sistemas de informa o em sa de n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PowerPoint Presentation
Download Presentation
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 59

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE - PowerPoint PPT Presentation


  • 79 Views
  • Uploaded on

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE. Luciana Tolstenko Nogueira. Definição: Informação.  A informação é importante nas sociedades, pois é primordial para as relações de poder e geração de saber.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE' - malissa-economos


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
sistemas de informa o em sa de

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE

Luciana Tolstenko Nogueira

defini o informa o
Definição: Informação

 A informação é importante nas sociedades, pois é primordial para as relações de poder e geração de saber.

 Quem detém a propriedade dos estoques de informação determina a sua distribuição e condiciona, potencialmente, a produção do conhecimento.

defini o informa o1
Definição: Informação
  • A importância que a informação vem assumindo na sociedade moderna transformou-a em recurso estratégico de poder em todas as áreas do saber.
  • O valor da informação está intimamente relacionado à capacidade que a mesma tem de alterar o estado do conhecimento.
informa o
Informação

O conhecimento é construído a partir da acumulação de informações, consolidando-se através de permanente atualização, confrontando antigas e novas informações, adquiridas a todo momento

abrang ncia da informa o em sa de
Abrangência da Informação em Saúde

As informações em saúde devem abranger as relações envolvendo o processo saúde-doença e as ações de caráter administrativo, todas essenciais ao processo de tomada de decisão no setor.

finalidades da informa o em sa de
Finalidades da Informação em Saúde

Identificar problemas individuais e coletivos do quadro sanitário de uma população;

Propiciar elementos para análise da situação de saúde encontrada;

finalidades da informa o em sa de1
Finalidades da Informação em Saúde

Subsidiar a busca de possíveis alternativas de resolução de problemas verificados.

 Servir como um elemento estratégico para a gestão.

finalidades da informa o em sa de2
Finalidades da Informação em Saúde

As informações também orientam a implantação dos modelos:

de atenção;

de promoção da saúde;

das ações de prevenção e controle;

permitem estabelecer prioridades.

finalidades da informa o em sa de3
Finalidades da Informação em Saúde

As informações também estabelecem:

Alocação de recursos de forma direcionada para a modificação positiva das condições de saúde da população.

papel da informa o em sa de
PAPEL DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE
  • Decisão
  • Planejamento
  • Execução
  • Avaliação
defini o sistema
Definição: Sistema
  • Sistema é um conjunto integrado de partes que se articulam para uma finalidade comum (MEDRONHO, 2003).
defini o sistema1
Definição: Sistema
  • Sistemas de informação são vários elementos ligados à:

- captação;

- processamento;

- difusão de dados.

dados do sistema de informa o
Dados do Sistema de Informação
  • O dado é o componente básico do processo de produção de informação.
  • É o elemento quantitativo ou qualitativo, em forma bruta, que por si só não conduz à compreensão de determinado fato ou situação.
dados
Dados
  • Dado é a matéria–prima, sobre a qual trabalhamos juntando-os, contrapondo-os, para produzir informações que traduzam um conhecimento.
dados1
Dados
  • Quando processamos os dados, relacionando os fatos por eles descritos e encontramos significado naquilo que se observa, obtemos então a informação
  • A informação é o produto obtido a partir de determinada combinação e interpretação de dados.
dados2
Dados
  • Informação é o dado útil – produto da análise dos dados obtidos, registrados, classificados, organizados, relacionados dentro de um contexto.
  • É um importante recurso para subsidiar o processo de tomada de decisão, de planejamento, de execução e de avaliação das ações desencadeadas
dados3
Dados

Difusão de dados

Utiliza materiais de registro como:

 prontuários

 fichas de vacinação

 tabelas e gráficos de resumo (MEDRONHO, 2003).

caracter sticas do sis1
Características do SIS

O SIS pode ser entendido como instrumento para:

  • adquirir;
  • organizar e
  • analisar dados necessários para a definição de problemas e riscos à saúde.
slide22

Situação da Saúde

Avaliação

Ação

Conhecimento

Decisão

Dados

Informação

produtos gerados por um sis
PRODUTOS GERADOS POR UM SIS

Informações que satisfaçam as seguintes questões:

  • Como está a situação de saúde?
  • Que objetivos serão assumidos?
  • Com quais recursos?
slide24

Quais e quantas ações?

  • Que resultados?
  • Quais os resultados em relação aos objetivos
sistemas nacionais de informa o em sa de
Sistemas Nacionais de Informação em Saúde

O SUS conta com sistemas de informação sobre:

Mortalidade (SIM)

 Nascidos vivos (SINASC)

 Agravos de notificação compulsória (SINAN)

sistemas nacionais de informa o em sa de1
Sistemas Nacionais de Informação em Saúde

O SUS conta com sistemas de informação sobre:

Sistema de informações hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS)

Produção de serviços e atendimentos ambulatoriais (SAI-SUS)

slide29
SIM

O SIM proporciona a produção de estatísticas de mortalidade e a construção dos principais indicadores de saúde, permitindo estudos não apenas do ponto de vista estatístico epidemiológico, mas também do sócio-demográfico.

slide30
SIM

 Utiliza como instrumento de coleta de dados a Declaração de Óbito (DO).

 Com a DO pode ser observada a causa básica de óbito.

 As DOs são impressas em três vias pré-numeradas (Sec. Estadual de saúde, Sec. Municipal, Cartório do Registro Civil).

slide33
SIM

 Existência de codificadores treinados no uso da Classificação Internacional de Doenças e Problemas relacionados à Saúde – CID 10ª Revisão.

slide35

Acidente Vascular Cerebral

  • Vasculopatia
  • Câncer de boca

Luciana Tolstenko Nogueira

slide36
DO
  • Os profissionais responsáveis pelo preenchimento das DOs devem observar:

- a importância do preenchimento completo e correto da DO;

- localizar de modo preciso os sítios anatômicos específicos da causa básica de morte.

sinasc
SINASC

Utiliza a declaração de nascido vivo (DN).

sinasc1
SINASC

Contribui para obter informações sobre:

 natalidade;

 morbidade;

 mortalidade infantil e materna;

 características da atenção ao parto e ao recém-nascido.

sinan
SINAN

 Tem como finalidade a Vigilância Epidemiológica de determinados agravos.

 O Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica criou a obrigatoriedade da notificação compulsória de algumas doenças.

sinan1
SINAN

Atualmente o SINAN congrega doenças de diferentes naturezas:

 crônicas trasmissíveis: AIDS, esquistossomose, hanseníase e tuberculose.

 não-transmissíveis: desnutrição grave, pneumoconiose.

sinan2
SINAN

Atualmente o SINAN congrega doenças de diferentes naturezas:

 agudas transmissíveis: cólera, dengue e doenças imunopreveníveis.

 não-transmissíveis: acidente por animais peçonhentos e intoxicação por agrotóxico.

sia sus
SIA-SUS

O SIA-SUS foi implantado em 1991, dentro de uma lógica predominantemente contábil de controle de gastos com a assistência ambulatorial.

A unidade de registro de informações é o procedimento ambulatorial realizado.

sia sus1
SIA-SUS

Foi implantado a partir de julho de 1994, para financiar os atendimentos ambulatoriais.

Em 1996 foi largamente implantado nas Secretarias Municipais de Saúde – então chamadas de gestão semiplenas – pela NOB 96.

sia sus2
SIA-SUS

A consulta ao SIA-SUS permite um acompanhamento da programação da produção ambulatorial.

  • Permite contar o que foi produzido.
  • Mas não quem e quantos foram atendidos.
sia sus3
SIA-SUS
  • Oferece dados sobre controle orçamentário e produção de serviços ambulatoriais, capacidade física instalada e recursos financeiros orçados e repassados aos municípios.
sih sus
SIH-SUS

 Representa um tipo de banco de dados administrativos.

 Gerado em serviços de saúde como base para o reembolso de serviços prestados e avaliação.

sih sus1
SIH-SUS

 Trabalha dados referentes às internações hospitalares, particularmente aqueles que informam sobre os procedimentos realizados

 A partir destes dados é efetuado o pagamento aos hospitais conveniados ou contratados pelo SUS.

sih sus2
SIH-SUS

 Processa dados sobe causa de internação

 Quantidade de leitos por especialidade

 Tempo médio de permanência

 Documento-padrão – A.I.H.

 Facilita a atividade de controle e avaliação

qualidades do sih sus
Qualidades do SIH-SUS

Abrange um número extenso de unidades de saúde pertencentes a diferentes redes.

  • Pode contribuir para diferenças marcantes em relação à qualidade dos dados registrados pelas diferentes unidades de saúde, em função da maior ou menor disponibilidade de recursos físicos e humanos para o processamento dos formulários AIH
slide54
AIH
  • Os arquivos de dados dos formulários AIH podem ser captados por acesso remoto às bases de dados do Ministério da Saúde no site DATASUS.
slide55

SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE

A ATENÇÃO BÁSICA – Siab

  • Voltada para as ações referentes à atenção básica, em particular as ações do Pacs e PSF.
  • Processa informações da população acompanhada e avaliação das atividades desenvolvidas como:
  • Cadastramento das famílias
  • Grupos de risco
  • Atividades realizadas
slide56

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DO PROGRAMA

NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES – SI-PNI

  • Contribui para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças transmissíveis e imunopreveníveis, com a imunização sistemática da população.
  • Garante a qualidade dos dados e a velocidade do fluxo de informações, otimizando o controle e gerenciamento das unidades de vacinação.
slide57

LEVANTAMENTO DECENAL DE DADOS POPULACIONAIS

E INDICADORES SOCIAIS - CENSO

  • Realizado pelo IBGE
  • Tem por objetivo a contagem populacional e domicílios
  • Não se caracteriza por sistema de informação
  • Mas gera base de dados úteis para compor o denominador em um significativo número de indicadores
refer ncias
Referências
  • MEDRONHO, R. A. Epidemiologia. 1. ed. São Paulo: Editora Atheneu; 2003.
  • MORAES, I. H. S. Política, tecnologia e informação em saúde a utopia da emancipação. Salvador: Casa da Qualidade Editora; 2002.
  • ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia e Saúde. 5. ed. Rio de Janeiro: MEDSI; 1999.

Luciana Tolstenko Nogueira

slide59

Obrigada

Luciana Tolstenko Nogueira