slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Maio 2008 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Maio 2008

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 27

Maio 2008 - PowerPoint PPT Presentation


  • 89 Views
  • Uploaded on

Maio 2008. Monitorização da Qualidade das Areias em Zonas Balneares. João Brandão Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. Maio 2008. Risco de contrair doenças por contaminação pela água e areias. Critério de escolha do destino turístico. Maio 2008.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Maio 2008' - makenna


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Maio 2008

Monitorização da Qualidade das Areias em Zonas Balneares

João Brandão

Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge

slide2

Maio 2008

  • Risco de contrair doenças por contaminação pela água e areias.
  • Critério de escolha do destino turístico
slide3

Maio 2008

  • “De um ponto de vista recreativo, as areias das praias são objecto de atenção. Sobretudo em latitudes mais altas, uma grande parte do tempo é passada na própria areia, não na água.”
  • “Há géneros e espécies potencialmente patogénicaspor contactoquese podem recolher da areia. Por esta razão têm sido expressas preocupações relativamente à areia de praia poder constituir um reservatório de agentes de infecções.”
  • Organização Mundial de Saúde, 2003, in “Guidelines for safe recreational water environments”, p118.
slide4

Maio 2008

  • A ACTUAL DIRECTIVA DAS ÁGUAS BALNEARES (2006/7/EC), QUE SUBSTITUIU A DIRECTIVA 76/160/CEE, TEM COMO PRINCIPAIS OBJECTIVOS:
  • PRESERVAR, PROTEGER E MELHORAR A QUALIDADE AMBIENTAL;
  • PROTEGER A SAÚDE HUMANA.

COMPLEMENTA A DIRECTIVA 2000/60/EC, QUE ESTABELECE UM QUADRO DE PROTECÇÃO DE ÁGUA.

slide5

Maio 2008

ESTUDO SOBRE A QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DAS AREIAS DAS PRAIAS - 2000-2002

Disponível em versão electrónica

slide6

Maio 2008

Promoção do projectoABAE - Associação das Bandeiras Azuis para a Europa

Participantes no projecto:

IA – Instituto do Ambiente

INSA – Instituto Nacional de Saúde dr. Ricardo Jorge

INAG – Instituto da água

CMC – Câmara Municipal de Cascais

CMVC – Câmara Municipal de Viana do Castelo

slide7

Maio 2008

5 Regiões - amostragens bimestrais durante 1 ano e um mês

Três praias por região:

1 Praia com Bandeira Azul atribuida

1 Praia não frequentada por banhistas

1 Praia com água de má qualidade

210 amostras de areia

105 amostras de água

slide8

Maio 2008

Parâmetros para análise micológica

Leveduras: Indicadores de contaminação fecal

Fungos filamentosos potencialmente

patogénicos e alergogénicos: Carga orgânica residual

Dermatófitos: Indicadores de intervenção animal, incluindo humana

slide9

Maio 2008

EXEMPLOS DE PLACAS DE ANÁLISE DE FUNGOS DE AREIAS

slide10

Maio 2008

Parâmetros para análise Bacteriológica

Parâmetros para análise bacteriológica

Bacterias coliformes

Escherichia coli

Enterococos intestinais

slide11

Maio 2008

Algumas conclusões do projecto

Areias molhadas apresenta resultados semelhantes aos das águas que as banham;

Os indicadores microbiológicos da areia seca não se correlacionam com pârametros fisico-químicos (incluindo cargas orgânicas/matéria oxidável nem das areias, nem das águas adjacentes);

Os pârametros Bacteriológicos e Micológicos (não leveduriformes) não se correlacionam entre si. Analisar separadamente.

slide12

Maio 2008

Projecto Europeu – “Improving Coastal and Recreational Waters” (ICREW) – Pilot Action 7

2003/ 2006

slide13

Maio 2008

  • Ajuste dos parâmetros e metodologias de análise laboratorial e de amostragem;
  • Alargamento da análise da qualidade de areias de praias litorais a zonas de águas interiores(praias fluviais)
slide14

Maio 2008

2006 – Programa de monitorização 73 praias

Autarquias:

3 do Norte

4 do Centro

6 Lisboa e Vale do Tejo

8 Alentejo e Algarve

1 Madeira

slide15

Maio 2008

SITUAÇÃO ACTUAL

Programa de monitorização em curso pelo 3º ano consecutivo

Areias extra contexto Bandeiras Azuis

Areias de recreio não balneares (parques infantis, escolas)

Areias para construção

Pesquisa de agentes patogénicos de importação programada

slide16

Maio 2008

Verão de 2006

  • Amostragem
  • Colheita de amostras compostas de areia seca para ensaios de Micologia e Bacteriologia.
  • Periodicidade
  • Uma colheita antes do início da época balnear (Maio) e duas durante os meses de maior frequência de banhistas (Julho e Agosto).
slide17

Maio 2008

Amostragem (praias)

Areia seca

Areia molhada

Água

Saco de colheita estéril

Transporte Análise

slide18

Maio 2008

Folheto de instruções

slide19

Maio 2008

Parâmetros para análise micológica e bacteriológica

Indicadores pesquisados

[1] Histoplasma sp., Coccidioides sp., Exophiala sp., Fonsecae sp., Phialophora sp., e/ou outros, que tenham importância clínica relevante, quando presentes como espécie predominante em quantidade significativas (> 500 pfc./g).

slide20

Maio 2008

Valores de referência

Tabela 2: Valores máximos recomendados, novos valores máximos recomendados (resultado de revisão dos valores máximos recomendados durante a realização deste estudo) e valores máximos admissíveis

slide21

Maio 2008

2008-2011

Projecto de investigação (155k€ de investimento)“Pesquisa de agentes patogénicos e seus indicadores em amostras de água e areia de praias litorais e interiores da Costa Portuguesa”Objectivo principal: Pesquisa de agentes patogénicos autóctones e de importação

slide22

Maio 2008

Pesquisa em

Areias secasAreias molhadasÁguas

slide23

Maio 2008

Com técnicas alternativas/complementares

Técnicas clássicasTécnicas moleculares

slide25

Maio 2008

Bactérias e vírus

slide26

Maio 2008

Participantes da parte técnica do projecto geral de qualidade microbiológica de areias

INSA-Micologia:

Laura Rosado (Coordenadora do laboratório)

Cristina Veríssimo

Raquel Sabino

João Brandão

Célia Alves

INSA-Microbiologia das águas:

Leonor Falcão (Coordenadora do laboratório)

Manuela Barroso

Cecília Silva

Ana Cristina Almeida

Raquel Rodrigues

APA:

Isabel Moura (Coordenadora), Maria Ana Cunha, Bela Wergikoski, Carmen Rosado, Graça Noronha