slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Crescimento Populacional X Produção de Alimentos PowerPoint Presentation
Download Presentation
Crescimento Populacional X Produção de Alimentos

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 21

Crescimento Populacional X Produção de Alimentos - PowerPoint PPT Presentation


  • 92 Views
  • Uploaded on

Crescimento Populacional X Produção de Alimentos. Crescimento e diminuição populacional. Expectativa de vida brasileiro ao nascer era de 71.9 em 2005 e 72,3 em 2006 IBGE 1960 a expectativa de vida era de 54,6 Motivo dessa diminuição Tuberculose Sarampo Catapora

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Crescimento Populacional X Produção de Alimentos' - kovit


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Crescimento Populacional

X

Produção de Alimentos

crescimento e diminui o populacional
Crescimento e diminuição populacional
  • Expectativa de vida brasileiro ao nascer era de 71.9 em 2005 e 72,3 em 2006IBGE
  • 1960 a expectativa de vida era de 54,6

Motivo dessa diminuição

  • Tuberculose
  • Sarampo
  • Catapora
  • Desorganização alimentar
  • Falta de acesso medicação
  • Falta de acesso a médicos
slide3
A partir de 2006 a expectativa era:
  • Mulheres  76,1 anos
  • Homens 68,5 anos

CAUSA DO CRESCIMENTO POPULACIONAL REFERENTE A EXPECTATIVA DE VIDA

  • Acesso ao serviço de saúde
  • Campanha de vacinação
  • Aumento da escolaridade
  • Prevenção às doenças
  • Avanços da medicina
quais as regi es brasileiras que se definem a menor e maior taxa dentro da expectativa de vida
Quais as regiões brasileiras que se definem a menor e maior taxa dentro da expectativa de vida?

Média global

  • Brasíliamédia de 75 anos
  • Alagoasmédia de 66,4 anospior posição global

Média por sexo

  • Homens- 71,8 anos  Santa Catarina

66,4 anos Alagoas

  • Mulheres-78,9 anos  Brasília

70,4 anos  Alagoas

slide7
Uma progressão geométrica (P.g. ou P.G.) é uma seqüência numérica em que cada termo, a partir do segundo, é igual ao produto do termo anterior por uma constante.

Ex.: P.g=(1,2,4,8,16,32,64,128,256,512,1024,2048...), onde q=2

  • Uma progressão aritmética é uma seqüência numérica em que cada termo, a partir do segundo, é igual à soma do termo anterior com uma constante. O número é chamado de razão da progressão aritmética, e vem do 'r' de resto Alguns exemplos de progressão aritmética:

Ex.: P.a=(1,4,7,10,13,16,19,22,25,28,31,34,37,40...), onde r=3

teoria malthusiana
TEORIA MALTHUSIANA
  • A fórmula para erradicar a miséria
  • Eliminação da pobreza diminuindo o número de nascimentos entres os pobres,mas redistribuindo a riqueza produzida no mundo.
  • Para ele o excesso populacional era a causa de todos os males da sociedade (população cresce em progressão geométrica e alimentos em progressão aritmética).
  • Eugenia, aborto e as políticas malthusianas (HOJE)
  • Eugenia = melhoramento de um a raça
slide9
Pirâmide populacional

(Menos jovens e mais idosos)

slide10
Doença Sexualmente Transmissíveis

Aparição em homens e mulheres pobres

Motivação a esterectomia

teorias neomalthusiana
TEORIAS NEOMALTHUSIANA:
  • Em outras palavras, os teóricos, novamente, explicavam o subdesenvolvimento (atual) e a pobreza pelo crescimento populacional, que estaria provocando a elevação dos gastos governamentais com os serviços de educação e saúde.
  • Isso comprometeria a realização de investimentos nos setores produtivos
  • e dificultaria o desenvolvimento econômico.
  • Para conter o avanço populacional, estes teóricos lançaram mão de várias propostas: a adoção de políticas controle de natalidade, que se popularizaram com a denominação de
  • “Planejamento Familiar”.
  • MEDIDAS ADOTADAS POR ENTIDADES MUNDIAIS
  • (ONU, FMI, Banco Mundial, UNICEF, entre outros) nos países subdesenvolvidos, ajustadas a cada população a qual se destina: esterilização maciça de populações pobres, como foi feito na Índia e
  • na Colômbia
teoria reformista
TEORIA REFORMISTA:
  • Faz oposição ao pensamento das anteriores defendendo que a miséria é fruto da injustiça social, sobretudo na questão da divisão da renda, sendo a responsável pela situação de milhões, e não a população se apresentar em grande número simplesmente ser a justificativa para os problemas verificados.
  • Já é algo comprovado que o melhor controle de natalidade é aquele feito de maneira espontânea com aquela verificada no caso dos países desenvolvidos e não sujeitar as populações dos países subdesenvolvidos a políticas autoritárias.
xodo rural mais um motivo do crescimento populacional
Êxodo rural, mais um motivo do crescimento populacional
  • 1950 a maioria dos brasileiros viviam nos campos.
  • Hoje 8 em cada 10 brasileiros vivem nas cidades.
  • O movimento pendular ajuda na regularização populacional.

Conseqüência do êxodo rural

No campo

  • Diminuição da população rural
  • Diminuição da mão de obra rural
  • Diminuição da produção agrícola, com a elevação do custo de vida
slide19
Nas cidades
  • Desemprego
  • Subemprego (mercado de trabalho pequeno para a quantidade de mão de obra)
  • Falta de habitação
  • Formatação de favelas
  • Deficiência nos serviços públicos
  • Crise de abastecimento no mercado urbano(alimentos)
  • Marginalidade social
entrevista com seu jorge no faust o em 14 09 2008
Entrevista com Seu Jorge no Faustão em 14/09/2008
  • Seu Jorge diz que não quer falar mais das questões raciais, mas sim do desenvolvimento social brasileiro.

“Fale com Pedro, ande com Pedro, coma com Pedro e fique de olho em Pedro”.

Seu Jorge

slide21
Ei, seu branquelo! Perdeu, perdeu...

O Senador Paulo Paim, do PT gaúcho, continua sua cruzada em favor do racialismo. O que é isso? É dividir a sociedade brasileira em raças. Que a estupidez chegue às universidades públicas, já é um absurdo, mas se criar cotas para negros nas empresas privadas é uma intromissão descabida do poder público num ente privado.

A proposta prevê que as empresas reservem 46% das vagas para negros! Isso mesmo, cor da pele se transformou em critério para a contratação. Isso é uma violência! Uma estupidez! Querem, com afinco, criar o ódio racial no Brasil.

O projeto estabelece ainda que os empregadores não poderão pedir fotografia ou declaração de raça ou cor dos candidatos a emprego. A tramitação do projeto está apenas começando. Terá ainda de ser examinado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, antes de ser encaminhada à Câmara dos Deputados.No seu parecer, Paim afirma que a discriminação por motivo de raça, cor, ascendência ou origem racial ou étnica ainda persiste no mercado de trabalho brasileiro. Ele diz que a sua intenção é a de promover a inclusão nos setores público e privado. Para o senador, seria ingênuo, em boa fé, ou cínicos, em má-fé, se não reconhecesse o preconceito na sociedade brasileira. Daí porque entende que contra "essas regras não escritas, a Constituição de 1988 oferece remédios das ações afirmativas".