Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
LOGÍSTICA INTERNACIONAL PowerPoint Presentation
Download Presentation
LOGÍSTICA INTERNACIONAL

LOGÍSTICA INTERNACIONAL

121 Views Download Presentation
Download Presentation

LOGÍSTICA INTERNACIONAL

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. FATORES DETERMINANTES DO COMÉRCIO INTERNACIONAL LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  2. EXISTEM VÁRIAS EXPLICAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO INTERNACIONAL NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XX. ALGUMAS EMPRESAS TIVERAM RAZÃO PARA EXPANDIR SUAS VENDAS A PAÍSES ESTRANGEIROS, ENQUANTO OUTRAS TIVERAM MOTIVOS PARA COMPRAR MATÉRIAS-PRIMAS E SURPIMENTOS DE OUTROS PAÍSES. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  3. TAL RAZÃO É DEFINIDA POR FATORES DETERMINANTES DO COMÉRCIO INTERNACIONAL, QUE PODEM SER DIVIDIDOS EM QUATRO FORÇAS PRINCIPAIS: • MERCADO • TECNOLOGIA • POLÍTICA • CUSTO LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  4. Modelo das Quatro Forças motrizes do processo de globalização – MQF Processo de globalização de estratégias de operações 1- Forças de mercado globais 4- Forças de custo globais 2- Forças tecnológicas 3- Forças políticas e macroeconômicas

  5. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS • MERCADOS MUDAM SOB A INFLUÊNCIA DOS SEGUINTES FATORES: • PRODUTOS • NECESSIDADES DE CLIENTES • NÍVEL DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS • LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  6. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS ESSES QUATRO FATORES FAZEM COM QUE AS EMPRESAS TENHAM DE FAZER ADAPTAÇÕES CONSTANTES DA LOGÍSTICA. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  7. EXEMPLO DE MUDANÇA: O SETOR DE PRODUTOS DE CONSUMO, EXPERIMENTOU GRANDES MUDANÇAS COMO RESULTADO DA PROLIFERAÇÃO DE PRODUTOS, REDUÇÃO DO CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS, E DA INTERNACIONALIZAÇÃO CRESCENTE DOS MERCADOS. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  8. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS VEJAMOS A SEGUIR, ALGUMAS TENDÊNCIAS EM RELAÇÃO ÀS FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS: LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  9. Competição estrangeira intensa (em todas as indústrias e afetando todas as empresas) • Crescimento da demanda externa (em 70 EUA = 40% demanda mundial, hoje menos de 30%. O mercado mundial cresceu) • Presença em mercados globais como ameaça competitiva (defender mercado local, não agredindo o do outro) ex. Kelloggs dos EUA e Nestlé na Europa, não se agridem nos mercados locais de cada uma, pois perdem as duas. • Prioridades competitivas em transição (o conceito de estender o ciclo do produto para mercados está caindo. Avanços em tecnologia e transportes = acesso imediato aos últimos produtos e tecnologias. Conseq.: facilidades produtivas e também de acesso aos produtos. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  10. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS OUTRO PONTO MUITO IMPORTANTE QUE TEMOS QUE DESTACAR QUANDO FALAMOS DAS FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS, É QUE COM A EXPLOSÃO DO TURISMO INTERNACIONAL, OS INTERESSES DOS CONSUMIDORES TORNARA-SE CADA VEZ MAIS GLOBAIS, E SEUS GOSTOS E PREFERÊNCIAS, QUASE UNIFORMES EM TODO O MUNDO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  11. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS POR TANTO, AS EMPRESAS CUJOS CLIENTES QUERIAM ENCONTRAR PRODUTOS EM TODOS OS LUGARES, TIVERAM DE SE LANÇAR NO MERCADO INTERNACIONAL. A SEGUIR UM EXEMPO DA PADRONIZAÇÃO DE PREFERÊNCIAS: LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  12. FORÇAS DE MERCADO GLOBAIS EX.: NA DÉCADA DE 70, O MCDONALD´S DA ALEMANHA, GRÂ-BRETANHA E FRANÇA, ERA FREQUENATADO PRINCIPLAMENTE POR ESTRANGEIROS. O MCDONALD´S SE INTERNACIONALIZOU E HOJE ATENDE CONSUMIDORES LOCAIS QUE PASSARAM A APRECIAR UMA NOVA TENDÊNCIA: REDES DE FAST FOOD LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  13. FORÇAS TECNOLÓGICAS OUTRO MOTIVO PELO QUAL AS PESSOAS ESTÃO MAIS FAMILIARIZADAS COM PRODUTOS, DECORRE DO FATO DE QUE A DIFUSÃO DA INFORMAÇÃO SE TORNOU UNVERSAL. CONSUMIDORES PODEM COMPRAR PRODUTOS DE QUALQUER LUGAR. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  14. FORÇAS TECNOLÓGICAS A TECNOLOGIA FREQÜENTEMENTE OFERECE NOVOS RECURSOS. ISSO É VERDADE NA ÁREA DE LOGÍSTICA ASSIM COMO EM OUTRAS ÁREAS DA EMPRESA. AS MUDANÇAS DE TECNOLOGIA AFETAM A LOGÍSTICA SOB A FORMA DE INOVAÇÕES DE MANUFATURA QUE PERMITEM MEIOS MAIS EFICIENTES DE MUDAR O MIX DE PRODUÇÃO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  15. FORÇAS TECNOLÓGICAS A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO, EM PARTICULAR, TRANSFORMOU A FORMA COMO FUNCIONA A GESTÃO DE OPERAÇÕES E A LOGÍSTICA. UM EXEMPLO PARTICULAR É O USO DE CÓDIGOS DE BARRA E O INTERCÂMBIO ELETRÔNICO DE DADOS (EDI – ELECTROCNIC DATA INTERCHANGE) PARA MELHORAR NÃO APENAS A VELOCIDADE, MAS TAMBÉM A ACURÁCIA DA INFORMAÇÃO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  16. FORÇAS TECNOLÓGICAS A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO, EM PARTICULAR, TRANSFORMOU A FORMA COMO FUNCIONA A GESTÃO DE OPERAÇÕES E A LOGÍSTICA. UM EXEMPLO PARTICULAR É O USO DE CÓDIGOS DE BARRA E O INTERCÂMBIO ELETRÔNICO DE DADOS (EDI – ELECTROCNIC DATA INTERCHANGE) PARA MELHORAR NÃO APENAS A VELOCIDADE, MAS TAMBÉM A ACURÁCIA DA INFORMAÇÃO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  17. FORÇAS TECNOLÓGICAS O QUE VIVENCIAMOS HOJE EM TERMOS DE INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA NO COMÉRCIO INTERNACIONAL? LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  18. Avanços tecnológicos e customização em massa em mercados globais • Difusão de conhecimento técnico (fontes de tecnologia localizadas em vários países. Empresas migram para estar perto de fornecedores de componentes tecnológicos críticos) • Compartilhamento de tecnologia entre empresas (Ford, motores FIAT/GM) • Localização global (algumas áreas possuem engenheiros e técnicos em outros países.) LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  19. FORÇAS POLÍTICAS E MACROECONÔMICAS AS REGULAMENTAÇÕES GOVERNAMENTAIS FREQÜENTEMENTE TÊM IMPACTO SIGNIFICATIVO NAS ATIVIDADES LOGÍSTICAS. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  20. FORÇAS POLÍTICAS E MACROECONÔMICAS POR EXEMPLO, REGULAMENTAÇÕES GOVERNAMENTAIS NA EUROPA EXIGEM QUE OS FABRICANTES RECOLHAM OS MATERIAIS DE EMBALAGENS EM SEUS CLIENTES. ESSAS REGULAMENTAÇÕES CRIARAM REDES LOGÍSTICAS INTEIRAS AO REDOR DA GESTÃO DOS FLUXOS REVERSOS DAS EMBALAGENS USADAS. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  21. FORÇAS POLÍTICAS E MACROECONÔMICAS A SEGUIR, PODEMOS VER OUTROS EXEMPLOS DE FORÇAS POLÍTICAS E MACROECONÔMICAS QUE AFETAM O COMÉRCIO INTERNACIONAL, CAUSANDO DESSA FORMA, UMA ALTERAÇÃO A NÍVEL LOGÍSTICO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  22. FORÇAS POLÍTICAS E MACROECONÔMICAS • Taxa de Câmbio (oscilações cambiais podem favorecer novos fornecedores ou mudar um processo produtivo) • Acordos de comércio regionais (exigências de conteúdos locais, redução de carga tributária, unificação de normas) • Barreiras tarifárias e não tarifárias LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  23. FORÇAS DE CUSTO GLOBAIS A QUESTÃO DE CUSTOS, TAMBÉM ENTRA COMO UMA IMPORTANTE FORÇA MOTRIZ DE NO PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO INTERNACIONAL, UMA VEZ QUE COM O PROCESSO DE GLOBALIZAÇÃO, O MERCADO FICA CADA VEZ MAIS COMPETITIVO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  24. FORÇAS DE CUSTO GLOBAIS A SEGUIR ALGUNS EXEMPLOS DESSA FORÇA MOTRIZ: LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  25. FORÇAS DE CUSTO GLOBAIS EXEMPLO 1: EMPRESAS QUE POSSUEM ESTRUTURA DE CUSTOS FIXOS ALTOS, POSSUEM UMA GRANDE NECESSIDADE DE DILUIR ESSES CUSTOS EM UM MAIOR NÚMERO DE UNIDADES PRODUIZDAS, MAS PARA ISSO É NECESSÁRIO AUMENTAR SEU VOLUME DE VENDAS, TENDO QUE PARTIR ENTÃO PARA OUTROS MERCADOS. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  26. FORÇAS DE CUSTO GLOBAIS EXEMPLO 2: EM INDÚSTRIAS NAS QUAIS OS CUSTOS DE DESENVOLVIMENTO SÃO MUITO ELEVADOS, COMO DE SOFTWARES POR EXEMPLO, AS EMPRESAS ESTÃO SEMPRE BUSCANDO DESENVOLVER MERCADOS INTERNACIONAIS PARA DILUIR OS ALTOS CUSTOS DE DESENVOLVIMENTO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  27. FORÇAS DE CUSTO GLOBAIS EXEMPLO 3: EMPRESAS QUE BUSCAM FORNECEDORES QUE TENHAM CUSTOS MAIS BAIXOS. POR ISSO COMPRAM PEÇAS DE OUTROS PAÍSES, ONDE OS CUSTO D MÃO DE OBRA OU ENERGIA SÃO BAIXOS. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  28. ENFIM, É INTERESSANTE NOTAR QUE AS FORÇAS AMBIENTAIS QUE AFETAM A GESTÃO DO FLUXO OCORREM FORA DA ORGANIZAÇÃO. MERCADO, TECNOLOGIA, POLÍTICA E CUSTO SÃO FORÇAS QUE AFETAM QUALQUER EMPRESA. LOGÍSTICA INTERNACIONAL

  29. AS EMPRESAS REAGEM A ESSAS FORÇAS EXTERNAS DE FORMAS DIFERENTES, E AQUELAS EMPRESAS QUE SÃO PROATIVAS ESTÃO EM MELHOR POSIÇÃO PARA SE BENEFICIAREM DESSAS FORÇAS – OU SEJA, UTILIZAM-NAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA. POR ISSO É MUITO IMPORTANTE QUE AS EMPRESAS POSSAM PROJETAR DE FORMA PROATIVA UM SISTEMA DE GESTÃO DE FLUXO APROPRIADO. LOGÍSTICA INTERNACIONAL