slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Semana da Arte Moderna PowerPoint Presentation
Download Presentation
Semana da Arte Moderna

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 25
qabil

Semana da Arte Moderna - PowerPoint PPT Presentation

122 Views
Download Presentation
Semana da Arte Moderna
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Movimento Tenentista Professor Fabio Escaramboni Crise de 1929 Revolução de 1930 Semana da Arte Moderna

  2. Os Loucos Anos 20 • A partir de 1919 os Estados Unidos da América reafirmaram a sua hegemonia no sector industrial mundial, tendo sido ultrapassada com o aumento da procura, tanto interna como externa. • Este crescimento económico saldou-se por um incremento do volume das exportações e uma forte diminuição das taxas de desemprego proporcionada pelo desenvolvimento da indústria. • Este período ficou conhecido como os "loucos anos 20", um período em que se cultivava o gosto pela moda, pela música, pelo espectáculo e pelo desporto.

  3. Música dos anos 20 • O Jazz surgiu no período entre 1890 e 1910 em Nova Orleans. As raízes remontam à música dos negros dos Estados Unidos desde as épocas de escravatura que datam pouco antes de 1850. As maiores influências do Jazz são: o Blues e o Ragtime. • Durante a década de 1930, quando o Jazz foi música popular, nasceu o estilo que ficou conhecido como swing.

  4. Principais características • Música – Jazz • Arte – dadaísmo; cubismo; expressionismo; surrealismo (Paris centro da produção cultural); • Cinema e a fotografia – arte e técnica (expressão artística) • Design aplicado à produção industrial de objetos de uso cotidiano; • O rádio, os jornais e as revistas difundiram notícias, idéias e novos padrões de comportamento; • O american way of life começava a se impor mundialmente; • Participação social da mulher na política e no mundo do trabalho (novas formas de comportamento feminino)

  5. Urbanização • As principais indústrias anunciavam mudanças; • Dava-se início à construção de edifícios com vários andares; • Pelas ruas circulavam diversas linhas de bondes; • Inúmeros automóveis; • Operários, imigrantes, funcionários públicos, comerciantes, escriturários tornavam-se personagens de um novo cenário urbano

  6. Contrapondo • Apesar desses traços de “modernidade” não se pode esquecer o contraponto desse mundo urbano, conferido pelo sistema de poder coronelista e oligárquico, pela miséria no campo e nas cidades, pela cultura tradicional no campo, pelo cangaço e outros indícios das diferenças existentes no país.

  7. Corrida de carros em São Paulo nos anos 20, apresentando, relacionados, dois ícones da época: o automóvel e a velocidade.

  8. Semana da Arte moderna

  9. Semana da Arte Moderna A Semana de Arte Moderna, também chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo no ano de 1922, de 11 a 18 de fevereiro, no Teatro Municipal. A Semana de Arte Moderna representou uma verdadeira renovação de linguagem, na busca de experimentação, na liberdade criadora da ruptura com o passado e até corporal, pois a arte passou então da vanguarda, para o modernismo. O evento marcou época ao apresentar novas idéias e conceitos artísticos, como a poesia através da declamação, que antes era só escrita; a música por meio de concertos, que antes só havia cantores sem acompanhamento de orquestras sinfônicas; e a arte plástica exibida em telas, esculturas e maquetes de arquitetura, com desenhos arrojados e modernos. O adjetivo "novo" passou a ser marcado em todas estas manifestações que propunha algo no mínimo curioso e de interesse. Participaram da Semana nomes consagrados do modernismo brasileiro, como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos,Tarsila do Amaral , entre outros.

  10. Movimento Tenentista • Rio de Janeiro – 05 de julho de 1922 • Dezessete tenentes rebelaran-se contra o governo civil da República + Otavio Correa (civil) • Ficaram conhecidos como “Os 18 do Forte” • Objetivo do movimento: atacar o Forte de Copacabana

  11. Propostas • Reformismo radical que permitia, em certos momentos, tomadas de posição de cunho revolucionário; • Reivindicações: voto secreto, reformas administrativas, independência do judiciário, reforma do ensino e sua gratuidade, moralização das instituições e das eleições e várias bandeiras democráticas, às vezes radicais; • Ala esquerda: reformas sociais; melhorias para os operários; nacionalismo e até melhoria da situação do campo

  12. Novo Levante • 05 de julho de 1924 – São Paulo • Líderes – Isidoro Dias Lopes e Miguel Costa • Objetivo: desestabilizar o governo • Adesão de outros Estados • O movimento não teve êxito • 1924 – Luíz Carlos Prestes liderou uma revolta no Rio Grande do Sul. • Essa revolta foi controlada pelas tropas do governo • Início de uma longa Marcha em direção ao Mato Grosso para encontrar os tenentes paulistas. • Formou-se a Coluna Prestes • Objetivo: luta contra a dominação das oligarquias Avançou 24 mil quilômetros em território brasileiro

  13. Problemas na economia • Economia: agroexportadora • Industrialização crescente • A economia cafeeira encontrava problemas; • A política de valorização do café mantinha o vigor econômico do produto de forma artificial; • Dependência econômica; • Flutuação de preços; • Os empréstimos no exterior se avolumaram; • Superprodução de café dificultava a manutenção do preço; • 1929 – Queda da Bolsa de Nova York – produziu enormes estragos; • 1919 a 1929 – anos de prosperidade: • Impulso na utilização de energia; • Criação de novas indústrias

  14. Crise de 1929 • A produção norte americana deu um salto gigantesco em vários setores, destacando-se a indústria bélica, de material de campanha, de alimentos e mesmo de setores destinados ao consumo interno, uma vez que o potencial de consumo no país aumentou com a elevação do nível de emprego; ou ainda para a exportação, principalmente para a América Latina, tomando o lugar que tradicionalmente coube à Inglaterra.

  15. Fatores • O aumento da produção não acompanhou o aumento dos salários. Além de a mecanização ter gerado muito desemprego. - A recuperação dos países europeus, logo após a 1ª Guerra Mundial. Esses eram potenciais compradores dos Estados Unidos, porém reduziram isso drasticamente devido à recuperação de suas econômicas.

  16. Diante da contínua produção, gerada pela euforia norte-americana, e a falta de consumidores, houve uma crise de superprodução. Os agricultores, para armazenar os cereais, pegavam empréstimos, e logo após, perdiam suas terras. As indústrias foram forçadas a diminuir a sua produção e demitir funcionários, agravando mais ainda a crise. • A crise naturalmente chegou ao mercado de ações. Os preços dos papéis na Bolsa de Nova York, um dos maiores centros capitalistas da época, despencaram, ocasionando o crash (quebra). Com isso, milhares de bancos, indústrias e empresas rurais foram à falência e pelo menos 12 milhões de norte-americanos perderam o emprego.

  17. Revolução de 1930 • Fatores: • Política do café com leite • 1930 – vez de Minas Gerais • Washington Luís lançou Júlio Prestes (paulista) • Rompeu com a política do café com leite • Minas Gerais – formou uma frente de oposição (adesão do Rio Grande do Sul) • Criou a Aliança Liberal • Lançou como candidato Getúlio Vargas

  18. Desenrolar • Fraude nas eleições • Vence Júlio Prestes • Grupo de origem tenentista conspirou para impedir a posse do presidente eleito • João Pessoa candidato a vice na chapa da Aliança Liberal, foi assassinado por razões políticas (estopim da Revolução); • A revolução enfrentou pouca resistência • Washington Luís foi deposto • Fim da Primeira República • Getúlio Dornelles Vargas assume o governo