos:

  • Transtornos fóbicos
  • Transtorno de pânico (“Doença” do Pânico)
  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG)
  • Transtorno obsessivo – compulsivo (Toc ou Doc)

Transtorno de Estresse Pós-Traumático

(Reação aguda de vida ao estresse transtorno / Estado de Estresse Pós-Traumático

  • Transtorno misto ansioso-depressivo
  • Ansiedade de vida a doenças clínicas
  • Ansiedade de vida a substâncias químicas
slide5

ANSIEDADE

Epidemiologia

Diferenças: Jovens e Idosos

slide6

ANSIEDADE

ETIOLOGIA

Causas biológicas

  • Reações autonômicas adrenérgicas (“locus ceruleus”)
  • Aumento de catecolaminas
  • Aumento dos metabólicos de norepinefrina (lactato aumenta)
  • Diminuição do REM e Estágio 4 do sono
  • Queda do GABA aumenta a atividade do SNC
  • Aumento da serotonina aumenta a ansiedade
slide7

TRANSTORNO DE ESTRESSE

PÓS-TRAUMÁTICO

ISRAEL RECORDED NEARLY 100 DEATHS DURING 1991 SCUD-MISSILE ATTACKS CAUSED NOT BY BOMB INJURIES BUT BY HEART ATTACKS TRIGGERED BY STRESS.

slide9

CARACTERÍSTICAS

  • Idades predisponentes
  • Personalidades predisponentes
  • Acontecimento agudo
  • Curso crônico
  • Curto prazo
  • Médio e longo prazos

“Trauma é sempre um catalisador de mudanças e ajustes.

Uma complexa interação entre ambiente (s), biologia e mente.

Traumas, desastres e violências desorganizam a vida das pessoas trazendo terror, medo de perdas, lesões e morte”.

slide10

“PROCURAR ENTENDER O CAOS DOS PADRÕES DAS RESPOSTAS PÓS-TRAUMÁTICAS”

Carol S. Fullerton. PhD

(Presidente da “Sociedade Internacional de Estudos sobre Estresse Pós-Traumático)

slide11

Critérios diagnósticos para transtorno de estresse pós-traumático (DSM-IV, da APA)

QUADROCLÍNICO

A. Exposição a um evento traumático

  • Pessoa viveu, testemunhou ou foi confrontada com morte, ferimento grave, ameaça à integridade – real ou imaginário.

B. Reviveu o evento traumático persistentemente

  • Recordações, sonhos, “flash-backs”, sofrimento físico e/ou psíquico.

C. Esquiva persistente aos estímulos correlatos ao trauma

slide12

D. Aumento de sintomas de excitabilidade

  • Alterações de sono
  • Irritabilidade/raiva
  • Hipervigilância
  • Sobressaltos
  • Dificuldade de concentração

E. Duração superior a um mês

F. Sofrimento e/ou limitações de vida significantes

G. Complicações

  • Alterações de comportamento
  • Esquiva, hipervigilância
  • Alterações de personalidade
  • Ansiedade
  • Depressão (suicídio)
slide13

Agudo – inferior a 3 meses

Crônico – superior a 3 meses

Eventual início tardio

Health

As political tensions mount, people have grown more anxious than ever. Scientific research about how our brains and bodies process fear shows how damaging it can be-and what we can do about it.

Our Bodies,

Our Fears

slide14

TRATAMENTO

1. Individualizado!

2. Reconstrução do evento para a devida compreensão

3. Mudanças ambientais (?)

4. Psicofarmacoterapia

a. antidepressivos

bupropiona

venlafaxina

- ISRJ

fluoxetina

paroxetina

slide15

- IMAOs

b. ambiolíticos

  • alprazolam
  • BDZ em geral

c. Beta-bloqueadores

(não - seletivos)

5. Psicoterapias

  • Cognitiva / comportamental
  • ? Sob-hipnose!

6. Replanificação de vida