slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Sistema de Gestão Ambiental Procedimentos PowerPoint Presentation
Download Presentation
Sistema de Gestão Ambiental Procedimentos

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 25

Sistema de Gestão Ambiental Procedimentos - PowerPoint PPT Presentation


  • 193 Views
  • Uploaded on

Sistema de Gestão Ambiental Procedimentos. Relação dos Documentos do SGA. Identificação e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais. Instituir metodologia para identificação e avaliação de: _ aspectos ambientais associados a cada atividade, produto, serviço;

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Sistema de Gestão Ambiental Procedimentos' - maili


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
identifica o e avalia o dos aspectos e impactos ambientais
Identificação e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais

Instituir metodologia para identificação e avaliação de:

_ aspectos ambientais associados a cada atividade, produto, serviço;

_ impactos ambientais relacionados a cada aspecto, em situações planejadas;

_ perigos operacionais ou de processos que possam originar acidentes de emergência que impactem o meio ambiente de forma adversa e não planejada.

identifica o e avalia o dos aspectos e impactos ambientais1
Identificação e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais

Para a execução da identificação e avaliação dos aspectos e impactos são seguidas as etapas:

Etapa 1: Identificando os aspectos ambientais associados às atividades, produtos ou serviços e classificá-los;

Etapa 2: Identificação dos impactos ambientais associados aos aspectos ambientais;

Etapa 3: Avaliação de significância dos impactos ambientais,e

Etapa 4: Registro e Gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais significativos.

identifica o e avalia o dos aspectos e impactos ambientais2
Identificação e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais

Avaliação dos impactos ambientais listados é feita utilizando o seguinte critério de classificação:

Grau de impacto: indica a gravidade do impacto no meio ambiente.

identifica o e avalia o dos aspectos e impactos ambientais3
Identificação e Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais
  • Avaliar a significância dos aspectos ambientais. Um aspecto ambiental será considerado significativo, quando:
  • tiver uma legislação que o contempla a ser cumprida, independente do resultado de sua importância, ou
  • tiver algum interesse para as partes interessadas envolvidas com o aspecto ambiental, independente do resultado de sua importância, ou
  • tiver importância 4.
legisla o aplic vel
Legislação Aplicável

A empresa contratada envia inicialmente um banco de dados contento toda as legislações Federais, Estaduais, Municipais, assim como medidas provisórias, decretos resoluções CONAMA, portarias aplicáveis ao meio ambiente.

slide11

FCF/USP

Diretor

Representantes da Administração*

Grupo Técnico Administrativo

Grupo de Apoio

Comissão de Descartes

CIPA

Comissão de Biossegurança

Comissão de Qualidade e Produtividade

Assistência Administrativa Acadêmica, e Financeira.

Funcionários

Alunos

Bolsistas

Entidades Estudantis

Estrutura e Responsabilidade

* professores representantes _ FBA, FBC, FBF, FBT

treinamento
Treinamento
  • Levantamento das necessidades de treinamento;
  • Treinamento de conscientização (todos), qualificação ( público interno e prestadores de serviço), atualização.
  • Execução interna e externamente
  • Avaliação da eficácia por meio de Auditorias Internas
comunica o
Comunicação

Estabelecer a sistemática de comunicação para as partes interessadas no SGA da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP.

A FCF USP possui os seguintes canais:

Comunicação Interna - Intranet, Informativos Internos por Departamentos, Murais (Blocos), Murais Laboratório, Caixa de Sugestões, Mala Direta Eletrônica

Comunicação Externa – Internet, Balanço Ambiental da FCF, Formulário de Demandas de Partes Interessadas Externas, Palestras e Publicações, Campanhas Ambientais

controle de documentos
Controle de Documentos

PSGA – XX _Procedimento do SGA

MGA_ Manual do SGA

P-XX-Y , anexo referente a P= procedimento XX = nº do procedimento Y= N.º seqüencial cada anexo

- As emissões dos documentos e dados estejam disponíveis em todos os locais de utilização do sistema de gestão ambiental

- Os documentos não válidos são removidos dos locais de utilização e destruídos, eliminando a possibilidade de uso não intencional.

- Os dados quando revisados substituem automaticamente a revisão anterior. A partir da Listra Mestra de documentos LEMBRAR!!!

slide16

Controle operacional

  • A FCF/USP identifica e planeja as operações e atividades associadas aos aspectos ambientais significativos e assegura que tais processos são executados sob condições aceitáveis e controladas, garantindo:
  • existência de procedimentos documentados, onde a ausência destes pode acarretar desvios em relação à política ambiental e aos objetivos e metas;
  • b) uso de equipamentos adequados;
  • c) conformidade com a norma de referência e legislações aplicáveis;
  • d) monitorização e controle de parâmetros adequados e definidos;
  • e) aprovação dos processos de trabalho conforme definido;
procedimentos do controle operacional de res duos
Procedimentos do Controle Operacional de Resíduos
  • Gerenciamento de Emissão de Efluentes
  • Gerenciamento de Emissões Atmosféricas
  • Gerenciamento de Resíduos Biológicos
  • Gerenciamento de Resíduos Químicos
  • Manutenção de Equipamentos Críticos

Aplicação dos procedimentos

plano de controle a emerg ncias
Plano de Controle a Emergências

O objetivo deste plano é fornecer procedimentos e ações que devem ser observados e colocados em prática em caso de uma emergência, reduzindo ao mínimo o perigo, potencial de lesões graves, ao meio ambiente e danos à propriedade.

O PCE contempla a todos os procedimentos a serem seguidos nos casos de derramamento, explosão, incêndio e vazamento; instruções/ações importantes a serem tomadas durante e após uma situação de emergência. Bem como os responsáveis por cada uma das ações indicadas.

O plano de controle de emergência (PCE) é administrado e está sob o controle de um Comitê formado por membros da FCF/USP. Esse Comitê é responsável pela administração de todo o plano de ações de emergências, assim como sua revisão.

slide20

COORDENADOR GERAL

Assistente Administrativo

COORDENADORES DE DIREÇÃO E ASSESSORIA

CHEFE DA SEÇÃO DE PESSOAL E PRESIDENTE DA CIPA

COORDENADORES DE BRIGADA DE EMERGÊNCIA E DE SOCORRO MÉDICO

LÍDER DA BRIGADA DE EMERGÊNCIA

LÍDER DA EQUIPE DE SOCORRISTAS

COORDENADORES DE ÁREAS DE SEGURANÇA

CHEFES DE DEPARTAMENTO

E RESPONSÁVEIS POR SEÇÃO

COORDENADOR DE COMUNICAÇÃO

ASSISTENTE ACADÊMICO

COORDENADOR DE MANUTENÇÃO

CHEFE DO SETOR DE MANUTENÇÃO

COORDENADOR DE VIGILÂNCIA

LÍDER DE VIGILÃNCIA

COORDENADOR DE TRANSPORTES

CHEFE DA SEÇÃO DE TRANSPORTES

Comitê responsável por todo o plano de ações de emergência

slide21

Monitoramento e medição

A FCF/USP estabelece e mantém procedimentos para inspecionar e medir, periodicamente, as características chaves das atividades que tenham impacto ambiental significativo, descrito em tabela de monitoramento.

Estas inspeções e medições incluem os registros da informação para medir o desempenho dos controles operacionais pertinentes ao cumprimento dos objetivos e metas ambientais.

Os respectivos instrumentos de monitoramento e medição são calibrados periodicamente e conservados os registros pertinentes às calibrações.

n o conformidades e a es corretivas
Não-conformidades e ações corretivas

Não-conformidade é o não atendimento de um requisito legal, requisitos do Sistema de Gestão Ambiental, requisitos estabelecidos em documentação do SGA, reclamações de partes interessadas e ou ocorrências ambientais (acidentes/ incidentes)

A detecção visual podem ser efetuadas por qualquer professor/ aluno e/ou funcionário, que comunica a não conformidade ao Grupo de Apoio.

Podem ser detectadas pelos auditores (internos/ externos) do Sistema de gestão Ambiental

slide23

Registros

Os registros do Sistema de Gestão Ambiental são mantidos para demonstrar a conformidade com os requisitos especificados e a efetiva operacionalização do mesmo.

A FCF/USP estabelece e mantém procedimento documentado para identificação, coleta, indexação, acesso, arquivamento, armazenamento, manutenção e disposição dos registros da qualidade, quer sob a forma de cópia física ou meio eletrônico.

Todos os registros do Sistema de Gestão Ambiental são legíveis e prontamente recuperáveis, mantidos em ambiente adequado de modo a prevenir danos, deterioração e perda.

Os prazos de retenção dos registros do Sistema de Gestão Ambiental são registrados e estabelecidos nos próprios procedimentos.

Os registros estão disponíveis para avaliação do cliente, quando estipulado em documentos do Sistema de Gestão Ambiental.

Registros oriundos de fornecedores, quando aplicável, são tratados sob as mesmas diretrizes aqui estabelecidas.

auditoria
Auditoria

Executado para obter e avaliar, de forma objetiva, evidências que determinem se o SGA de uma organização está em conformidade com SGA estabelecido pela organização, e para comunicar os resultados deste processo à administração.

As auditorias devem ser realizadas por pessoal qualificado, sendo que os auditores devem ser designados pelo RA de acordo com o princípio de independência em relação a atividade auditada.

slide25

Análise Crítica

- A análise crítica pela administração (ACPA) será feita através de reuniões semestrais ou, conforme necessidade, poderão ocorrer reuniões extraordinárias,

- O Responsável pela Administração (RA) deve convocar os participantes

- Deverão participar oficialmente:

(02) representantes do grupo operacional,

o presidente da comissão de descartes,

(01) o presidente da CIPA,

(01) presidente da comissão de biossegurança,

(04) representante da comissão de qualidade e produtividade,

(03) assistências de diretoria.

Outros participantes poderão ser convidados a critério do RA,

Devem ser tratados os seguintes assuntos: