A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO - PowerPoint PPT Presentation

a atividade industrial no mundo l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO PowerPoint Presentation
Download Presentation
A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO

play fullscreen
1 / 62
A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO
893 Views
Download Presentation
omer
Download Presentation

A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. A ATIVIDADE INDUSTRIAL NO MUNDO

  2. ESTÁGIOS DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL • A EVOLUÇÃO DO PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DE MATÉRIAS-PRIMAS EM PRODUTOS ACABADOS OCORREU EM 4 ESTÁGIOS: ARTESANATO, MANUFATURA, INDÚSTRIA E REVOLUÇÃO TÉCNICO-CIENTÍFICA.

  3. A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL (SÉCULOS XVIII E XIX), OCORRIDA NA INGLATERRA, DISSEMINOU-SE POR OUTROS PAÍSES DA EUROPA OCIDENTAL, PELO JAPÃO, ESTADOS UNIDOS E CANADÁ.

  4. VÁRIAS COLÔNIAS DA ÁSIA E DA ÁFRICA FORAM OCUPADAS NA BUSCA FRENÉTICA DOS NOVOS “DONOS” DA INDÚSTRIA POR MATÉRIA-PRIMA E NOVOS MERCADOS DE CONSUMO.

  5. ESSA ÉPOCA FICOU CONHECIDA COMO IMPERIALISMO. • A NOVA ATIVIDADE TRANSFORMOU E AGILIZOU O QUE ANTES ERA CHAMADO DE ARTESANATO E MANUFATURA.

  6. A PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • A INGLATERRA FOI O BERÇO DA ATIVIDADE INDUSTRIAL. • PIONEIRISMO INGLÊS PODE SER EXPLICADO POR ALGUNS FATORES OU ACONTECIMENTOS:

  7. ACÚMULO DE CAPITAL PROVENIENTE DO MERCANTILISMO E DO COLONIALISMO, NA FASE DO CAPITALISMO COMERCIAL (SÉC.XVI AO XVIII).

  8. O ESTADO SOB O CONTROLE DA BURGUESIA DESDE A REVOLUÇÃO GLORIOSA (1688), QUE INSTALOU A PRIMEIRA MONARQUIA PARLAMENTAR.

  9. IMPORTANTES RESERVAS DE CARVÃO MINERAL E MINÉRIO DE FERRO. • MATÉRIAS-PRIMAS FORNECIDAS PELAS COLÔNIAS, QUE FORMAVAM O MAIOR IMPÉRIO DA ÉPOCA. • EXCESSO DE MÃO-DE-OBRA CAUSADO PELO ÊXODO RURAL.

  10. MÁQUINAS IMPULSIONAVAM A “NOVA INDÚSTRIA”. A GRANDE NOVIDADE FOI A MÁQUINA A VAPOR, CRIADA POR THOMAS NEWCOMEN, EM 1712, E APERFEIÇOADA POR JAMES WATT, EM 1765.

  11. A ENERGIA PRODUZIDA PELO VAPOR CRIOU CONDIÇÕES PARA QUE A NOVA ATIVIDADE SE DESENVOLVESSE, AO MESMO TEMPO QUE FAVORECEU UMA GRANDE TRANSFORMAÇÃO NOS MEIOS DE TRANSPORTE.

  12. Barco a vapor

  13. A “NOVA INDÚSTRIA” (MAQUINOFATURA) TEM COMO PRINCIPAL DIFERENCIAL DO ARTESANATO E DA MANUFATURA O USO DA MÁQUINA NO PROCESSO DE FABRICAÇÃO.

  14. NESSA FASE, O CARVÃO TEVE UMA ENORME IMPORTÂNCIA COMO FONTE DE ENERGIA, O QUE EXPLICA A LOCALIZAÇÃO DAS PRIMEIRAS INDÚSTRIAS PRÓXIMO DAS BACIAS CARBONÍFERAS, NA INGLATERRA, FRANÇA, ALEMANHA E ESTADOS UNIDOS.

  15. Mina inglesa

  16. COM O PASSAR DO TEMPO, NOVAS TÉCNICAS FORAM CRIADAS, NOVAS FORMAS DE PRODUÇÃO SURGIRAM E A ECONOMIA MUNDIAL PASSOU A GIRAR EM TORNO DA INDÚSTRIA.

  17. A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • NA SEGUNDA METADE DO SÉC XIX (1860), A INDÚSTRIA ASSUME UMA NOVA “FISIONOMIA”, COM NOVAS DESCOBERTAS TECNOLÓGICAS, NOVOS SETORES INDUSTRIAIS E FONTES DE ENERGIA: O PETRÓLEO E A ELETRICIDADE.

  18. A METALURGIA, A SIDERURGIA E A INDÚSTRIA DE AUTOMÓVEIS ADQUIREM GRANDE IMPORTÂNCIA.

  19. NOVIDADES DA SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • PROCESSO BESSEMER- TRANSFORMAÇÃO DO FERRO EM AÇO.

  20. DÍNAMO- PERMITIU O USO DA ELETRICIDADE COMO FONTE DE ENERGIA PARA AS MÁQUINAS.

  21. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA- RUDOLF DIESEL (1883 A 1892)

  22. TELEFONE - 1867 - GRAHAM BELL.

  23. INDUSTRIALIZAÇÃO ORIGINAL OU CLÁSSICA • A NOVA ATIVIDADE ECONÔMICA LOGO SE ESPALHOU PELOS PAÍSES QUE TAMBÉM REUNIAM ESSAS CONDIÇÕES: FRANÇA, ALEMANHA E ITÁLIA, NA EUROPA; ESTADOS UNIDOS E CANADÁ, NA AMÉRICA; E JAPÃO NA ÁSIA.

  24. O INGRESSO NO “CLUBE DOS INDUSTRIALIZADOS” GARANTIU A ESSES PAÍSES UM LUGAR DE DESTAQUE NA ECONOMIA MUNDIAL E A DOMINAÇÃO DE UM GRANDE NÚMERO DE COLÔNIAS ESPALHADAS PELOS CONTINENTES AFRICANO E ASIÁTICO.

  25. REINO UNIDO, FRANÇA, ALEMANHA, ITÁLIA, JAPÃO, ESTADOS UNIDOS E CANADÁ FORMAM HOJE O CONJUNTO QUE REÚNE AS SETE MAIORES ECONOMIAS DO MUNDO (G-7). POSSUEM UM SETOR INDUSTRIAL COMPLETO, COM GRANDES INVESTIMENTOS EM TECNOLOGIA E SUAS GRANDES CORPORAÇÕES ATUAM NO MUNDO TODO.

  26. Novos métodos de trabalho • PARA MELHOR CUMPRIR SUA FINALIDADE DENTRO DO CAPITALISMO, ISTO É, GERAR LUCRO, A INDÚSTRIA PROCUROU APERFEIÇOAR AS FORMAS DE TRABALHO E DE PRODUÇÃO.

  27. O NORTE AMERICANO FREDERICK TAYLOR INOVOU COM O MÉTODO CONHECIDO COMO TAYLORISMO OU ORGANIZAÇÃO CIENTÍFICA DO TRABALHO, QUE USOU PELA PRIMEIRA VEZ OS CONCEITOS DE SELEÇÃO E TREINAMENTO DE EMPREGADOS E CONSEGUIR UMA MAIOR PRODUTIVIDADE DELES.

  28. HENRY FORD, O MAGNATA DA INDÚSTRIA DE AUTOMÓVEIS, APERFEIÇOOU AS TEORIAS DE TAYLOR, INTRODUZINDO O MÉTODO CONHECIDO COMO FORDISMO, CARACTERIZADO PELA ESPECIALIZAÇÃO DO TRABALHADOR, PELA LINHA DE MONTAGEM E PELA PRODUÇÃO EM SÉRIE.

  29. O FORDISMO APROVEITOU, AO MÁXIMO, A FORÇA DE TRABALHO E SÓ ENFRAQUECEU, A PARTIR DO FINAL DO SÉCULO XX, COM A INTRODUÇÃO DE NOVOS MÉTODOS DE TRABALHO. (PÓS-FORDISMO) .

  30. A CONCENTRAÇÃO DO CAPITAL INDUSTRIAL DEU ORIGEM AOS MONOPÓLIOS E OLIGOPÓLIOS, EMPRESAS QUE DOMINAM O MERCADO DE DETERMINADO PRODUTO OU SERVIÇO.

  31. APÓS A SEGUNDA GUERRA (1939-1945) INICIA-SE UM NOVO PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO, DESSA VEZ NOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS. ESSE PROCESSO É CHAMADO DE INDUSTRIALIZAÇÃO TARDIA E DEPENDENTE.

  32. A TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • A INVENÇÃO DO COMPUTADOR (1946) ACELEROU O PROCESSO DA INFORMATIZAÇÃO E DAS INDÚSTRIAS LIGADAS AO SETOR.

  33. NAS ÚLTIMAS DÉCADAS DO SÉCULO, OUTRAS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS TRANSFORMARAM PROFUNDAMENTE A ECONOMIA INDUSTRIAL.

  34. O USO DO COMPUTADOR PESSOAL, NOVAS FONTES DE ENERGIA (SOLAR, EÓLICA, BIOMASSA, DAS MARÉS), A MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO (PÓS-FORDISMO) E A UTILIZAÇÀO DA INFORMÁTICA NA PRODUÇÃO INDUSTRIAL DERAM NOVA CONCEPÇÃO PARA O TERMO INDÚSTRIA.

  35. AS ATIVIDADES ECONÔMICAS QUE MAIS CRESCEM SÃO AQUELAS QUE “VENDEM” SERVIÇOS (INFORMÁTICA, TELECOMUNICAÇÕES, ROBÓTICA) E SÃO CHAMADAS DE “INDÚSTRIAS INTELIGENTES”

  36. OS ANTIGOS FATORES DE LOCALIZAÇÃO INUSTRIAL (FONTES DE ENERGIA, MATÉRIA-PRIMA) PERDEM UM POUCO SUA FORÇA. AS INDÚSTRIAS BUSCAM OUTRAS VANTAGENS COMO: • INCENTIVOS FISCAIS; • MÃO-DE-OBRA BARATA; • FACILIDADE DE TRANSPORTE E COMUNICAÇÃO.

  37. JUST IN TIME – O PÓS FORDISMO • NO SÉCULO XXI, O FORDISMO ESTÁ ULTRAPASSADO. A NOVA INDÚSTRIA PRECISA DE UM TRABALHADOR CRIATIVO E QUE PARTICIPE DE TODO O PROCESSO DE PRODUÇÃO.

  38. NÃO DEVE MAIS HAVER A RÍGIDA SEPARAÇÃO ENTRE A DIREÇÃO (QUE PENSA) E O OPERÁRIO (QUE EXECUTA). • A “LINHA DE MONTAGEM” PODE SER OPERADA PELO COMPUTADOR E A EMPRESA PODE EMPREGAR MÃO-DE-OBRA TERCEIRIZADA.

  39. OS ESTOQUES (MATÉRIA- PRIMA E PRODUTOS ACABADOS) SÃO CALCULADOS LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO AS SOLICITAÇÕES DO MERCADO, PARA EVITAR DISPERDÍCIOS. • AUMENTA A DEMANDA PELO TRABALHADOR QUALIFICADO PARA OPERAR AS MÁQUINAS.