ASSUNTOS / TEMAS ASPECTOS GERAIS - PowerPoint PPT Presentation

assuntos temas aspectos gerais n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ASSUNTOS / TEMAS ASPECTOS GERAIS PowerPoint Presentation
Download Presentation
ASSUNTOS / TEMAS ASPECTOS GERAIS

play fullscreen
1 / 65
ASSUNTOS / TEMAS ASPECTOS GERAIS
109 Views
Download Presentation
osric
Download Presentation

ASSUNTOS / TEMAS ASPECTOS GERAIS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. ASSUNTOS / TEMASASPECTOS GERAIS Professor Marlos Pires Gonçalves

  2. Cenário atual Necessidades Perspectivas etc. ASSUNTOS TRADICIONAIS: EDUCAÇÃO

  3. ASSUNTOS TRADICIONAIS: EDUCAÇÃO

  4. EDUCAÇÃO: bullying • Casos de humilhação e maus-tratos, especialmente em escolas, ganham as páginas dos jornais e chegam aos tribunais • Cyberbullyng: variação do bullying (uso de tecnologias da informação e comunicação para dar apoio a comportamentos repetidos e hostis ) • Exemplos de bullying: Insultar alguém, ataques físicos repetidos, espalhar rumores, depreciar alguém sem motivo, isolar socialmente uma pessoa, chantagens, ameaças, grafitagem depreciativa etc

  5. EDUCAÇÃO: •  Violência nas escolas: O crescimento da violência nas cidades chegaram nas escolas e os casos de brigas entre alunos cresce a cada ano.

  6. SEGURANÇA PÚBLICA

  7. Cenário atual Necessidades Perspectivas etc. SEGURANÇA PÚBLICA

  8. SEGURANÇA PÚBLICA • Traficantes fornecem à população serviços que são obrigações do Estado. • A pobreza não é condicionante da criminalidade e que não existe medida mágica para solucionar o problema • São necessárias medidas conjugadas como combate à corrupção nas polícias, no judiciário, criação de conselhos comunitários, investimentos em tecnologia para melhorar a investigação e ainda agilizar os processos judiciários.

  9. SEGURANÇA PÚBLICA • Violência no trânsito: brigas no trânsito crescem todos os anos e já chamam a atenção nos índices; • Álcool x Trânsito: Ai está um dupla que nunca deveria ter existido.

  10. SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL

  11. Cenário atual Necessidades Perspectivas etc. Crise no SUS Crescente privatização do Sistema de Saúde (custos incompatíveis com o poder aquisitivo do povo) Baixo investimento em pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos na área da saúde SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL

  12. TECNOLOGIA E INFORMATIZAÇÃO

  13. O homem e as novas tecnologias Tecnologia e informação a serviço do homem Pontos positivos e negativos do avanço tecnológico Pedofilia na rede Crimes virtuais Sites de relacionamentos e seus riscos O uso das tecnologias nas diversas esferas sociais (medicina, educação, segurança, meio ambiente etc.) O uso das tecnologias e, principalmente, da informática no cotidiano das pessoas Inclusão digital etc. TECNOLOGIA E INFORMATIZAÇÃO

  14. DROGAS E SUAS VARIÁVEIS

  15. Cenário atual Necessidades Perspectivas etc. Narcotráfico Usuário x família Drogas na escola Alcoolismo Tabagismo Descriminalização DROGAS E SUAS VARIÁVEIS

  16. Desigualdade social O homem solidário Valores éticos Direitos humanos Preconceitos e intolerâncias Cidadania Conflitos (Religiosos, Políticos, Culturais etc.) O homem e a sociedade: individualidade ou sociabilidade? QUESTÕES SOCIAS DIVERSAS

  17. Acabar com a fome e a miséria Educação básica de qualidade para todos Melhorar a saúde de todos Acabar com todo tipo de preconceito Reduzir a mortalidade infantil Combater às doenças sem cura Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente Todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento QUESTÕES SOCIAS DIVERSAS

  18. MEIOAMBIENTE

  19. MEIO AMBIENTE • A relação do homem com a natureza (Responsabilidades) • Aquecimento Global (Causas/Conseqüências) • Poluição e seus efeitos (Responsabilidades) • Desenvolvimento e Sustentabilidade • Como conciliar o progresso econômico com o desenvolvimento sustentável (devido ao Rio+20 e ao Novo Código Florestal) ; 

  20. MEIO AMBIENTE /DESMATAMENTO • Desmatamento da caatinga (quase metade da caatinga brasileira já foi desmatada para a produção de lenha e carvão).

  21. MEIO AMBIENTE /ÁGUA • Água ganha mais relevância no mundo (Primeiras disputas – guerra por água – revelam que questão será central nos próximos anos). • A qualidade desse recurso vital para a Terra está ameaçada pelo crescimento populacional e pela expansão das atividades industriais e agrícolas.

  22. MEIO AMBIENTE /ÁGUA • MEDIDAS: Economizar, além de: Reciclar (reaproveitamento de água já utilizada para determinada função) e Reutilizar (reaproveitamento da água que já passou pela rede de esgoto e por uma estação de tratamento).

  23. As fontes de energia podem ser convencionais ou alternativas Energia convencional é caracterizada pelo baixo custo, grande impacto ambiental e tecnologia difundida. Já a energia alternativa é aquela originada como solução para diminuir o impacto ambiental. Com essas duas fontes de energia, surgem também duas distinções: renováveis e não-renováveis. FONTES DE ENERGIA

  24. FONTES DE ENERGIA • Renovável: é a energia que é extraída de fontes naturais capaz de se regenerar, consequentemente inesgotável. Ex: energia solar, energia eólica, etc. • Não-renovável: é a energia que se encontra na natureza em quantidades limitadas, que com sua utilização se extingue. Ex: petróleo, carvão mineral, etc.

  25. A ONDA DO BIOCOMBUSTÍVEL Com o Brasil em uma posição de referência, nações do mundo voltam seus esforços para a busca por fontes limpas e renováveis de energia. BIOCOMBUSTÍVEL

  26. Biomassa (matéria prima natural ou indesejável) Fonte de energia renovável Menos poluição (emitem menos compostos do que os combustíveis fósseis ao serem queimados) Seu processo de produção tende a ser mais limpo Principais biocombustíveis: bioetanol, biogás, biodísel BIOCOMBUSTÍVEL

  27. É um conjunto multidisciplinar de conhecimentos que visa o desenvolvimento de métodos, técnicas e meios associados a seres vivos, macro e microscópicos, que originem produtos úteis e contribuam para a resolução de problemas. BIOTECNOLOGIA

  28. BIOTECNOLOGIA • A humanidade utiliza seres vivos para vários processos desde a Antiguidade: • Antiguidade – Utilização de microrganismos para a preparação de alimentos e bebidas. • Século XII – A destilação do álcool. • Século XVII – Cultivo de fungos na França. • Século XVIII – Jenner cria as premissas para as vacinas através da inoculação de um vírus em uma criança. • 1981 – Obtenção da primeira planta geneticamente modificada. • 1997 – Nasce Dolly, a primeira ovelha clonada. • 2003 – Iniciado o processo de clonagem de espécies de animais ameaçados de extinção

  29. A biotecnologia busca, através de sua ação, formas que possam contribuir para amenizar ou até mesmo resolver problemas causados pela ação destruidora humana: BIOTECNOLOGIA

  30. BIOTECNOLOGIA • Há o desenvolvimento em relação à questão ambiental de microrganismos modificados para tratamento de águas contaminadas por esgoto, outros poluentes e, até mesmo, petróleo. • Em relação à agricultura, temos o desenvolvimento de plantas transgênicas que possam ser mais nutritivas, que necessitem de menos agrotóxicos e que sejam mais resistentes às pragas, reduzindo o uso de inseticidas. • Quanto à pecuária, temos a formação de embriões, o desenvolvimento de animais transgênicos e o aprimoramento de vacinas e medicamentos de uso veterinário. • Em relação à saúde humana, a aplicação da biotecnologia é utilizada no desenvolvimento de novas vacinas, hormônios, medicamentos e antibióticos.

  31. A Biodiversidade reúne toda variedade de vida, desde microrganismos até animais e plantas. É o conjunto de espécies que estabelece uma inter-relação no qual cada ser, por mais simples que seja, tem uma função fundamental na composição do ecossistema. BIODIVERSIDADE (Variedade da vida)

  32. BIODIVERSIDADE • A biodiversidade funciona como uma máquina, onde animais e vegetais são suas engrenagens • A preservação da natureza e da diversidade garante a proliferação da vida. • As indústrias têm focalizado sua atenção às florestas, para conhecer espécies que podem ser utilizadas como matéria-prima na produção de medicamentos e cosméticos, mas não pensam que essa exploração pode alterar ou impactar as áreas de possível extração.

  33. BIODIVERSIDADE • O homem com sua capacidade de pensar, gerar riquezas, desenvolver tecnologias, cria várias coisas, mas não consegue, ou não quer recriar os habitat que ele mesmo danificou. • Estudos revelam que nos próximos 25 anos, entre duas a sete espécies em cada 100 vão extinguir-se, então verificamos que cada planta extinta ocasiona a perda de 30 espécies de animais e insetos que dela dependem.

  34. BIOÉTICA

  35. BIOÉTICA • (grego: bios, vida + ethos, relativo à ética) é o estudo transdisciplinar entre Biologia, Medicina, Filosofia (Ética) e Direito (Biodireito) que investiga as condições necessárias para uma administração responsável da Vida Humana, animal e responsabilidade ambiental. Considera, portanto, questões onde não existe consenso moral como a fertilização in vitro, o aborto, a clonagem, a eutanásia, os transgênicos e as pesquisas com células tronco, bem como a responsabilidade moral de cientistas em suas pesquisas e suas aplicações.

  36. BIOÉTICA • “Bioética é o estudo sistemático das dimensões morais - incluindo visão moral, decisões, conduta e políticas - das ciências da vida e atenção à saúde, utilizando uma variedade de metodologias éticas em um cenário interdisciplinar”. (Reich WT. Encyclopedia of Bioethics. 2nd ed. New York; MacMillan, 1995: XXI).

  37. BIOÉTICA • “A bioética é o conjunto de conceitos, argumentos e normas que valorizam e justificam eticamente os atos humanos que podem ter efeitos irreversíveis sobre os fenômenos vitais”

  38. UM OLHAR PARA O MUNDO

  39. Educação para todos (Crise econômica mundial coloca em risco as metas da Unesco, e o planeta pode andar para trás nos próximos anos) MUNDO

  40. Pedofilia na Igreja Católica (Após seguidos escândalos envolvendo padres e bispos na Europa a nas Américas, Vaticano pede desculpas pelos pecados da Igreja) MUNDO

  41. Um mal que se alastra ( Câncer será a doença mais letal do mundo em 2020, segundo estimativas da agência Internacional para Pesquisa sobre câncer das Nações Unidas). SAÚDE

  42. SAÚDE

  43. SAÚDE • Obesidade: a epidemia do século XX (População já chega a 300 milhões em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde –OMS). • Causas: Mudança no estilo de vida (comportamento alimentar, sedentarismo, alimentos cada vez mais calóricos) Complicações: diabetes, a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, Apneia do sono, problemas psicossociais, doenças ortopédicas e diversos tipos de câncer.

  44. DE VOLTA AO BRASIL

  45. SAÚDE DOENÇAS DA MODERNIDADE SÃO AS QUE MAIS MATAM NO BRASIL • Urbanização e costumes sedentários são os principais vilões apontados no levantamento • A publicação " Saúde Brasil 2007" revela crescimento no número de mortes provocadas por doenças crônicas e violentas.

  46. SAÚDE DOENÇAS DA MODERNIDADE SÃO AS QUE MAIS MATAM NO BRASIL • As doenças do aparelho circulatório - associadas à má alimentação, ao consumo excessivo de álcool, ao tabagismo e à falta de atividade física - lideram o ranking . • No passado, doenças infecciosas e parasitárias como as diarréias, a tuberculose e a malária estavam entre as principais causas de morte. O que mostra que a urbanização trouxe mudanças, inclusive ao perfil de mortalidade no país

  47. A mitificação dos hackers (Invasores de computadores ganham fama internacional e entram nas listas dos criminosos mais procurados do mundo) Segundo o IBGE, internet é maior fonte de inovação nas empresas. Sexo, mentiras e vídeo na internet: Um caso extraconjugal no interior de São Paulo cai na rede e vira um reality show visto por milhões. O que isso ensina sobre a privacidade na era digital? INTERNET, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

  48. Código Florestal Aprovação do Código: O novo Código Florestal foi aprovado no dia 25 de maio de 2011. O documento foi redigido pelo deputado Aldo Rebelo e a emenda foi escrita pelo PMDB. Foram 410 votos a favor, 63 contra e uma abstenção. MEIO AMBIENTE

  49. Código Florestal Importância do Documento: O Código florestal é o único documento capaz de vetar ocupações urbanas em áreas agrícolas que apresentam riscos como inundações e deslizamentos de terra. MEIO AMBIENTE